«

»

nov 28 2013

A arrogância feminina e a queda do casamento seletivo

Untitled 1

Apenas relembrando, o Canal precisa de você! Vários camaradas já se prontificaram e estão ajudando o blog com traduções de artigos que visam trazer conhecimento a todos dispostos a aprender! Não deixe de se alistar, clique aqui.

por Sunshine Mary

Vamos começar com uma pequena explicação, já que são poucos que estão familiarizados com o conceito do “casamento seletivo” e como chegamos ao estado atual das coisas no que concerne o casamento e o divórcio.

O casamento seletivo significa que semelhante se casa com semelhante. Pessoas bonitas e talentosas tendem a se casar com outras pessoas bonitas e talentosas. Pessoas normais se casam com outras pessoas normais. E pessoas mais simples ou menos inteligentes, ou pessoas com sérios problemas tendem a se casar com pessoas semelhantes.

Ou pelo menos era assim que funcionava antes do feminismo e da revolução sexual.

Há uma teoria que nos diz que parte da motivação do movimento feminista é que mulheres não atraentes queriam ter acesso a homens mais atraentes; o feminismo permitiu a elas terem isto na forma de relacionamentos curtos e casuais. O resultado disto é que muitas mulheres jovens passaram uma porção significativa de sua juventude “lutando uma categoria acima” no mercado sexual, o que deu a elas um falso senso de seu real poder de atração como companheira, falsa sensação que elas levam também quando estão escolhendo seus parceiros para se casar. Resumindo, elas ficaram arrogantes.

O que resultou disto é que as mulheres, inclui-se aí as cristãs, não sentem vontade de se casar até que elas fiquem mais velhas e já tenham uma quantidade considerável de parceiros sexuais em suas vidas. Isto diminui seu valor no mercado matrimonial; elas tem dificuldade em se ligar com seus maridos, e elas fazem isto ainda mais difícil para seus maridos se ligarem a elas porque elas já são mais velhas e bem experimentadas por já terem dormido com outros homens. Sua percepção quanto ao homem está desregulada já que elas se consideram tendo um valor acima do que elas realmente tem, e assim ficam ressentidas com o fato de que os homens que estão disponíveis para casamento com ela são menos atraentes do que ela acha que merece ter.

A mulher moderna considera o homem pouco atraente para o casamento por diversas razões:

1 – dada sua atual arrogância, elas não consideram mais os homens que estão no nível dela atraentes;

2 – muitos homens atualmente são menos atraentes como maridos porque, notando que eles não conseguiriam se casar com uma mulher decente na nossa atual sociedade feminista, eles simplesmente perderam a motivação para fazer aquelas coisas que os fazem atraentes à mulher (melhorar sua aparência, físico, condição financeira, poder, status)

3 – o feminismo deu a mulher um falso senso de igualdade com o homem, fazendo com que elas acreditem que elas realmente não precisam de um marido; as mulheres não se sentem mais pressionadas a se casar ou se manterem casadas com um homem menos atraente.

E os homens consideram as mulheres pouco atraentes para o casamento porque:

1 – o homem é atraído por mulheres jovens, mas muitas delas não pensam em se casar até ficarem mais velhas;

2 – muitas delas são menos atraentes fisicamente (dado a fatores como a obesidade, tatuagens, comportamentos pouco femininos, etc)

3 – a maioria das mulheres de hoje são promíscuas. Mesmo as cristãs geralmente já foram para a cama com mais de um homem. O homem é sexualmente atraído por vadias, mas não desejam formar uma família com elas.

4 – a mulher moderna não tem humildade e gratidão.

Mas o casamento seletivo é ainda a solução porque ele provê mais chance das pessoas se casarem. Contarei uma história que aconteceu na minha igreja, de um casal que seguiu este conceito. Se puder assistir eles contando sua história, clique no link abaixo e assista o vídeo a partir dos 33:52 minutos:

http://northridgechurch.com/talks/origins/a-savior/

O homem é um ex viciado em drogas que está em recuperação (graças a Deus); fisicamente ele é baixo, ele perdeu todos os dentes por causa do vício e ele perdeu sua carreira. Enquanto ele estava no programa de reabilitação da igreja, ele encontrou uma mulher que também se recuperava do vício das drogas; ela tem um rosto bonito mas é muito gorda. Mas graças a Deus e sua obediência a Ele, eles estão se recuperando de seus vícios; e acabaram se casando. Este é um exemplo perfeito de como o casamento seletivo funciona: duas pessoas que foram realistas sobre seu próprio valor tanto no mercado sexual e matrimonial foram capazes de encontrar o amor e o companheirismo ao ser honestos consigo mesmos. Enquanto a mulher manter seu senso de gratidão  e for realista sobre o fato que seu atual marido representa o melhor que ela é capaz de atrair, eles devem manter um casamento duradouro ao invés de viver na solidão e no celibato pelo resto de suas vidas.

Mas infelizmente, após a segunda onda feminista e o inflamento exagerado do ego das mulheres acima de qualquer nível racional, e de fato totalmente descolado da realidade, a maioria das mulheres são simplesmente arrogantes demais para admitir que o homem que elas conseguem atrair e estão dispostos a se casarem com elas são de fato uma amostra precisa de seu próprio valor no mercado matrimonial.

Aceitar isto pode ser extremamente humilhante para muitas mulheres, ma s a deixará livre para experimentar a paz em aceitar o homem que a deseja para casamento, assim como permite a ela ser grata pela presença do homem que ela pode eventualmente casar. Uma mulher que se sente extremamente grata por seu homem e entende que provavelmente ela não atrairá coisa melhor dificilmente se divorciaria dele.

A humildade e a gratidão são críticas para a mulher se elas querem se casar e se manter felizes num casamento, mas ambas essas qualidades são praticamente inexistentes na mulher moderna.

“Quando vem o orgulho, chega a desgraça, mas a sabedoria está com os humildes.” Provérbios 11:2

Gostaria de colocar aqui um comentário que deve ser lido por todos:

“Gostaria de dizer algo sobre a gratidão.

Na minha visão, a gratidão é um dos atributos mais valiosos que uma mulher pode ter. Mesmo que isso não a deixe mais atraente, isto a faz ser muito mais desejável. Uma mulher que é grata ao seu homem é algo poderoso. Eu sempre invejo homens que sabem como é este desejo.

É este senso de gratidão que me faz gostar tanto de algumas mulheres que vejo. Algumas carregam uma aura de gratidão em relação ao seu marido. Gostaria de dizer sobre como o respeito significa para um homem… bem, a gratidão é talvez a maior demonstração de respeito que existe.

Mas infelizmente, este é uma demonstração que mais anda em falta esses dias, e não vejo que ela irá retornar tão cedo. Tal coisa faz com que essas poucas mulheres (especialmente as que ainda não são casadas e são virtuosas) tão valiosas.”

fonte: http://sunshinemaryandthedragon.wordpress.com/2013/10/03/womens-arrogance-and-the-downfall-of-assortive-mating/

18 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Justiceiro

    As mulheres deveriam voltar a serem submissas aos seus marido como na época dos nossos ancestrais !

  2. Knighter Skynet

    Infelizmente é a REAL – vivemos em tempos negros, e a melhor coisa que o homem comum faz nessa epoca é se isolar ao meu ver. Sei que apostando no nosso desenvolvimento pessoal, e sabendo “jogar a matrix” sob todas as esferas presentes, é possivel de certa maneira, manter e obter femeas para – mas sabemos mesmo que no final das contas, sempre sera um Jogo de Interesses e foge do contexto real que o texto aborda. A decadencia da sociedade, infelizmente é algo planejado – e esses movimentos suicidas, como o feminismo infelizmente so “cumprem tabela” na visão das elites ocultistas.

    1. Ju Savi

      você poderia se aprofundar mais sobre essa frase: A decadencia da sociedade, infelizmente é algo planejado – e esses movimentos suicidas, como o feminismo infelizmente so “cumprem tabela” na visão das elites ocultistas. Gostaria de saber mais sobre o que pensa. Sou mulher e adotei o isolamento a um tempo por discordar totalmente de como andam as relações. Obrigada.

  3. Luiz Alberto da Silva Lima

    O que se vê hoje em dia é a glamourização do Alpinismo Social. Quando uma mulher pobre se casa com um homem rico, ela é invejada e vista como “Vencedora” pelas demais mulheres por ter agarrado aquele “Partidão”. Quando uma mulher pobre se casa com um homem pobre é porque ela não teve a chance de interagir e conviver com homens ricos e não por ser uma “Exceção”. Isso faz dela uma “Perdedora” perante as demais mulheres e são grandes as chances dela trair e trocar o marido pobre por um homem mais abastado. Esse negócio de semelhante se casar com semelhante está cada vez mais raro porque as mulheres são incentivadas pela mídia feminazista a procurar homens financeiramente superiores a elas!!!

  4. Carlos

    Eu não vou me casar nunca e estou muito bem!

  5. Mr. Jones

    O jeito é não casar!

  6. Julio Celio de Oliveira

    Olhem mais um link falando da aposentadoria especial para mulheres policiais. Isto é favorecimento. O homem trabalha muito mais que as mulheres, que ficam com essa conversinha de dupla jornada, como se o homem não tivesse outras tarefas além do trabalho. Eu sou totalmente contra. Se tivesse que privilegiar alguém seriamos nós homens, já que a expectativa de vida das mulheres sempre foi quase dez por cento maior.

    http://blogdodelegado.wordpress.com/2013/11/28/deputados-pedem-urgencia-para-aposentadoria-especial-de-mulheres-policiais/#comment-4390

  7. Julio

    O casamento seletivo só seria possível se não existisse o dinheiro e o ego.

    Pensa comigo, aquele baixinho barrigudo com grana vai querer se casar com uma baixinha barriguda com grana? Óbvio que não. Ele vai querer uma mulher bonita (e a própria baixinha barriguda com grana vai querer um cara em forma / sarado).

    A seleção sexual dos nossos ancestrais eram iguais ao dos leões ( força física), a de hoje é igual ao dos *pavões (aparência física).

    *Digo de uma forma natural.

  8. andre

    casamento ja era, é uma instituição falida, graças ao feminismo, enquanto vc homem comum se mata de trabalhar e d e estudar pra conseguir algum patrimônio, elas estão engolido porra, e cavalgando em varias pirocas, depois querem achar um otário para assumir suas bucetas arrombados, vc homem trabalhador não merece essas porcarias, fique solteiro e vá viver sua vida.

    1. Julio Celio de Oliveira

      Exatamente!

  9. Aline

    concordo com tudo que disse, esse tipo de mulher feminista, um dia vai ser arrepender da grande parte das coisas que elas fazem, sou casada dona de casa trabalho mas não coloco nada na frente de meu marido, tem mulheres que fica com raiva quando falo que, sou uma mulher submissa, mas não percebe que eu fiz uma boa escolha, meu marido é honrado, nos temos muita mais muita coisa em comum, me casei nova hoje tenho 23 anos e ele tem 28, meu marido meu casamento é um presente de Deus, a verdade é uma só, mulher é mulher homem é homem, NÃO tem como ser igual biologicamente, fisicamente e emocionalmente. Eu com experiência própria digo casamento é muito bom! nas condições do texto .

  10. Rocky

    Eu não tenho sequer esperança nenhuma de algum dia vir a me casar!

  11. EUCLIDES

    Eu digo uma coisa, neste momento milhares de homens estão obrigados a adotar uma vida de celibato por causa da arrogância das mulheres, se recolhendo a uma vida de punheta e no mais tardar, recorrendo a putas para se satisfazer.

    Eles sabem que o valor deles no mercado sexual é muito reduzido e que as poucas mulheres “pra casar” ,dita no texto acima, já esta sendo disputada a tapa por cafagestes,violentos e playboys endinheirados.

    Ao homem comum as batatas! Não adianta!
    Falo por mim mesmo. Eu sou um homem absolutamente comum para as mulheres, não sou tão feio mas não tenho beleza extrema, e as mulheres do meu meio social,mulheres IGUAIS A MIM, so querem homens muito superior a elas, bonitões, playboys endinheirados, descolados, vida loucas. E eu não sou nada disso. Tenho uma vida mais reservada, enfim, não sou nada que uma mulher moderna quer para ser seu “marido”.

    Enfim pra mim o casamento, mesmo esse casamento “seletivo” ,já foi engolido pelo feminismo. A mulher, mesmo casada, não vai titubear ao ver um bonitão, ricardão, rasgado, melhor que tú, e te abandonará, ao menor sinal de tédio por parte dela.

  12. Jorge

    Elas trocam namorados/maridos, do mesmo nível para ficar com caras mais ricos,mais bonitos…exigem muito,e se elas julgam caras do mesmo nível como poucos,elas são pouca coisa para caras ricos.
    Um cara cheio da grana merece uma mulher também com dinheiro,mas nós não somos exigentes quanto a isso,em maioria não ligamos para dinheiro delas.Até preferimos ter poder de barganha maior que o delas em relacionamentos.Tanto que já vi cara rejeitar mulher bonita e rica do mesmo nível para ficar com uma mais pobre.
    Não vou ser hipócrita,já rejeitei mulher que ganhava o mesmo que eu,para ficar com uma mais “pobre”achando que era mais fácil lidar.Mas é o que acontece a maioria vai continuar preferindo uma mulher com menos poder.
    Esses velhos ricos famosos sempre pegam uma modelo,uma mais burra,porém bonita,pois assim se sentem mais poderosos.

    Uma mulher rica- homem rico,mesmo nível,não será pouca coisa para ele,ainda mais se for bonita e gostosa
    Agora uma mulher pobre – com cara rico, sempre será pouco,mesmo sendo bonita,não estou colocando aqui sobre amor e companheirismo…

    1. Marcelo

      “Amor não tem idade,classe,cor”,ah vai se fu.

      Esses caras ricos são otários.Sei que o melhor é o cara ganhar mais que a mulher,mas casar com mulher com um nível mais baixo já é sacanagem,o cara vai se rebaixar, ele merece coisa melhor,sei que o certo é o cara ter mais poder de barganha ,mas prefiro ficar solteiro mesmo ou arrumar uma do mesmo nível,e ainda corro o risco dela tendo o mesmo poder que eu me trocar por um cara mais rico .

      1. Jorge

        Não vale a pena o cara que lutou para melhorar de vida, arrumar uma mais “pobre”,as mulheres querem tudo na mão,tudo pronto para elas,tanto que vemos um monte de mulher de 20 poucos atrás dos homens de 30 anos.E o que vejo acontecer: o homem rico trair elas,pois vê essas mulheres como pouca coisa,mesmo elas os tratando bem.
        Mas foi como você escreveu, o certo “medo” que eu tinha de arrumar do mesmo nível e ser trocado por um que ela jugasse melhor depois.
        Sinceramente, está muito difícil arriscar.

        Uma coisa é casar com uma mulher que ficou do seu lado na época que vc não tinha nada,outra coisa é vc com 30 poucos anos bem de vida resolver casar com uma mulher que provavelmente te acharia um nada nos seus 20 poucos anos.

        Estou começando achar coisa de maluco namorar sério ou casar nos dias de hoje.

    2. Henry

      Cara, as mulheres de hoje em dia não valem a pena, quase nenhuma merece ser lavada a sério a não ser pouco mais que 30 minutos, não procuro uma mulher de status, dinheiro, a profissão muito menos, só quero uma albetizada, bonita no meu conceito, que tenha valores familiares e visão de casamento desde sempre, de preferência virgem pois odeio pensar que outro cara já teve minha mulher e não ter paz interior pro resto da vida achando que poderia ter uma mulher melhor, desse jeito tem várias e não é o que eu quero e vou acabar ficando sozinho do que me rebaixar ao feminismo barato vadio :/

  13. Powie STR

    Faz todo o sentido essa conversa sobre gratidão. Hoje esse sentimento foi substituido pela satisfação da mulher em ter um Homem com status diante da sociedade e nada mais: ela pode ser humilde e ter pensamentos limitados, mas quando um cara com status aparece os familiares (principalmente mulheres) elogiam o fato como algo positivo. Missão Cumprida

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: