Preocupações idiotas

 
 

Ah, as preocupações desnecessárias…

Pessoal gasta tanto tempo falando de casamento,nem casados são já pensam em trair, que vão viver deserto sexual,que vadia faz isso e aquilo, que blablabla… Querem saber mais?

Isso é falta de uns lotes cheio de mato pra capinar. Tá certo, é bom saber como as coisas funcionam e se prevenir contra todos esses problemas. Mas bitolar nisso?

Uma coisa que venho pensando e que cada vez mais se confirma. Tais preocupações vem de excesso de capacidade ociosa. Lendo esses dias o excelente Tropas Estelares, de Robert A. Heinlein, me deparo com esta frase:

A felicidade consiste em dormir o suficiente. Só isso, nada mais. Todas as pessoas ricas e infelizes que você já conheceu tomam pílulas para dormir; soldados da Infantaria Móvel não precisam delas. Dêem a um soldado um lugar onde deitar e tempo para se enfiar nele e ele ficará tão feliz quanto um bicho dentro de uma maçã – dormindo.

A felicidade também se relaciona com a falta de preocupações desnecessárias. Fique cansado, ocupe a mente que além de dormir feito uma pedra e ficar mais feliz com isso que as preocupações idiotas irão sumir. Eu tive que aprender na marra como o sono faz falta e é melhor que qualquer coisa existente no mundo. Quem fala que sexo, poder ou outra besteira materialista é a melhor coisa do mundo é porque nunca ficou exausto de verdade.

É contagiante! As pessoas ao seu redor perceberão sua nova energia e pararão de te encher o saco! Ou, mesmo que encham, você tá tão focado na conservação de energia que o máximo que fará é “dar de ombros”, e o idiota em questão parará de te importunar.

American soldier sleeping on a pile of rocks during the drive towards Rome, WWII



 

Deixe uma resposta

 

Leave a reply

 
  1. Kleo1902 says:

    09/24/2016 at 11:03

    Barãozin, como entro em contato com você pra te perguntar umas paradas? É sobre aquele seu relato “toda mulher tem seu preço”, li ontem pela primeira vez e queria tirar umas duvidas sobre depois do relato como ficou tudo aquilo, se ainda come ela até hoje ou se dispensou, como ela ficou depois da dispensa, se voltou pra igreja “arrependida”, essas coisas. Desde já eu agradeço. Gostei muito do relato, conheci a real há 2 anos e ainda tô aprendendo, com certos complexos porque frequento igreja (tô meio afastado agora) mas como homem me vejo um pouco deixado de lado pelas “crentes” que como todos sabem, costumam buscar macho de fora da igreja pra se aventurarem em off. Valeu, abraço!

  2. Barãozin says:

    02/10/2017 at 12:13

    Não faço a menor ideia sobre o que rolou depois disso (aliás nem sei se o relato é real, botei pq achei interessante).

    Dá uma olhada no fórum do búfalo pra ver se comentaram algo mais sobre isso.

  3. Alex says:

    09/02/2016 at 13:23

    4 coisas: silenciar, aquietar-se, diminuir o ritmo e dormir, é o que falta pra essa humanidade fudi** aí.

  4. Marcela says:

    05/09/2016 at 19:33

    Oi! Por que nao estou conseguindo comentar em algumas postagens? Principalmente as mais comentadas, como borderline e a do ‘DNA’. Por favor, arrumem isso. Gosto muito do blog! 🙂

  5. Barãozin says:

    05/10/2016 at 7:53

    Aqui não tem nada teu não.

  6. LEONARDO SILVA says:

    05/08/2016 at 16:07

    grande barão sempre sábio. Boa recomendação de leitura vou dar uma lida.

  7. Davi says:

    05/06/2016 at 11:27

    Gostei dessa linha de raciocínio baraozin.. eu mesmo sou casado há 4 anos e não vejo toda essa desgraça que o confrades falam.

  8. Barãozin says:

    05/10/2016 at 7:54

    Pessoal se preocupa demais.

Switch to desktop version
%d blogueiros gostam disto: