Coisas que você precisa aprender: agir como homem

por Doutrinador

Os homens hoje, em especial os adolescentes bundões, comédias e imbecis, estão mais preocupados em parecer como homens do que em agir como homens.

Esse fenômeno tem crescido pois a linha entre agir como homem e ser considerado machista é extremamente tênue. Ou seja, você bundão moderninho quer parecer homem mas não quer ser considerado como um homem no pleno sentido, pois isso pode fazer você perder a simpatia social.

O resultado é um mar de homens barbudinhos idiotas e que parecem machinhos, fortinhos com peitinho estufado pedindo um sutiã, mas, essencialmente, sem força. Problemáticos emocionalmente, sem estrutura psicológica, emotivos, sentimentais, pouco frios, temperamentais, passionais.

E não adianta ficar olhando para a tela com essa mão cabeluda no mouse achando que eu não estou falando de você. Na verdade as chances de eu estar falando de você são altas, pois muitos hoje se tornam falsos homens por osmose e comportamento de bando.

O que você precisa fazer?

Bem, se você me perguntasse isso no dia de hoje, com o temperamento que estou, bem, eu na melhor das hipóteses te mandaria ir cagar e te daria uma cotovelada na CARA. Mas veja, como estou escrevendo um artigo, tenho o compromisso de esclarecer melhor. O que você precisa é começar a se preocupar mais em manifestar ações masculinas na sua vida do que priorizar aparência e demonstrações.

Aprenda uma coisa seu cretino, ter barba não te torna homem e não ter barba não te torna moleque, não importa o que suas amigas vagabundas de grupos digam, ou que seus amigos que não prestam para nada te falaram sobre como você fica bem ou mal. Não é o que PARECE mas o que É. E ser não é “ter”.

O comentário de terceiro acerca de sua masculinidade trata-se de mera avaliação cosmética e superficial, o âmago da masculinidade permanece no caráter. É o que você faz no dia a dia, a forma com que você cuida da família, a sua disposição de aceitar a desvantagem pessoal em prol do bem familiar, o respeito que dá e recebe, a força como provisor, a gana de trabalhar, e virilidade de afastar vagabundos e manter seus ideais firmes.

Estas coisas que mencionei no parágrafo anterior são as características quais precisa desenvolver e cultivar se quiser deixar de ser um tanga frouxa e querer começar a ser homem, e não em ter barbinhas idiotas e tatuagenzinha de caveirinha para parecer machinho. Se quer ter essas coisas juntamente com um forte caráter, é escolha pessoal sua, um gosto seu, mas –pessoalmente– acredito que usar o que todos usam soa como ato desesperado de incluir-se socialmente e ser aceito (se não concorda pode ir se ferrar). Tenha cuidado para não acabar parecendo, pessoalmente e na sua vida real, como um personagem, uma caricatura do descolado-padrão-que-usa-barba-pois-disseram-que-se-não-usar-parece-moleque.

Homens de verdade não são fabricados em série, pois agir como homem muitas vezes significa ser inconveniente e desagradar alguns em prol do bem estar humano. Pode ser que você perca amizades, seja considerado machista, mas acredite, quando surgirem os problemas, você será a pessoa que eles irão querer ter por perto. Isso porque você terá integridade.

O ponto é: não ache que essa sua tatuagem de bosta e essa barba nojenta por si só farão de você um homem, se na realidade você é frouxo de caráter, sentimental, chorão e passional. Sua barba não irá lhe ajudar quando você for demitido e precisar sustentar sua família, quando sua família não reconhecer seus esforços e te desrespeitar, quando você for ultrajado por fazer o que é direito. Sua tatuagem de merda que fecha o braço não irá de confortar quando você terminar um namoro e precisar seguir em frente, quando for traído e precisar lidar com o fato de ter se relacionado com uma pessoa infiel, quando ter perdas financeiras e precisar se reerguer para reconquistar tudo novamente.Melhor é o homem que age e pouco aparece, do que o homem que muito aparece e pouco age. Esteja sempre em movimento, cresça emocionalmente.

Eu quero que você passe a agir, eu quero que você sinta confiança como homem, eu quero que você sinta que pode resolver problemas, eu quero que você durma sem ter medo do amanhã, pois o que um homem pode o outro também pode. Você só precisa parar com essa idiotice de querer PARECER homem e preocupar-se em ser.

Fonte

Obs: Isso vai de encontro com o que falamos num dos nossos podcasts do voz da Real, “A Restauração da Alta Macheza”:

Descubra BR 500x500

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: