Casamento: 10 precauções importantes

por Doutrinador

Casamento e os efeitos de um mal planejamento. Mel Gibson – ironicamente, famoso pelo filme “Do Que as Mulheres Gostam” – perdeu metade da sua fortuna no fim de seu casamento. Finalmente ele descobriu “do que sua ex-mulher gostava”.

Bem, isso você provavelmente já sabe.

Mas pare para pensar nisso. Todo o esforço de vida profissional de Gibson, tudo que ele ganhou por frequentar escolas de teatro, memorizar scripts atrás de scripts, obedecer diretores arrogantes, ser xingado no set por esquecer uma palavra, representar personagens difíceis e complexos, regravar milhares de cenas, enfim, todos os frutos desse trabalho árduo tiveram que ser divididos com a ex-mulher simplesmente por um divórcio.

No caso dele, ainda ficou com um bom dinheiro. Mas advogados sempre trazem relatos assustadores de divórcios cada vez mais crescentes com seus clientes homens bonzinhos e medianos perdendo casas, carros e dinheiro conquistados com suor e sendo jogados no mundo porque não se precaveram antes do casamento.

Alguns possuem medo de falar para a namorada/noiva que querem casar com separação de bens, por medo de perdê-la. Temem ver o casamento como ele realmente é, uma parceria, ao invés de algo mágico como a mídia e politicamente correto vendem. Ao dizer que quer se precaver, elas reclamam, fazem bico e dizem que você “não confia nela e não a ama”, quando na verdade é o contrário. Se uma mulher prefere não se casar com você pois acha ruim casar com separação de bens (ou seja, sem a hipótese de tomar metade da sua grana num divórcio) é porque ela já entrou de má-fé no casamento.

Obviamente, existem casamentos que deram certo e também existem homens felizes com esposas decentes. Sei disso. O objetivo do artigo não é criar uma visão caótica do casamento ou pregar o apocalipse dos relacionamentos. Este não é um blog com piadinhas idiotas sobre como o casamento é ruim. O objetivo aqui é sério: mostrar a realidade e quais as precauções você pode tomar para ter um casamento firme com seu patrimônio protegido.

Irei postar agora 10 precauções, postadas recentemente pelo nrs, leitor do blog, com meus comentários sobre cada uma.

Precauções importantes quando o assunto é casamento

 1º) Nunca case em comunhão total de bens, no máximo em comunhão parcial.

Comentário: Essa dica é essencial e já salvou muitos homens de espertinhas aproveitadoras. De preferência, case com separação total de bens, afinal como diria Tim Maia, “não quero dinheiro, eu só quero amar”. Se ela achar ruim e der showzinho e piti fazendo questão de casar em comunhão para levar metade da sua grana, então já é um sinal de alerta.

2º) Se você tiver imóvel próprio, ponha seus pais com uso e desfruto nas escrituras da propriedade antes de casar. Desta maneira ela não tem como tomar seu imóvel em caso de separação pois seus pais tem uso e desfruto, independente de qualquer coisa.

Comentário: Dica importante. Existem vários casos de homens que no divórcio tiveram que sair da própria casa, sendo expulsos e tendo que viver em porões fedendo a merda até se reerguerem, enquanto a mulher fica tranquila na dela sem dar a mínima pro ex-marido. Não ache que a justiça sentirá pena de você. Ninguém tem pena de homem.

3º) Compre tudo que tiver de comprar antes de casar e mantenha guardados todos os recibos das coisas que você comprou, pois em uma eventual separação os bens adquiridos antes do casamento são de cada um. Ou seja, o que é seu continuará seu e ela só tera direito no que foi conquistado após o casamento.

Comentário: Perfeito. Alguns podem achar que isso é machismo. Ora, nada mais justo que cada um ficar com os bens que compraram com seu próprio dinheiro.

4º) Não tenha filhos antes de casar, tenha filhos pelo menos um ano após o casamento, pois em um ano da para conhecer bem a pessoa e se nesse um ano voce se separar evitará pagar pensão logo de cara.

Comentário: Filhos geram um grande baque financeiro na vida do homem e interferem brutalmente no relacionamento do casal. Todo planejamento para se ter um filho é necessário, afinal estamos falando de uma vida que deve ser educada num lar tradicional e estruturado, com a presença do pai.

5º) Não passe nada seu para o nome dela em hipótese nenhuma, seja carro, imóvel ou conta conjunta.

Comentário: Casamento é parceria, mas cada um na sua, para o bem dos dois.

Mel Gibson em foto aos 56 anos. Aparência destruída e marcas de expressão tristes por uma vida de esforços e um casamento falido onde levaram metade de sua grana e esperanças.

6º) Não caia nessa de “sexo só depois de casar”, pois existem mulheres que usam essa ferramenta para garantir compromisso e te manipular, ou seja, para garantir que você vai casar e te prender para depois arrumar briga e arrancar o maximo que puder de você.

Comentário: Em suma, não deixe que “sexo só depois de casar” lhe faça tomar decisões precipitadas ou ignorar o bom senso.

7º) Durante o namoro use sempre camisinha pois você não tem nenhuma garantia de que ela tomará anticoncepcionais.

Comentário: Quanto mais métodos contraceptivos, melhor. Infelizmente o anticoncepcional masculino foi boicotado, então use camisinha.

8º) Não deixe ela ter em mãos documentos seus como CPF e identidade, pois ela pode fazer empréstimos em seu nome e te deixar com um monte de dividas. Da mesma maneira, evite que ela compre coisas em seu nome.

Comentário: Alguns homens por falta de tempo, vontade ou mesmo capacidade, delegam à mulher a responsabilidade de comprar coisas em seu nome, de entrar em dívidas e até fazer empréstimos. Não é questão de ficar paranóico achando que se casou uma provável estelionatária. Mas você há de concordar que é muito melhor para ambos precaver-se e manter os gastos sob seu devido controle. O nome é seu e você vai sempre responder por ele, portanto não seja otário de deixar outros usarem o seu nome.

9º) Tenha sempre uma reserva financeira secreta, para você se refazer caso ela vá embora levando tudo que vocês conseguiram durante o casamento.

Comentário: Essa é uma das precauções mais importantes. Alguns cedem à pressão de esposas curiosas que mais parecem a Receita Federal, e que fazem questão de saber tudo o que o marido ganha, incluindo comprovante de rendimentos e os saldos bancários no fim do ano-calendário. Nada disso. Lembre-se, seu dever é sustentar sua famíliam, ser um bom marido isso nada tem a ver com deixar que sua vida financeira seja um livro aberto.

10º) Tenha sempre o controle financeiro desde o primeiro dia de namoro até os dias atuais do casamento.

Comentário: O boi só engorda ao olho do dono. Portanto, nunca deixe de supervisionar seu patrimônio, incluindo aquisição de créditos, cartões e gastos. Embora seja muito difícil e raro conseguir enriquecer dentro de um casamento, um bom controle financeiro lhe permitirá não cair em dívidas e até mesmo ter uma boa poupança para a época de vacas magras. Faça que isso seja regra desde o primeiro dia do namoro, assim ela já entenderá como as coisas funcionam desde o começo. Não banque o bundão no começo do namoro nem começa a mimá-la pois depois ficará difícil impor regras.

* Leia também: Precauções importantes ao se relacionar com mulheresEla quer realmente o matrimônio? Ou apenas o dia do casamento?

1 comentário

  1. Bem assim mesmo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: