«

»

jul 23 2013

O feminismo é apenas uma faceta do supremacismo feminino

supremacism* traduzido por  Durga, Fórum do Búfalo

por Antifeministtech.info

Aqueles que estão familiarizados com o meu blog e os meus comentários em outros blogs sabem que eu disse que os argumentos entre mulheres feministas e mulheres “anti-feministas” são realmente apenas discussões sobre a melhor forma de extrair dinheiro e outros recursos do homem. Leia ou ouça uma discussão entre feministas e mulheres “anti-feministas”. Os assuntos que vão argumentar serão sempre sobre assuntos que não tem nada a ver com os homens. O Aborto estará no topo do assunto, bem como outros assuntos que são irrelevantes para o que está acontecendo com os homens, como as discussões sobre vestir saias vs calças, debates sobre o sexo antes do casamento, ou sobre ter filhos. O que você não vai ouvir é qualquer coisa que tenha a ver com o que o feminismo está a fazendo contra os homens, como a indústria das falsas acusações, o corpo absurdo de leis de assédio sexual, como os homens precisam aprender a jogar duro para não ser excluídos do mercado sexual/relacionamentos , o atual sistema de divórcio, os filhos tirados de seus pais e outras questões de direitos dos pais, etc. Na verdade, todo o argumento das mulheres “anti-feministas” vai evitar tudo o que está acontecendo com os homens que possa ser efetivamente “anti-feminista”. As mulheres não têm nenhum problema com os 99% restantes da agenda feminista.

O feminismo é apenas mais um substrato do supremacismo feminino. Isto significa que existem outras formas de supremacismo feminino por aí, como o supremacismo feminino conservador, que é o que as mulheres “anti-feministas” realmente são. Isto também tem sido chamado de “feminismo bote salva-vidas”, que tenta combinar elementos do feminismo e do cavalheirismo para que sempre resultem no melhor resultado para as mulheres, criando um híbrido mutante, que sempre as beneficiará. O blogueiro Hawaiian Libertarian postou em seu blog um bom exemplo disso, a Rede de Mulheres Iluminadas. Se você olhar para a sua página de instrução, você lerá coisas como:

A  visão de mulheres que seu poder está ligado á promiscuidade sexual é algo que de fato mina as próprias bases da feminilidade. Esta promiscuidade desvaloriza as mulheres, por que os homens as vêem como algo que pode ser usado para seus próprios fins e mulheres que aceitam esse status são meras ferramentas dos homens.

As feministas jogaram fora a superioridade moral da mulher, uma bela oposição à superioridade física dos homens. Há um vazio evidente no que chamamos o movimento feminista atual e uma necessidade de um novo movimento que possa fazer justiça não só para a igualdade entre os sexos, mas também para as diferenças.

Para promover o Showcase, o novo capítulo na ASU criou um pequeno vídeo pedindo aos alunos respondessem quatro perguntas: O que é um cavalheiro? Quais são as características de um cavalheiro? Há cavalheiros na ASU?Os cavalheiros são uma espécie em extinção?

As respostas dos estudantes vão desde o grave para o cômico. Por exemplo, algumas respostas dos alunos à pergunta “O que é um cavalheiro?” Incluem “apenas um homem que tem boas maneiras, eu acho”, “Bem, nós não sabemos. Nós nunca vimos um antes “, “alguém que abre as portas, é cavalheiro, e um cara legal”, “um cavalheiro é uma pessoa que gosta de fazer coisas boas e realmente não pede nada em troca” e “alguém que é agradável e cortês e está sempre olhando para outras pessoas antes de si mesmo.”

Lembre-se que estas não são feministas. São mulheres conservadoras. O que isto prova é que essas mulheres, apesar de serem “anti-feministas” são tão a favor do supremacismo feminino como suas colegas feministas. Elas apenas discordam sobre como fazer valer essea supremacia feminina.

Se você der uma olhada em todo o seu site você não vai encontrar nada sobre os males que o feminismo tem provocado e que envolvem os homens, como a indústria da falsa acusação, divórcio, etc. Só se fala de sexo antes do casamento, aborto, etc. Mais importante, há muita linguagem intimidatória usada para envergonhar e botar a culpa de tudo nos homens. Isso não deveria ser surpreendente, por exemplo, que o divórcio é tão comum nos casamentos com mulheres mais conservadoras quanto com as não-conservadoras e não religiosas. Elas vêem o divórcio exatamente como as mulheres feministas o vêem. Elas também se preocupam em ridicularizar os homens de bom senso que escolhem não se casar.

Você também vai notar que a culpa de tudo que está errado é do homem. É culpa dos homens não serem mais “cavalheiros”, é culpa dos homens a promiscuidade, etc. Chega um ponto onde essas conservadoras supremacistas culpam o homem por “deixar” o feminismo acontecer. Os homens estão ainda sendo responsabilizados pelo aborto, porque supostamente isto beneficia eles:

Vamos cair na real. O aborto não é bom para as mulheres, qualquer uma que já fez um pode atestar isso.

O aborto e a contracepção têm sido bons apenas para os homens irresponsáveis. Eles agora podem fazer sexo sem medo das conseqüências.

Enquanto isso, as mulheres continuam a tomar hormônios todos os dias, durante anos e anos, que (apesar das negativas de pessoas envolvidas na propaganda) mesmo sabendo que isso faz aumentar suas chances de ter câncer de mama.

Se usarmos um pouco de bom senso, entendemos por que o câncer de mama está em níveis epidêmicos. 

Se uma mulher tem um aborto ou usa contracepção, é ela quem carrega o fardo físico e psicológico.

Será que isto não já foi longe o suficiente? O aborto tem permitido aos homens usarem nossos corpos sem ter que olhar para trás e sentir nenhuma culpa.

Vamos acordar e parar de deixar os homens nos convencer de que eles realmente se preocupam conosco e nosso direito de fazer escolhas.

Aqui temos um exemplo de supremacistas femininas conservadoras culpando o homem pelo aborto, porque os homens estão “forçando” as mulheres a estar em uma posição onde elas têm de escolher o aborto (evocando sempre a imagem do “homem de verdade” que não aceita isso). Além disso, elas culpam os homens pelo aumento nas taxas de câncer de mama. Há também uma abundância de culpa generalizada contra os homens para quando o sexo acontece, como se as mulheres não tivessem desejo sexual algum. (Na verdade, se você perguntar a um supremacista dessas sobre a indústria da falsa acusação, o que todas elas vão dizer sobre isso é que os homens não devem ter relações sexuais antes do casamento, ou seja, a culpa é sua, mesmo que um homem realmente não tenha que ter sexo com uma mulher para ser uma vítima desse tipo de acusação Vimos isso no caso do time de lacrosse de Duke e na Universidade de Maryland, onde as mulheres escolheram nomes masculinos aleatórios de uma lista telefônica da universidade, colocando os nomes em panfletos dizendo que os homens eram “possíveis estupradores”.) Já que elas tentam colocar a culpa de tudo no desejo sexual masculino, o quão longe eles estão de dizer que “todo o sexo heterossexual é estupro”, realmente? Não devemos ficar surpresos com tal afirmação, uma vez que tanto o feminismo e o supremacismo feminino conservador são duas ideologias de supremacistas irmãs.

É importante saber sobre isto, porque há um monte de mulheres que afirmam que estão do lado dos homens, alegando que elas “não são feministas”. Simplesmente “não ser uma feminista” não faz da mulher uma aliada nossa. Tudo isto significa que, em vez de usar o Estado para extrair dinheiro e outros recursos de homens, elas acreditam que o casamento é a melhor maneira de fazer isso. Elas estão intensificando sua linguagem intimidatória, porque muitas delas estão preocupadas com as feministas que estão destruindo o trem da alegria do casamento, onde elas podem levar dinheiro e outros recursos dos homens com pouco esforço. Elas têm razão em se preocupar com isso. Com cada vez mais homens se informando sobre o assunto, mesmo se o homem não domina completamente o assunto ele ainda entende a verdadeira natureza da mulher, e isso inclui essas conservadoras supremacistas.

Claro, há uma abundância de homens que apoiam e até mesmo facilitam este supremacismo feminino conservador, mas esse é um tópico separado vou abordar em um post futuro.

fonte: http://www.the-spearhead.com/2009/10/04/feminism-is-only-a-subset-of-female-supremacism/

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Victor

    Se já estava difícil encontrar fisicamente uma conservadora pessoalmente, agora que é uma “feminista disfarçada”, desisto! Vou pra uma terra onde o homem é respeitado (minha casa, *morando sozinho).

  2. milhallsVictor

    Se já estava difícil encontrar fisicamente uma conservadora pessoalmente, agora que é uma “feminista disfarçada”, desisto! Vou pra uma terra onde o homem é respeitado (minha casa, orando sozinho).

  3. Jhon

    “Se uma mulher tem um aborto ou usa contracepção, é ela quem carrega o fardo físico e psicológico.
    Será que isto não já foi longe o suficiente? O aborto tem permitido aos homens usarem nossos corpos sem ter que olhar para trás e sentir nenhuma culpa.”

    Esta parte é foda,se eu escutar de algum homem concordar que o aborto é culpa nossa,eu vou dar um tiro na cara do filha da puta,é revoltante essa parte,não é a toa que a economia na maioria dos países estão indo pro buraco,nem vou comparar as mulheres com crianças pq é uma ofensa sem tamanho para as crianças,parece que a cada nova geração de mulheres vão ficando menos racionais,agem tando de maneira inconsequente,que depois que observaram a merda que fizeram não assume suas responsabilidades,elas crescem só na idade,mas a maturidade continua a mesma de uma criança 3 e 5 anos, Galera observem esse video;http://www.youtube.com/watch?v=YaK6FOIW1RI
    Essas vadias lutaram tanto pelo direito hediondo de matar crianças,depois que observaram a merda que fizeram ainda quer culpar-nos por isso,porra.Mas não é só isso elas lutaram tanto pelo direito de agir como vadias e não sofrer as consequências disso,que acabaram de dar um tiro no próprio pé,Gracas ao feminismo a mulher se torno um objeto só de sexo,que fora tem que evitar contato,para não ter problemas.

    1. Anjo_Censurado

      Então segurar a moedinha com os dois joelhos elas não querem? Usar as diversas formas de contracepção que não quimicas ou restringir as relações também não neh?
      Agora falar que a culpa é do homem fica facilll..
      E pior se o Homem for virgem não tem valor nenhum para elas, mas criticam os cafajestes que apenas usam elas.
      Confuso não?

      1. Felipe Reis

        Primeiro as mulheres dizem que cabe a elas o direito de decidir o que fazer com o corpo delas [abortar ou não] e depois não querem ouvir que a culpa pelo aborto é delas?! Muito redundante isso!!! Querem ganhar o título de DONAS DE SEUS PRÓPRIOS CORPOS, mas fogem de receber o título de ASSASSINA DE INCAPAZ!!!

  4. Anônimo

    bom artigo, me fez abrir os olhos.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: