«

»

ago 20 2013

Sobre mulheres sendo objetos

mulher objeto* traduzido por Vassily, Fórum do Búfalo

por Angry Harry

Um email me perguntando sobre mulheres sendo tratadas como objetos…

Senhor Harry,

Eu andei pelo seu site e vi uma conexão nos seus pontos de vista, mas eu devo lembrá-lo que mulheres foram “bens” do homem no passado. Eram apenas bens, objetos que deveriam ser tratados como tal.

Você pode comentar isso?

B

resposta:

Caro B,

Essa visão de que mulheres eram apenas bens dos homens nada mais é que uma bobagem inspirada pelo feminismo, e é baseada em nada mais que na mudança de contexto da situação original.

50 anos atrás, por exemplo, as crianças eram mais ou menos vistas como “bens” aqui no Ocidente, no sentido de que elas pertenciam a seus pais; mas isso não significa que os pais delas pudessem tratá-las como se fossem objetos descartáveis. Pelo contrário, muitos pais adoram suas crianças e fariam de tudo por elas.

E o fato de que os pais tinham “comando” sobre suas crianças faz sentido, pois, primeiramente, os pais sabiam o que era melhor para elas e em segundo lugar, as pessoas que melhor poderiam cuidar delas eram os pais!

Bem, pelo que posso ver, o mesmo tipo de considerações pode ser aplicado quando se considera homens e mulheres. As mulheres sempre foram mais vulneráveis – especialmente aquelas nos dias mais perigosos – e eram os homens que eram encarregados de cuidar delas.

Imagine uma criança andando pela rua 1000 anos atrás. O que impediria um estranho de pegara criança de dizer “Hmm. Acho que eu vou ficar com este aqui.”?

Afinal, se a criança não “pertence” a ninguém, por que não pegá-la para propósito particular?

Bem, eu imagino o mesmo tipo de coisa aplicado às mulheres. Você não poderia pegar uma delas da rua pois elas pertenciam a alguém!

Até mesmo hoje em dia mulheres não-casadas colocarão anéis em seus dedos se elas quiserem mandar a mensagem “Deixe-me sozinha, eu tenho dono!”

Então minha visão é de que a noção de que as mulheres eram bens dos seus homens era aceitável dadas as circunstâncias que a maioria das pessoas tinham de viver naqueles dias.

Colocando isso de outro modo: se você vivesse há 500 anos, você preferiria viver “sob posse” do homem que você estava casada ou preferiria viver à mercê de todos os homens – assim como a criança do exemplo?

Além do mais, é importante lembrar que a Lei era relativamente nua e crua num passado distante, e também não era fácil de executar, já que não haviam tantos “agentes do governo” por aí. E decerto, para várias razões urgentes, aparentemente havia muito mais leis com relação à propriedade do que com relação às pessoas.

Assim, a lei relacionada à pessoa era fraca e difícil de colocar em prática. Portanto, mais uma vez, a noção de que a mulher era “propriedade do homem cujo estava casada” não parece tão horrível.

As feministas sempre gostam de dar a impressão de que as mulheres eram tratadas particularmente mal no passado pelos homens, e essa histeria sobre mulheres sendo apenas objetos é apenas mais um estratagema odioso que elas usam para alavancar esse ponto de vista misândrico.

Mas eu nunca vi nenhuma evidência que sustente a visão de que em sociedades estáveis as mulheres eram tratadas particularmente mal – especialmente comparado a como os homens eram tratados.

Eu mantenho meus olhos abertos para tal situação, mas eu nunca captei nenhuma.

É, no entanto, verdade dizer que eu não sei muito sobre os países muçulmanos, mas, por exemplo, eu vi vários repórteres politicamente-corretos da BBC recentemente frequentando lugares como Afeganistão, Irã, Iraque, Turquia, Marrocos, e lugares desse gênero e perguntando às mulheres várias questões como “Como é ser tratada como cidadã de segunda classe comparando com os homens?” – ou palavras nesse tom – e, adivinhe, praticamente TODAS as mulheres muçulmanas não concordavam que elas eram tratadas como cidadãs de segunda classe – embora, é claro, eu tenho certeza que não vai demorar muito até as feministas conseguirem envenenar essas muçulmanas contra seus próprios homens com seu catálogo usual de manobras e mentiras.

De fato, de uma coisa eu estou certo; tanto faz o país, pouco importa a cor, pouco importa a religião e pouco importa o tipo de governo – ou falta dele – as pessoas sempre vão tratar os homens pior do que tratam suas mulheres e crianças.

E meu palpite é que sempre foi desta maneira.

E, claro, o mesmo é assim no Ocidente de hoje.

Como tal, são os homens que precisam ser “liberados da opressão” – não mulheres.

Felicidades,

Harry

fonte: http://www.angryharry.com/esWomenAsChattels.htm?note

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Victor

    Excelente esclarecimento!

  2. Elias

    cara, que resposta inteligente, e melhor de tudo, sem demonstrar irritação mesmo sabendo que a pergunta foi insinuante. parabéns harry.

  3. Fernando

    É sempre assim,as mulheres sempre adoraram ser tratadas como objetos sexuais em todas as épocas da história,o que mudou hoje em dia foi o contexto como isso acontece,pois esse instinto faz parte da natureza delas,a questão que vc falou sobre elas usarem o anel pra mostrar que já tem donos é um exemplo disso,e elas querem ter como donos exatamente os homens ricos e poderosos da sociedade ou algum canalha provedor de emoções.

    1. Bruno

      Fernando, você foi contaminado pelo feminismo de tal maneira que leu o que não está no texto.

      1. Fernando

        Vc provavelmente deve mais algum mangina infiltrado na real,hoje com toda essa merda de feminismo divulgado na mídia e tomando conta do senso comum dificilmente alguém fica sem ser contaminado com essa merda,eu leio os blogs da real exatamente para pode mim descontaminar de toda essa merda chamada feminismo.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: