«

»

nov 14 2013

Esta Apegado? Você vai sobreviver!

desapegoPor Destro, Fórum do Búfalo

1 – O Homem e o Apego 

2 – Momento de transição

3 – A solução para o Apego 

==

1- O Homem e o Apego 

Muitas vezes vejo indivíduos contando histórias sobre o apego e se encontram numa sinuca de bico, mas o que eu digo é: você vai sobreviver.

A parte mais difícil da Real é o apego, ter o conhecimento sobre a natureza feminina é importante, mas se você não for desapegado nada adianta.

Posso explicar muito bem esta questão do apego porque eu fui por muito tempo apegado e até mais do que a maioria dos relatos que vejo. E tudo por uma questão mais complexa do que o de costume.

Na igreja, buscamos uma esposa e por causa da educação errada que muitos nos passam, acreditamos que esta esposa é a nossa Maria Exceção. Na igreja os homens tem que buscar uma esposa que ele acredite ser a exceção. É claro que a bíblia não fala de mulher exceção, mas a interpretação de muitos religiosos é equivocada e acaba colocando erroneamente na mente dos jovens este ideia de Maria exceção .

Na igreja eu era um macho Alfa e com todas as mulheres a minha disposição (até hoje é assim), porém eu me casei com a minha esposa muito jovem na esperança dela ser a minha mulher exceção. Conheci ela quando e e ela tínhamos 5 anos. Nas nossas fotos de infância estávamos sempre juntos porque nossos pais eram amigos, e desde aquela época nossos pais brincavam com a ideia de que quando adultos iríamos nos casar.

Ela foi à primeira mulher que eu beijei ,namorei, casei ,fiz sexo e tive filho. E eu conheço ela há 28 anos! E convivi com a mesma 20 anos da minha vida (hoje eu tenho 33 anos)! Vocês acham que é fácil desapegar de alguém assim? Convivam 20 anos com a primeira mulher que você teve experiências sexuais, se casou, teve filho e conhece há 28 anos para você ver! Imagine o tamanho do apego! Mas eu desapeguei e estou aqui, eu sobrevivi!

Eu conheço muito bem o que é apego, porque é um fantasma que me assombrou por anos. Quando meu casamento acabou me vi sem direção porque como conhecia ela há 20 anos, imaginava eu que iria envelhecer com ela… mas não é assim que as coisas funcionam.

2 – Momento de transição

(Observação: Esta época da minha vida eu esta afastado da minha igreja e perdido, não tendo certeza do que fazer da vida neste período. Fui muito incoerente com os dogmas da minha fé e por causa disto aprendi neste período que ser incoerente é um mau, a partir daquele momento voltei a seguir o caminho da coerência pois me encontrei de novo, sou um ser humano e cometo erros ( não é um período da minha vida que me orgulho). Mas venho aprendendo com os mesmos, que fique isto bem claro .)

Nesta época da minha vida foi extremamente conturbada, meu casamento estava acabando, filho pequeno para criar, tinha perdido o emprego e minha mãe estava com câncer. Minha igreja estava um caos e eu não sabia o que Deus queria de mim, não sabia onde ele queria me usar para salvar vidas. A dúvida se apoderou de mim e não me vendo em condições de ser líder de pessoas que dependiam de mim, pedi licença do Pastorado.

Passei um tempo no mundão e vivi como um Boêmio (vida sexual com mulheres fora da igreja, estas mulheres eram todas solteiras e sem compromisso diga-se de passagem. Nunca me envolvi com mulher casada e se alguma tinha namorado pelo menos me disseram que não tinham! Se tinham nunca vou saber. E também tive meus dias de bebedeira) Eu imaginava naquela ocasião que isto ia me tornar desapegado “Vou transar com outras e isto vai me fazer esquecer minha ex !” Mas não é assim que funciona.

Sabem por quê? Apego é algo emocional, não se cura algo emocional com sexo! Pelo contrário, pode te dar até um sentimento de vazio ainda maior.

Nesta época eu tinha uma mulher diferente todo dia e ia a lugares diferentes todo dia. E isto não ajudou a ser desapegado, pelo contrário, tinha vez que eu estava tendo relações com uma mulher, mas a lembrança da minha ex continuava na minha mente.

Conheci um lado da sociedade que me fez ter equilíbrio em relação a várias coisas que antes só sabia por ouvir dizer e que agora sabia na prática, isto me fez amadurecer e ter uma visão que tenho hoje e que levo na minha vida prática: Você só pode ter uma opinião sensata sobre algo se passou por experiências Reais com aquele algo (experiências empíricas).

3 – A solução para o Apego

Depois de um tempo no mundão eu comecei a refletir internamente sobre várias coisas da minha vida e descobri verdades que me fizeram trabalhar o desapego, e que serviram para mim e que pode servir para alguém.

1 – Você pode obter controle sobre o seu apego

O Apego faz parte da natureza Humana, você nunca vai ser 100% desapegado, pois isto faz parte da nossa natureza.

Solução: você pode controlar o apego, isto você faz não criando expectativas e não achando que a sua felicidade depende daquele relacionamento.

2 – Você tem que entender que a sua vida é grandiosa e não se resume a um relacionamento.

Hoje você esta sofrendo por causa desta mulher, mas a sua vida é por demais importante e você tem muita coisa para fazer na vida e não pode estacionar por causa de uma pessoa.

Solução: Procure dar atenção as suas outras metas na vida, se tiverem metas irão se livras da sensação ruim que está sentindo por causa do seu apego. Eu mesmo tinha outras metas na vida na época: a criação do meu filho, cuidar da minha mãe que tinha câncer… temos que continuar a viver .

3 – Outros Relacionamentos 

Outros relacionamentos podem ajudá-lo a sair desta. Te digo que sexo não é a solução para o desapego,mas se isto te ajudar a se sentir melhor fica a seu critério. Mas tenha em mente que tem que trabalhar seu mental mais que seu sexual .

Solução: Procure ir em lugares diferentes e fazer coisas fora da sua rotina, isto me ajudou muito na época .

4 – Força de vontade

Eu fui apegado por anos a minha ex-mulher, mas eu trabalhei a minha força de vontade para não ser. É você tem que decidir dentro do seu coração que não quer mais ser. O que eu passei em relação ao apego não foi nada fácil, mas eu sobrevivi, eu lutei eu perseverei. Eu hoje tenho um outro relacionamento muito mais feliz e maduro do que tinha com a minha ex mulher, hoje ao encontrar com minha ex não sinto nenhum sentimento de perda, descontrole ou paixão, mas apenas um respeito recíproco com a mulher que gerou o meu filho .

Solução: Eu conheço a mãe do meu filho há 28 anos, convivi com a mesma 20 anos da minha vida e hoje vou ser noivo de outra mulher que me faz mais feliz do que a mãe do meu filho (mas é claro, sou GDR então sempre alerta!) e estou aqui vivo e sobrevivi a todos os problemas decorrentes do apego, então se eu passei por tudo isto e sobrevivi você pode fazer o mesmo. Basta ser dono da sua vida (força de vontade) e decidir a partir de hoje que vai lutar por você mesmo.

Eu acredito em você!

fonte: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=5412

12 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Arpoador

    História muito triste e com certeza de muito sofrimento. Isso acontece porque as pessoas nesses últimos tempos pensam que relacionamento é uma diversão, brincam com os sentimentos dos outros, machucam, humilham e etc. Fica a pergunta, como investir nos dias de hoje na construção de um relacionamento sabendo que mais cedo ou mais tarde irá ruir? Estamos vivendo uma época em que as pessoas se tornaram frias em razão de frustrações e decepções vividas. A resposta para esse tipo de ações é que a maioria das pessoas evitarão relacionamentos sérios com objetivos de construir e consolidar uma família. Praticar o desapego é importante quando se trata de objetos, viver assim como um ser humano é rasgar a própria alma e virar um boêmio nesse mundo cão. Por acaso, não temos apego aos nossos filhos, esposas, pais, avós e nossos amigos de longas datas? Ora, decepções fazem parte da vida de um ser humano assim como as alegrias. O autor do texto mostra sua grande capacidade de superar uma amarga realidade. Resumindo e diante de uma frustração desse calibre é que a pessoa poderá partir para novos relacionamentos ainda com trauma na alma e fazer outra pessoa sofrer praticando o desapego. Isso explica o porquê atualmente, cada vez mais pessoas estão vivendo solitárias e escolhendo cães e gatos como companhias. Na verdade devemos entregar nossa vidas nas mãos de DEUS e nos alicerçar na sua Santa e Bendita Palavra a Única Regra de conduta e Fé.

  2. silva

    Valew por compartilhar conosco cara!

  3. ferreira

    muito bom… estou passando pelo batismo de fogo, esta muito dificil, mas todos os dias e so parar e refletir sobre os textos aqui compartilhado e tenho forças para continuar e nao desistir. voces aqui neste blog faz a diferença na vida de muitos , so tenho a agradecer

  4. jose claudio

    Estava passando por isso. Eu hoje tenho ciencia de que nao quero maia nd com a pessoa…ainda maiasdepois quw ela teve relações com um amigo meu. É bastante difícil. .vejo isso pq o meu caso foi pouco tempo e mesmo assim fiquei bqstante apegado. Na epoca meu rendimento no estudo, trabalho e academia caiu…me enfiei na bebida e tive relações com outras mulheres mas mesmo asaim pensava nela. Hoje dsscobri quw ela eh uma tremenda vadia swm perspectiva nenhuma. Graças a Deus me livrei desse mal e hoje em dia para me apegar de novo será bem difícil.

  5. zandoky

    Muito bom cara, deve ter sido dificil mesmo… mas parabéns pela sua luta.. to passando por algo assim e sempre que penso estar vencendo me vejo perdido, porem cada vez me sinto menos desapegado. Ví em seus relatos muitos de meus atuais atos, espero tbm conseguir vencer e sei que vou. obrigado pelo texto

    1. Robson Fernando Soares Silva

      Legal sua experiência, cara. Mas, me diga: o que você quis dizer quando se intitulou GDR?

      1. Luiz Alberto da Silva Lima

        GDR = GUERREIRO DA REAL

  6. andre_desbravador

    o colega escreveu algo interessante, que temos que ter metas”
    todo guerreiro d a real tem que alimentar um estilo d e vida, esportes, estudos, cultura, empreendedorismo, etc etc, vá viver a vida. todos que ja foram manginas apegados, sabem que o relacionamento nos cegam, e nos fazem viver apenas pra relação, e o mito do amor romântico.

  7. Andrei Markov

    Excelente texto. Admiro! Porém , eu me deixei apegar muito facilmente e estupidamente a pouco tempo. E já sabia tudo isso de não criar expectativas e não deixar aquilo ser o motivo da felicidade da vida. Porém , não consigo entender como é possível fazer essas escolhas. Em mim, são expectativas que simplesmente eu sinto ,apesar de não querer..

    1. Gcorp

      Andrei o que vc precisa é mudar sua atitude mental em relação a relacionamentos,ficadas e sexo. Faça como eu, treine; escolha uma garota e vá com essa atitude mental desde a abordagem até o final da trepada… Faça dessas garotas um laboratório e vá analisando a tuas emoções em relação a esse novo comportamento da Real… com certeza vc vai ver que até as atitudes delas irão melhorar tbm…

  8. Edson

    fantástico cara! deve ter sido mesmo muito difícil .

  9. marcosynky

    Muito edificante esse Relato, muito boa a volta do canal já estava com saudade!

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: