«

»

abr 23 2014

Definindo o cavaleiro branco e o mangina

homem feministatraduzido por Durga, da Equipe Búfalo de Tradução

por Society of Phienas

Pode haver confusão geral sobre o que se entende pelos termos “cavaleiro branco” e “mangina”, como eles aparecem na androsfera com relação aos homens. Enquanto eles certamente têm elementos comuns neles, há diferenças importantes que os tornam separados e distintos. Este post vai fazer uma tentativa de definir claramente cada um e fornecer exemplos próprios de cada um.

Os elementos comuns

Como mencionado, o cavaleiro branco e o mangina têm elementos comuns. Ambos  são homens feministas. Em outras palavras, eles apoiam os ideais feministas e práticas feministas, no todo ou em parte, com pleno prejuízo para os seus próprios interesses pessoais. Ambos acreditam que todas as mulheres que encontram são potenciais vítimas indefesas e, consequentemente, precisam de sua ajuda para “remediar” a situação. Estas definições têm, no fim, se tornado sinônimos de um ou outro conforme o feminismo arraigou-se no seio da sociedade. Isso pode servir para semear a confusão sobre a diferença entre os dois quando se trata de identificá-los, mas ambos são criaturas ginocêntricas, apoiando totalmente o feminismo em todos os seus aspectos, incluindo uma visão de si mesmos como descartáveis ​​quando se trata de servir aos interesses das mulheres . O Ginocentrismo é:

“A prática, consciente ou não, de colocar os seres humanos do sexo feminino ou o ponto de vista feminino no centro de sua visão do mundo. As percepções, necessidades e desejos de mulheres têm primazia neste sistema, onde o ponto de vista feminino é o ponto de referência ou lente através da qual são analisadas as questões.”

O Cavaleiro Branco (Masculinus Self- Destructus), ou o “Capitão Salva Putas”

Como ele diz, o Cavaleiro Branco vem da característica chave que ele detém . Ele é o cavaleiro de armadura brilhante, cavalheiresco ao extremo. Ele constantemente procura donzelas em perigo e deseja salvá-las. Como foi dito no artigo, “cavalheirismo, ou o código de cavalaria, é o código de conduta tradicional associado à instituição medieval da cavalaria. Ele foi originalmente concebido como um código guerreiro aristocrático – o termo deriva do termo francês para cavaleiro – Envolvendo a formação individual e serviço aos outros.”

Embora totalmente irrelevante hoje, cavalheirismo já foi readaptado pelas mulheres na sociedade, uma vez que provou ser muito benéfico para elas ao longo dos séculos, e muitos homens, na sua maioria mantiveram essa prática uma vez que foi enraizada na sociedade em geral:

Foi também na era vitoriana que o cavalheirismo passou a ser o sinônimo moderno de “abrir as portas” para uma mulher,  sentido da palavra que foi popularizado.

Enquanto há aqueles que afirmam que o cavalheirismo foi morto pelas mãos de feminismo, essas regras antigas serviram bem as feministas, ambas formas seculares e religiosas. Permitiu que elas sejam bem sucedidas em passar para a sociedade em geral uma série de coisas que têm sido tão prejudiciais e destrutivas para os homens. Como isso tem sido feito se torna claro folheando a definição que a Wikipedia dá de regras do cavalheirismo:

3 . Deveres para com as mulheres: este é provavelmente o aspecto mais familiar do cavalheirismo. Ele contém o que é muitas vezes é chamado de amor cortês, a ideia de que o cavaleiro deve servir a uma senhora, e depois dela todas as outras senhoras. Mais especialmente esta categoria é uma gentileza geral e graciosidade para com todas as mulheres.

Esta atitude tem freqüentemente resultado em problemas ao longo do tempo e atualmente, tornando-se muito presente hoje. O cavalheirismo deu origem à crença de que todas as mulheres são puras, saudáveis, sem pecado, justas e merecem um tratamento em conformidade. Muita injustiça ocorreu pelas mãos do cavalheirismo:

“Todas as notícias falham em reportar o verdadeiro problema, que é atribuído a membros de gangues antagonistas. Em uma delas, os agressores eram de fato membros de uma gangue, mas perde-se o foco no verdadeiro ponto.  A idiota: Barbara Lee deixou o bar, recrutou a ajuda de seus cavaleiros brancos, e voltou para dirigir uma agressão contra dois homens surdos. O cavalheirismo em defesa de uma mulher estúpida e violenta é a patologia social que causou diretamente a violência.

Isso não é incomum no sistema de justiça moderno e na sociedade em geral:

“O cavalheirismo, no contexto das políticas de gênero moderno, refere-se ao status de proteção das mulheres e com a expectativa de que um homem nunca deve agredir uma mulher . “Um homem de verdade nunca bate em uma mulher” “O fim da violência contra as mulheres”; essas frases são repetidas infinitamente em nossa sociedade, apesar do fato de que os homens são a maioria esmagadora das vítimas de assassinato. Na verdade, no Canadá, as mulheres são vítimas de assassinato menos prováveis do que as crianças. Nós sentimos que priorizar a segurança do grupo demográfico que já é o mais seguro é algo indefensável e tremendamente prejudicial. As pessoas estão tão concentradas em defender as mulheres do mal que uma mera acusação de agredir uma mulher, muitas vezes, acaba sendo a única evidência de que a lei necessita para infligir uma punição ao acusado, desde que o acusado seja do sexo masculino. Se uma mulher é acusada de agredir outra mulher,  bem, você sabe, isso é diferente.”

Acho esta variante de homem feminista mais interessante , já que ele tem mais chance de aparecer em ambientes da Igreja. Ele é o único que deu às mulheres o benefício da dúvida, apesar de tudo o que ela faz e tolera o comportamento dela, não importa o quão destrutivo esse comportamento seja para com os outros, e defende a mulher contra qualquer homem que se atreva a fazê-la  prestar contas. Este feminista acabará por destruir a si mesmo, quando os frutos de seu trabalho voltarem para assombra-lo. Quando ele achar que vai encontrar mulheres que o apoiem e estejam dispostas a se casar com ele, por estar lá para ser seu absorvente interno emocional, em vez disso ele vai encontrar desrespeito, ódio e nojo das mulheres,  ao ponto que mulheres feministas negando-o. Você normalmente irá encontrar este homem feminista na direita política.

O Mangina ( Masculinus Effeminata ), ou o colaboracionista

Este tipo de feminista é geralmente rotulado com um termo mais infeliz . Embora o termo seja utilizado por ser uma espécie de ironia (é uma contração das palavras “homem” e “vagina”), provavelmente não é a melhor terminologia a utilizar. Este feminista é mais precisamente um traidor de gênero, ou um colaboracionista:

Mais precisamente, significa aquele que, por uma combinação de auto-aversão e servilismo em relação às mulheres, trai os homens os ou a masculinidade em geral.

O gênero, como é definido, não é o reflexo das características físicas de uma pessoa, mas suas características psicológicas e sociais. Visto à luz dessa definição , esses feministas sentem ódio e aversão de si mesmos por serem homens. Olham-se no espelho e desprezam o que vêem. Eles captam isso do sistema de ensino ou da sociedade onde são encorajados a “entrar em contato com seu lado feminino”. Independentemente:

O Feminismo incentiva as mulheres a se tornarem mais militantes e agressivas e, por outro lado ataca os homens por mostrar traços masculinos . Isso tem o efeito de tornar os homens mais femininos e as mulheres mais masculinas. Isso destrói a atração natural que se faz sentir entre os sexos.

Também força as mulheres a tornarem-se mais dominantes, enquanto os homens se tornam mais submissos, reduzindo ainda mais a atração sexual.

A perspectivas do mangina nesta auto-aversão a sua masculinidade vão resultar em seu desejo de ser uma mulher ou parecer-se com uma,  procurar atrair as boas graças do feminismo através do casamento 2.0, e depois de todas as mulheres , em geral. Isso resultará em seu desejo de adicionar fanatismo misândrico em paralelo as suas irmãs feministas, e masoquismo por sua  auto-aversão:

O mangina, pelo contrário, se sente culpado por sua masculinidade – daí sua ginormatividade e a total falta de auto-respeito. Ambos, cavaleiros brancos e manginas abrigam idéias semelhantes sobre a descartabilidade masculina, mas o mangina covardemente espera que os outros machos sejam eliminados, e ele será favorável a violência estatal para atingir tais objetivos.

Esta variante de homem feminista provavelmente aparece em contextos seculares. Ele é o único que está completamente determinado a se oferecer para a mulher como sua propriedade. Ele praticamente suplica para agradar a mulher, para imitá-la e apoiá-la em todos os sentidos possíveis. Este é o objetivo final de um marido feminista. Ele não se queixa do comportamento destrutivo, porque ele foi completamente destituído de sua vontade, auto-determinação e auto-respeito. Este feminista, em última análise, encontra-se em um arranjo consistente com os objetivos de sua mulher feminista, onde ela será o mestre e ele será o escravo. Quando ele acha que vai encontrar sua feminilidade procurando ser como sua esposa (e outras mulheres) , em vez disso ele vai encontrar-se descartado no momento em que não seja compatível o suficiente, ou ela fica entediada e infeliz com ele. Você normalmente irá encontrar este feminista masculino na ala esquerda politicamente.

Esta música, que ilustra bem este tipo de homem feminista, é relativamente famosa. Atualmente fica até difícil usar apenas uma como exemplo, dada os tantos que temos hoje em dia:

fonte: http://societyofphineas.wordpress.com/2012/12/01/defining-white-knights-and-manginas/

7 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Jorge

    E o que tem de homem morrendo estupidamente em brigas por causa de mulher….os ótarios arriscam a própria vida para defender mulheres que muitas vezes são desconhecidas! 90% das mortes de homens são por causa de mulher. Um verdadeiro genocídio. O cara tem de ter bom senso, defender alguém da familia ou esposa é justo, desde que ela tenha razão, o que é bem raro. Elas gostam de ver os caras brigando por elas, pra depois ficar dando risinhos enquanto contam o que ocorreu pras amigas, enquanto o mangina trouxa vai pro hospital todo arrenbentado ou direto para o cemitério.

  2. Punisher

    “O Feminismo incentiva as mulheres a se tornarem mais militantes e agressivas e, por outro lado ataca os homens por mostrar traços masculinos . Isso tem o efeito de tornar os homens mais femininos e as mulheres mais masculinas. Isso destrói a atração natural que se faz sentir entre os sexos.
    Também força as mulheres a tornarem-se mais dominantes, enquanto os homens se tornam mais submissos, reduzindo ainda mais a atração sexual”.

    E isso não é coincidência, acreditem.

    Outra coisa que se pode notar facilmente: ao mesmo tempo em que o sistema misândrico ataca os caracteres masculinos nos homens, para sensibilizá-los, ele estimula tais caracteres nas lésbicas e “machorras”.

    Quando uma sapata começa a usar hormônios para desenvolver barba e se veste e se comporta como homem, os progressistas e revolucionários comemoram e incentivam.

    Mas no homem, tais comportamentos são considerados “machismo”.

  3. Ramapithecus

    Acabaram de aprovar na Camara dos deputados o projeto que permite aposentadoria para mulheres policiais com vinte e cinco anos de serviço e até quinze de contribuição se já tiver tempo fora. Quem for no site do IBGE pode consultar as tábuas atuariais de expectativa de vida por sexo e constatar que mulheres vivem muito mais tempo que os homens. Só isto seria argumento suficiente para no mínimo manter a situação na igualdade atual. 343 votos a favor, 18 contra o projeto. Vejam o post do flit paralisante.

  4. Anjo Censurado

    Vamos ao noticiário…
    Tem umas coisas aumentadas aqui, outras lá, mas da pra ter uma ideia de como a coisa ta pegando:
    “Por uma direita festiva”
    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/luizfelipeponde/2014/04/1443306-por-uma-direita-festiva.shtml

    E ganhou uma resposta >> “A direita agora é hype, Pondé!”
    https://br.noticias.yahoo.com/blogs/jornalismo-wando/direita-agora-%C3%A9-hype-pond%C3%A9-194736884.html

    Ahh e esse aqui é uma amostra de como a garotada esta indo pro buraco:
    “Apesar do discurso falsamente contrário, Guimê se entrega quando diz “graças a Deus não precisei fazer faculdade”, como se cursar o Ensino Superior fosse o mesmo que fazer treinamento militar no Afeganistão. É um claro sinal de que ele representa uma molecada que hoje em dia prefere ser rica a ter um mínimo de cultura. ” outras pérolas em…
    https://br.noticias.yahoo.com/blogs/mira-regis/mc-guim%C3%AA-e-o-abismo-entre-o-que-162007521.html

    1. Barãozin

      “ter um mínimo de cultura” pra esse povo: decorar marx e outras frases de efeito comunistas.

      Se o cara não pretende ser médico, engenheiro ou outra profissão “prática”, é preferível q ele tenha a mentalidade do Guime msm…

  5. Fabio Monteiro

    Falou tudo Silvia. Há todo um aparato político e econômico para que se possa podar a masculinidade do homem logo na sua raiz e tudo me nome do feminismo que é onde a “presidanta” Dilma, se apoia.

  6. sinvalfcarvalhos

    AS PROFESSORAS ESTÃO DESESTIMULANDO OS MENINOS, E TIRANDO TODOS TRAÇOS MASCULINOS NOS MESMOS, ISTO ESTÁ SENDO ENSINADO A ELAS NA FACULDADE DE PEDAGOGIA, A PROFESSORAS QUE NÃO QUER PARTICIPAR DESTA BABARIE. TAMBEM É DESZESTIMULADA, AS FEMINISTAS ESTÃO AGINDO NA RAIZ (que é as crianças) COMO PARA A MULHER NÃO TEM NECESSIDADE DE TER ETICA, ISTO É PERFEITAMENTE ACEITAVEL, COMO 99% DAS PROFESSORAS SÓ PENSA NO SALARIO E DAR GOLPE NO HOMEM, ELAS ESTÃO CONSEGUINDO O OBJETIVO PARA O QUAL ELAS TRABALHAM DIOTURNAMENTE (fazer com que toda pessoa do sexo masculino vire uma flozinha) O MINISTERIO PÚBLICO, JUIZES, ETC. SABEM O QUE ESTÁ ACONTECENDO NAS ESCOLAS, MAIS COM SÁLARIO EM MEDIA DE 25 MIL POR MÊS, UM JUIZ VAI QUERER IR CONTRA A MAFIA DAS MULHERES (porque eles sabem que ir contra estas covardias vão ser ezonerados) A DILMA ESTÁ USANDO UM GOLPE DE MESTRE, PARA SE MANTER NO PODER ( o feminismo ) ELA ESTÁ GASTANDO BILHÕES DOS IMPOSTOS QUE NOS PAGAMOS, E INJETANDO NAS CAMPANHAS FEMINITAS. ( na midia em geral ) COM UMA ESTRATEGIA DESTA ELA JAMAIS IRA SAIR DO PODER. O HOMEM COMUM, ESTÁ SENDO PERSEGUIDO DE TODOS OS LADOS ( e já está ficando acoado ) TUDO QUE AGIR E PENSAR SERA TAXADO COMO MACHISTA.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: