«

»

dez 23 2013

As uvas de Tântalo: revolta, desilusão e anomia

MYC2009a

* Faça parte você também da Equipe Búfalo de Tradução! Nos ajude a traduzir textos e espalhar o conhecimento a todos aqueles dispostos a adquirí-lo! Mais informações neste link: I need you!

E aproveitando, um Feliz Natal para todos os leitores (e detratores) do Canal! Espero que comemorem com suas famílias esta data especial! Que Deus ilumine vocês!

por Rookh Kshatriya

Na mitologia grega, o rei Tântalo foi torturado no Tártaro como punição por seus feitos cruéis. Um lago de vinho o cercava, enquanto um cacho de uvas pendia sobre sua cabeça. Toda vez que ele tentava beber do vinho, o vinho se afastava dele. Toda vez que ele tentava pegar algumas uvas para comer, o ramo se afastava dele. E então, ele foi amaldiçoado a sofrer de uma terrível fome e sede, por toda a eternidade. Como podemos ver, este conto reflete a vida da maioria dos homens atuais. Mas ao contrário de Tântalo, tal castigo é imposto a eles de forma injusta.

Do nascimento a puberdade, a maioria dos homens tem que “engolir” os mitos da infância. Ou seja, crescem acreditando que o mundo é um local “justo”, que os adultos são “confiáveis” e que a religião organizada – em suas várias formas – é a verdade.

Na puberdade, muitas mudanças físicas/hormonais/psicológicas acontecem. Para a maioria dos rapazes, tal terremoto derruba as velhas visões de mundo pré pubescentes. Como o prof. Richard Lynn nota, o aumento repentino no QI nesta fase da vida leva a maioria dos jovens mais auto conscientes a virarem ateus ou agnósticos. A “cegueira de classe” da infância dá lugar a uma percepção das distinções sócio-econômicas – a marcante revelação que a vida NÃO é justa. Não é surpresa a rebeldia que acontece neste momento, uma clara percepção dos imensos obstáculos que eles enfrentarão para poder vencer na vida. Para os jovens homens, o surgimento do desejo sexual substitui os objetivos de infância com anseios carnais e profundos.

Resumindo, o jovem mais consciente tem sua visão de mundo completamente reestruturada em um espaço de poucos anos. Esta transformação geralmente acontece sem nenhuma orientação satisfatória, salvo apenas da grande mídia. Na verdade, a sociedade em geral continua a vender temos pré adolescentes para os jovens mesmo muito depois da adolescência – com resultados cada vez piores. No mundo anglo saxão talvez isto seja uma expressão de uma cultura puritana que tem medo da sexualidade adulta? Talvez não…

A grande mídia, é claro, sempre foi muito ligeira em explorar as mudanças acontecidas na adolescência. A “cultura jovem” ocidental é na verdade uma cultura “pós pubescente”, afinal. Video games, a música popular e os filmes bombardeiam os jovens com imagens de um mundo adulto sexualizado e liberal que os aguarda após que eles se livrarem dos anos de escola e da guarda dos pais. Os videoclips de rap e rock, por exemplo, invariavelmente desfila hordas de mulheres lindas e seminuas como algo “disponível” à “vida adulta”. Tais imagens aumentam em muito as expectativas sexuais dos jovens do sexo masculino a dimensões priápicas. De boa fé ele acredita que terá um verdadeiro batalhão de mulheres liberadas que o aguardam no mundo adulto, loucas para serem colhidas como uma fruta no pé…

Bem, ele até pode ter isto caso ele se torne um grande canalha ou um bandido sádico, ou seja abençoado com uma bela aparência ou dinheiro. Mas para a maioria dos jovens, é claro que isto não acontece. E então muitos jovens se encontram confusos e desafiados pela vida adulta tanto quanto eles eram na adolescência. Na infância, eles eram enganados com um monte de mentiras convenientes que eles descartam na puberdade. Então eles percebem que o “mundo adulto” que foi prometido a eles na adolescência também era um monte de mentiras, também! Como o rei Tântalo, o vinho e as uvas escapam de seu alcance – de novo.

E esta é a raiz da “crise masculina” que assombra o mundo ocidental moderno: uma quebra da certeza, a falha da confiança. Sendo enganado duas vezes numa rápida sucessão pela ordem social vigente, o jovem está cada vez mais desconfiado de todo o conhecimento e conselho dado a ele. Assim, temos a explosão dos blogs masculinos…

Na verdade, há de se admitir que muito destes blogs representa uma tentativa de administrar o desapontamento e a alienação do homem. De um lado, temos os PUAs oferecendo aos homens uma “justiça retroativa” – uma forma de realizar os sonhos “adultos” do sexo fácil que os perseguia na adolescência. De outro lado, temos o pessoal MGTOW que o mostra uma alternativa mais radical: a rejeição total de um sistema social não confiável. E não podemos esquecer dos mais conservadores, que prometem uma retribuição contra a mulher e a ordem social vigente, permitindo a eles a desfrutar de uma hipergamia seletiva. Entretanto, no fundo de tudo isso, todas essas respostas são feitas para tentar compensar o justificado senso de traição que atualmente assombra a grande maioria dos homens de hoje.

fonte: http://kshatriya-anglobitch.blogspot.com.br/2013/06/the-grapes-of-tantalus-revolt-delusion.html

* Faça parte você também da Equipe Búfalo de Tradução! Nos ajude a traduzir textos e espalhar o conhecimento a todos aqueles dispostos a adquirí-lo! Mais informações neste link: I need you!

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Jonas

    Esse texto se encaixa perfeitamente na minha vida.
    Estou com 25 anos e sem perspectiva e sem esperança.

  2. Don Corleone

    Pra quem é gato escaldado não cai no papo feminino

  3. Luiz Alberto da Silva Lima

    Muito oportuna essa analogia entre a Mitologia Grega e a situação dos jovens do sexo masculino. Quando somos adolescentes sonhamos com a vida adulta achando que seremos finalmente “livres”. Quando nos tornamos adultos é que vem as cobranças por parte da Sociedade. Temos que ter o melhor emprego, o maior salário, um carro na garagem, só assim seremos respeitados pela Sociedade e “enxergados” pelas mulheres. Mas antes de tudo vem o mais importante: O DESENVOLVIMENTO PESSOAL! Só com ele é possível sermos livres de verdade!!!

  4. Anjo_Censurado

    Perfeito!
    Em paralelo ao post Herbivoros, se desnuda a vida do homem na sociedade moderna, acrescento ainda ao citado por Vic_sage sobre a “geração do Toddynho”, lido com crianças e adolescentes todo dia e cito…
    Pra variar a idéia do sucesso facil e a descoberta do mundo real, com fuga por drogas e afins,
    O contra senso que se tornou ser homem, mas não poder agir como tal,
    E uma “nova descoberta” dos pesquisadores.rsrs. a geração nem-nem. Citando:
    http://portuguese.ruvr.ru/2013_12_23/Um-em-cada-cinco-jovens-brasileiros-nao-estuda-e-nem-trabalha-0253/
    http://www.boainformacao.com.br/2013/12/um-terco-dos-jovens-das-upps-nao-estuda-nem-trabalha/
    Fato curioso e não analisado que creio por ir de encontro com o que clamamos sobre o feminismo estar matando a sociedade ocidental é visto:
    Mais de 70% dos jovens que não estudam nem trabalham são mulheres – http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/mais-de-70-dos-jovens-que-nao-estudam-nem-trabalham-sao-mulheres – quem está sustentando essa geração de desocupadas??? Sim! o Estado, não fornece creches, escolar em tempo integral, mas quem você sabe que está reivindicando isso pra mudar tal situação? Ninguém! pq está comodo.
    Pra variar mulher falando… “De acordo com a coordenadora-geral da pesquisa, Ana Lúcia Saboia, não é possível atestar uma causa direta entre ter filho e não trabalhar nem estudar. “Precisamos ter uma estrutura melhor de creches, por exemplo. Nós mulheres sabemos como é difícil conciliar trabalho com filho”, comentou ela.” – Sei!senta lá Claudia! Se aprende olhando o erro do vizinho! Ja viu que abrir as pernas sem qualquer estabilidade vai dar m#@da! pq fazem isso!? ahh as benesses do governo socialista!
    Meu avô dizia: antigamente ser honrado, honesto, trabalhador, era regra, hoje virou exceção! E cada dia ele está mais certo.
    Antes se esforçar para estudar ti levava mais longe, hoje estudar ja está fazendo diferença, pois cada vez mais a sociedade parece acomodada, intolerante mesmo supostamente mais aberta….

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: