«

»

maio 02 2013

Explicando o cavalheirismo

cavaleirobrancopor Heartiste

Há uma teoria bastante popular que nos diz que os cavaleiros brancos – aqueles caras que não perdem a oportunidade de defender a honra de uma mulher, não importando se essa defesa é merecida ou não – são machos beta que ficam na esperança que sendo cavalheiros eles teriam acesso mais fácil ao que elas tem dentro de suas calcinhas. Oferecendo um ombro amigo ou mostrando indignação quando um canalha se aproveita da garota dos seus sonhos, tais homens se tornam em absorventes emocionais com o objetivo de conseguir acesso as suas vaginas justamente no momento onde ela está mais vulnerável.

Geralmente eles falham, mas eles continuam insistindo nisso já que uma vez na vida e outra na morte, eles conseguem. Sim, qualquer cara com alguma opção de escolha provavelmente não se sujeitariam a gastar tanto tempo e esforço para conseguir faturar uma fodinha, sem contar o tanto de dignidade que isto custa. Mas o cavaleiro branco sensível tem uma paciência de Jó. Ou de um eunuco.

Mas honestamente, quantos caras assim você vê por aí? Claro que existem, obviamente, mas não em números tão altos quanto achamos. Especialmente depois da faculdade, quando homens adultos simplesmente não tem tanto tempo assim para torrar em romances platônicos bobocas.

Ao invés disso, gostaria de dar minha contribuição para explicar melhor o fenômeno dos cavaleiros brancos.

O super macho alfa distraído

Surpreendentemente alguns machos alfa – aqueles que tem bastante acesso a mulheres – são cavaleiros brancos. A grande experiência com mulheres retira deles aquelas ilusões românticas que eles possam ter com o sexo frágil. Dificilmente você verá um desses homens elogiando as virtudes sublimes de uma mulher porque eles sabem que elas não tem nenhuma (como gênero). Mas alguns machos alfa ainda assim ainda adotam uma postura cavalheiresca. São caras esnobes que nunca tiveram problemas em ter mulheres à sua disposição, e tem um status social tão alto que eles nunca tiveram que presenciar o lado sombrio e asqueroso da natureza feminina. Mulheres são muito cuidadosas quando interagem com esses homens de alto status para apenas demonstrar suas melhores qualidades para eles, assim o super macho alfa nunca irá saber dos infernos e aporrinhações que essas mulheres impõem para o homem comum. Assim sendo, ele fica realmente perplexo quando vê outro homem reclamando sobre o comportamento feminino, e sente a compulsão de ir lá defender elas.

O pai que tem filha

Ele sabe como as coisas funcionam, mas já que ele tem uma filha para cuidar, ele de forma hipócrita reforça sanções sociais que impedem que seja revelada a verdadeira natureza sexual da mulher. Ele faz isso tanto em benefício próprio quanto para a sua filha. Se um cara comum parar de defender sua filhinha, ela estaria completamente exposta ao cruel mundo do mercado sexual, e os candidatos a pegá-la não viriam trazer a ela presentes caros e ajoelhar perante a sua “pureza”. É do interesse do pai que os caras da idade da filha dele glorifiquem sua pequena princesinha, e que sustente ela e suas escapadas com o DJ.

O casado fracassado/ O cara “comprometido”

Você sabe aquele cara sem vida que já está casado a tanto tempo que nem sabe mais como é ser solteiro e sentir o desejo de caçar bucetas por aí? Ou aquele cara esquisito que se orgulha em falar que é um homem comprometido? Um monte de cavaleiros brancos vem deste grupo de homens, já que estar a tanto tempo preso num relacionamento com uma mulher faz com que ele fique com a percepção embaçada. Como moléculas quentes numa câmara fechada, relacionamentos longos tendem a fazer com que eles saiam de um alto estado de entropia para um equilíbrio confortável de idas ao cinema, sushi e posição papai e mamãe. Os homens nestas circunstâncias emasculantes começam a perder seu poder de observação e começam a achar que todas as mulheres são iguais a sua satisfeita, fiel e (cada vez mais velha) parceira. É um caso clássico de projeção psicológica, onde caras abrigados em relacionamentos seguros tendem a projetar sua experiência limitada com suas esposas ou namoradas a todas as mulheres do mundo. Tais caras são um dos piores tipos de cavaleiros brancos, já que quando você os ouve falando sem parar de sobre como se tem que tratar a mulher com respeito e como tem tantas mulheres boas por aí, você sabe muito bem que é questão de tempo para ele ser corneado ou trocado por suas namoradas obesas e começarem a se culpar por todos os males do mundo.

O homem feminista

Parecido aos machos betas que ficam à espreita de presas fragilizadas, homens feministas são seus primos ideológicos que tendem a se degradar perante essas feministas gordas e vadias para ver se conseguem descolar uma buceta gorda. Tais caras usam camisetas como “é assim que uma feminista se parece” e cruzam as pernas quando vão se sentar. São tremendos hipócritas, já que mesmo recebendo imensas rejeições, aporrinhações e outras manipulações femininas, eles ainda se agarram a sua ideologia idiota. Ideólogos fazem lavagem cerebral em si mesmos. Eles nunca verão a luz. Melhor se contentar apenas a rir deles de forma cruel.

O auto enganador

Imagine aquele beta fracassado que só experimentou nada mais que a rejeição feminina. Ele foi friendzonado, ignorado, esculachado, serviu como motivo de chacota, usado, descartado e sugado em todos os seus recursos, excetuando as suas bolas. Ele não é repulsivo a elas, mas ele simplesmente não consegue atraí-las e não consegue entender o porquê. Ele fica cada vez mais amargo com o passar dos anos e até consegue descolar umas gordas e umas balzacas em fim de carreira como prêmio de consolação. A verdade sobre as mulheres está bem na cara dele – na verdade ela o surra todo o dia – e mesmo assim ele ainda se agarra a banalidades e idealismos românticos juvenis com toda a sua força, com medo de que se encarar a verdade ele tenha que reconhecer que toda a sua vida amorosa foi uma grande vergonha. Eles se agarram ao auto engano para tentar manter a sanidade. Não raro os mais enfáticos e dogmáticos cavaleiros brancos são justamente esses perdedores, que se equilibram na beira do precipício da verdade, um fio de cabelo de distância do total derretimento de seus egos.

A tendência genética poderosa

Subjacente a tudo isso temos a grande máquina genética que move gurpos e nações de homens em diferentes direções sócio sexuais. Apropriadamente,  esse cavalheirismo parece ser uma doença predominante nos grupos étnicos europeus. Aqueles que estudam a ciência da psicologia evolutiva nos dizem que os invernos rigorosos do passado fez com que o homem europeu acabasse tendendo a ter relacionamentos monogâmicos e, assim, criando uma disposição poderosa para defender o valor de sua companheira. O cavalheirismo e a bajulação assim servem tanto para aumentar artificialmente o valor percebido de uma parceira duradoura, e a afastar possíveis concorrentes.

Há muitas forças em ação para manter o cavalheirismo vivo e relevante, então a não ser que postos avançados como este humilde blog consigam espalhar a verdade sobre a natureza feminina, realmente não há chances que algo além de uma minoria iluminada de homens acordem para a realidade.

fonte: http://heartiste.wordpress.com/2011/06/01/white-knighting-explained/

18 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. kyle

    alguém aí vê animes (desenhos japoneses)? Não sou um fanático, porém, vejo alguns. Em sua maioria as mulheres fazem o que querem com os homens e mesmo assim passam a imagem de que nós devemos suportar tudo e ainda por cima, protege-las e agrada-las. Recentemente foi lançado um anime que está fazendo sucesso Shingeki no Kyojin, em que os humanos lutam contra os titans (seres gigantes), é um anime muito bem trabalhado, tem uma boa história mas o que me deixa inconformado é pelo simples fato dos melhores do exército serem mulheres. Isso mesmo, as mulheres são melhores do que os homens em habilidades físicas. A irmã do principal é a dita como gênio. Agora, por que eu não me conformo? Simples, mulheres no exercito melhores que os homens em habilidades físicas? Ok. Mas não me surpreende, já vi outras séries assim. Querendo ou não, há uma galera enorme que curtem animes aqui no Brasil e em outros países. E o que eu vejo nesses animes, sempre é o homem se sacrificando pela mulher, mulher batendo em homens por motivos banais, sim, mulheres espancando homens sem mais nem menos e, pra completar, mulheres mais habilidosas ou tão habilidosas quanto os homens. Será que isso não faz a cabeça da molecada? Claro que faz. Aí eu me pergunto, isso tudo é por causa do feminismo ou não? Creio que seja. O complicado é que tudo está tendo influência do feminismo, daqui a pouco não verei quase nada, filmes, séries, animações, vou acabar parando de ver tudo, porque sempre querem exaltar as mulheres de qualquer maneira, elas fazendo algo ou não sempre recebem um maior mérito, do contrário é machismo. O fato, que as pessoas são influenciadas pelo que veem, as vezes a influência é pequena, as vezes é grande, mas são influênciadas, digo que a maioria pois a capacidade de reflexão própria e coerente poucas têm.

    1. Crazy Madman

      Leia mangá Shigurui. Bem desenhado e um bom exemplo do caráter do homem japonês antes do feminismo.

  2. Comandante

    Grande Barão!!Mais um texto espetacular metendo a real!!Depois de descobrir a real, meu orgulho em ser homem aflorou, minha auto-estima se elevou a altitudes olimpicas!!!Pra quem se fudeu de verde e amarelo em 3 relacionamentos, já era hora de parar de ser imbecil e pensar em si tanto pessoalmente qnto profissionalmente!!

    Pra motivar nossos nobres guerreiros da real, um belissimo dobrado pra nos motivar e sentirmos orgulho de nossa natureza e de nossas tão preciosas bolas que Deus nos deu!!

    http://www.youtube.com/watch?v=hYEteDRp-cs

    Grande abraço!!!!

  3. Abigail Pereira Aranha

    Detonou! Só acho que os cavalheiros brancos alfas devem ser autoiludidos também, porque é meio difícil ele acreditar mesmo que tantas mulheres gostam dele pelo que ele é, provavelmente é um barrigudo tomador de viagra. Mas talvez seja pior ainda: o cavaleiro branco está só no modo automático, está servindo só pelo “prazer” de ser mais um na cavalaria. O cavaleirobranquismo é igual droga: primeiro é por prazer, depois é só pro corpo e a cabeça não ficar pior.

  4. kyle

    Outra coisa que me decepciona é que em vista da sociedade os masculinistas (não gosto de rótulos, mas enfim) são sexistas, machistas, frustrados, fracassados, gays que têm medo de mulher. Isso me decepciona muito, porque o homem simplesmente perdeu o orgulho próprio, perdeu a capacidade que sempre teve de melhor, a de ser racional. Não param para observar e analisar o que de fato acontece a sua volta. Preferem ser cegos, pois acredito que seja mais fácil… não, na verdade, não consigo compreender como o homem não quer deixar de ser capacho. É difícil de acreditar que eles não possuem a capacidade de enxergar como são as mulheres de fato e como é feminista a nossa sociedade. Fico inconformado.

    1. Barãozin

      Muitos deles pensam mais com o pau do q com o cérebro.

      Por isso, qqer coisa q para eles pareça retirar o acesso ao sexo dele (como exposto no texto, há muitos imbecis q acham q agindo assim vão faturar…) é uma ameaça a eles!

    2. FoxBuba

      Pois é, eu já fui assim, mas por sorte acabei encontrando blogs como este.

  5. kyle

    Realmente desprezo esses “cavaleiros brancos”, bando de imbecis sem honra. É por esses caras e por outros fatores que as mulheres conseguem fazer o que querem ganhando mais benefícios. É aquela coisa, numa situação onde temos um homem e uma mulher em perigo só podendo um ser salvo, a pessoa salvará a mulher, ou seja, a mulher salva a mulher e o homem salva a mulher. Mas será que a mulher merece mais a vida do que o homem? Óbvio que não. Essa nossa sociedade acha que a mulher é um ser especial, isso me revolta porque vai contra a verdade, ignoram todos os aspectos das mulheres e somente levam em consideração o fato de serem mais frágeis e a sua beleza. E tudo o que o homem fez para a nossa evolução é ignorado por todos. Pode ver, em filmes ou séries, o homem realiza coisas incríveis dignas de gênio mas no fim sempre dá o crédito a mulher, dizendo que se não fosse por ela, ele não conseguiria nada, que ela sim é perfeita, sempre dão um jeito de fazer com que um ato engenhoso de um homem seja menor do que a simples existência de uma bela mulher. Depois a sociedade é machista e injusta com o sexo frágil.

  6. andre

    o véi esse post é do caralho….
    na minha opnião manginas são cvaleiros brancos teoricamente falando, pois labem o salto da mulé, ficam o t empo todo elogiando-as, mas no fim só conseguem ouvir a quela frase classica ” ha vc é muito legal tomara que encontre uma pessoa muito especial, bla bla bla” pra quem é destacado só basta aquela cantadinha basica e a vadia ja abaixa a carcinha, pra mediano elas querem motel caro e um monte de exigencias, pra destacados elas dão a buceta ate no mato, com direito ha pernilongos e formigas mordendo o rabo…

  7. Crazy Madman

    Cavaleiros brancos podem fazer um bocado de sucesso com as mulheres e faturar as melhores bucetas, sem mesmo terem de ser grandes alfas destacados.

    Discordo totalmente quanto à classificação dos feministas e betas manginas. Estes não podem pertencer ao grupo dos cavaleiros brancos, pois sequer tem culhões para serem denominados cavaleiros. Um cavaleiro branco razoável é aquele que se porta como bom homem (bom, não bonzinho) e tende a ser protetor com as mulheres por motivos que vão desde a ingenuidade até o mais profundo sentimento de dever, mas claro, sempre objetivando comer bucetas. A elite dos cavaleiros brancos é composta por homens protetores não manginas que tem um propósito de vida definido e são ingênuos (ou espertos) o suficiente para reforçar o lado infantil das mulheres, ao ponto de elas se sentirem protegidas pelo “paizão”.

    A efetividade do cavaleiro vai depender do grau de infantilidade da mulher em questão, ou seja, do quão atraída a mulher é pelo tipo “protetor”.

  8. Laveley

    Não sei vcs mas eu tenho observado que o cavalheirismo vem se extinguindo a passos largos. Hoje é cada vez menor o numero de cavalheiros brancos por ai.

    Nada mais natural, visto que as mulheres estão cada vez mais adotando um comportamento anti-homem e vestem a mascara da suposta independência. Agora elas estão começando a se dar conta disso e já ta batendo o desespero, vc vê cada vez mais mulheres pedindo “homens como antigamente”. Só que os homens de antigamente eram justamente aqueles “machistas retrógrados” que elas adoram execrar; ou seja, elas querem o melhor dos dois mundos, o cavalheirismo dos “homens de antigamente” unido com a paspalhice do homem moderno.

    Mas isso elas não vão ter jamais. O cavalheirismo já está com os dias contados, está em coma na UTI em estado terminal. E as donzelas vão ter que aprender a lidar com isso.

    Outra coisa barão, dá uma olhada nessa palhaçada aqui (já aviso pros desavisados que tem que ter estômago forte, eu mesmo nem me dei ao trabalho de ver todas as fotos): http://www.mariapreta.org/2013/04/um-nu-honesto-mulheres-lindas-com-suas.html

    Essa cultura pró-relaxamento me deixa puto da cara. O pior é que nos comentários é só babaca chamando esses canhões de lindas. Meu saco peludo e enrugado é mais lindo do que 90% dessas mulheres! Hipócritas do caralho, duvido que algum desses que está elogiando trocaria uma novinha gostosinha e magrinha por algum buxo dessas dai. Só que como eles não tem acesso as mais gostosas, ficam pagando pau pra esses canhõezinhos ai, pois é a única coisa que eles tem CHANCE de conseguir. Não sei se sinto pena ou nojo desses caras.

    Vi poucos comentários metendo a real ali, mas um que destaco e mais ou menos resume minha opinião a respeito é este:

    “Po, uma coisa é falar que a maioria das mulheres não tem um corpo perfeito como em revistas e outra eh falar que ser gorda, pelancuda e ter peito caido é lindo. Outra coisa é taxar as gostosas como mulheres que só tem bunda e falar que somente essas comedoras de Mc Donalds são legais. Não é feio cuidar do corpo, feio é você chegar em casa e ter uma baleia te esperando com um bolo de chocolate com uma calcinha tamanho GG. “

    1. Barãozin

      Tinha visto… Digamos q tou tomando uma dose reforçada de cafeína para não ter q dormir e ter pesadelos com isso a noite rsrs

      Temos aquela velha fábula da raposa e das uvas aí: “já q não posso ter, vou desdenhar!” Realmente, se aparecesse um gênio ali e dessem a ela 1 desejo, duvido nada q ele seria “ficar gostosa”.

    2. Crazy Madman

      Tem umas bem comestíveis, mas tem uns canhões do inferno também. É pura hipocrisia chamar elas de lindas, mas homem que é homem vai pelo gosto, pelo cheiro, pela carne, pelo jeito e pela probabilidade de foder. Essa é a diferença entre classificar pela beleza (coisa de viado estilista) e classificar pela gostosura (ou seja, o potencial de uma determinada mulher te agradar antes, durante e depois da foda).

      O que eu achei interessante nas fotos é que as melhores da lista são equivalentes às medianas que comemos tanto como gp como no badoo.

  9. Don Corleone

    Um conhecido meu que eu consegui fazer conhecer a Real e inclusive curtiu a página no facebook de repente “descurtiu”. Ele tem o perfil do face juntamente com sua namorada e eu aposto meu pescoço como foi ela que “exigiu” que ele descurtisse a página. Ainda não perguntei o motivo pra ele e nem sei se vale a pena porque já sei o que levou a fazer isso. Então meus caros, a realidade é algo que nem todos estão preparados pra enfrentar e muitos irão fugir e se enganar pro resto da vida

    1. Barãozin

      Esse aí assinou o atestado de cãozinho amestrado!

      Só se recupera qdo for trocado (merecidamente) por outro cara mais macho.

    2. Crazy Madman

      Sempre vai ter um Cypher pra querer voltar pra Matrix.

  10. Augusto Isaac (@Guto_Isaac)

    O pior é ver um brotherzão seu nessa situação, só se ferrando, e vc tenta acordar ele e ele quer continuar dormindo. Sei que sou um pouco egoísta, pois quase não espalho a real, e quando espalho o cara não aceita, é osso.

  11. Humberto

    Texto sensacional,eu era como o outo engandaor,por issoo agradeço tanto pelos textos aqui e ter conhecido a real,hj gasto comigo,faço as coisas pra mim,como as amigas que tenho,mas quando tem drama,vitimismo eu corto e não caio mais nessas merdas,é impressionante a quantidade de balzacas com ego na lua,mas que ficam putas da vida de vc não manginar pra elas. Ontem duas amigas querendo sair e eu fiquei em casa jogando play no home theater,s´ø saio se quiser,não quando elas querem,mulher tem que viver em função do homem,não o contrário.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: