«

»

maio 14 2014

[DCS 1] A Indústria da Sedução

pua* para que o título dos artigos seguintes não fiquem muito longos, eu ao invés de colocar o nome do livro todo “Desmascarando a Comunidade da Sedução” no títulos dos artigos, simplesmente colocarei [DCS] para ajudar a identificar os textos desta série que visa traduzir o livro de Aaron Sleazy. Boa leitura.
 
As fundações da Indústria
O núcleo do Problema

“Reviews falsos, propaganda imbecil e instrutores horríveis!” – Lefty, PUAHate.com
A comunidade da sedução, se bem que eu prefiro chamá-la de a indústria da sedução, foi produto de muitos homens raivosos e frustrados que não conseguiam pegar mulheres, nem mesmo arrumar um encontro. É claro, havia algumas razões muito sólidas para isso, que vou cobrir mais tarde.
Já que admitir que você falhou é algo muito difícil, tais pessoas jogam toda a culpa na mulher. Bem, se eu fosse mulher, eu não gostaria de dar pra um sujeito desses. Alguns então tentaram criar táticas e técnicas, desenvolvidas para fazer com que você tire as calcinhas de todas as gatinhas do mundo, ou pelo menos da sua vizinha do lado. Tais sistemas tem muita coisa em comum: em sua maioria são apenas teóricos, e primariamente foram desenvolvidos para fazer dinheiro.

Nunca realmente existiu uma “comunidade” ou uma “irmandade masculina”. Desde seu nascimento, experientes homens de negócio tentaram ganhar dinheiro em cima das inseguranças masculinas. Pegamos, por exemplo, um dos fundadores desta indústria: Ross Jeffries afirma que seu sistema – chamado “Speed Seduction” – faça com que você, não importa qual seja sua aparência, se não tem dinheiro ou se for velho, possa ter mais mulheres do que você pode querer. Seu pilar básico é o uso de comandos hipnóticos embutidos na linguagem. Por exemplo, se você pronunciar “below me” (NT: em inglês, “abaixo de mim”), a garota supostamente irá entender “blow me” (NT: em inglês, algo como “me chupe”, ou “me pague um boquete”) e assim ficar excitada. Aparentemente não ocorre a ele que as mulheres na verdade adoram falar sobre sexo.
Ross Jeffries brinca com as fantasias de vingança de muitos homens frustrados e nervosos que querem ter o que eles acham que merecem ter e que acreditam que as mulheres tem que ser enganadas para fazer sexo. Na verdade, ele parece focar em misóginos e sociopatas. Por exemplo, em seu livro “How to Get the Women you desire into Bed” tem um capítulo chamado “Como se fingir de caloroso e gentil“. Isto é tudo o que você precisa de saber sobre ele e seu método. Por alguma estranha razão eu nunca cruzei com ninguém, seja na vida real ou nos fóruns públicos que eu frequentei, que alegaram ter sucesso com o “Speed Seduction“.
Artimanhas similares foram conduzidas repetidamente, com a promessa de que não importa a sua aparência você poderia ter a mulher que quiser com o uso de alguma fórmula secreta. Infelizmente, não ajuda saber que as pessoas que fizeram tais sistemas e métodos são aparentemente nerds que deveriam ter passado seu tempo assistindo Jornada nas Estrelas ou jogando Dungeons & Dragons. Ao contrário, eles acharam uma forma diferente para exprimir seus imaginários poderes mágicos.
Grandes mentiras e promessas falsas
“Engraçado como tais idiotas dizem que dinheiro não importa. Mas mesmo assim, eles continuam cobrando 3000 dólares por um curso de fim de semana.” – Lefty, PUAHate.com
A indústria da sedução vende um atalho imaginário para ter sucesso com as mulheres. Sua maior promessa é que você pode aprender a ter as mulheres que quiser não importando sua aparência, o quão velho você é, o quão popular é ou quanto você ganha. O “Game” é alardeado como sendo o grande equalizador que permitirá a você ter o que você merece. Ele funciona muito bem no conto ficcional e muito conhecido “The Game“, de Neil Strauss, mas como ele funciona na vida real?
A aparência – especialmente a altura – é um importante fator no mercado sexual, e também é um fator importante para conquistar recursos financeiros ou a popularidade. Todos eles afetam grandemente o quanto de sucesso você terá com as mulheres. Ou por acaso você conhece algum ator famoso de Hollywood ou algum grande empresário que tem problemas para obter sexo? Entretanto, mesmo se você for o homem mais rico do mundo, você ainda assim pode não ter qualquer mulher que desejar. Essencialmente tudo se resume a um jogo de números, mesmo para mulherengos famosos como Tiger Woods ou Michael Jordan. Infelizmente, não muitas pessoas nesta indústria admite tal fato, isso se sequer eles estão a par disto.
Mas e se você não conseguir transar? Para estragar a supresa: você não se pode dar ao luxo de negligenciar o básico. Se você não faz ideia de como se vestir de forma razoável mas acha que pode ter “mais mulheres do que consegue dar conta”, você ficará decepcionado. Ainda, tudo parece tão fácil nas propagandas e websites que frequentemente esta indústria propaga. Aqui vai algumas das grandes mentiras que muitos coitados desavisados parecem acreditar:
– “Você pode ter a mulher que quiser!”
– “Eu nunca fui rejeitado.”
– “Eu posso fazer com que qualquer mulher seja minha namorada.”
– “Eu posso roubar qualquer mulher de seu namorado em menos de 15 minutos.”
Nenhuma dessas afirmações são reais, obviamente. A seleção de parceiros é um papel da mulher, e é por esta razão na qual você jamais vai ter qualquer mulher que quiser. Você pode obviamente se tornar mais atraente para mais mulheres, mas isto não irá garantir que você conquiste “aquela garota em especial”. Mas não se preocupe, provavelmente ela nem deve ser tão especial assim.
Vendendo um sonho
Péssimas notícias: em qualquer campo, nem todos irão alcançar o topo e se tornarem o mestre. Uma verdade que não é questionada em campos como a matemática ou no atletismo, por exemplo, por alguma razão é ignorada quando o assunto é auto ajuda. Marqueteiros prometem que você – sim, você mesmo que está lendo isto! – pode se tornar um milionário se seguir simples passos que eles irão te passar, e se tornar um milionário não pareça ser algo bom o suficiente, há mesmo pessoas que irão te ensinar a fazer “Seus primeiros 100 milhões” (Na verdade este é o título de um livro de um multi milionário chamado Daniel S. Peña. Aparentemente ele está farto com a indústria da auto ajuda assim como eu estou farto da indústria da sedução. Considere esta frase dele: “Mas quantos deles são realmente multi milionários? Poucos, se muito. (…) Numa saída a noite, [minha esposa] tem o valor das jóis que ela usa maior do que o patrimônio total  declarado deles. E mesmo assim eles querem te ensinar a ficar rico!“) ou como se tornar um bilionário. Ou você quer perder peso? Sem problema, uma carrada de dietas está aí pelo menos para tirar o peso de sua carteira. E sobre ter sucesso com mulheres – não seria magnífico ter todas as mulheres que eu quiser sem fazer muito esforço? Não é surpresa alguma que a indústria da auto ajuda tem tantos críticos. Ou será que você acredita realmente em toda aquela besteira?
Aparências versus realidade
Dado as baixas, senão inexistentes, barreiras para se entra no mercado, a indústria da sedução está carregada de pessoas que não conseguem transar. Até mesmo os grandes nomes são bem piores do que você possa imaginar. Isto igualmente se aplica a pessoas que adquiriram uma reputação nos grandes fóruns, e eu irei discutir isto mais tarde.
Mas o que significa isso para ser bom? Para isto, por favor tenha em mente que o cara comum tem sexo com apenas algumas garotas em sua vida. Se você tem uma vida fora das comunidades de sedução, um emprego exigente, algum divertimento, alguns amigos e apenas sai por aí uma vez ou duas por mês, então você está se saindo muito bem se consegue ter 5 mulheres num ano. Tal quantidade provavelmente será suficiente para mantê-lo entretido, afinal de contas. 10 mulheres num ano é magnífico e muito mais do que a maioria dos caras por aí – incluindo muitos gurus da sedução por aí – podem conquistar. Também, pegar mulheres é para a maioria dos homens apenas uma fase da vida. Não importa o quão bom você seja nisto, isto realmente fica chato com o passar do tempo.
Entretanto, apenas uma minoria de caras que participam desta subcultura querem realmente se tornar grandes mulherengos. A maioria ali que apenas (e finalmente) arrumar uma namorada ou fazer sexo de vez em quando. Isto não é lá um grande desafio e certamente não é um assunto que precisa ser tão complicado. Pule para a segunda parte deste livro caso você esteja impaciente.
CONTINUA NO PRÓXIMO ARTIGO

fonte: http://www.aaronsleazy.com/files/Aaron.Sleazy.Debunking.The.Seduction.Community.pdf

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Pompeu Teles

    Sempre desconfiei do sistema PUA que enganou muito pobre coitado com máximas ridículas e irreais. Dizer que beleza não ajuda a atrair mulher, que ter um carrão esportivo não ajuda a atrair mulher, dizer que mesmo o mané a pé ou num carrinho 1.0 e sendo fora dos padrões de boa aparência ele poderia pegar qualquer gata que quizer em 15 minutos ou pouco mais apenas com as mágicas técnicas PUA é realmente o maior conto do figário já aplicado.

    Lembro de um amigo meu que assistiu a um cara filmando daygame e beijando varias garotas na rua acreditava nesta palhaçadas, questionei o seguinte primeiro que pode ter sido montado, segundo que para cada uma que o cara beijou ele pode ter tentado 10,50 ou 100, o que o faria perder toda a credibilidade e além do mais o cara do video era muito boa pinta, nivel de cinema, mas o iludido amigo me chamou de invejoso e outras coisas, fiquei tão decepcionado pelo mané que cancelei a amizade, não ando com trouxas e perdedores.

    Lembro também de um tal de ZERA o mais ridiculo que já vi nas comunidades brasileiras depois de cobrado para fazer daygames desapareceu depois de ganhar uma grana de alguns ótarios.

    Parabéns pelo seu blog, ele é bem real e não faz pirotecnia.

  2. mohamed

    gcorp, leu o tópico do quarentão no FB. KKKKKK

  3. gcorp

    Só não concordo muito com a parte de que até o homem mais rico do mundo não teria a mulher que quisesse. Alguém já leu a bíblia (Samuel I e II) sobre a história do rei Davi ou o rei Salomão; ou o mais contemporâneo Aristóteles Onassis,o homem mais rico do mundo na década de 60,que vinha de uma família pobre; certa vez Onnassis,ainda criança, entrou em casa chorando; pois tinha perdido a namoradinha por um garoto de família mais abastarda, o seu avô sabiamente lhe disse: “ganhe e acumule riquezas, pois nenhuma mulher no mundo iria querer te perder”.Muitos anos mais tarde o grego anunciou seu casamento com Jacqueline Kennedy, viúva do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, até então o homem mais poderoso do mundo.

    1. Barãozin

      Isso é relativo.

      Sempre gosto de lembrar o caso do Eike Batista que perdeu a Luma pro bombeiro bombado.

      “ter a mulher que quiser” é algo bem relativo.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: