7 dicas sobre ejaculação precoce

por Doutrinador

Tem ejaculação precoce? Ejacula só de ver uma mulher sem calcinha na sua frente? Fica constrangido com a fama de pinto mole e brocha? Então esse artigo vai salvar o pouco de dignidade masculina que lhe resta.

Todo homem de verdade que honra as bolas que carrega sabe que um sexo bom é aquele onde o homem tem pleno desempenho e consegue ‘cansar’ a sua parceira. Nossos ancestrais sabiam disso e povoaram a Terra com seus desempenhos nucleares na cama, chegando a ter 30 ou 40 filhos cada.

No entanto, vivemos hoje numa geração de homens frouxos e inseguros “criados a leite com pêra e Ovomaltino”, que vivem em “conflito” com o próprio pênis e fazem até terapia pra entendê-lo melhor. Homens em pleno vigor da juventude tomando Viagra e medicamentos para disfarçar seu desempenho de coelho da páscoa. Mas nem tudo está perdido.

Para salvar a honra masculina, abro meu baú de “Segredos da Masculinidade Plena” com dicas para que você recupere a dignidade desse pingo de leite que você chama de “pau”. Esqueça tudo o que aprendeu sobre ejaculação precoce lendo as psicólogas da Mens Health e aprenda a verdade sobre o assunto.

7 dicas viris sobre ejaculação precoce

1 – Você está viciado em se excitar com estímulos audiovisuais e mentais. Ou seja, está muito acostumado a se masturbar vendo filme pornô, ouvindo gemidos e mentalizando que está comendo a Brianna Love de quatro pra conseguir gozar no “cinco contra um”. Isso te atrapalha pois no sexo você aciona esses mecanismos de excitação e qualquer gemido da parceira te excita além do normal, como se estivesse consumando essas fantasias pré-foda da época de bronha. Segundo os gnósticos isso é decorrente da “mente luxuriosa”.

2 – A saída pra isso é IGNORAR os gemidos da mulher, se esforçar para ignorar o teatro dela (sim, elas gostam de impressionar) e pensar em outras coisas durante a transa. Pense em cálculos matemáticos aporrinhantes, equações de engenharia complexas, problemas que tem para resolver, algo que te preocupa, enfim, você precisa distrair a sua mente para ela não acione os mecanismos de excitação que você usa quando vai colar o piso do banheiro.

3 – Se não estiver aguentando, tire o pênis e pressione a cabeça do teu bráulio por 5 segundos. Isso mesmo, tire o pau da vagina e pressione a cabeça dele com os dedos rapidamente. Não é pra esmagar o teu pinto, animal, é só pra ajudar o sangue a descer um pouco e evitar a sensibilidade extrema da tua cabecinha precoce. Enrole a mulher nesses 5 segundos, dê uma chupada nos peitos dela, um tapa que “não dói”, mude-a de posição ou algo assim pra disfarçar que está pressionando o peru. Mas lembre-se que o objetivo deve ser sempre tentar diminuir isso, pois para transar devidamente você deve manter sempre o mesmo ritmo (é aí que elas soltam o velho canto da torcida corinthiana “não pára, não pára, não páraaa”). Ela perceberá que você é fraco se interromper as bombadas toda hora, então só faça se realmente necessário.

Esqueça o politicamente correto. Mulheres NÃO são compreensivas com seus problemas na cama.

4 – Diminua a sensibilidade por operar a cabeça do pau (fimose) removendo a pele caso tenha, por usar camisinha ou mesmo passar alguma pomada experimental (isto só em último caso).

5 – Não vá metendo na mulher logo de cara. Lembre-se, você é fraco nisso ainda. Chupe os peitos dela, capriche no oral, passe a mão nela, enfim, faça muitas preliminares e seja viril nisso. Só meta quando ela estiver pingando e desesperada por rola. Isso aumentará no inconsciente dela o seu tempo de vitalidade, pois elas costumam memorizar quanto tempo você pode excitá-la e não quando tempo você lhe desceu a vara (rimou).

6 – Masturbação não interfere nisso, como dizem alguns. Parar de se masturbar só vai te atrapalhar e te tornar mais ansioso na hora do sexo.

O que você precisa é controlar seus impulsos mentais durante o ato para que não acione mecanismos de excitação e não parar de se masturbar, até porque o seu pinto não tem um detector de vagina embutido (ele não sabe se aquilo que está roçando nele é uma vagina ou uma mão peluda).

O controle mental é a resposta, então exercite isso.

7 – Durante o ato sexual, tire o pinto pra fora e recoloque-o novamente várias vezes. Não fique apenas “dentro”. Isso evitará que a vagina apertadinha dela fique pressionando o seu pinto o tempo todo e te garantirá uns minutos a mais de vitalidade.

Claro que para isso o seu pau microscópico precisa estar duro. E tome cuidado pra não acabar enfiando no buraco errado numa dessas, ou a mulher pulará de dor feito um canguru.

Entendido? Então tire a mão do mouse e deixe de ser um frango na cama já!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: