Amigays: você é um deles?

por Doutrinador

Para a mulher, parece que não há limites para difamar o sexo masculino. Noto que há até um certo prazer sádico em sofrer na mão de canalhas e cafajestes e depois disparar ofensas o resto da vida contra eles.

Não conheço nenhuma mulher que nunca teve um rolo mal resolvido com um cafajeste. Seja uma ficada que não virou namoro, um flerte que não virou ficada ou uma transa onde ele a jogou fora como um copo descartável e nunca mais ligou, todas elas tiveram ou terão um rolo mal resolvido com um cafajeste, que as transformará em detratoras dos homens pelo resto da vida.

Mas, a pergunta que não quer calar é:

Se os homens são todos canalhas, palhaços, não prestam, cafajestes, podres, inúteis e cretinos, porque quando elas têm um problema emocional sempre preferem correr para algum ombro amigo masculino?

O lógico seria ela sempre preferir o conselho de outra mulher, já que são do mesmo sexo e teoricamente poderiam ter maior compreensão mútua. Mas vejam como as mulheres são ilógicas: um homem faz a mulher chorar. Ela fica puta porque o lance dela com aquele homem não deu certo, então acha que todos são uns canalhas, mas pra onde ela corre pra desabafar? Para o ombro de… outro homem! Mas homem não era “tudo palhaço, tudo imprestável”?!

Entendemos essa hipocrisia quando analisamos os motivos delas não revelarem suas fraquezas a outra mulher.

Motivos pelos quais uma mulher não pode se abrir com outra mulher

1. Ela estaria assumindo que foi desprezada por um canalha, o que significa que ele achou uma mulher melhor, assinando assim um atestado de fracassada perante as amigas e sociedade;

2. Ela poderia ser sabotada pela “amiga”, pois além de amigas, elas também são rivais quando surge algum homem destacado ou uma oportunidade de se destacar e ter o ego elevado;

3. Ela seria o assunto de semana e a bola da vez em todos os salões de beleza do bairro. Teria que ficar na chapinha por 6 meses até a poeira abaixar.

Certo, então já que não podem revelar fraquezas para mulheres, o fazem com os homens certo? Sim, mas não todo tipo de homem.

Motivos pelos quais uma mulher também não pode se abrir com um homem heterossexual normal

1. Ele vai se aproveitar que ela está exposta e vai tentar transar com ela;

2. Todas as palavras que ele ouvirá sair da boca dela soarão como “quero sexo”;

3. Ele vai comê-la;

4. As lamentações da mulher serão interrompidas pela voz de seu próprio pinto falando “não perca essa oportunidade cara, vamos marcar esse gol, man olha a voz dela que tesão já to ficando duro hein”

Homens heterossexuais normais também não servem pra ombro amigo, pois só vão pensar em sexo e elas não querem saber de sexo, pois já tiveram isso com o canalha que as chutou.

A solução para as crises emocionais femininas: o amigo gay

Gays são a solução para esse problema de falta de confiança delas. São originalmente do sexo masculino (portanto, são de confiança segundo a própria lógica delas) e são assexuados (não irão querer sexo em troca por conselhos). Porém ainda existe um problema para elas. Não há número suficiente deles, pois como eu disse, toda mulher tem ou terá um rolo mal resolvido com um cafajeste e um trauma oriundo de um canalha, portanto a demanda de amigos gays e cabeleireiros assexuados não são suficientes para as toneladas diárias de traumas e decepções que passam nas mãos dos canalhas. Nem mesmo a parada gay seria capaz de atender essa demanda.

Solução: assexuar o homem! “Se não existem gays disponíveis, vamos criar um”!

Agora pense: se ser um miguxo já é humilhante, imagine agora que percebemos que eles são o banco de reserva dos gays! Isso mesmo miguxinho paspalho, você só está com sua amiguinha no seu ombro porque ela não tinha um amigo gay acessível.

Como uma mulher constrói um amigo gay

1. Desativam o dispositivo de visão anti-fracassados e começam a enxergar os que antes lhe eram invisíveis;

2. Enfrentam o nojo mas conseguem emanar sinais falsos de interesse para iludi-los, como olhares, perguntas, cumprimentos e coisas que antes eram apenas reservadas aos destacados. Justificam os possíveis vômitos ao se aproximarem dos fracassados como “comi uma maionese estragada no almoço”.

3. Começam a perguntar coisas a eles como se eles fossem importantes para elas. Problemas das aulas, do trabalho, da academia, etc. Como homens adoram se sentir úteis e, sendo os alvos delas os fracassados com mulheres, se iludem com esses falsos sinais de interesse e começam a achar que elas querem dar para eles.

4. Este é o ponto crítico. Se elas não tomarem uma atitude, o desejo sexual aflorará e eles se transformarão num daqueles homens normais que querem sexo. Perigo. Hora de feminilizá-los pedindo opinião sobre catálogos de cosméticos, lingeries, dizendo que acham bonito homens que assistem novela e fazem coisas gays, dizendo que adoram homens sensíveis, dizendo que o sonho delas é encontrar um homem que chora e um homem que usa camisa rosa.

5. Hora de comprovar o efeito: se ele aparecer no dia seguinte com uma camisa rosa e dizendo como se emocionou assistindo novamente Titanic, missão cumprida. Se isto não acontecer, voltam ao passo 4 até que aconteça.

6. A mulher começa a cozinhar o mais novo amigo gay e manter contato esporádico apenas para não perdê-lo de vista, ficando no jogo do afasta-aproxima enquanto galopa no colo de canalhas. Agora já pode se aventurar com cafajestes pois tem um cara legal e amigo gay pronto para lhe ouvir caso lhe aconteça o previsível: ser chutada novamente em troca de uma mais gostosa.

Conclusões

– As mulheres dizem que os homens não prestam, mas quando são chutadas e precisam recorrer a alguém para desabafar, procuram justamente os homens;

– Homens interessantes e destacados não servem para conselheiros 24hs pois rejeitarão atuar nisso e irão querer sexo em troca de conselhos;

– Homens fracassados são carentes e aceitam sem perceber ser banco de reserva dos gays, se tornando assim mais imprestáveis sexualmente falando do que quando eram apenas fracassados;

– Elas dizem que os homens são canalhas e aproveitadores, mas se não existe um amigo gay, elas criam um sem se importar se o estão iludindo ou destruindo seus sentimentos.

– Miguxos não tem pau.

E aí champs, ainda vai continuar querendo ser um miguxo de mulher e banco de reserva dos gays?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: