«

»

ago 16 2013

Reflexões do Barãozin – Caras que dizem “um macho de verdade…”

Bem senhores, como o dia foi meio cheio, nem deu pra postar o tradicional texto diário. Mas pra não fechar o dia em branco, vou pelo menos postar aqui a Reflexão do Barãozin de hoje!

Nesta reflexão, vou falar um pouquinho de algo que me deixa nervoso. É dos filhos de rapariga que querem impor o que um homem deve ou não fazer. Geralmente tais filhotes de égua sifilítica são manginas/cavaleiros brancos que querem que VOCÊ faça alguma merda degradante e que te prejudique só pra você se mostrar como macho…

O mais engraçado é que esses seres nojentos geralmente não põem o dele na reta! É de foder ou não é?

Mas chega de papo e vamos ao vídeo:

Ah, e não deixem de assinar o Canal para não perderem os vídeos: http://www.youtube.com/user/canaldareal

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Martial

    enquanto isso, olha o que faz sucesso no youtube brasileiro: http://www.youtube.com/watch?v=QIpVCG1xlYo&feature=c4-overview&list=UUyb0T6J6nL5ibo0HLRMINKw
    essa é a nossa sociedade, mulheres cada vez mais vagabundas e homens cada vez mais uns merdas.

  2. Fernando

    É pior que isso é comum de manginas FDP quererm passar conselhos de homem mais não passam de eunucos modernetes defensores de mulher vadia.

  3. Rodolfo

    No meu facebook oq mais tem é meninas e mendigos de likes (meninos) dizendo que o homem tem que dar tudo pela mulher, e nn exigir nada.
    Quando eu pego muita mulher, dizem que eu tenho que parar de ser safado.
    Quando eu nn pego nenhuma mulher, dizem que eu tenho que pegar pois estou encalhado.
    Se eu for seguir esses mandamentos desses filhos da puta que acham que tem o direito de ditar oq um homem tem que fazer ou não, eu vou me foder todo.

  4. Arthur Vinicius

    Massa! Isso acontece muito comigo, sobretudo na família. Tenho um irmão que enche o saco dizendo que eu tenho que arrumar um emprego fixo, nem que seja em loja de shopping (ou seja, não ter hora pra sair, trabalhar sábados, domingos e dependendo também alguns feriados), que eu tenho que prestar concurso público (engraçado, ele mesmo diz que não tem cabeça pra fazer por conta do seu trabalho) etc. Se é um colega de uma igreja que frequentava, diz que eu tô precisando é casar, pois vê que estou só (sempre fui assim na verdade – nunca fui de andar enturmado ou fazer social com uma mina). Eu simplesmente os ignoro e me afasto. Eu, hein? Vou fazer o que me der na telha. Não tenho ninguém dependente de mim, então trabalho e faço o que quero e não com o que não quero. Uma hora as coisas se ajeitam, pode levar o tempo que levar, mas tô correndo de uma vida de aborrecimentos. Se não for do meu jeito, também não será do jeito que esse pessoal quer. Eu não escuto quem leva a vida aos trancos e barrancos, só quem é bem sucedido e tem autoridade para falar de sucesso, seja ele pessoal ou profissional.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: