«

»

mar 28 2014

Defraudamento, o jogo sujo das mulheres

defraudamento emocionalpor Spectro, do Fórum do Búfalo

NA fala em seu livro sobre artimanhas e jogos femininos, jogos complexos que envolvem sedução carnal, emocional, volúpia, mas que apresentam certa complexidade e pouca praticidade na aplicação do dia-a-dia.

Todos nós temos a necessidade de ser amados, de receber carinhos e cuidados principalmente de uma mulher, isso é inerente a condição humana. Se não existisse essa necessidade em nossas mentes, não precisaríamos de orgãos reprodutivos ou de sentimentos que corrobam tal hipótese.

O ser humano nasceu para ser amado.

Alguns de nós possui mais dessa necessidade, por motivos vários como problemas na infância (complexo de édipo mal resolvido), abandono dos pais, solidão e isolamento social, formação cultural (meninos leite com pera que assistem muita branca de neve…)

Isso nos torna vulneráveis as artimanhas femininas.

As fêmeas atormentarão sempre os machos que não souberem dominá- las por meio de uma vontade poderosa e de uma severidade extrema. Sentem grande satisfação ao criarem quebra-cabeças e jogos emocionais; se comprazem em nos observar sofrendo ao tentar desarticulá-los. Quando nos vêem no sufoco, desesperados para sair das tramas psicológicas que criam, ficam felizes e podem medir nossa persistência para, assim, avaliar até que ponto conseguiram nos fascinar. Tenha sempre a razão do seu lado para não cair de cabeça no precipício.” – NESSAHAN ALITA, Como Lidar com Mulheres, pág. 38.

Elas utilizam essas artimanhas para suprir o enorme ego delas, a necessidade de suprir o ego com NARCISISMO, elas se sentem bem e superiores com esses jogos emocionais.

NA cita uma forma de vencer esses jogos utilizando o desapego, não deixou muito claro em seu livro como ser desapegado, mas no meu entendimento o desapego é obtido através do auto controle e da morte do ego.

O apego leva a um enorme medo de perder a mulher amada, leva a uma constante necessidade de controle, a uma fome sexual descontrolada (muitas vezes acompanhada de ejaculações precoces) e uma necessidade de convívio cada vez mais crescente.

O homem desapegado controla essas emoções, ele não se rende a essas vontades, mesmo que elas existam ele as prende em seu interior e faz suas coisas viris: pescaria, joga bola, estudos, trabalho… o auto controle é fundamental para se vencer o apego.

A morte do ego, seria matar a parte narcisista do ego, não alimentar a necessidade de controle sobre o sexo oposto, de observar entregas e não se entregar tanto, de ser racional nas decisões que toma e não emocional, de não se abrir e nem se expôr tanto para a pessoa a que se relaciona, não se envolver demais e controlar esse envolvimento.

NA cita várias táticas para se vencer os jogos emocionais, a mais famosa é a do espelho, de devolver ausências com 3 vezes mais ausência, ou da refratariedade, de não deixar a beleza feminina inebriar a alma, ou a tática da falsa libertinagem, em que você expõe a garota a falar mais de seu passado promíscuo para analisá-la e decidir se ela presta ou não para relacionamento.

Tendo posse desses conhecimentos lanço aqui duas novas observações que me ajudam a analisar o meu relacionamento:

AS ENTREGAS NATURAIS: Deve-se avaliar a todo momento as entregas da mulher em análise, algumas perguntas deve ser respondidas a todo momento:

1- Quem está se esforçando mais por esse relacionamento?
2- Quem se empenha mais em encontrar?
3- Quem está se abrindo mais e se expondo mais em sua verdadeira natureza?
4- Quem realiza mais atos ou tarefas em prol do bem estar do outro?

Outras perguntas de outros cunhos vão sendo lançadas a medida que o relacionamento se desenrola, o ideal é que nós busquemos o equilíbrio das entregas, nem se entregar demais, nem de menos. O excesso de entregas leva a dependência emocional, e a pouca entrega leva a uma baixa intimidade no relacionamento.

O nome é entrega natural justamente por que não devemos COBRAR entregas, nem sexo, nem porra nenhuma, isso tem que partir voluntariamente do outro. Se você não observa entregas, ou as entregas que você observa são poucas ou não condizente com oque você esperava… TERMINE O RELACIONAMENTO.

O DEFRAUDAMENTO EMOCIONAL: Algumas mulheres, causam em nós o defraudamento emocional, consiste em gerar um desejo no coração do homem sendo que esta que está gerando não possui esse desejo. Conseguem entender a magnitude e a importância do defraudamento?

É despertar o amor do homem sem que ela tenha esse mesmo amor.

Exemplo prático: uma mulher diz a um homem que o ama, mas apenas por que esse possui um carro e leva ela todos os dias pra faculdade. Ela não o ama, mas o engana para obter favores. Na faculdade ela logo vai se encontrar com outro homem que a supre sexualmente deixando o outro infeliz a deriva no fracasso emocional.

A resposta para vencer o defraudamento é simples: TERMINE O RELACIONAMENTO. Mulheres que defraudam um homem simplesmente não prestam, não possuem caráter, honra ou moralidade, são inéticas,

NÃO TEM QUE FICAR TENTANDO VENCER JOGO EMOCIONAL OU FICAR TENTANDO VENCER LADO OBSCURO… VOCÊ LIDANDO COM UM SER MALIGNO, UMA MULHER MÁ, RUIM EM SUA NATUREZA, TERMINE IMEDIATAMENTE SE VOCÊ ESTA SENDO DEFRAUDADO. APRENDA A IDENTIFICAR O DEFRAUDAMENTO ANALISANDO AS ENTREGAS. LEMBRE-SE LIMITE-SE AO QUE VOCÊ VÊ… E OQUE VOCÊ TEM QUE VER SÃO AS ENTREGAS NATURAIS.

Um abraço confrades!!!! E um chute no rabo dos juvenas que não leêm o material da real.

fonte: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=6434&

3 comentários

  1. Caio

    “…isso tem que partir voluntariamente do outro.” Exatamente, isso é partido e resultado do amor verdadeiro, mera consequência. O autor disse bem: “A resposta para vencer o defraudamento é simples: TERMINE O RELACIONAMENTO.” Você tem que ser firme, categórico e decisivo perante elas, ofensivo, isso me lembra e é fazer igual a Jesus quando expulsava( expulsa, Ele ainda faz isso) demônios, não queria conversa, mandava-os sair e pronto, ao contrários desses PSEUDO PASTORES de hoje que ficam “batendo papo” com supostas entidades sobrenaturais, uma verdadeira entrevista com o diabo. Enfim, e é assim também que você tem que ser com essas vadias parasitas, expulsá-las de suas vidas com autoridade, não queira conversa, nem enrolação, não dê corda para não ser tentado e sofrer risco, e você não tem que se trocar nem compactuar com o que não presta, manda embora e pronto, acabou-se! Pode doer ainda essa dura decisão mas não mais do que o sofrimento de casar com um ser desprezível, do mal.

  2. O pensador

    NA foi um dos primeiros textos que li sobre relacionamentos e sua realidade, antes mesmo de conhecer o blog do Koerich em 2008. Na época, tava passando por uma má fase por causa de um relacionamento que não deu certo e, de fato, o texto para quem estava iniciando parecia complexo. Os textos dos blogs e da galera que espalha a real ajudaram a compreender melhor não apenas como são os relacionamentos e as mulheres, mas também vários aspectos da sociedade ocidental. Por isto, dou importância na busca do conhecimento e no desenvolvimento pessoal (físico, emocional, comportamental, intelectual..). É aquela velha frase, porém atual: “se quiser mudar o mundo, antes mude a si mesmo”.

  3. Caio Andrade

    Seus cavalos; vocês são foda. Parabéns pelos assuntos abordados e de bom conteúdo. Forte abraço.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: