«

»

ago 21 2015

O peido como arma de libertação feminista

* título original “Feminists Are Going To Give Themselves Irritable Bowel Syndrome”

por Antifeministtech.info

Se já não bastasse termos um monte de mulheres se recusando a tomar banho e ficarem fedorentas por causa disto, o que seria pior do que ver as feministas tentando usar suas flatulências como armas de luta contra o machismo:

Eu estou perdendo a vergonha e experimentando meu método por aí no outro dia. Funcionou muito bem. Outrora arrogantes em seus ternos, muitos homens ficam desconfortáveis e discretamente saiam de perto. Eu quebrei o código da dominância feminina. Ela é invisível mas esteve aí o tempo todo. Garotas, iremos peidar nos homens até eles se submeterem.

Sorte que Nova York é uma cidade barulhenta. Agora eu peido em qualquer lugar. Eu peido no mercadinho para fazer com que os homens atrás de mim não cheguem tão perto. Eu peido na balsa para fazer com que os homens tirem seus malditos braços detrás da minha poltrona. Eu peido na academia para fazer com que aqueles homens suados sairem de perto e não usarem o aparelho que está do meu lado. Eu peido nas ruas para fazer com que os homens diminuam seu ritmo e mantenham uma distância respeitável atrás de mim e não invadam meu espaço pessoal.

Os dias úmidos são os melhores, já que os peidos ficam no ar por mais tempo. Levo dois pelo preço de um. Nos dias em que como mais carboidratos também tendem a ser benéficos, já que eles me dão mais munição para minha missão.

Se a mulherada começar a peidar intencionalmente o tempo inteiro, os homens definitivamente irão manter distância. Isto assumindo que eles já não estão mantendo uma certa distância devido ao fedor das que não tomam banho ou por causa da personalidade horrível de muitas por aí. Estou certo que que as feministas ainda tentarão adquirir uma síndrome do intestino irritável só para poder peidar mais.

Daqui uns anos, aposto que irá escrever algum artigo reclamando como os homens não querem nada com ela. Tenho absoluta certeza que teremos palavras de ordem como “homens de verdade deveriam querer que suas mulheres peidem o dia inteiro e tenham cheiro de carniça” ou “mulheres porcas são mulheres de verdade”. Tal linguagem intimidatória não irá funcionar porque nenhum homem vai querer se sujeitar a ter uma mulher tão tóxica, tanto no sentido literal quanto no figurado.

FONTE

peido

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: