«

»

fev 24 2014

Cybervadias

gamer girl

* traduzido por Techwendel, da Equipe Búfalo de Tradução

A indústria dos games está “dando mancada” com as mulheres

A indústria dos videogames está continuamente desapontando as mulheres por não produzir conteúdo adequado para eles, disse um executivo sênior da Electronic Arts (EA)

Que pena, pobres garotinhas, estão ficando desapontadas porque não existem jogos o bastante sendo lançados para elas!

Existe uma infinidade de jogos que elas parecem gostar, como The Sims. Talvez elas não queiram apenas jogar. Talvez eu não dê a mínima. Este cara (o presidente da Electronic Arts) sim, mas logicamente que apenas para ganhar dinheiro.

Eu apenas pensei em alguma coisa. A maioria dos espectadores de novela são mulheres. Caramba, as novelas estão arruinando os homens! Alguma coisa tem que ser feita!!! Alguém reclamar com alguém! Etc.

Falando sério, vamos ter esperança que os jogos de computador não comecem a se tornar populares entre garotas consumistas, do contrário, os games – a única mídia real ainda não feminizada – irão transformar-se, da mesma forma que os filmes, deixando de fora os homens – apenas para atrair mulheres que, ao que parece, são somente atraídas para coisas que envolvem homens em posição desfavorável.

Como por exemplo, estas estúpidas vagabundas, em um artigo que parece contradizer o escrito acima:

… Mais mulheres jogadoras criaram seus próprios clãs e tornaram-se gamers sérias.

…Amber – ou Gêmea Atena PMS – que tem 28 anos e é membro fundador e líder do PMS – The Psychotic Men Slayerz , ou Matadoras Psicóticas de Homens)

…Elas são “açúcar e pimenta com armas” e são as mais competitivas em multi-plataformas como Xbox Live e PS2 Online,sendo um clã todo de mulheres.

Absolutamente patético. Elas são tão cheias de ódio pelos homens que se autodenominam Psychotic Men Slayerz (e Slayerz deveria ser escrito como Slayers (assassinos) também; estúpidas imbecis iletradas).

A BBC fez um agradável artigo sobre as façanhas delas. Eu me pergunto se elas estariam tão felizes e triunfantes com um artigo sobre um clã formado apenas por homens chamados Psicóticos Matadores de Mulheres. É claro que não. Isso seria sexista!!!

O Psychotic Men Slayerz não é apenas sobre como atrair mais mulheres para jogar on-line, mas também sobre como criar um ambiente de jogo seguro – enquanto “chutamos os traseiros dos garotos”

Basta.

A queixa mais comum que elas têm quando entram pela 1ª vez em alguma plataforma de games On-line como Xbox Live ou PlayStation Online é sobre o constante assédio, estereótipos sexuais e comportamento abusivo por parte dos jogadores homens.
Bom, ao contrário de clãs femininos que adotam uma postura não-abominável, não-sexista, não-abusiva; você sabe, como essas que se denominam Matadoras Psicóticas de Homens e vangloriam-se sobre virtualmente matar homens unicamente baseando-se no sexo deles . Bom, muito legal.

Parece que elas tem um pequeno clã de carinhas medrosos que as rodeia para fazer o seu lance, os Waterboys ( isso parece nome de uma “boyband gay”), cujo papel é dar todo o apoio possível para as jogadoras do PMS.

Esses serão os “cybermanginas” então.

fonte: http://eternalbachelor.wordpress.com/2007/07/16/cyberbitches/

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Felipe Reis

    Por que as mulheres estão sempre querendo mostrar que fazem tudo o que nós homens fazemos? Elas estão querendo viver livres de nós para sempre??? Coitadas… Se o mundo for apenas de mulheres, quem vai fazer ‘favores’ sexuais para elas??? As sapatas??? hahahahahahahaha…. Pobres mulheres!!!

    1. Mestre do Chicote

      Ahaahahahah… Nem as sapatas irão suportar elas por muito tempo..

  2. Vasiliy Zaytsev

    Vale lembrar que PMS é TPM em inglês, o que torna o nome mais patético ainda.

  3. Rafael

    Pessoal da real, uma coisa eu digo pra vces, mulheres não tem futúro no game, eu jogo ps3 e agora ps4 online, jogo competitivo, Call of duty ou Battlefield, em 2012 fui o melhor jogador de Modern Warfare 3 de oppen lobby Brasil, fiz em uma partida aberta (com jogadores aleatórios) 104/2..O q quero dizer é, que o homem tem conhecimento espacial melhor q as mulheres (por desde os tempos antigos, sairem procurar comigo e acertar uma flecha no pescoço de sua presa), por isso se dão melhor jogando games, eu mesmo já cai com muitos clãs de Cod, que só eram de mulheres, e apesar do que aparece na net, elas são muitos ruins, são patéticas, fogem das partidas, ou só camperam e perdem de uma maneira vergonhosa que vce n tem razão..Tenho videos aqui que comprovam isso, quando eu cai com um clã inteiro de 9 garotas no groundwar de mw3, clãs chamado ELAS, fiz 87/4, elas sairam antes de terminar a partida, mais o caras ficavam babando ovos dela..O que as mulheres tem, e sempre vão ter em sua disposição é o seu sexo.O clã é ridiculo, mais por ser de mulher, elas ficam famosinhas..
    Meu clã era chamado NBK* (natural born killers) melhor clã br de QuickScope de Mw2 e Mw3, de competitivo (partida privada, campeonatos) nos perdíamos somente pra iSK, e mulheres que participavam desses campeonatos, não passavam da primeira faze, que funciona como times de futebol, por eliminatória..
    Tenho orgulho de dizer que já fiz dinheiro, e bastante ainda, jogando algo que realmente me faça bem, e mais orgulho ainda de dizer, que mulherada n tem futuro em mundo dos games, principalmente de tiros..Melhor jogar the sims mesmo..

  4. Crazy_Bald

    Era só o que nos faltava,espero que essas mulheres “independentes” deem tanto lucro quanto os homens, porque o homem gosta de jogos eletrônicos para se divertir e não propagar uma mensagem de ódio que no caso delas não é nada sutil. Se os jogos forem voltados para os temas que elas gostam espero sinceramente que cada um dos fabricantes de jogos abra falência, não sei como as coisas andam lá nos States mas aqui no Brasil a esmagadora maioria dos consumidores são homens, que tipo de jogos seriam feitos para elas? Barbie, Gilmore Girls? o que agradaria a elas? ou pior ainda um Lollipop Chainsaw onde a garota mata os manginas que não se submeterem a sua vontade ao invés de sumbis? Ah! pelo amor de Deus, não tenho nada contra se elas querem jogar e participar do mundo dos campeonatos dos jogos eletrônicos tudo bem! agora chorar porque não tem nada especial para elas e quando entram numa lan house ou game house ninguém pode olhar para a beldade que todos já estão a assediando? espero que essa onda não pegue por aqui.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: