Mosto Azedo Simples do Tio Jesse

Popcorn Sutton, “padroeiro” dos destiladores caseiros

(link para a postagem original em inglês, com mais algumas dicas interessantes)

Esta receita foi baseada no livro “Simple Sour Mash to Simple Alcohol Fuel!”, de J. W. Walstad e foi sendo modificada de acordo com as minhas experiências.

Este é o método mais barato que achei para produzir whiskey de milho, e também é ideal para os iniciantes, já que ela não precisa ser macerado e nem cozido, o que reduz muito o trabalho e as despesas do processo.

Usei este método por anos até dominar o processo de fabricação de um whikey de mosto azedo de qualidade, a partir daí eu passei para métodos mais avançados.

Segurança em primeiro lugar, amigos. Divirtam-se!

Continue lendo

Vale a pena comprar carro e moto para “pegar” mulher?

por Doutrinador

A esmagadora maioria das mulheres adora carro e moto. Pedem caronas, abrem sorrisos ao ver que não precisarão andar e pegar ônibus, atribuem altíssimo valor masculino ao homem que os possui. Existem três motivos básicos do por quê mulheres adoram homens com veículos:

1. Inspiram poder financeiro

É claro que estou me referindo aqui a motos estilo 500cc ou mais caras e carrões estilo mega-empresário/agroboys, importados como Maseratis, Lamborghinis, Camaros, BMWs ou mesmo os GTIs e esportivos populares por aqui.

Mulheres são viciadas em atribuir o valor masculino à posses materiais e obviamente carro e moto são sinais evidentes disso. Um veículo age como um extrato bancário ambulante e sinônimo de poder. Elas possuem um lema entre elas que é “se quer saber se um homem vale a pena e é bem sucedido, olhe para o carro dele”, além de provocar invejas nas rivais ao sair por aí num carrão.

Da mesma forma, um homem com carro ferrado comunicará que é um pobretão ferrado (foi daí que se originaram os xunings: uma tentativa de sair do status de pobretão sem precisar trocar de carro). Note que até em comerciais de veículos e montadoras o apelo psicológico motorizado é implantado, onde a mulher entra no carro do cara como se fosse a rainha e ele o chofer serviçal que atenderá a todos os caprichos dela.

Está chocado? Vai dizer que tu esperava que ela te valorizasse pelo seu volume de trabalho? Hahaha.

Continue lendo

Os 12 erros dos homens nos relacionamentos

por Doutrinador

1 – Acreditar que sua namorada é uma exceção

Muitos homens acreditam que possa existir por aí uma mulher que não tenha falhas, que o respeite “assim como ele é” e que adore bonzinhos e tímidos. Muitos também acham que os fatos expostos nesse e outros blogs se aplicam a outras mulheres mas nunca à deles.

Tudo isso é fruto de resquícios de paixão que ainda alimentam. Está mais do que provado que a paixão domestica o homem. Todo o senso de alerta que ele tinha a respeito das mulheres antes de começar a namorar agora parece não fazer sentido, já que ela é tão carinhosa e parece respeitá-lo. Ele se ilude com o tempo bom e se recusa a acreditar nas advertências de tempestade que hão de vir. Quando menos espera, já está num caminho sem volta onde a única saída é o triste fim de um otário apaixonado.

Não se trata de demonizar a mulher, ficar paranóico, vestir o chapéu de corno por antecipação ou procurar segundas intenções em tudo o que ela faz e diz. Trata-se de apenas não afrouxar a guarda e se manter alerta, com pleno domínio sobre suas ações.

É por isso que costumamos dizer que ninguém efetivamente “sai da matrix” (ou está imune aos efeitos da paixão). O homem que emocionalmente está de pé hoje e é senhor de suas emoções, amanhã pode tomar um mata-leão de alguma espertinha e acabar carregando as sacolas dela feito uma besta de carga num shopping sem ser respeitado.

Continue lendo

Respeito e obediência: o melhor presente para seus pais

por Doutrinador

Para quem dá valor a família, pai e mãe são muito importantes. Se você não é um rebeldinho bundão de quarto, então valoriza bastante sua família e entende que aqueles que lhe criaram e disciplinaram fizeram esforços gigantescos para que você pudesse se tornar o que é hoje.

É apenas natural que exista em nós o desejo de retribuir a todo o carinho e cuidado que recebemos de nossos pais. Mas qual a melhor forma de fazer isso?

Infelizmente, a maioria hoje prefere dar algum presente qualquer como “lembrancinha” apenas para cumprir a data, sem sequer refletir sobre sua relação com seus pais.

O melhor presente que você pode dar a seus pais é o respeito e a obediência ao longo do ano. Nada de gravatinhas, meias idiotas, seu pai e sua mãe querem é respeito. Mas isso hoje tem se tornado raro – principalmente o respeito pela figura paterna. O feminismo, através da sexualidade e psicologia barata, cumpriu seu papel em desconstruir a influência patriarcal na família.

Continue lendo

Instinto: herói ou vilão do desenvolvimento pessoal?

por Doutrinador

O instinto é normalmente aceito e propagado como sendo algo positivo.

Por exemplo, o instinto de sobrevivência, que nos fez sair das cavernas e resistir aos ataques de predadores cretinos até os dias atuais, o instinto de conquistar novas terras e desbravar continentes, ou ainda o instinto sexual, que tem garantido por gerações a perpetuação genética.

Quando percebemos o perigo, ou alguém em uma situação de risco e agimos por impulso para ajudar, seja dando um soco na cara de um desonrado ou pulando na água para salvar a vida de alguém, isso é instinto. Todas essas são características instintivas positivas, necessárias e que não devem ser suprimidas.

Durante nosso desenvolvimento como homens viris e honrados, não podemos menosprezar nosso instinto ancestral, devemos sim usá-lo a contento.

O lado ruim disso tudo é que o instinto do homem é muito forte e se você não tiver cuidado, ele pode lhe domar e fazer você se arrepender de algumas atitudes, ou mesmo atrapalhar seu desenvolvimento.

Continue lendo

Por que elas preferem os cafajestes?

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é jece.jpg

por Doutrinador

Cafajestes sempre existiram. Antigamente, numa sociedade muito mais conservadora do que a em que vivemos hoje, eles logo eram varridos para debaixo do tapete. É verdade que eles já tinham um certo sucesso com as mulheres, mas não eram exaltados por isso e eram tratados como um “erro” na cadeia de construção moral masculina, vivendo à margem da sociedade.

Hoje as coisas mudaram. Nunca os cafajestes foram tão admirados e estiveram em alta como são e estão hoje. São invejados pela maioria dos homens, constituem presença obrigatória em filmes românticos e novelas, e, mesmo que elas não admitam, são admirados pelas mulheres.

Não é a toa que o sonho de todo paspalho juvenil hoje não é ser um chefe de família trabalhador, mas sim se tornar um cafajeste e pegar muita mulher. A cadeia masculina foi invertida e, de figuras rejeitadas, os cafajestes se tornaram referência de comportamento.

O motivo disso é simples: o valor do homem deixou de ser associado ao que ele constrói na vida e passou a ser associado ao número de mulheres com qual ele se relaciona. Valoriza-se muito mais o homem “pegador”, baladeiro e que come sexo no café da manhã do que o chefe de família pacato que cuida de seu patrimônio, esposa e filhos com muito trabalho e esforço.

Com isso, surgem muitas perguntas. Muitas delas já foram respondidas antes aqui no blog. Mas afinal, por que elas preferem os canalhas? Por que elas gostam dos cafajestes? Será que vale a pena eu abandonar o que acredito e me tornar um cafajeste? Será que minha namorada/noiva/esposa pode ser vítima de um cafajeste?

Continue lendo

Desmascarando Conjecturas Matrixianas

por Doutrinador

O termo matrix foi utilizado fazendo uma analogia do filme Matrix. Como todos sabem, a matrix é uma falsa realidade onde as pessoas são mantidas e convencidas de que aquele é o mundo real. Nos relacionamentos ocorre algo parecido, nós homens crescemos ouvindo que mulher é um ser quase supremo, perfeito, linda, maravilhosa, que não tem defeito, inquestionável etc. Crescemos ouvindo que mulher gosta de caras românticos, sinceros, honestos, carinhosos, bonzinhos etc, e quando damos de cara com a vida real percebemos que não é bem assim.

Isso é a matrix dos relacionamentos, fomos vítima de uma lavagem cerebral e nos levaram a acreditar que essa é a realidade, mas não é. Se o discurso feminino fosse verdadeiro, veríamos os bonzinhos sendo disputados a tapa pelas mulheres, enquanto os cafajestes e canalhas ficariam jogados pelos cantos, sendo humilhados e ridicularizados. É o que acontece? Não! Por que não acontece? Porque há uma discrepância entre o que dizem e a realidade, e isso é a matrix. Não nos cabe revoltar-se contra isso, apenas acordar.

Quando a pessoa acorda e entende que o que ela acredita sobre relacionamentos não é verdade, dizemos que ela passou a enxergar a matrix, e quando rompe com seu padrão de comportamento antigo e passa a agir com base no mundo real, dizemos que esta saiu da matrix. Entendemos então que, quando nos referimos à matrix, estamos nos referindo a uma realidade inverídica, uma realidade pseudo e politicamente correta que as pessoas querem, a todo custo, que você acredite.

Mas matrix não se resume apenas a relacionamentos. Existe a matrix do mercado trabalho, matrix dos relacionamentos interpessoais, toda e qualquer situação que envolve conceitos enganosos. Irei listar neste artigo algumas conjecturas matrixianas. Uma conjectura é uma ideia, fórmula ou frase, a qual não foi provada ser verdadeira, baseada em suposições ou ideias com fundamento não verificado. Ou seja, ideias que as pessoas acreditam serem verdadeiras, mas não são. Ideias que pertencem a uma realidade paralela, a qual chamamos de matrix.

Continue lendo

Quando o homem tem vergonha de ser HOMEM

por Doutrinador

Um dos piores erros do homem moderno é ter vergonha de ser homem, aceitando passivamente ser tolhido pelo politicamente correto e pelo medo de ser rotulado de “patriarca machista” por querer ser chefe da família.

O desrespeito ao homem, o ato de tirar-lhe a voz e fazê-lo sentir vergonha por ser homem nada mais é que um modo de enfraquecê-lo e abrir caminho para a canalhice. Tudo que os canalhas deste país desejam é que os homens fiquem com medo de ser homens.

Dizer que você emitiu uma opinião machista, que é retrógrado, que é um ogro, que não é moderno, etc. nada mais é uma que uma estratégia para fazê-lo se calar e se esconder no meio da massa politicamente correta que acha legal vestir uma camiseta da Abercrombie e sair para “protestar” por aqueles idiotas 20 centavos.

Continue lendo

10 Conselhos de Vida para Adolescentes

por Doutrinador

1) Não adianta chorar na vida. Por mais que sua história seja difícil, quanto maior o desafio maior será a glória e o sentimento de prazer ao vencê-lo. Abandone as fraldas de uma vez por todas e tenha paciência em fases ruins: elas sempre passam. A sua também vai passar.

2) Não se sinta pressionado a seguir a carreira dos teus pais ou desmotivado caso eles não sejam ninguém na vida ou não sejam inspiradores. Preocupe-se com o seu legado, com o seu nome. Lembre-se, você tem na sua vida a chance de quebrar a corrente e marcar seu nome na história da família como alguém inspirador e vencedor. Faça isso.

3) Vá trabalhar, provar seu valor, vá estudar também pois ninguém dá nada de graça. Faça um curso que dê um bom retorno financeiro. Dinheiro move o mundo e pode nos dar dignidade e sustento, portanto ele deve ser um dos seus objetivos. O que dá energia é a motivação, e você só vai conseguir ficar motivado se mudar sua rotina, por isso a academia pode lhe ajudar, te dá mais confiança, mais conhecimento sobre teu corpo e mais estima que também é importante.

Continue lendo

Mentiras femininas: “falta homem no mercado”

por Doutrinador

Mulheres adoram dizer por aí que estão solteiras porque “falta homem no mercado”, como se todos os homens fossem imprestáveis para relacionamentos. No entanto, o que mais vemos por aí são homens bonzinhos, românticos, virgens e solteiros rejeitados à espera de um “amor verdadeiro”. Será que falta homem mesmo ou isso é uma justificativa para tentar mascarar padrões femininos insanos e ilógicos? Para responder, vamos analisar o artigo abaixo:

Mineiras solteiras se rendem ao estilo periguete para driblar a falta de homem

Como vimos, na piriguetelândia falta homem. Aqui no planeta Terra está repleto de homem bonzinho querendo namorar e casar, mas são ignorados e tratados igual bosta pois são tímidos, desinteressantes, pegajosos e pobretões. O homem que falta para as periguetes são os playboys, agroboys e bombados destacados de balada que, como possuem alta disponibilidade de mulheres, não dão atenção para qualquer mediana com chapinha no cabelo.

Uma das entrevistadas relata o seguinte:

Continue lendo

Entrevista com Doutrinador para o fórum PUABase

Segue abaixo, na íntegra, entrevista concedida alguns anos atrás para o pessoal do fórum PUABase.

***

Continue lendo
%d blogueiros gostam disto: