Reflexão sobre a vida dos homens e mulheres

Num debate sobre este artigo dos 3 heróis de Chernobyl, que sem pestanejar ofereceram suas vidas para abrir manualmente as válvulas do reservatório do reator, assim provavelmente salvando toda a Europa de uma contaminação nuclear muito grave. Então, baseado neste artigo, o usuário Navarre fez esta interessante reflexão sobre a diferença entre a vida dos homens e das mulheres:

Sabe de uma coisa… Pode parecer idiota, mas eu seria um desses heróis. Eu morreria por isso. E mais, acredito que outros homens deste fórum fariam o mesmo. Morrer sabendo que sua família, amigos, conterrâneos, e patriotas poderão estar seguros e viver em paz, é tudo que faz sentido na existência de um homem.

Nessa existência absurda, nascemos para morrer. Todo homem sabe disso. Isso é fato inegável. Não escolhemos nem onde ou quando nascemos. Não escolhemos de quem ou de qual forma. Também não escolhemos quando iremos morrer.

O homem só pode escolher duas coisas em sua diminuta existência na Terra:
Como viver, e como morrer.

Só existe isso, e mais nada. Essa é a liberdade que nos cabe na nossa existência, e homens horados e sem medo sentem-se realizados em poder exercê-la.

Agora eu te pergunto… – Por que e pelo que uma mulher vive? Continue lendo

Workaholic – O homem escravizado, doente e atolado na Matrix Profissional

por Mandrake, usuário do Fórum do Búfalo

Workaholic é um fenômeno comportamental, ou melhor, uma faceta da matrix profissional que está cada vez mais crescente na sociedade, tendo maior incidência em organizações que possuem uma cultura extremamente competitiva.

Estar absorvido de maneira intensa com o trabalho, com longas jornadas diárias, carga horária de trabalho descomedida, ritmo veloz de se trabalhar e busca desenfreada de resultados são fortes indícios que podem contribuir para que o homem se torne workaholic.

É importante não confundir “trabalhar demais” com ser “viciado em trabalho”. Quem trabalha demais e distingue as fronteiras entre a vida profissional e a pessoal, consegue viver normalmente, quando não está trabalhando. Enquanto os viciados em trabalho, na maior parte dos casos, não têm vida pessoal e não conseguem viver tranqüilamente fora do trabalho. Continue lendo

Homem que exige obediência das mulheres é recompensado com mais de 100 esposas

por The-Spearhead.com

Bello Maasaba, um nigeriano pai de 185 e por enquanto marido de 107 mulheres, é adulado não importa onde vá. Como um curandeiro islâmico, ele cobra um belo preço por seus serviços, apesar dele não usar da medicina moderna. Mesmo com 87 anos, sua esposa mais jovem tem 19, e ele continua se casando com mais e mais mulheres.

De acordo com Robyn Dixon, jornalista do LA Times, ele escolhe suas esposas por suas qualidades de submissão e de obediência.  Dado o sucesso dele com as mulheres, talvez isto explique um pouco sobre o que as mulheres realmente querem. Se ter uma posição de autoridade não é atrativo para uma mulher, então como ele pode atrair tantas? Continue lendo

[O Autêntico] Resposta ao vídeo Mulheres vs. Homens

Bem, uma qualquer vez um vídeo no youtube que está fazendo sucesso e tal (claro, afinal se uma mulher razoavelmente bonita ficar bebendo água na frente de uma câmera por 5 min também faria sucesso, por causa da manginada que infesta nosso país…), um vídeo em que se não me engano ela expõe suas frustrações por ter virado “lanchinho” de cafajeste e ser ignorada logo em seguida. Pois bem, o Autêntico resolveu bater o pau na mesa e falar algumas verdades sobre o porque elas merecidamente viram “lanchinho”. Espero que ela encontre este vídeo!

23 suecas são acusadas por fazer pornografia infantil

Primeiro, um comentário. Esta é uma notícia curiosa por 2 motivos:

1 – Sempre falam que só homens que cometem crimes sexuais, aqui temos um belo exemplo que não é bem assim…

2 – Notei que nos jornais brasileiros, quando se citava a notícia, no título era colocado “23 suspeitos” e não “23 suspeitas”, só deixando claro que mulheres faziam parte deste crime hediondo no corpo da reportagem, ao contrário do que fizeram os orgãos internacionais de imprensa, que deixavam claro no título da notícia que mulheres faziam parte do rolo. Mais tendencioso impossível… Continue lendo

Mulheres e suas armas – o Antes e o Depois


por 
Whiskey’s Place

Muitas fotos mostrando mulheres no passado e no presente  demonstram de uma forma chocante como as elas mudaram através das décadas, quando o assunto é maturidade, valores e comportamento. Uma das melhores coisas que a internet nos oferece é a chance de que podemos comparar as coisas do passado e do presente, sendo um lembrete que a história não começou ontem, ou em 1968. Fotos preto e branco (algumas em cores) da Administração de Segurança Rural dos EUA e o Acervo da Secretaria de Informações de Guerra foram digitalizadas recentemente e estão disponíveis para visualização e download. Estas imagens fornecem uma idéia fascinante de como eram a moda, a saúde física, as condições gerais de vida dos cidadãos comuns dos EUA, do período que vai da década de 1930 até o fim da 2ª Guerra Mundial. Muitas fotos demonstram uma diferença brutal entre as mulheres daquela época e as mulheres celebridades atuais, tanto para o bem quanto para o mal. Uma mudança que eu acho muito interessante é a relacionada com as “armas”. Continue lendo

O casamento real e o poder feminino

por Petra Gajdosikova

O casamento real e toda aquela loucura midiática sobre ele finalmente terminaram. As massas celebraram um show opulento e chamativo e agora podem voltar aos seus programas de TV.

A Família Real nos mostra uma nova face para o mundo, mostrando que está acompanhando a mudança dos tempos… com um casamento belo e politicamente correto. Esperamos que o casal tenha um longo e bem sucedido casamento e que seus votos matrimoniais modernos e progressitas não se confirmem como um péssimo presságio do que pode vir.

Agora, eu sei que é uma pergunta meio boba para se fazer, mas o que tem de tão “opressivo” assim para a Kate Middleton não querer manter o voto de obediência a seu marido? Sim, eu sei que atualmente isso é uma coisa totalmente fora de moda além de ser um crime contra os direitos humanos das feministas e das milhões de mulheres modernas e lobotomizadas. Mas se a realeza não mantem os últimos traços da tradição, quem vai manter? E qual q finalidade da Monarquia sem a tradição? Continue lendo

Da Passeata das Vadias à Sobrevivência – A verdade sobre homens e mulheres

por Paul Elam

Já ouviu falar de mulheres caçadoras na idade da pedra?

Benjamim, um homem de 23 anos, está empoleirado numa tábua na frente de um barco simples de madeira. O outro homem atrás dele vai remando calmamente, fazendo com que o barco se mova lentamente para frente. Benjamin está nervoso. É a sua primeira vez e e esperam que ele tenha sucesso nessa empreitada. Alguns minutos atrás e seu irmão mais velho tinha falhado na tarefa.

No momento certo ele pula no ar, empunhando um arpão que deve ter o dobro do tamanho dele, deixando-o o mais acima da cabeça possível. Ele se joga com o arpão com toda a força que tem, arpoando uma cachalote de 50 toneladas, e nadando de volta para o barco o mais rápido possível antes que o animal ferido e furioso o ataque.

Oito horas e um árdua luta depois, Benjamin e sua vila tem comida suficiente para meses. Continue lendo

[Vídeo] O mito da opressão feminina

Mais uma iniciativa do Canal. Nós transformamos em vídeo o artigo de Paul Elam “O mito da opressão feminina”, para melhor divulgação. Segue o vídeo:

A seguir, segue a transcrição do artigo. Continue lendo

Era Jesus um mangina?

por Paul Elam

Primeiro, gostaria de dizer que sou ateu. Mas não daquele tipo de ateu militante chato que dedica religiosamente a sua vida a condenar tudo o que seja cristão.

Mesmo sendo ateu, sou fã da história de Jesus Cristo como descrito na Bíblia, e mesmo enxergando ali imprecisões históricas, eu considero uma leitura rica em sabedoria, humanidade e inspiração.

O Jesus da Bíblia é o tipo de homem que eu gostaria de ser, mas eu sei que eu não conseguiria chegar nem perto deste objetivo.

Dito isto, vejo que muitas organizações religiosas cristãs seguem um caminho totalmente desconectado com os ensinamentos de Jesus, o que influencia negativamente muitos fiéis.

Um dos maiores exemplos disso são aqueles religiosos dogmáticos que frequentam a igreja atual. Se esses palhaços são seguidores de Jesus, então o filho de Deus deve ter sido o maior mangina que exisitiu. Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: