«

»

jul 15 2013

Para onde as boas mulheres foram?

duvida

Dia do Homem hoje, bros! E pra variar, o google nem faz menção disso rs

por Wikked, do blog Off the Plantation

Parece que todo o santo dia mais um artigo sobre “aonde foram os bons homens” sai por aí. E sempre, temos a mesma coisa, uma mulher reclamando da sua falta de habilidade em arrumar um homem que a encha de presentes, dedique TUDO que ele tem de tempo, atenção e dinheiro a ela e basicamente se torne um mero escravo dela. É claro que elas não falam exatamente assim, mas qualquer um que já leu mais do que um desses artigos e sabe como decifrar a novilíngua delas sabe exatamente o que elas querem dizer.

Também temos os populares artigos nos falando “vire homem!”, nos dizendo para sermos felizes e até mesmo ficarmos ansiosos em nos casar com alguma mulher de mais de 30 anos que tem uma cambada de bandidos mirins filhos de diferentes bandidos. Pegue seus uniformes e banque o capitão salva puta. De novo, seja um escravinho feliz que dará todo o seu pagamento para ela, lhe dará todo o poder decisório no relacionamento, etc.

Que podridão.

Entretanto, vamos supor por um minuto que talvez uma dessas mulheres não estejam reclamando a falta de um escravo mas, na verdade, quer o que ela acha que está dizendo que ela quer. Então, para onde foram todos os bons homens?

Minha pergunta é: há alguma mulher que mereça tais “homens bons”?

Onde estão as mulheres que não gastam sua juventude e seus 20 anos “ficando” (leia-se: dando a doidado) com cada canalha, cafajeste, bandido e perdido que cruza seu caminho?

Onde estão as mulheres que não são descartadas diversas vezes por esses mesmos canalhas, cafajestes, bandidos e perdidos?

Onde estão as mulheres que não montam num verdadeiro carrossel de rolas o máximo que pode até que elas são ejetadas de forma violenta quando tem lá seus 28-30 anos, dão de cara com a realidade e começam a querer ter filhos de forma desesperada?

Onde estão as mulheres que são capazes de amar um homem pelo que ele é, e não pelo que ele tem ou pelos presentes que ele é capaz de dar a ela?

Onde estão as mulheres que vêem o casamento e a família como uma parceria, ao invés de uma chance de ficar à toa o dia inteiro, gastando todo o dinheiro de seus maridos, ficar reclamando o dia todo, traí-lo quando se cansar dele e por fim descartá-lo e tomar na justiça tudo que ele tem e terá no futuro?

Cadê essas mulheres?

Elas não existem mais. E o feminismo tem a ver com isso. Ele destruiu todas as instituições, tradições, atitudes, qualquer que seja o nome que você dê que produzia as boas mulheres. Mulheres que eram capazes de superar sua natureza primitiva. Mulheres que eram dignas de bons homens.

Aqueles de nós que não somos canalhas, cafajestes, bandidos e perdidos tivemos que nos adaptar. Fomos colocados de lado, tratados como lixo, ignorados, feitos de chacota e  tratados como miguxos. Então resolvemos dar um basta.

Mulheres adoram falar como um “verdadeiro homem deveria (coloque aqui algo que só beneficie a ela)”… nenhuma mulher jamais pode determinar o que qualquer homem tem que fazer, jamais. Assim como eu não posso falar o que seria ter cólicas menstruais. Sempre que uma mulher vem dizendo “um homem de verdade deveria…” eu já sei que as próximas palavras que virão de sua boca são um amontoado de demandas egoístas.

Nenhum homem de verdade deseja criar os filhos de outro cara. Nenhum homem de verdade deseja ser um escravo dos desejos e vontades de uma mulher. Nenhum homem de verdade deseja passar seu tempo com alguém que não o respeita e que ele também não deve respeitar também. Nenhum homem de verdade deseja apostar seu futuro ao lado das criaturas inconstantes que são as mulheres hoje em dia.

Quer saber aonde os bons homens foram? Alguns conhecidos meus resumem bem a situação: “a presa foi caçada até sua extinção, e seu habitat foi destruído.”

Meu palpite é que eles estão caçando gigantes, descansando de vez em quando para alimentar o rebanho errante de unicórnios, tomando algumas cervejas com a quadrilha de leprechauns da rua de baixo e saindo com seus amigos e suas boas mulheres.

Pare de encher o saco se perguntando “onde estão os bons homens”. Vocês são as responsáveis pelo presente estado da relação entre os sexos. Vocês criaram o ambiente que fizeram os bons homens não querer se envolver com mulheres. Vocês fizeram isto. Não nós.

fonte: http://off-the-plantation.blogspot.com.br/2013/03/where-have-good-women-gone.html

20 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Humberto

    Sem comentários,esse Canal do bufalo é a melhor coisa que existe.

  2. O pensador

    Excelente texto!

  3. Anibal

    Um pouco off topic, mas aqui vai uma noticia interessante sobre como funcionam as coisas no dubai,
    Na nossa sociedade feminazi chegamos ao extremo oposto, é caso para nos perguntarmos porquê.

    http://www.publico.pt/mundo/noticia/norueguesa-violada-no-dubai-condenada-a-prisao-por-sexo-fora-do-casamento-1600834

    1. Fernando Lima Lima

      Anibal, em certa contrapartida o páis Emirados Árabes agiu de forma correto, punindo a jovem por querer quebrar uma cultura oriental. ” Essa joaven ai no mínimo seja uma vadia, que após viajar para os Emirados Árabes lá ela qusi fornificar o país, com poligamia, fazendo sexo com qualquer um. Então o páis agiu certo mesmo punindo ela, só assim servirá de exemplo para muitas Mulheres vadias, se comportarem de modo adequado em cada sociedade ou páises.

  4. Silvian

    Bem, eu estou caíndo fora do que não for conservador!

  5. Marcelo

    Eu sou um bom homem – e como tal, estou de fora do mercado dos relacionamentos, pq não pertenço a nenhum dos tipos -citados no texto- que as mulheres de hoje apreciam. Passei minha adolescência inteira e boa parte da vida adulta com muita depressão por não ter mulher. Me distanciei até dos meus amigos, me prejudiquei nos estudos e no trabalho. Chega. Conheci a real e, embora a depressão ainda me visite de vez em qdo, agora tenho armas para contra-atacar. Obrigado real.

    Quanto ao texto, perfeito.

    Precisamos que isso aqui bombe, que tenha centenas, milhares de comentários.

    Faça sua parte guerreiro, espalhe a real.

    Nossa revolução será silenciosa.

  6. Dalina

    Interessante, gostei do texto. Gosto de poder trabalhar, estudar, e talz, esses direitos que as mulheres adquiriram depois de muita luta, pq antes a coisa era bem difícil. Mas depois disso, elas ainda querem mais, e mais, mesmo quando não há nada a fazer. Venho me perguntando pq insistem tanto em denegrir os homens quando querem ser iguais. Iguais a esses “monstros”?

    Eu sei bem que existem uns “cabra-safados” por aí, cada vez mais fácil de achar, e sei por experiência. Conheço um cara que disse que não vai trabalhar por que não quer deixar pensão pra “mulé” depois de morrer, e a mulher dele é uma boa pessoa, do lar, que sofre horrores com ele a vários anos e eu não entendo por que. É contra esse tipo de ser (o masculino) que eu reclamo, pq sei que também tem muita mulher por aí que só Deus pra amar e ter paciência.

    Mas o ponto que eu quero deixar aqui é que, sim, concordo contigo, e algumas amigas minhas me matariam se lessem isso, mas tudo bem, é o que penso, ponto.

    E outra coisa, as boas mulheres… Sem querer dar lição nem nada, tenho 21 anos, estudo (graduação) à noite, trabalho à tarde e pesquiso durante a manhã. Sou virgem, e pretendo casar assim, não saio muito ( até gosto, falta mesmo é dinheiro) e tudo o que procuro é alguém responsável, que respeite minha decisão quanto ao casamento, e que queira crescer, não só financeiramente, mas também em conhecimento, que não se conforme com o ” que já fez até aqui”, para fazermos isso juntos, e ter uma vida, juntos.

    Mas, por incrível que pareça, não tem ninguém. Sabe por que? 1) Quero casar virgem; ao descobrir isso o cara corre. 2) Quando não o item anterior, jugam que, por causa disso, vou aceitar o extremo, ser totalmente submissa ao ponto de obedecer a tudo o que querem e achar que são uns anjos. Diante disso, o que posso fazer?

    Parece que estão querendo extinguir minha espécie também.

    1. Barãozin

      “Interessante, gostei do texto. Gosto de poder trabalhar, estudar, e talz, esses direitos que as mulheres adquiriram depois de muita luta, pq antes a coisa era bem difícil.”

      Não foi todo esse sofrimento não.

      Quem realmente teve q lutar pra conquistar seus direitos foi o homem pobre. Esse sim até hj não tem muitos direitos e só leva ferro. Mas infelizmente eles “não existem” pra mulher…

      “Eu sei bem que existem uns “cabra-safados” por aí, cada vez mais fácil de achar, e sei por experiência. Conheço um cara que disse que não vai trabalhar por que não quer deixar pensão pra “mulé” depois de morrer, e a mulher dele é uma boa pessoa, do lar, que sofre horrores com ele a vários anos e eu não entendo por que.”

      Certo, ela sofre na mão dele e mesmo assim ela continua com ele. Ela é masoquista?

      Se mesmo depois de comprovado q o cara é um “cabra safado” ela continua com ele, ela merece se fuder. Veja, se eu estou num emprego ruim, q o patrão só falta cuspir na minha cara, eu só fico lá se quiser. Se eu fico lá aturando esse tipo de coisa é pq eu mereço mesmo e tenho mais é q ficar quieto. O “cabra safado” não tem a menor obrigação de deixar de ser safado. Assim como ela não tem a menor obrigação de ficar perto dele. Simples assim. A pessoa só passa por esse tipo de coisa se deixar.

      “Mas, por incrível que pareça, não tem ninguém. Sabe por que? 1) Quero casar virgem; ao descobrir isso o cara corre. 2) Quando não o item anterior, jugam que, por causa disso, vou aceitar o extremo, ser totalmente submissa ao ponto de obedecer a tudo o que querem e achar que são uns anjos. Diante disso, o que posso fazer?”

      O problema é, a mulher virou um investimento de altíssimo risco e de baixo retorno (ou mesmo prejuízo).

      Primeiro q ao falar q quer “casar virgem” isso significa sem sexo pro cara durante um bom tempo. E quem garante a ele q depois de 2 anos nesse lenga lenga vc resolva mudar de ideia, falar q “não vai dar certo” e largá-lo? 2 anos perdidos pro cara q se manteve fiel. Ora, e que eu saiba não existe uma indenização nesse caso, então o cara sairia de “pinto abanando” e ainda teria q ficar feliz…

      Se resolver casar cedo pra pular esse deserto sexual, quem garante q os dois poderiam ter boa convivência morando juntos depois de tão pouco tempo se conhecendo? Ao saber q a mulher sempre tem as cartas num processo de divórcio, eu só ficaria contigo se eu fosse louco ou não tivesse amor próprio.

      Se vc não oferece absolutamente nada que se destaque em troca que realmente faça valer a pena ficar com vc me desculpe, mas vc tá pedindo demais e oferecendo em troca de menos. Vc quer só dar o pacote básico e obrigatório e querer em troca atendimento “non plus ultra”.

      Sem querer ofender, mas o cara q ficasse contigo aceitando essas condições ou é burro ou é idiota.

      1. João

        “Sem querer ofender, mas o cara q ficasse contigo aceitando essas condições ou é burro ou é idiota.”

        Só para complementar o cara que ficar com a donzela tem grande chance de ser gay. Tá cheio aí de gays, que precisam de um casamento para subir socialmente no ambiente de trabalho e uma mulher destas cai como um luva nas suas intenções.

    2. Chimera

      “Parece que estão querendo extinguir minha espécie também.”

      Qual espécie você se refere, minha cara? A das mulheres que se acham superiores às demais por “casar virgem”? O Barão falou tudo aí em cima: Você coloca essa pelinha dentro da sua vagina na posição de um prêmio, objeto imaculado e inalcançável, e ainda faz papel de vítima dizendo que os homens não querem entrar num fria dessas sem nenhuma expectativa de retorno – entenda retorno como sexo de qualidade, que é o PILAR de uma relação homem-mulher.

      Não sei qual é pior: a piriguete sem juízo ou a “certinha”. No podcast que gravei junto com o confrade Destro cheguei a falar de um encontro que tive com uma menina que tenta passar essa imagem de “certinha”.

      Sua espécie já foi fossilizada, senhorita. Agradeça à Real.

      1. ohmega

        Não estou dizendo que é o caso da Dalina, mas também existem as falsas virgens, mulheres que utilizam artifícios para ludibriar os menos experientes. Fiquem atentos! Tem muitas que utilizam a pedra ume para fechar a “perseguida” , por exemplo.

  7. andre

    ooooo pessoal que isso tadinha das vadias, só porque enquanto elas estavam metendo a rodo, e vcs estavam trabalhando, estudando, economizando dinheiro, só por esses motivos a galera não vai querer assumir buceta arrombada, só porque ela tem um filho d e um cafa qualquer vcs não vão sustenta-lo vamo la galera vamo acordar cedo pra fazer hora extra pra tu comprar aquele video game que o catarrento do cafa pediu pra tu, alias não tem aquele ditado”feminista” que diz que pai não é o que faz e sim o que cria, rsrsrs.

    1. Carlos

      rsrsrsrs…Brilhante comentário, André!

  8. Brasileiro

    Barão, em pleno Dia do Homem, você viu este texto do Sakamoto em que ele mais uma vez aproveita para atacar o sexo ao qual ele mesmo pertence e, mais ainda, inverter o jogo e continuar fazendo pelas feministas o vitimismo que elas próprias não fizeram naquele momento? Pior de tudo é ele querer dizer que temos de ser homens e não machos, sendo que homem é o macho da espécie a que todos pertencemos. Daria para dar uma dissecada realista daquelas.

    1. Barãozin

      Eu não entendo pq esse Sacamoto, q tem tanta vergonha de ser homem, não corta o piru fora e vira “mulher” logo.

    2. Punisher

      Não cara, aquilo não é homem, e muito menos macho. O pinto e o saco dele é que tiveram a tremenda infelicidade de nascerem grudados nele.

    3. will

      Todas as mulheres dos comentários apoiam o texto e elogiam esse merda do Sakamoto. Elas não aceitam o dia do homem. Claro, a sociedade tem que dar importância somente a elas.

  9. Kabuto

    Excelente texto, porque gera uma reflexão sobre os dias sombrios que vivemos em meio a nossa sociedade feminista e hipócrita, onde tudo é responsabilidade do homem e a mulher é vitima de tudo, e é como diz o texto, os bons homens estão sendo extintos, só sobraram uns poucos guerreiros da real que não se dobraram ao sistema que nos é imposto

  10. Don Corleone

    Notem que as reclamonas são aquelas que acharam que podiam deitar e rolar e depois apareceria um salvador da pátria para elas casarem e sossegarem. As mulheres conscientes tratam logo de arrumar um cara de respeito e garantir um lar no futuro. Claro que essas estão cada vez em menor número. Eu, atrás da moita, dou risada.

  11. Punisher

    Mais um míssil nuclear na cara hipócrita das “mulé muderna” que só fazem enxergar o próprio umbigo.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: