«

»

ago 13 2013

Como tratar as mulheres de hoje

pequ* eu gosto do blog do MarkyMark porque ele sempre está “pescando” nas internets americanas e sempre tá trazendo uns comentários interessantes do pessoal de lá. Este em particular me chamou a atenção porque mostra bem que esta cultura da “marmitagem” (quem frequenta os fóruns sabe bem o significado deste termo) parece que tá virando algo global. É o homem, aos poucos, evoluindo e se adaptando aos tempos difíceis. 

E a sobrevivência do mais apto se fazendo presente, como sempre…

(no caso, o texto é um comentário feito no texto da Drª Helen Smith sobre o seu livro “Men on Strike“, que aborda porque os homens americanos estão cada vez mais dando o fora do matrimônio, entre outras coisas. Entre parênteses, colocarei os comentários do Marky)

Bem Drª Helen, como você mostra em sua entrevista, a grande ironia aqui é que tal problema no fim prejudica mais as mulheres do que os homens. E não haverá uma solução para isto até que elas se toquem deste fato.

(E isto nos leva a uma questão óbvia: e será mesmo que elas irão se tocar? Dada a natureza egoísta e ginocêntrica da mulher (tudo tem que ser para elas), seria elas capazes de perceber essa correlação entre causa e efeito? Eu duvido, dado o longo histórico da mulher sempre preferir os canalhas e depois reclamar que nenhum homem quer nada sério. Elas irão montar num carrossel de rolas por anos a fio e mesmo assim não se tocam que estão jogando no lixo suas chances de ter algo sério com um homem decente…)

Acredito eu que tal entendimento por parte delas pode ser adiantado se mais homens começarem a tratá-las como eu as trato. Eu não sou do tipo canalha. Sempre tratei elas com respeito. Sou educado, cortês e divertido. Eu apenas entendo como as leis funcionam e sei muito bem que sou responsável perante a lei.

(SIM! O homem deve entender as leis e compreender que somos inferiores perante ela. Um dos maiores investimentos de tempo que um homem pode fazer é tirar uma folga e passar o dia assistindo audiências de divórcio; ele verá muito bem o quão ginocêntrico o sistema legal é, e como ele joga pesado contra o homem.)

Minha solução ao problema é realmente muito simples. O casamento é algo fora de questão. Eu não permito que ela tenha acesso às minhas propriedades. Muito menos ao meu dinheiro. Ambos trabalhamos e temos casa e veículos próprios. Então se ela quer passar um tempo comigo, marcamos de nos encontrar em algum lugar. Se ela quiser algo mais íntimo, vamos para um motel. Depois do encontro, ou pela manhã, cada um vai para o seu canto.

(Sempre mantenha elas aonde você pode manter o controle. Se fizer isso, dificilmente ela poderá te ferrar)

Existe romance num relacionamento desses? Não. Há algum futuro num relacionamento assim? Também não. Eu preferiria estar envolvido num relacionamento que tivesse romance e um futuro? Adoraria. Mas infelizmente com esta cultura vigente, com este contrato matrimonial e com este sistema legal, melhor não. Então eu tive a conclusão que a melhor solução é essa, ter vidas separadas.

(E é ISTO o que o feminismo criou. E é ISTO é o que elas queriam, tanto pelo seu apoio explícito e/ou pela apatia de ir contra isto enquanto tais medidas eram implementadas.)

Ela pode cuidar de si mesma. Desde que eu tinha 12 anos já ouvia elas dizerem, “eu não preciso que você tome conta de mim.” Ok, então.

(Vivemos ouvindo por aí que hoje em dias as mulheres são fortes, independentes e como elas não precisam desses seres imprestáveis chamados homens. Então tá.)

E se durante o encontro, ela começa a fazer comentários sarcásticos ou observações depreciativas, o que anda acontecendo muito ultimamente, eu simplesmente me levanto, jogo uma nota de 20 na mesa e vou embora. Ela pode voltar para casa sozinha.

Se ela vem na minha casa e bate a porta, eu atendo ela do lado de fora da casa. O que você quer? “Só queria ver aonde você mora.” Não, você não precisa ver aonde eu moro. Jamais eu vou deixar ela entrar em minha casa já que ela pode muito bem, minutos depois dela sair da minha casa, simplesmente inventar que eu a estuprei. E isso me traria uma tonelada de problemas.

(E é verdade. Basta ela apenas apontar o dedo para você e já era. Casos assim é o que não faltam por aí.)

Certa vez um amigo meu estava saindo com uma mulher, e depois de um tempo se separaram. Ela chamou a polícia e falou que ele escondia pacotes de cocaína na casa dele. Num sábado de manhã, eu estava com ele conversando e assistindo tv em sua casa quando a polícia chegou chutando a porta, apontou armas para nossas caras e reviraram a casa toda. Claro que não acharam nada, já que era tudo uma grande mentira. Mas isso quase nos matou do coração. E é disto que eu estou falando. A ela apenas basta fazer uma acusação e a polícia já chega chutando tudo.

Eu apenas me encontro com elas em lugares públicos. Só faço sexo com elas em motéis. Já que ela paga metade, então não tem como ela falar que foi forçado.

(Certamente, sempre que possível tenha álibis para te proteger. Infelizmente quando um homem é acusado de algo, não há mais aquele conceito que “você é inocente até que se prove o contrário.” Você é CULPADO até que prove sua inocência! Isto é uma diferença sutil, mas muito importante…)

Certa vez saindo com uma mulher, ela me perguntou se a gente ficaria apenas naquilo, de sair e ir para o motel. Ela já devia estar a fim de se mudar para minha casa ou até mesmo pensando em casamento. Então quando eu expliquei que nada mais além disso aconteceria, ela se revoltou.

E eu nem ia discutir com ela. Eu somente tentei explicar que os termos e condições do casamento atual são inaceitáveis, e que as leis fazem que coabitar com uma mulher seja algo impossível. Ela ficou ainda mais nervosa e foi embora. Que seja, vamos para a próxima mulher…

(Não perca tempo discutindo com mulher, tal discussão não vai a lugar algum. E lembre-se sempre: é ISTO que elas quiseram; elas são a maioria das votantes, logo não temos poder para fazer nada…)

Se mais homens agissem assim, talvez não demoraria tanto para que elas percebessem que tal coisa é problema delas. Quando elas se tocassem que o futuro dela só será baseado em trabalhar e voltar para uma casa vazia no fim do expediente, quem sabe elas começarão a pensar em mudanças na lei.

(Não conte com isto. As mulheres, dada a sua natureza egoísta, jamais irão ligar os pontos, o pensamento linear e lógico não é o forte delas. Se elas soubessem pensar assim, logo elas não montariam no carrossel de rolas quando novas e depois ficariam reclamando quando estiverem acabadas que não tem homem no mercado…)

Eu duvido que realmente haverá um movimento masculino organizado. Eles não farão isto. Eu sei que as mulheres não tem interesse em mudar o estado atual das coisas, já que elas já tem todas as vantagens possíveis.

(E elas tem mesmo. Aliás, elas LUTARAM pra ter isso. Como alguém que correu atrás de algo de forma incessante vai largar o osso assim?)

Então minha proposta aos homens é que se esforcem em viver vidas separadas delas. Ah sim, elas irão reclamar. Elas querem romance, amor, um futuro. E quando ficar bem claro que elas não terão nada disso, quem sabe as coisas mudem.

(Mais uma vez, não conte com isso, pois como falei elas não conseguem juntar os pontos; isto vai contra a natureza delas. Dito isto, o que temos a perder? Afinal o homem já é minoria dos eleitores, logo não temos força para mudar as coisas por si só. Assim, devemos é viver nossas vidas para nós mesmos, enquanto deixemos elas torrarem o dinheiro delas como as convém. Afinal, elas podem se virar, não precisam desses homens nojentos. Não é mesmo?)

fonte: http://markymarksthoughts.blogspot.com.br/2013/08/how-to-treat-women-until-things-change.html

14 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Mestre do Chicote

    Viva Tom Leykss!!

  2. jenival dantas

    Casamento nos moldes atuais e somente ilusão e elevação de ego das mulheres que sonham com tal instituição. Na minha concepção casamento e uma furada, caia fora dessa farsa enquanto a tempo. Evolua em todos os aspectos, o auto desenvolvimento e unica saida para os homens e seja bastante egoista.

  3. Jose

    Fernando, estou pensando que você quem é uma feminista ou mangina querendo “causar”. Rapazes, antes de assistirem esse vídeos que o Fernando postou assistam esses 2 mesmo autor:

    https://www.youtube.com/watch?v=H0ssQ64t7UY
    https://www.youtube.com/watch?v=wIoASrcnouY

    Gostei dos vídeos dele. Ele critica o sexismo na Lei Maria da Penha e o feminismo do mesmo jeito que eu. Quanto ao que você disse sobre o aborto, imagine se sua irmã, filha ou esposa é estuprada! Ela não tem o direito de abortar até o terceiro mês? Na minha opinião a mulher pode abortar em caso de estupro ou se estiver correndo risco de vida. Na boa, o autor desses vídeos não tem nada de “mangina”, ele só tem bom senso. Merece levar porrada é aqueles que defendem que a violência contra a mulher é mais grave que contra o homem, que o homem não precisa de proteção da Lei Maria da Penha e que o feminismo é igualdade. Esses não são homens mesmo não.

  4. Andre Luiz

    Como sempre um ótimo texto.

  5. Fernando

    E aí barão veja a opinião desse eunuco modernete defensor de mulher vadia que tem um vlog no youtube que dissemina ideais esquerdistas e ainda é a favor do aborto,vamos comentar nos videos dessa cara e meter a real na cara desses manginas e feminazis FDP.
    https://www.youtube.com/watch?v=_tNZNajHxN8

  6. Renato

    Casamento hoje é ilusão,infelizmente as coisas não evoluíram desde as décadas passadas,o relacionamento homem/mulher regrediu,não há comum acordo,não há bom senso,não há nada.
    As mulheres são mal educadas conosco,intolerantes e frias,e existem muitos homens idiotas que acham tudo que elas fazem “lindo e perfeito”,achando que sendo “legal” vão quem sabe em alguma galáxia distante fazer sexo com elas,pobres manginas.

    A lei está do lado delas,mulheres presas pelos mesmos crimes que os homens tem penas mais suaves,quando uma mulher agride um homem é engraçado e “ele mereceu”,o contrário você é um crápula imundo que merece ser preso e abusado sexualmente na cadeia.

    O casamento não e mais uma opção,e não se iludam indo em igrejas para encontrar uma “moça pra casar”,homem tem dessas idiotices ainda de “essa é pra casar”.
    Mulheres não ligam para religião ou crença,tudo gira em torno do umbigo delas e usam a religião para chegar aos próprios fins.
    Mulheres não são espirituais,não são profundas,são rasas e fúteis.

  7. Fabio LDS

    É bem por ai mesmo, hoje em dia e mais recentemente aqui no Brasil. É este o espirito das coisas: Eu por mim jamais quis ser “Pai de família” aprendi cedo o que essa palavra quer dizer, vivo minha vida livre recentemente terminei um namoro de 7 meses quando ela disse: Você não quer nada sério, vc quer viver assim na casa dos seus pais, (o meu quarto é maior que muita casa por ai kkk) o que eu fiz? As ligações dela me pedindo para reatar dizem por si, cai fora. Ser desapegado amigos é essa a lei para nós, assim quando menos esperei uma amiga próxima começou a me dar bola e a exaos 2 dias estamos saindo ou seja, viver a a nossa vida afinal elas já são bem crecidinha né não? Como diz a propaganda desepaga desapega!O texto é fodástico em si mesmo, somos legião.

  8. David

    Se todo homem pesquisar sobre o que é “união estável” ou que pela lei “pai é aquele que cria”, já seria motivos suficientes para não deixar mulher entrar dentro da SUA casa..

    Se você já tiver feito esta cagada, passe a casa para o nome de seu pai ou mãe “se ainda tiver”, ou alguém que você confia muito.

    1. Andre Luiz

      Já estão aceitando até “relacionamento sério”do facebook como prova de relação estável fora o tempo de namoro em jogo.Melhor se previnir e se for namorar bata um contrato de namoro por precaução.Saber sobre esse ramo do Direito nunca é demais.

  9. Steel

    Falta um botão de like nesses posts do canal

    1. Barãozin

      Infelizmente o Suckerberg bloqueou o canal por lá.

      Então nem adianta eu deixar botão de “like” aí. Uma pena…

  10. Tim Tim

    isso não será um problema para os homens,pois desde a mais tenra idade o homem tem de se virar sozinho. engolindo muita merda desse mundo e seguindo em frente…
    vamos ver como as mulheres vão aguentar….
    eu tô pensando em abrir uma farmácia. rs

    1. Rodox

      vai vender Rivoltril que nem água, hahaha

  11. RICARDO SOUZA

    MAIS UM POST FODÁSTICO! ALERTA OBJETIVO E DIRETO, HOJE TÁ FODA , todo o sistema não nos favorece, temos que imaginar o quão difícil é pra conquistarmos algo hoje em dia, não tem moleza pra nós homens, então já que é assim, que construamos nosso império sozinho, sem o risco do castelo desabar como uma torre de cartas ao vento, nada é fácil e não tem almoço grátis, e dar almoço de graça fica fora de cogitação.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: