A princesa miserável e a grande máquina americana de vadias

por Paul Elam

Começo, sem exitar, tirando meu chapéu para as mulheres tradicionais que ficam ao lado de seus homens na saúde e na doença, não importa o que aconteça na vida deles. Também saúdo as mulheres que trabalham e contribuem igualmente em seus relacionamentos em termos de finanças e fazem alguns esforços para carregarem o seu fardo dentro de uma relação amorosa, como por exemplo, saindo do carro para ajudar a trocar o pneu – ou achar um motivo verossímil para começar uma discussão.

Com as “mulheres excessão” colocadas à parte do que vem a seguir, agora dedicarei o resto do artigo com as mulheres que a esmagadora maioria dos homens tem que lidar, especialmente quando eles ficam um pouco mais velhos. Continue lendo

[Pragakham] Amizades femininas em companhia de bar, ou onde for: falsas e exploradoras

por Pragakham 

Atualmente estou percebendo que um grande numero de vadias estão desconfiando das espertezas e percepção do homem quanto a visão da bandidagem feminina. Elas estão começando a se preparar para novos botes, como a cobra que espera pela presa. Sempre estamos lá com os amigos tomando cerveja, jogando carteado, fumando charutos, tomando nosso conhaque, tequila, o que for, e não suportarmos beiço feminino na conversa. A não ser que ela vai ser o prato principal, sempre gosto da parte do cu ou buceta.

Mas o que tenho visto, em cada roda de macho, é que está começando a aparecer uma sombra feminina, uma vaca ali espreitando, tentando imitar a selvageria masculina. Bebendo e falando alto como se fosse convidada. Continue lendo

A universidade é realmente importante?

por The-Spearhead.com 

Li estes dias um artigo que está sendo muito discutido no reddit, sobre o dilema que os garotos enfrentam na escola. Eles estão a cada dia pior nas escolas, sendo passado pelas meninas, sem motivação para estudar, etc. Artigos com estes temas estão se tornando frequentes ultimamente, e mesmo eu não estando satisfeito com o caminho que a educação superior está tomando na América desde o advento do feminismo imposto pelo Estado, eu acho que tenho uma visão diferente dos demais:

Já há garotos suficientes na escola – talvez até demais. Continue lendo

Anders Breivik: A revolta dos machos beta – Final

Caso não leu a 1ª parte, clique aqui.

por Whiskey’s Place 

Prevejo cartas apaixonadas cheirando a xoxota chegando em massa pra ele na cadeia...

Mas por fim, devemos encarar a verdade e aceitar o real motivo deste massacre. O verdadeiro motivo da morte destas pessoas foi só mais um macho beta em fúria. Isto irá acontecer até os machos beta tiverem seu status melhorado perante a sociedade, ou malucos forem presos o quanto antes (o problema é que Breivik não demonstrava sinais de problemas mentais), ou quem sabe os dois. Loucos fazem coisas loucas, e naturalmente nossa sociedade “boazinha” que reluta a controlar seus loucos irá pagar um alto preço por isto. Mas mesmo assim, os loucos enxergam apenas que há vencedores e perdedores. É natural do macho beta perdedor afligidos por doenças mentais punir aqueles (crianças, mulheres) que eles considerem “pertences” dos machos alfas vencedores. Continue lendo

Anders Breivik: A revolta dos machos beta – Parte 1

por Whiskey’s Place

Comentaristas esquerdistas estão felizes que o terrorista norueguês Anders Breivik – que afirma que agiu sozinho e que planejou tudo por 9 anos – é um “conservador”, já que ele cita escritos de blogueiros anti-jihadistas proeminentes, como o Fjordman, Larry Auster, Gates of Vienna, Atlas Shrugged, Pamela Gellar, Bat Y’eor e muitos outros. E os comentaristas de direita não conseguem entendê-lo também, como um post do blog Gates of Vienna atesta:

Este ataque sadista e bárbaro deve ser um dos ataques terroristas mais estranhos de todos. Alguém nunca iria pensar, se for se basear nos comentários que ele fez online, que ele era um assasino em massa em gestação.

Sim, o assasino era de direita e anti-jihad, mas não era um neo nazista (ele era pró Israel) ou um supremacista branco (ele era opositor do BNP por considerarem eles racistas). Ele era cristão, mas não fanático (ele era pró gay).

Na verdade, ele não era muito diferente de mim – um liberal de direita. Ele era anti racista, pró gay e pró Israel. Então como diabos alguém pode ser um terrorista contra os valores ocidentais?

A resposta não tem nada a ver com política (seja ela de direita, esquerda, nacionalista, multiculturalista, anti jihad, pró jihad). A resposta é outra… é A REVOLTA DOS MACHOS BETA. Continue lendo

Os juízes ingleses afirmam: “Sejam mais lenientes com criminosas”

por Nick Collins

Criminosas são mais propensas a terem problemas psicológicos ou educacionais e podem já ter responsabilidade de cuidar de uma criança, enquanto menos mulheres comentem crimes violentos que os homens, de acordo com novas diretivas. Continue lendo

O feminismo é uma jogada comunista

por Paul Elam 

O problema principal do feminismo é algo que eu chamo de “Marxismo Consumista”. É um termo que parece ser paradoxal, mas é a descrição perfeita dos rumos que nossa sociedade está tomando. Nossa evolução cultural está avançando para o caminho de uma população emburrecida pelo Estado, que agora se transformou numa mega corporação. E ele dá as regras baseado num sistema de governança feminista. Deixe me explicar desde o começo:

O Feminismo é uma estratégia marxista designada para minar a família e todas as outras instituições tradicionais, assim fazendo que a toda a relação individual entre os cidadãos sejam controladas totalmente pelo Estado. Para poder conseguir fazer isso, a propriedade privada, a única prova tangível de liberdade individual, se torna algo do passado. Este é o resumo da Nova Ordem Mundial. E se você está ligado no que está acontecendo, perceberá que isto já acontece há tempos. Continue lendo

Você é um homem!

por Voodoojock

Então, você está sem mulher. Considerando que a grande maioria delas são vadias beberronas que gostam de trepar com “bad boys” e fotografar as evidências para colocar em alguma rede social, eu até digo que o fato de você estar sozinho é motivo de orgulho. Veja deste jeito, enquanto todo mundo está se ferrando com este tipo de mulher, você irá gastar o seu tempo com coisas mais produtivas e que não resultem em você tomar no rabo por causa de alguma armação dela. Continue lendo

Uma mulher numa rua escura

Por Oliver Guerrero 

Estava andando de noite pelas ruas de Vancouver. Era sexta feita e as pesssoas estavam bebendo e confraternizando. Então, acabei pegando uma rua escura e vazia. Então, na outra ponta da rua, eu vejo a figura de uma mulher descendo a rua. Ela estava mais ou menos em forma pelo que pude ver pela silhueta. Mas quando ela foi se aproximando, eu percebo que ela estava vindo para minha direção. Até pensei que ela estava bêbada, mas ela estava andando muito certinho. Do nada, quando estávamos a menos de 2 metros de distância, ela literalmente invadiu o meu espaço numa manobra inesperada. Tive que parar para não esbarrar nela, e então um carro passou e a iluminou por uns instantes. Foi rápido, mas deu para vê-la em detalhes. Estávamos apenas alguns centímetros um do outro. Continue lendo

Primeira marcha indiana das vadias não faz sucesso…

Tentando trazer o feminismo ao estilo ocidental para a Índia, algumas estudantes indianas estão tentando organizar as famigeradas marchas das vadias para protestar sobre o abuso sexual na Índia. No domingo, a 1ª Marcha das Vadias da Índia foi realizada em Bhopal mas ela já teve alguns problemas graves antes mesmo de começar. Primeiro, o nome não pegou bem entre as indianas, o que as organizadoras trocarem o nome de “Marcha das Vadias” para “Passeata do Orgulho”. É claro, as indianas ainda tem vergonha na cara o suficiente para recusar serem associadas com vadias.

O próximo problema foi o estilo de vestimenta. Ao invés das roupas de prostituta que as participantes das marchas ocidentais usavam, as indianas resolveream se vestir mais comportadamente ao invés de – de acordo com elas mesmas – “provocativamente”. Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: