«

»

mar 19 2013

Estupidez entusiasmada

dumb* traduzido por Búfalo, do Fórum do Búfalo

por Paul Elam, do A Voice for Men

Existem algumas coisas no mundo tão estúpidas quanto foi a pressão que poderia fazer diamantes… e então esmagá-los. Coisas como a verificação de vazamentos de gás com um fósforo aceso, ou usando hera venenosa para limpar a bunda ao acampar. Ou ser uma feminista.

Elas têm sido a fonte primária do planeta estúpido desde The Beatles cruzaram a lagoa, tão pouco eles vêm com me surpreende. Mas alguém apenas apontou-me a um conceito delas eu não estava familiarizado com e eu anseio que elas não tinham. Meu Q.I. caiu 10 pontos só de ouvir isso.

Isso tem a ver com sexo melhor, que foi o primeiro sinal de alerta. Esse é o último assunto que eu quero ouvir falar de pessoas cuja única razão de ser é fazer com que homens e mulheres consideram uns aos outros como Kennedy e Kruschev.

Feministas, em seu esforço contínuo para identificar qualquer percentual microscópico de sexo não é estupro, vieram com uma idéia tão estúpida que baba e joga com si mesmo em público.

É o chamado consentimento entusiasmado.

Não apenas o consentimento, mas o consentimento entusiasmado. Tipo, como se o namorado pede um boquete então a namorada tem que dar piruetas de alegria e gritar oba! como se tivesse ganho um carro novo, ou ele não pode aceitá-lo.

Depois de ser fornecido um material de referência sobre o assunto e sobreviver a leitura do mesmo, parece que a idéia pode ter se originado de um dos reis da estupidez, Hugo Schwyzer. Você sabe que Hugo, que é o cara que passou seu tempo como professor universitário de história, estudo de gêneros, e nas horas vagas pegava as jovens estudantes sobre sua mesa. Ah sim, não bastando isto então ele tentou matar sua ex-namorada. Um modelo de entusiasmo, esse cara.

Essa primeira incursão na estupidez inexplorada estava de volta em 2007. É claro, as feministas não se importaram muito sobre quem lhes dá uma ideia estúpida, mas elas sabem uma quando a vêem, e mancando para a frente com o tempo suficiente para dar-lhe alguma tração.

Ele levantou a cabeça deformada novamente no site feministing.com em 2010 e você pode ver mais recente, hum, o entusiasmo da ideia aqui, aquiaqui.

Dou-lhe um ano para tal idéia ser tão popular como culpar seus inadequações pessoais no patriarcado.

O pretexto para toda a ideia é que nós precisamos fazer um ultra, mega super-anel decodificador especial para ter a absoluta certeza de que a menina agarrando sua virilha, lambendo seu pescoço e se esfregando em você quer ter sexo. Ah, e não se enganem sobre isso, mesmo no reino feminista imaginário sem gênero, ainda estamos falando sobre meninos ficando entusiasmados com o consentimento das meninas. Eles não encontraram uma ideia estúpida o suficiente para mudar isso, mas nós podemos esperar.

Eu tenho uma idéia muito melhor. Já que no mundo feminista, as mulheres modernas não têm bom senso suficiente para comunicar o seu desejo para o sexo sem seguir as orientações prescritas de ideólogos de gênero, e uma vez que os meninos são esperados para ganhar experiência em “consentimento entusiasmado” a fim de evitar uma acusação de estupro, então vamos em frente e eliminar qualquer possibilidade de ambiguidade (e espontaneidade) da vida sexual de todos.

Mulheres, se vocês quiserem sexo, fiquem de joelhos e implorem por ele. Melhor ainda, façam em público. Pare as preliminares e faça uma visita ao shopping, assim haverá muitas testemunhas. Quando você for pedir pelo sexo, irá fazê-lo de maneira forte e desesperada, o mais auto-humilhante possível — assim ele saberá que você está entusiasmada. Convide seus pais para ver também. É a única maneira de ter certeza de que não está sendo estuprada. Deus sabe, e assim convencendo as feministas, que você não é inteligente o suficiente para saber o que você quer e como expressá-lo de uma forma que funciona para você e a pessoa com quem você está.

E se você acha que isso tudo é uma porcaria, agradecer a suas amigas feministas. Eles são os únicos que estão convencidos de que vocês não são capazes de fazer o que os seres humanos têm vindo a fazer há três milhões de anos sem um conjunto de instruções e a permissão de Hugo Schwyzer.

fonte: http://www.avoiceformen.com/feminism/enthusiastic-stupidity/

3 comentários

  1. Perseu

    No futuro, o homem terá que obter a assinatura da mulher em um contrato especificando todas as 150 etapas desde o primeiro olhar até o clímax da relação para ela marcar com “x” aqueles itens que ela o autoriza a realizar. Também incluirá a permissão dela para filmar a relação para servir de prova que foi mesmo “entusiasticamente consentida”.

    Algumas só vão autorizar os beijos nos pés delas.

    O problema é que o simples ato de pedir para a mulher assinar esse contrato e até mesmo o primeiro olhar dele interessado nela já serão considerados como tentativas de estupro!

    O mundo ideal das feministas é um mundo em que os 90% mais pobres dos homens heterossexuais fossem todos castrados; afinal, só servimos para trabalhar e servi-las mesmo!

    * * *

  2. chimera

    Barão, posso dar uma revisada nos textos traduzidos, já que sou da área. Entre em contato comigo, . é bom que me serve de estudo.

  3. Leandro

    Daqui a pouco para fazer sexo vai precisar passar uma baita burocracia estatal e assinar duas vias de um documento de autorização do governo para garantir que não foi estupro.

    Estamos caminhando cada vez mais para o Caminho da Servidão. Como diz o Havaiano Libertário, um MRA havaiano: “este Admirável Mundo Novo aos poucos vai se encaminhando para a distopia autoritária profetizada por Orwell. Uma vez que os engenheiros sociais da Elite do Poder da Nova Ordem Mundial que moldam a nossa existência hoje ter alcançado o poder absoluto, a visão de Orwell será a nossa nova realidade.”

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: