«

»

jul 19 2013

HPV – Uma doença feminina que mata homens

hpvtraduzido por Durga, do Fórum do Búfalo

por Peter Lloyd, do A Voice for Men

Como tantos outros milhares de homens, Michael Douglas contraiu o vírus HPV, que pode causar câncer,  através do sexo oral. Então, por que ainda hoje, em pleno 2013, apenas garotas adolescentes são imunizadas contra este vírus?

Ontem, o ator de Hollywood Michael Douglas anunciou que a sua batalha contra o câncer de tireoide foi causada por sexo oral – ou, mais especificamente, o vírus HPV freqüentemente contraído através do sexo oral.

Aos 68 anos de idade, travando uma batalha de seis meses com a doença, que durou de agosto de 2010 até janeiro de 2011, inicialmente ele colocou como causa do câncer um estilo de vida desregrado de consumo de cigarros e bebidas alcoólicas.

Mas, em um raro exemplo moderno de sinceridade masculina, o ator veterano revelou que seu câncer foi realmente causado pelo vírus do papiloma humano – um vírus sem sintomas que vive nas cavidades do corpo e pode ser transmitido através de relações sexuais ou mesmo o mais breve contato físico.

“Sem querer ser muito específico, este tipo específico de câncer é causado pelo HPV, que pode ser contraído pela prática do cunnilingus ‘, disse ele.

No entanto, no mesmo fôlego que Angelina Jolie foi aclamada por sua honestidade pública quando resolveu extrair seus seios para evitar um possível câncer de mama, Douglas foi criticado por isso. Ou seja, porque isto poderia constranger sua esposa, Catherine Zeta-Jones.

No entanto, dado o fato de que os homens da Grã-Bretanha estão vivendo com uma bomba-relógio do HPV – e, ao contrário das meninas, não estão imunizados contra ele – o orgulho dela não é o assunto mais importante aqui.

Especialmente porque ambos têm um filho. Um filho que, como todo menino neste país, vai ser ignorado quando se trata do HPV.

Atualmente, as meninas com idade entre 12 e 13 são rotineiramente vacinadas contra o vírus por causa de sua ligação com o câncer do colo de útero. Elas também recebem uma injeção de extra aos 18 anos. Grande coisa. Mas para os homens, não há um teste mandatório para saber se ele está infectado ou imunizações em massa.

Recentemente, o guia médico The Lancet publicou um estudo que revelou que 50% da população masculina do mundo é portadora do HPV. A pesquisa, conduzida por cientistas do Centro de Câncer e Instituto de Pesquisa da Flórida analisou 1.159 homens com idades que variam dos 18 aos 70 anos e de países como EUA, Brasil e México. Descobriu-se que aqueles que tinham um total de cinquenta ou mais parceiros sexuais tinham 2,4 mais chances de desenvolver câncer do que aqueles com apenas um.

Para os homens gays ou bissexuais que tiveram três ou mais parceiros do sexo masculino, o risco foi 2,6 vezes maior do que aqueles com nenhum. Graças a a falta de imunização, eles também são 17 vezes mais propensos a desenvolver câncer anal do que os homens exclusivamente heterossexuais.

Para colocar tudo isso em perspectiva, isso significa que 2 milhões de homens contraem o causador de câncer HPV a cada ano – e, atualmente, ninguém está fazendo nada sobre isso.

Mesmo que um homem entre em uma clínica e peça para fazer o teste, ele não pode ser ajudado. Na verdade, ele não vai saber que ele está infectado até que uma lesão apareça em seu pênis, boca ou ânus.

E isso não é tudo: o câncer bucal – um tumor que é freqüentemente causado pelo HPV – aumentou 50% entre os homens no Reino Unido desde 1989 e já responde por quase 2.000 mortes por ano. É preocupante, e o número está aumentando. As infecções por HPV também permanecem comuns em homens à medida que envelhecem, enquanto isto tende a tornar-se menos prevalente em suas contrapartes femininas. Isso pode ser porque os homens são menos propensos que mulheres a desenvolver imunidade, mesmo após exposição repetida.

Sabendo-se disso, isso levanta uma questão muito importante: por que a Agência de Proteção à Saúde acha que merecemos menos cuidado do que as mulheres?

Afinal, este é apenas um exemplo da desigualdade para com a saúde dos homens. Além da diferença da expectativa de vida, os homens são quatro vezes mais propensos a desenvolver e morrer de câncer do que as mulheres – apesar disso – muito mais dinheiro é rotineiramente bombeado para programas de câncer feminino.

Das quinze principais causas de morte, os homens ganham em 12 categorias, estão empatados em duas e perdem em uma.

Meninos são rotineiramente circuncidados, sob risco de morte, infecção e um último sentido de violação, sem que ninguém se importe. Enquanto isso, a mutilação genital feminina é o tema atual mais quente no feminismo mainstream.

Assim, enquanto o mundo está ocupado exigindo cotas para que os nomes das ruas tenham mais nomes femininos (não, sério! Esta foi o assunto no Twitter esses dias), o mundo está permitindo que os nossos jovens a sofram porque é politicamente incorreto intervir. Em outras palavras, a antiquada filosofia das “mulheres e crianças primeiro” foi transplantada para os sistemas de saúde do mundo?

Engraçado notam mulheres como Caitlin Moran deixarem de mencionar estas questões em suas críticas ao chamado patriarcado.

Felizmente, a organização de base  T Cell – um grupo que exige serviços mais justos de saúde em todo o mundo – está na vanguarda das campanhas para mudar o sistema. “Basicamente, consideramos o programa atual sexista”, diz em seu manifesto. “Atualmente, o governo britânico se comprometeu a um serviço de vacinação para as meninas, que utiliza um produto chamado Cervarix.”

Embora isso funcione, a conclusão da T Cell é que a maioria dos países usam Gardasil, que tem exatamente o mesmo efeito, mas também tem várias propriedades preventivas para proteger os homens.

De acordo com a chefe política da Terrence Higgins Trust, Lisa Power, a recusa da Grã-Bretanha de usar Gardasil é um grande erro: “A decisão foi tomada em uma análise de custo-benefício, mas eu não acho que eles levaram todos os custos em conta”, disse ela.

Notoriamente, o ministro da época, em um comentário bisonho disse, “Você morre de câncer do colo do útero, você não morre de HPV”, mas o HPV pode levar a outras causas de morte, e isso é um problema sério. Todos os outros países da Europa Ocidental tomaram a decisão de usar Gardisil. O Reino Unido não. A maioria nem sempre tem razão, mas quando você tem dez diferentes países, fazendo a de análise custo-benefício e apenas um vai em outra direção, você tem que perguntar: quem estava fazendo as contas?

Minha própria pesquisa mostrou inconsistências semelhantes. Quando entrei em contato com o Departamento de Saúde, me foi dada muito pouca atenção. “O objetivo do [programa de imunização do HPV] é prevenir o câncer de colo de útero nas mulheres”, eles disseram. “A vacinação dos meninos não foi recomendada porque uma vez que 80% das mulheres são tratadas, não é necessário vacina-los … para prevenir o câncer de colo de útero. “

Atualmente, as meninas com idade entre 12 e 13 são rotineiramente vacinadas contra o vírus por causa de sua ligação com o câncer de colo de útero. Mas para os homens, não há teste de triagem aprovado e não há imunização “

Bem, o problema é que nós não estamos falando apenas sobre o câncer do colo do útero! Nós também estamos falando sobre todos os outros problemas advindos dele. Você sabe, os tipos de câncer que afetam ambos os sexos.

Até agora, o maior arrecadador de fundos na corrida para a pesquisa contra o câncer proíbe os homens de participar. O motivo? De acordo com o porta-voz Luke Brand, é tudo sobre ‘irmandade’ das mulheres.

Como fui tolo em achar que era por caridade.

“Três anos atrás, nós investigamos a sério a possibilidade de incluir os homens na Corrida pela Vida”, disse ele.

“No entanto, nossa pesquisa mostrou que os nossos patrocinadores preferem muito mais mantê-lo como um evento apenas para mulheres, pois é uma oportunidade única para que as mulheres se reunirem em uma atividade não-competitiva dentro de uma atmosfera de irmandade.

Encantador! Então esqueça que os homens são mais propensos a morrer de câncer com mais freqüência do que as mulheres – em vez disso, deve se preocupar com os sentimentos das mulheres quando estão correndo em volta de um campo.

Isto é absurdo.

É precisamente por isso que homens como Michael Douglas deveriam estar lá em cima com Angelina Jolie no pedestal de heróis.

Se o câncer pode quase matar alguém como ele, com todo o seu dinheiro e acesso a medicina de ponta, o que vai fazer com um homem mediano, que depende do sistema público de saúde?

Vamos encarar dessa forma, poderia acontecer com qualquer um.

Ambos os meus pais tiveram – e felizmente sobreviveram – câncer, por isso estou perfeitamente qualificado para saber exatamente o quão difícil pode ser. Essa é uma batalha que eu estou disposto a assumir – e vencer, se necessário.

Mas minhas chances não devem ser cortadas porque ser macho não é politicamente correto. Este preconceito é um câncer terminal em si.

O que é o VÍRUS PAPILOMA HUMANO?

O Vírus do papiloma humano (HPV) é transmitido através do contato sexual e é mais comumente associado ao câncer do colo do útero nas mulheres. Trata-se a infecção mais comum transmitida sexualmente nos EUA

O HPV pode ser transmitido entre homens e mulheres por contato genital, na maioria das vezes durante o sexo vaginal e anal.

Também pode ser transmitido durante o sexo oral e contato entre as partes genitais. Ele pode ser transmitido tanto entre casais héteros e entre os parceiros do mesmo sexo, mesmo quando a pessoa infectada não apresenta sinais ou sintomas da doença.

A vacina dada a meninas de 12 e 13 anos de idade pretende reduzir suas chances de ter câncer, protegendo-as contra o vírus.

Embora a maioria dos cânceres de boca e da garganta sejam normalmente atribuídos ao ato de beber e fumar, um número crescente de casos que ocorrem em torno das amígdalas e dorso da língua são devido ao HPV.

Embora o câncer não seja contagioso, o vírus é. Nos EUA, o HPV é responsabilizado por até 80 por cento destes tumores das amígdalas e a parte posterior da língua, o que os especialistas dizem que pode ser devido a uma crescente popularidade do sexo oral.

O paciente típico é descrito como um homem saudável em seu 40 ou 50 anos a que fumou muito pouco ou mesmo não fumou durante sua vida.

Na Grã-Bretanha, o número de casos de cânceres de boca e da garganta aumentaram 40% em apenas uma década, pulando para 6200 casos por ano.

O Cancer Research UK disse que o vírus HPV pode ser a chave para o “rápido aumento”.

Os sintomas incluem úlceras persistentes na boca, dores, manchas descoloridas e dificuldade de mastigação e deglutição.

Os homens são aconselhados a verificar o seu pescoço e procurar nódulos ao fazer a barba e para ambos os sexos, recomenda-se olhar para a parte de trás de sua garganta enquanto escova os dentes.

Tratamentos como a quimioterapia, radioterapia e cirurgia são frequentemente mais bem sucedidos na boca e na garganta  em cânceres causados pelo vírus do que aqueles causados pelo tabaco e álcool.

Embora o câncer de boca possa ser causado por HPV transmitido por sexo oral, os médicos dizem que a alegação de Michael Douglas que o sexo oral também é uma cura não faz qualquer sentido médico.

FONTE: Emily Sheridan

fonte: http://www.avoiceformen.com/men/mens-health/hpv-a-womens-issue-that-kills-men/

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Lucia Helena

    Boa noite, achei muito interessante a materia sobre o HPV, concordo plenamente que os homens estão sendo colocados de lado. Sou mãe de um menino de 9 anos e ainda ñ entendi porque aqui no Brasil o nosso governo liberou a vacinação gratuita para 2014 somente para meninas??????Estão ou ñ colocando a saude dos homens de amanhã em segundo plano?????? Poderiam então tornar o preço das vacinas mais acessiveis??????

  2. Roma

    Aqui no Brasil somente meninas são vacinadas

  3. Renato

    Sexo oral só em meninas de boa procedência,como disse o Laveley acima,e mesmo assim voce corre o risco de pegar HPV.
    E eu sei que a mulher te chupar com camisinha é um saco,uma droga,mas se for um prostituta é ALTAMENTE RECOMENDÁVEL
    Lembrem-se: Boca de puta é estacionamento de pirocas.
    .
    Camisinha sempre,sempre! sem exceção.

  4. Laveley

    No Brasil a grande maioria, tanto de homens quanto de mulheres, não é vacinada contra o HPV.

    Mas eu lembro que li a um tempo atrás, não me recordo aonde, uma noticia a respeito da vacinação de jovens em escolas públicas de algum estado contra o HPV (meninas E meninos).

    Eu acho que essa questão ai, de não vacinarem os homens em alguns locais, é muito mais por uma questão econômica do que um suposto preconceito ou seja lá oq for. Isso pq só foi na década de 90 que os médicos começaram a associar o HPV com outros tipos de câncer, até então se achava que o HPV só causava quase que exclusivamente o câncer de colo de útero e que os homens infectados por ele só serviam como encubadores do vírus.

    É meio recente a descoberta entre a relação de HPV e câncer de boca, p. exemplo. Ai o estado em algumas nações utiliza dessa suposta falta de informação a respeito pra vacinar apenas um sexo e gastar menos. Claro que eles não vão admitir isso, mas pode ter certeza que esse é o real motivo.

    De qualquer forma, o negócio é simples rapaziada: USEM CAMISINHA!

    Preservativo não é só pra evitar de ter filho não!

    E cuidado aonde vcs põe a língua tbm. Eu só aconselho fazer sexo oral se “a carne for de procedência”, coisa que é meio difícil de se achar hj em dia…

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: