«

»

fev 10 2017

Recomendações de leitura

livrosEu sou um cara que sempre gostou muito de ler e especialmente depois da Real eu acabei pegando ainda mais gosto pela coisa. Devo ter lido nesses últimos 4 anos mais do que li em toda a minha vida, se brincar.

No meu ask vez ou outra vem alguém me perguntar alguma recomendação de livro pra ler. O que faço com muito gosto, claro.

Então, eu vou aproveitar e sintetizar algumas das perguntas que recebo sobre o assunto em um post, pro pessoal que ler aqui, caso se interesse, possa correr atrás dos livros aqui citados e adquirir mais cultura. Acho que nem preciso falar que os livros daqui da Biblioteca do Búfalo e o material da Real disponíveis em ambos os fóruns (links aí na parte direita do blog) são uma boa pedida também.

Vamos lá?

Falando de forma geral, para começar eu recomendia os grandes nomes da literatura clássica: Dostoiévski, Cervantes, o Viagens do Swift (especialmente esse aqui, pra mim é um dos livros mais geniais da história), o Dorian Gray do Wilde e outros clássicos que abordem mais os dramas e defeitos humanos. De um lado mais “político” recomendaria também o Orwell, o Huxley e o Vidiota do Kosinski. Também abordam assuntos mais humanos, porém mais voltado pra política.

Também tiraria um tempo pra ler biografias dos grandes homens de nossa história, em especial daqueles que eu gosto de chamar “os grandes predadores”: Stalin, Hitler, Mao e outros vermes do passado. Aprende-se muito lendo sobre a vida desses caras. Se for buscar por biografias, dê preferência sempre aquelas mais “neutras” q tentam ver o cara como ele era mesmo (os livros “Jovem Stalin” e “Stalin, A corte do Czar Vermelho”, do Montefiore, são excelentes nessa categoria. Hitler e as Mulheres também é interessante, mas ainda caço uma biografia melhor do bigodinho).

Algo que gostei muito de fazer e acredito que ajudou bastante na minha forma de pensar atual é ler um pouco sobre estratégia. Maquiavel e Sun Tzu são clássicos imbatíveis nesse ponto, mas se for possível pegar o livro de Lidell Hart, “As Grandes Guerras da História”, para ler, seria excelente também.

Algo que venho fazendo de uns tempos pra cá foi focar mais ficção científica clássica. Depois q li “O Presidente Negro” do Monteiro Lobato eu peguei gosto por essas obras que tentam antecipar o futuro. Então basicamente virei fã do Júlio Verne. Outro que gostei de ler foi Arthur C. Clarke. Vou começar daqui pra frente a caçar algumas obras do H. G. Wells também. São obras que estimulam sua imaginação e confesso que é engraçado ver como caras de 100 anos atrás já tinham ideias tão avançadas, dada as limitações da época.

Um livro fora de série, curtinho e gostoso demais de ler e que adoraria fazer até uma pequena resenha dele aqui é o “O Chamado da Floresta”, do Jack London. O que mais fiquei impressionado é que o livro foi escrito por um socialista convicto. E ao invés de ser aquela chatice de luta de classes, é um livro 100% focado na transformação de um cachorro “leite com pera” num sobrevivente inserido num ambiente hostil e por fim no chefe de uma matilha de lobos. Até recomendaria pros juvenas, se eles fossem além de achar q o objetivo do livro é “virar alfa pra comer as loba”…

Um assunto específico, porém acho que pode ser de interesse de alguns porque não abordam apenas a questão técnica do assunto. Se gostam de aviação, pode comprar os dois livros do Ivan Sant’anna sobre acidentes aéreos sem medo. Aliás, esse autor tem um estilo de escrita que curto muito, vou ver se pego outros livros dele pra ler (como Rapina, que também curti). Outro muito bom tanto sobre a história da aviação quanto sobre o que é ser macho é “Os Eleitos” do Tom Wolfe. Basicamente conta a história do Projeto Mercury, a concorrência com os soviéticos na corrida espacial e lendo ele basicamente você entenderá porque hoje estamos nessa estagnação cultural. Outro mais específico sobre aviação é “O Rastro da Bruxa”, sobre os acidentes aéreos brasileiros, mas lendo ele você também notará algo semelhante a isso que falei do “Os Eleitos”, especialmente na aviação brasileira na década de 30/40/50.

Outro assunto que confesso gostar de ler é do cinema brasileiro antigo, especialmente antes do pessoal chato de esquerda tomar conta. Você vendo como eram feitas as coisas no Brasil antes da esquerda monopolizar o cinema nacional, dá até pena. Éramos para sermos potência nesse campo atualmente, se a liberdade criativa dos cineastas nacionais não fosse contaminadas pelo verme vermelho. Dois livros sobre o assunto que não se limitam apenas a cinema, mas também servem como um retrato do Brasil da década de 50 até mais ou menos meados da década de 80 são “Adeus Cinema” que fala sobre a trajetória do cineasta Anselmo Duarte e “Memórias de um cafajeste”, do Jece Valadão, onde ele conta das tretas que se envolveu e como era fazer cinema “na raça”.

Acho que por enquanto ficarei por aqui porque senão esse artigo ficará interminável! É tanta coisa boa que já li e que gostaria de recomendar pra vocês que se eu for fazer tudo num artigo só, vai ficar osso de ler. Vou ver se com o tempo eu vou sempre fazendo pequenas resenhas e ir juntando tudo em forma de artigo, tentando concatenar as ideias. Ainda tenho um bocado pra falar sobre livros sobre a cultura brasileira, por exemplo.

Mas eu não quero ficar falando sozinho aqui não! Aposto que um bocado de vocês também conhecem bons livros aí que merecem ser compartilhados. Não se acanhe, comenta aí deixando sua sugestão.

==

O texto acima foi escrito em 2015, se não me engano, e de lá pra cá já li um bocado de coisa que adoraria postar nessa lista. Porém, devido minha preguiça e aproveitando para incentivar quem ainda não se cadastrou a se cadastrar lá no fórum do búfalo, aqui nesse tópico eu comento as coisas que li de lá pra cá, sem falar das demais leituras do pessoal do fórum. Vão lá, não custa nada, po: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=10272&

2 comentários

  1. EduardoAlmeida

    Interessante a real abriu os meus olhos a muito tempo , pesquiso muito sobre vários assuntos na internet , além de audiobook , videos e textos em pdf e outros formatos de arquivos. Além de participar de fóruns de discussão pelas redes sociais . O texto é muito bom, pois relata de uma forma geral livros que agregam valor como ser humano , não somente como você citou: “Só pra pegar mulher” . Qualquer ser humano deve agregar valor na sua vida , seja com livros e experiências em geral ; Vamos buscar algo excelso , transcendente ou metafísico para que não fiquemos nas futilidades vis desta vida. Recomendo livros da Coleção Educação Clássica: http://www.erealizacoes.com.br/colecao/colecao-educacao-classica-
    Além disso livros técnicos na área específica de vocês , seja Administração , Contábeis , Engenharias, Ciências e Tecnologias em geral e outros cursos, vamos ficar atualizados nas mudanças que estão ocorrendo no nosso tempo, busquem CONHECIMENTO e não somente INFORMAÇÃO; Hoje há muita confusão , dizem: “Estamos na era do conhecimento” ; de fato esta assertiva está errada, estamos na era da informação onde maioria das pessoas tem acesso a informação . Conhecimento dá mais trabalho para produzir .

    1. Barãozin

      A É realizações tem muita coisa boa.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: