«

»

jul 25 2013

Ateus tendo dificuldades para atrair mulheres

ateutraduzido por Durga, do Fórum do Búfalo

por Welmer, do The-Spearhead.com

Em um artigo publicado no Scienceblogs.com, intitulado “O Problema da Mulher”, um ateu descreve alguns dos problemas enfrentados por eles, sendo o principal deles, em sua opinião, que as mulheres não estão interessadas nos ateus. Suas tentativas de atrair as mulheres, no entanto, podem nos fornecer pelo menos uma resposta parcial a respeito do porque este “problema” existe.

Aqui o autor PZ Myers sugere uma solução:

“Eu acho que a resposta certa para nós homens é calar a boca de vez em quando e ouvir. Não é para nós, homens, dizermos às mulheres como corrigir nossos problemas (dos homens e mulheres), mas se estamos querendo uma representação duradoura e equitativa quando o assunto é ateísmo e ceticismo, quem está no comando precisa ser mais inclusivo.”

Eles podem pensar que os ateus precisariam ser mais legais, mas eu discordo, e sugiro ao Sr. Myers que o problema na verdade é que as mulheres têm pouco interesse em qualquer assunto relacionado ao ateísmo ou aos ateus. E por que teriam, afinal? O que teria de interessante no ateísmo para as mulheres?
Myers também escreve com um estilo que poderia ser considerado qualquer coisa, menos atraente para as mulheres:

“Eu sei que existem alguns grandes blogs por aí dirigidos por mulheres – Skepchicks, Greta, Ophelia, entre outros – então dêem as caras. A convenção Skepchicon de 2010 estará acontecendo neste fim de semana, então vocês poderão discutir comigo lá também. Eu serei um receptáculo passivo para as suas ideias.”

“Receptáculo passivo?” Ele parece estar chamando a si mesmo de idiota…

Ele então começa a recomendar aos demais serem mais cavalheiros para com as mulheres, promovendo-as, dando-lhes passagem, entre outras medidas que incentivam a submissão masculina. Tenho certeza que isso não vai funcionar bem com as mulheres em geral, embora possa dar certo com alguns tipos de dominatrix¹.

Previsivelmente, as mulheres ateias parecem ter percebido a fraqueza e caíram matando. Uma comentarista já chegou exigindo bolsas de estudo e creches para Ateus:

“Aqui está a minha sugestão: criar um fundo para ajudar as mulheres a fazer parte do movimento. Oferecer atividades para crianças, creches, ou alguma outra forma em que não seja necessário deixar nossos filhos com uma babá cara (ou alguma avó fundamentalista). Oferecer bolsas de estudo para as mulheres que trabalham para capacitá-las profissionalmente.”

Outra mulher sugere que muitos homens ateus são “esquisitões” (código para beta):

“Tenho uma sugestão – aqueles caras esquisitões podem parar de importunar cada mulher que passa na frente deles, por exemplo. E quando os outros caras comuns verem esses esquisitões fazendo isso, eles podem intervir e dizer para esses caras irritantes pararem com isso, já que a mulher não tem obrigação de aceitar cada cara que venha falar com ela.”

Embora eu não seja ateu, eu vou dar ao Sr. Myers um pequeno conselho: não dêem nada a elas. Ajam como se não importassem e, em seguida, elas vão gamar. Elas até mesmo vão se oferecer para assar biscoitos e fazer café. Há muito mais mulheres do que homens se voluntariando nas “patriarcais” igrejas cristãs e nas sinagogas judaicas.

Os padres, pastores e rabinos procuram ganhar seguidoras e fiéis colocando as mulheres no comando? Não, eles fazem o oposto, agem com autoridade sobre as mulheres, e elas migram para essas religiões em muito maior número do que os homens.

Mas talvez o ateísmo – pelo menos o do tipo organizado – seja um tipo diferente de fé. Se for esse o caso, eu imagino que ele vai ser sempre uma religião fraca, e que nunca ganhará muitos adeptos. Nações comunistas podem ter tido algum sucesso com sua fé ateísta, mas apoiaram-se num culto de personalidade masculina que retratou seus líderes – todos homens – como figuras divinas. E as religiões cristãs e outras mais tradicionais que pregaram a “igualdade” falharam miseravelmente no jogo de números – só ver a queda vertiginosa da Igreja Episcopal nos EUA.

A coisa é que, quando você coloca as mulheres no comando de algo e subordina os homens, isto as afasta. É apenas a natureza humana agindo.

Referencias

1 A dominatrix (dominatrixes plural ou dominadoras)é uma mulher que leva o dominante papel na escravidão , disciplina (no sentido sexual, fetiche da palavra) no sadomasoquismo , ou BDSM .

fonte: http://www.the-spearhead.com/2010/07/01/atheists-having-difficulty-attracting-women/

Comentário do Barão: uma coisa engraçada desses ateus (pelo menos esses de variante militonta que infestam o youtube e páginas de internet e que tratam o ateísmo como uma nova religião e não apenas como uma visão de mundo) é que eles enfatizam muito o papel da genética e do evolucionismo na vida e no comportamento das pessoas. MAS, na hora de lidar com hipergamia e o comportamento feminino em geral, algo que é mais genético e evolucionista do que tudo, os bunda moles dão pra trás! Começam a agir de forma mais irracional do que os supostos “fanáticos religiosos” que eles dizem se opor…

E depois ficam às tontas que nem o cara aí de cima, que não sabe daonde a porrada tá vindo e ainda tenta reagir ao problema de forma errada!

Um caso interessante relacionado a isso foi daquele chateu (mistura de chato com ateu) do Youtube que perdeu a esposinha e ficou todo aí, tristonho e agindo de forma patética: http://mundorealista.com/forum/viewtopic.php?f=14&t=13945&sid=b3d9d665db2efa516d863585f1b43440

30 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Merovingian Persephone

    O que as pessoas não toleram mesmo, é que se diga a verdade por demasiado tempo e por demasiadas questões. Então o que seria das religiões, não fosse a excessiva tolerância ao erro (ao pecado pessoal ou do próximo)? Eis o que prega o perdão e a compaixão: TOLERÂNCIA AO ERRO PERPETUAMENTE. As pessoas simplesmente jogam em favor de si mesmas, enquanto seres racionalmente hipócritas, quando creditam às suas almas bônus imaginários de uma além vida. Entendo que, em termos racionais, isto esgota a questão e todo tempo e energia gastos em algo tão vulgar e inútil quanto discutir religião ou ateísmo.

    1. Simon

      Verdade não existe para começo de conversa. E é muita presunção sua achar que possui A VERDADE. E como você mesmo está dizendo (embora contraditório) não se discute esse assunto, porque nenhum dos lados possui A VERDADE.

      1. Barãozin

        Se a verdade não existe, então vc é mentiroso quando diz “Verdade não existe para começo de conversa.”.

        1. Simon

          Quis dizer que verdade não existe dentro desse contexto, da discussão em questão, você extrapolou para fora do assunto.

        2. Merovingian Persephone

          A tolice está para os homens, como o mel está para as abelhas. Mas então, vejamos se não é isto com as guerras, e se não seria também o caso com os jogos, com as mulheres (quando se propõe a ser capitão salvador de alguma ou muitas ou todas putas) etc… O homem, realmente, se dá ao luxo de ser tolo com muitas coisas, mas quando se trata de religião, então, considero que o homem invadiu o terreno das mulheres e despediu-se de vez de qualquer faísca de masculinidade residual, eliminando assim qualquer chance de amadurecer como macho. Contudo, aprecio o homem de caráter que considera que há um deus e o respeita. Mas aquele que suspira e esbraveja como uma mulherzinha in’fiel e devota ao senhor, combatendo anjos caídos e demônios flamejantes por onde haja incredulidade, esse tipo homenzinho herói e exorcista, que pretende para si batalhas celestiais aqui mesmo na terra, .. a mim, não passa de um ser a meio caminho do nada, e portador de um complexo incurável. Discutir racionalmente já não encontra campo onde qualquer verdade possa subsistir.

          Barão, seus comentários são equilibrados e judiciosos. Creio que sejas um cristão razoável, e isto tenho em conta para dizer o que segue: É verdade que eu preferia ser criticado por você, em qualquer que fosse a instância, mas nem mesmo isto impede ou dificulta (constrange), a mim, mesmo não o conhecendo pessoalmente, de dizer que tens, quer queiras ou não, minha admiração e respeito.

          1. Barãozin

            Eu não sou lá muito “cristão”, mas tive muito contato com esse meio devido a minha família.

  2. Simon

    Cara, sou cristão; mas a menos que o cara seja um babaca que quer forçar todo mundo a acreditar nas teorias que ele acredita em substituíção às explicações criacionistas, não acho que o ateísmo deles seja um problema em sí.

    Acho que pessoas chatas são pessoas chatas sendo ateístas ou não. Babacas são babacas em sua essência, a religião – ou a auxência dela – é um agregado.

    Como já disseram, se for rico, bonito e macho, a religiosa caga e anda para religião dela. Mulher não tem escrúpulos, nem de longe sabe o que é honra, sinceridade e lealdade, então não é um limitador para ela se envolver com um ateu.

    Porém, acho que ateus são mais agressivos com relação a “religião dos outros”, o que não faz nem sentido já que o movimento deles e a não-crença nas entidades dos outros (vai entender).

    1. Merovingian Persephone

      “Porém, acho que ateus são mais agressivos”…
      Quando alguém está imbuído pelo espírito da paródia, não há mesmo “salvação”, mas sigamos.

      Não obstante ter os pés atolados em lodo, é mesmo verdade que mulheres não são, absolutamente, inclinadas (mesmo por constituição dos tecidos (biológica) e por formação cultural) a qualquer nível de escrúpulo, moralidade, honra, honestidade, lealdade etc…VERDADE! Também é verdade que “qualidades” como ser bonito, ser babaca, ser chato, ser descolado, ser alfa beta ou gama SÃO INTRINSECAMENTE PESSOAIS, tal como acreditar na virgindade de Maria ou não.

      A propensão à pregação da beatitude alheia, seja em Maria ou no Nazareno ou nos santos ou nos profetas ou nos anjos ou nos espíritos ordeiros ou em qualquer coisa ALÉM DE SI, já por si, mostra o alheamento em que se encontram os valores e qualidades pessoais. É deste deslocamento do centro de gravidade que está impregnado, com o agravo de milênios e milênios, o tipo teísta (e muitos dos ateístas mal compreendidos).

      Se, porém, pisam-me no pé, para depois acusar-me de “agressivo” por ter “reagido” ou, … apontam-me o dedo por “falar racionalmente”, quando me insultam com “asneiras irracionais”, trata-se de tão somente de um ardil premeditado, manipulador e vulgar para demonizar alguém por “qualquer posicionamento contrário ao do agente malicioso”!

      1. Simon

        “asneiras irracionais”

        “demonizar alguém por “qualquer posicionamento contrário ao do agente malicioso”

        Conte-me mais sobre sua falta de coerência aheauiheiaiuheuiahuihuiea.

        Discutiria isso, mas já discuti muito com ateu, e sabe a qual conclusão cheguei? Não importa se você destruir todos os seus argumentos (ou que você destrua os meus), você criará novos argumentos e se sustentará neles – isso vale para ateístas e teístas antes que queira discutir mais.

  3. Hugo Leonardo

    “… Ajam como se não importassem e, em seguida, elas vão gamar…”

    Se me permite corrigir esse ponto, seria: Não ajam como se não se importassem… Não se importem MESMO! Se os ateus tem tanta segurança pra ignorarem uma entidade (independente de eu estar certo ou não!), por que raios não tem segurança pra ignorar uma mulher?!?!? Êta evolucionismo… Só Jesus salva esses caras (kkkkkkkkk Zoando)

  4. Laveley

    O problema não está no ateísmo, mas sim no ateu.

    Mulher não quer saber se o cara é umbandista, evangélico, adventista do sétimo dia, católico, pai de santo ou ateu, se o cara for destacado ela vai molhar calcinha e querer dar pro cara.

    Sejamos sinceros: em uma paquera, alguma vez a garota lhe perguntou de que religião vc era antes de abrir as pernas?

    O problema com esses “ateuzinhos new wave” que você vê aos montes por ai é que eles são TÃO CHATOS, mas TÃO CHATOS que conseguem desenvolver um mecanismo de afastamento imediato e super efetivo para QUALQUER pessoa que também não seja ateu….

    E ISSO, OBVIAMENTE, INCLUI AS MULHERES!

    A dica que eu daria para esses caras é deixarem de ser chatos de galocha que querem que todo mundo adote sua “religião ateísta”. Não, é sério, já conheci judeu, protestante, católico, umbandista, e até islâmico e NENHUM, repito, NENHUM desses tentou me convencer de sua fé tão insistentemente e tão “encheção de sacomente” quanto os ateus que eu conheci!

    PORRA!!!!! Ateu daqui a pouco vai virar até sinônimo de chato no dicionário!

    Depois reclamam pq n pegam mulher, PQ SERÁ????!!!!

  5. Carlos Schneider

    Texto claro e objetivo e tem gente fazendo perguntas imbecis.

  6. Vasiliy Zaytsev

    ““Eu sei que existem alguns grandes blogs por aí dirigidos por mulheres – Skepchicks, Greta, Ophelia, entre outros – então dêem as caras. A convenção Skepchicon de 2010 estará acontecendo neste fim de semana, então vocês poderão discutir comigo lá também. Eu serei um receptáculo passivo para as suas ideias.””

    hahahahahahaha, essa parte foi muito hilária. “Convenções”, tão parecendo otakus e fãs de Star Trek, com a diferença que esses pelo menos não tentam ganhar mulher pelo intelecto, coisa que elas repudiam. Alguns até comem otakas por serem destacados em seus cosplays.

    “eu serei um receptáculo passivo” – HAHAHAHAHA, mas são umas bichonas mesmo. Quer ser um receptáculo passivo? Chega numa mulher ateia e manda ela enfiar um consolo no teu CU!

    Mas a parte mais arrebatadora foram as duas mulheres que comentaram. Uma logo exigiu BOLSA-ATEU e a outra exigiu que feios parassem de dar em cima delas… EXATAMENTE o que as feminazis sempre fazem em qualquer caso! E nem precisaram alegar patriarcado nem nada, pois o próprio ateu trouxão já se diminuiu! Deixou o caminho ainda mais fácil para elas.

    Até uma mulher lá do Spearhead meteu a Real:

    “Creepyness and creepy men in general is definitely a major problem in atheism. Being that atheism conventions are usually a festival of sexual rejects, frustrated older males and generally awkward guys it’s not too surprising.”

    Para encerrar, a dificuldade em grande parte também deve-se a isto aqui. Vídeo lapidar:

  7. Leandro

    Apesar de repudiar o ateismo militante, não concordo com a abordagem desta post. Muito religioso também não sabe lidar com as mulheres. Basta ver os evangélicos e conservaginas. Pq vc acha q muita balzaca e mãe solteira rodada se refugiam na igreja evangélica? Porque sabem que nas Igrejas Evangélicas tá cheio de evangélico otário que assume restos. Evangélicos paspalhos que seriam capaz de se casar com a Madalena. Aliás, este caso mostra como tem evangélico CSP:

    http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=1399

    Vai dizer que este evangélico que aceita namorar sem sexo, sem beijos, sem abraços, sabe lidar com as mulheres?

    No mais, também existe que mete real na questão das mulheres. Paul Elam é Ateu. Antes mesmo de existir o masculinismo, no século XIX, houveram escritores ateus como Schopenhauer que também metia algumas reais. Nietzsche era ateu e relativista (eu repudio o relativismo nietzschiano), mas também metia algumas reais nas mulheres (N.A. cita algumas passagens do Nietzsche nos livros, mas tem que ter cuidado com o que ele escrevia para não cair no relativismo).

    Como eu disse, eu repudio o ateismo militante, mas só quero dizer que, infelizmente, matrixianos e manginas existe em qualquer segmento (com a exceção da Real, a Real é único segmento onde não tem estes paspalhos). Existe ateu paspalho, existe religioso paspalho, existe conservador paspalho, existe libertário paspalho… Se o cara é um matrixiano ou mangina, pode ser ateu, religioso, libertário ou conservador, que não adianta, vai levar ferro nos relacionamentos.

  8. Carlao real

    eu sou ateu e nenhuma mulher ta nem ai pra isso nao, contanto que eu tenha status, mas que bobabem esse post

    1. Barãozin

      É bobagem ou vc não entendeu a proposta do artigo?

      Uma coisa q eu acho estranha… Alguns (prestem atenção nesse alguns…) ateus agem como manada. Se falam de alguns membros dessa “manada”, acham q tão atacando a manada inteira!

      Mas q coisa esquisita.

  9. Gutembergue

    Eu sou ateu mas tenho que concordar que tem uns ateus militantes chatos para caralho! Esse tal de Yuri é muito chato e arrogante se acha a ultima bolacha do biscoito, ele acha que pessoas religiosas são inferiores nunca vi um cara ser tão cheio de si.

  10. Daniel

    Sou ateu desde 2008. Comecei a ler sobre a real a partir de Dezembro de 2012 (Detonandoamatrix).
    Como tenho conhecimento médio sobre a teoria da evolução (graduação em biologia, mestrado em genética vegetal), posso dar meu depoimento de ateu: Eu era muito bonzinho com minhas 3 ex-namoradas e o que aconteceu? Triple-foot-in-the-ass kkkkkkk e eu ficava me perguntando? “mas eu era o melhor namorado do mundo?” “não colocava gaia, era prestativo, isto não faz sentido” Foi aí que tive a sorte de ler o site Detonandoamatrix e o livro do Nessian Alita (Como lidar com as mulheres).
    Li com tudo criticamente, relacionando com a teoria da evolução, e sabe quais foram minhas conclusões? É tudo verdade, tudo fez sentido. Também lembrei de algumas aulas e documentários que demonstram que as mulheres são assim (seletivas por Alfas) e nunca vão mudar. Betas não dão valor aos seus genes implorando por atenção e sexo de uma só fêmea; mas a espécie humana não é monogâmica (pesquisem depois sobre o tamanho proporcional do escroto nos primatas e a fidelidade, verão que os macacos de bonobo tem o escroto gigante, os gorilas pequenos e nós grandes). A real é real! Até no mundo material da ciência; e digo mais, se existe um Deus esse deus é o Baau, o deus da putaria, pra projetar umas fêmeas que se atraem pela falta de caráter e violência.

    Pra concluir, muitos ateus apoiam as minorias, porquê são minorias. Mas existem outros mais sensatos como o Clarion. Deixem de lado o teor religião e lutemos contra o feminismo!

  11. Juquinha

    Sou ateu, mas não sou marxista nem anti-cristão. Aliás, o ateísmo esquerdista do Brasil é apenas um movimento anti-cristão. Nunca vi um “progressista” ateu brasileiro atacar o islã (religião violentíssima) ou a macumba (religião de “minorias oprimidas”).
    Aqui em Salvador, na sede dos Correios (empresa pública), existe uma estátua de bronze quase 4 metros da entidade “EXU”. Essa estátua foi construída com $$$ público e ninguém falou nada. Enquanto isso, os “descolados” brigam para tirar pedacinhos de madeira em forma de cruz de repartições públicas.
    Sou ateu por admiração a Bruno, Galileu. Darwin, e outros gênios produtivos da humanidade, e não por um vagabundo que não tomava banho e era sustentado por outro homem, o tal do Marx.

  12. Bruno Dias

    não tem nada a ver uma coisa com a outra! quem está sendo irracional é você, por um site da real, você desfocou “E BASTANTE” de um tema principal, agora começar um conflito entre religiões é foda cara!
    Se você não concorda, guarde isso pra você! É bem melhor do que vir aqui dizer coisas sem nexo nenhum.

    1. Barãozin

      Tou vendo q o rabo de alguns arderam com o texto…

      Assim que eu gosto! Tenho q publicar mais textos assim!

      1. Gustavo

        “agora começar um conflito entre religiões é foda cara!”… ateísmo é religião agora? isso explica muita coisa!!!

      2. Bruno Dias

        até q não! justamente pq concordo que alguns são realmente chatos, e eu não fico igual evangélico por exemplo, dizendo pros quatro cantos q sou é um, fico na minha e respeito quem tenha religião,fora isso curto teu site desde quando conheci a real…
        então ta tranquilo pra mim.

      3. Carlos Schneider

        Continue distribuindo carapuças Barão. Agorinha tem gente na fila.

  13. Fulano de Tal

    Sinceramente, figurinha bem tendenciosa essa hein, Barão. Kkkkkkkkk

    Já comentei lá no fórum, artigo muito bom, mais uma vez! Abaixo aos “atontos”, aos “chateus” e outros tipinhos que dão uma de bonzinhos cavalheiros brancos e acabam servindo apenas de capacho pras feminazis.

    O ateísmo de verdade tem que recuperar a humanidade, as pessoas, como questão central da vida, tirando a nuvem nebulosa e difusa das divindades da parada. E isso incluí (ou deveria incluir) se colocar como Homem de respeito, honroso e digno com papel social bem definido e tratar as Mulheres problemáticas como devem ser realmente tratadas.

    (Claro, a parte do tratamento das mulheres deve servir para todo homem, seja religioso ou não!)

    Um grande abraço à todos!

  14. Joaquelino

    então um cara alto, forte, bonito, com olhos azuis e ateu é um beta ?

    1. flavio

      Joaquelino, digamos que em sua grande maioria, os ateus não possuem esse tipo fisico. e nem linguagem corporal

    2. Gustavo

      não é um beta, é delta!

    3. Laveley

      Não, mas um cara alto, forte, bonito, com olhos azuis, ateu e CHATO PRA CARALHO, DAQUELES QUE QUEREM FAZER TODA E QUALQUER PESSOA QUE CONHECEM ENGOLIR SUA RELIGIÃO GUELA ABAIXO (SIM, PQ ATEÍSMO VIROU RELIGIÃO)….

      Bem meu amigo, esse cara descrito ai pode até não ser um beta, mas mulher nenhuma vai querer alguma coisa com ele.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: