«

»

fev 03 2013

Podcast da Real em BH, 3ºepisódio!

bhMais um podcast do pessoal de BH no ar!

Nesta edição temos um convidado especial vindo do nosso fórum-irmão, o Mundo Realista: Black 85, que conta um pouco sobre a sua experiência da descoberta da Matrix e um breve relato da sua vida Pré e Pós Real.

Comentem o que acharam, estamos acertando o formato e duração dos episódios.

Links para download:

15 mb (Mediafire): http://www.mediafire.com/?4cw4t3mrl1047a9

30 mb (para aqueles que possam ter o mediafire bloqueado): https://docs.google.com/file/d/0B3Ayp-JARq1leHVOQkF4d2xWWDA/edit?usp=sharing

Participaram dessa edição: Black 85, Chimera e Destro.

Para escutar os demais podcasts, clique aqui: http://canal.bufalo.info/multimidia-bufalesca

7 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Novato!

    Barão, os dois links não funcionam.
    Se puder “reupa-los”, agradeço!

    1. Barãozin

      Então, eu até esqueci de avisar mas os podcasts com o Destro eu tive que retirar do ar.

      Ele teve alguns problemas pessoais e me pediu para retirá-los.

  2. wilkson

    Estão de parabéns. Você poderia falar do Facebook, pois vejo muito matrixiano cometendo inúmeros erros no facebook, curtindo tudo que elas postam para poderem chamar atenção, até mesmo se declarando. Eu particularmente não sei como agir com as mulheres no Face, por isso nem falo com elas lá.

    1. INTERESSADO

      Bom começo o seu. Não interagir com mulheres no Facebook. Mesmo você sendo um cara mais experiente na real o Facebook ainda é um campo minado para qualquer um. A gente não sabe quem vai ler o que a gente posta. Quem sãos os amigos de nossos amigos. Das amigas de nossas amigas então nem se fala, uma vez que com elas a gente já não pode muita coisa. Eu mesmo só apareço lá raramente, quando é aniversário meu ou de alguém próximo ou quando me mandam alguma coisa. Procuro evitar ao máximo. E, convenhamos; não tem muito coisa que se aproveite lá. Concorda ?

  3. Brasileiro

    Uma notícia que pode gerar comentários se pensarmos em confrontá-la com aqueles estudos que mostram um baixo número de variações de cromossomo Y em comparação ao número de DNAs mitocondriais (que comprovava o lance de um grande número de seres humanos ser descendente de um número grande de mulheres, mas um número pequeno de homens, corroborando a tese da hipergamia). Também dá para comparar um pouco com hoje quando vemos o quadro de certas mulheres terem muitos filhos, mas por vezes cada um ter um pai diferente.
    Por fim, não podemos descartar também uma boa dose de wishful thinking, ainda mais quando levamos em conta que não estão levando em conta que os assentamentos pré-históricos eram nômades e tinham poucas pessoas, o que limitava o grau de promiscuidade possível para seus indivíduos.

  4. Brasileiro

    Sugestão: por que não pôr os podcasts no Soundcloud?

  5. INTERESSADO

    Download de 30 MB bem fácil de fazer pelo Google. Ainda não ouvi o arquivo todo. A voz dos confrades fez eco e saiu um pouco metálica. No mais, parabéns pelo esforço.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: