«

»

jun 12 2013

O socialismo alfa – o Hitler bombadão

hitlerbombadopor The Social Pathology

Recentemente saiu uma pesquisa muito interessante que demonstra que há um forte elo entre a força física e a propensão de ter uma visão de mundo mais direitista. O estudo em si me parece bastante razoável exceto o fato que os autores misturam a direita com interesse próprio. Nada como uma mudança sutil de foco.

O estudo nos mostra que homens mais fortes fisicamente tendem a favorecer mais políticas sociais que lhe favoreçam enquanto homens mais fracos não mostram tal tendência. Homens fortes e de alto status sócio econômico (SSE) tendem a se opor a políticas que redistribuem riquezas, enquanto homens com baixo SSE tendem a apoiar políticas distributivas. O ponto mais importante nisto é que tal efeito não é observado entre homens fracos fisicamente e em mulheres. Homens fortes são assertivos.

E é com tal pesquisa em mente que agora irei mudar o foco para o Fascismo, e o tipo de homem que se atrai a ele.

Como o estudo acima demonstra, homens fortes com baixo SSE tendem a favorecer políticas sociais distributivas, ou seja, o Socialismo. A questão então é qual tipo de Socialismo tais homens favoreceriam?

Agora, qualquer um que passou algum tempo estudando o Fascismo verá que ele nada mais é que um socialismo primitivo vitaminado. Goebbels, neste interessante panfleto que definia as bases da posição política Nazista, afirmava que o Nazismo era a verdadeira forma de Socialismo e as demais variantes eram corruptas.

Nós somos socialistas porque nós vemos no socialismo, que é a união de todos os cidadãos, a única chance de manter nossa herança racial e de reconquistar nossa liberdade política, renovando nosso Estado alemão…

O pecado do pensamento liberal é ignorar a força de construção nacional socialista, assim permitindo que suas forças se dispersem em objetivos que não são do interesse da nação. O pecado do Marxismo é ter degradado o socialismo numa mera questão de salários e de comida, colocando isto em conflito com o Estado e a existência nacional. Entender tais fatos nos leva a uma nova forma de socialismo, que enxerga sua natureza como nacionalista, fortalecedora do Estado, libertadora e construtiva…

Nós somos socialistas porque consideramos que a questão social é uma matéria de necessidade e justiça para o bem da existência do estado do nosso povo, não uma questão de lamentação barata e sentimentalismos. O trabalhador tem suas demandas de um padrão de vida condizentes com o que ele produz. Nós não temos a intenção de ficar implorando por este direito. Incorporá-lo ao organismo estatal não é algo de importância fundamental para ele, mas para toda a nação. A questão é muito maior do que o debate pela jornada de trabalho de oito horas. Mas sim a formação de uma nova consciência de estado que inclui cada cidadão produtivo. Já que os poderes políticos de hoje não estão dispostos ou não podem criar tal situação, o socialismo deve combater por isto. É um slogan de luta tanto interno quanta externamente. Ele será direcionado contra os partidos burgueses e ao Marxismo ao mesmo tempo, já que ambos são inimigos mortais do vindouro estado dos trabalhadores. Ele é direcionado também a todas aos poderes estrangeiros que podem ameaçar nossa existência nacional e também a possibilidade da criação de um estado nacional socialista.

Dr. Goebbels

O Nazismo é um socialismo tribal. Ele enxerga a vida como uma luta darwinista que garante a vitória apenas para aqueles que se garantem. Quando o assunto é economia os Fascistas são socialistas, mas com uma diferença… eles não são estúpidos. Sob o esquema Fascista, o Estado controla tudo mas ainda assim permite alguma propriedade privada apenas porque eles se beneficiam com isto:

Hitler acreditava que a propriedade privada era útil já que ela encorajava a competição criativa e a inovação tecnológica, mas insistia que ela teria que se moldar aos interesses nacionais e ser “produtiva” ao invés de “parasita”. Os direitos de propriedade privada eram condicionais de acordo com seu modo de uso econômico; se ela não ajudava no avanço das metas econômicas Nazistas então o Estado poderia nacionalizá-la. Mesmo que os nazistas privatizaram propriedades e serviços públicos, eles também aumentaram o controle estatal da economia.

Então enquanto ambos os sistemas eram socialistas, eles tinham suas diferenças. Os Fascistas ou os Nacional Socialistas acreditavam que devia existir algum direito a propriedade privada, algumas assertivas desiguais e o tribalismo. Os Marxistas e Socialistas, por outro lado, acreditavam em uma igualdade estrita, resultados igualitários e uma identidade universal.

Agora, imagine que você é um jovem vivendo na Alemanha de 1920. A Depressão derrubou a antiga ordem vigente e o Socialismo é a nova moda do momento. Qual variante dele que você escolheria? O Fascismo ou o Marxismo socialista?

Este estudo feito por Price et al pode ajudar.

Price demonstra que há uma correlação média negativa entre a musculatura e o igualitarismo. Ou seja, pessoas mais musculosas não tendem ser muito entusiastas da igualdade estrita. (Uma correlação similar já foi observada na atratividade). Então dada a chance entre um socialismo igualitário e um socialismo desigual o musculoso seria mais propenso a escolher o último. Não precisa ir muito longe para ver que uma ideologia de força, auto afirmação, tribalismo e culto ao corpo saudável seria bem mais atraente para aqueles que são musculosos e atraentes. Perdedores, tanto socialmente quanto fisicamente achariam seu paraíso no Marxismo.

É interessante quando estudamos sobre o surgimento do Fascismo notar que os observadores contemporâneos descrevem os fascistas como valentões e brutamontes enquanto os comunistas são retratados como ralé. O escritor alemão Friedrich Reck descreve os mais ardorosos apoiadores dos nazistas sendo aqueles vindos da classe média baixa; agricultores alemães. Homens que tinham algum status social e autonomia mas que foram totalmente destruídos pela catástrofe econômica da Depressão. Os operários e os intelectuais molengas adotaram Marx.

* repito mais uma vez, não há nenhuma defesa velada para os Fascistas ou Socialistas aqui, ambos devem ir pro inferno.

fonte: http://socialpathology.blogspot.com.br/2013/05/alpha-socialism-ii-swole-hitler.html

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. marco

    Fascistas à la Mussolini são frouxos ? não apoio o governo porem o povo italiano da época era viril e extremamente regrado.

    1. Barãozin

      A pergunta que não quer calar:

      LEU O TEXTO?

      Pelo q comentou, não…

  2. Off topic

    Comercial da veja: Caçadores de Neura em Macho Alfa

    Já viram essa aí????

  3. thiago

    Você poderia fazer um texto nesse estilo só que comparando as religiões monoteístas.

  4. Carlos

    Excelente análise

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: