«

»

fev 01 2013

A rainha tenta… o enxadrista ri

enxadrista* quem não leu o artigo anterior sobre xadrez, favor ler aqui: O enxadrista move a rainha

por Mirror of the Soul

Quando o aprendiz move a sua rainha durante um jogo de xadrez, suas intenções de usá-la em vantagem própria acabam se transformando numa tentativa desesperada de salvá-la. Também, quando o novato vê seu oponente mover sua rainha ele imediatamente tenta atacá-la. A rainha é a peça mais poderosa, mas não a mais importante ou tão valiosa quanto o rei.

O aprendiz rapidamente perdeu o foco da natureza estratégica do xadrez e mudou seu comportamento para poder proteger ou atacar a rainha em tais casos, e se esquecendo que o objetivo principal do xadrez é atacar e colocar em xeque o rei – a rainha é apenas mais uma ferramente em seu exército que facilita tal missão.

A rainha é um ativo e um passivo para o novato, ela é atraente a ele, ela pode atacar seus oponentes em diversas direções, entretanto, o novato apenas vê a parte ativa dela, o passivo só é enxergado por ele quando sua rainha começa a sofrer o ataque de seu oponente – e isto ocorrerá mais cedo ou mais tarde.

A rainha, como a mulher, pode ser um ativo ou um passivo, e você deve sempre se lembrar de usá-la em sua vantagem – no tempo e no local de sua escolha durante o grande jogo de xadrez da vida. Nunca se esqueça da grande estratégia de sua vida (resumindo: o que VOCÊ quer ser, ou fazer, ou criar, etc, na sua vida), ao contrário você estará reduzido a ficar focado apenas na rainha e acabará perdendo o jogo, e deixará passar batido todo o sentido de sua vida.

A rainha tentará você a ser um Homem de Verdade (TM), ou um homem sensível, ou qualquer coisa que ela queira que você seja para ela naquele momento.

“Me defenda!”, ela irá implorar. “Homens de verdade defendem mulheres!” ela dirá de forma presunçosa.

“Me deixe ser independente!” ela irá gritar. “Um homem moderno respeita a independência de uma mulher!” ela irá exigir de forma autoritária.

Assim sendo, você como um novato acabará caindo nessa e deixará que uma peça de xadrez comande você ao invés de você controlar a peça de xadrez… e o grande jogo.

E o enxadrista, vendo toda essa bobagem, irá dar risadas disso tudo enquanto o despacha facilmente.

A rainha cai em uma armadilha

Olhando para o tabuleiro, nós vemos a vida e a dinâmica que nos cerca. Os novatos no xadrez cometem erros fatais e invariavelmente perdem o jogo. Sua pressa tática em conquistar peças materiais e sua falha em se focar em toda a estratégia envolvida no xadrez faz com que ele sempre perca.

Um desses erros é usar o poder do movimento da rainha para capturar os peões de ala (ou peões envenenados, como costumamos chamá-los) que residem nas bordas do tabuleiro. Na tentativa do novato em obter uma vitória tática, ele falha estrategicamente – o enxadrista irá fazer com que a rainha dele caia em uma armadilha, a neutralizará e irá vencer o jogo em grande estilo.

De forma parecida, vemos muitas mulheres em nossa sociedade se precipitando para capturar os peões envenenados (cafajestes, bandidos, playboys, etc, e notem que homens inteligentes como nós não são meros cafajestes, já que nós pegamos e escolhemos as mulheres no tempo e no lugar que nos é mais conveniente [isto se chama estratégia] – totalmente ao contrário dos demais, com sua obsessão constante de obter sexo – diria que eles são os peõs vibradores, talvez), e então por isto vemos tantas mulheres reclamando e se lamentando que não há mais homem no mercado ou que os homens estão imaturos demais.

Quando a rainha captura um peão envenenado, ela se abre para o grande plano do enxadrista, e acabará caindo numa armadilha e sendo neutralizada em seguida. Assim que ela não está mais no caminho a vitória é rápida – e foi exatamente isto que o feminismo fez com o homem comum (os enxadristas sempre tiveram em mente o que a mulher realmente é, mas o homem comum sempre foi iludido com a mentalidade de cara bonzinho – pela rainha que o criou para ser assim) – isto expôs a rainha, e agora o homem comum pode ver claramente o que a mulher foi, é e sempre será.

Assim, vemos diante de nós e cada vez mais o enxadrista emboscando as rainhas ao seu redor, e pouco tempo depois tirando-as do jogo (ficando apenas com seus gatos, a idade, a irrelevância e uma má atitude nos porões da vida).

Enquanto isso o enxadrista está focado no sucesso estratégico no jogo da vida, enquanto o resto dos novatos (homens e mulheres) estão focados apenas no sucesso tático, o que sempre irá levá-los a derrota final no grande esquema das coisas. Você pode vencer uma batalha, mas irá perder a guerra – algo clichê mas verdadeiro.

Nem é necessário dizer, não seja o cavalo (ou o cavalheiro) e salve a rainha da armadilha que ela caiu, porque o enxadrista poderá te pegar também.

É bem melhor entender que se você for agir como uma peça de xadrez, que seja o rei. A rainha pode ser a peça mais poderosa do tabuleiro, mas o rei é o mais valioso – e é algo que você deve considerar para ser.

fonte 1: http://mirrorofthesoul.blogspot.com.br/2008_06_01_archive.html#1765198816661712833

fonte 2: http://mirrorofthesoul.blogspot.com.br/2008_02_01_archive.html#3806597193396049769

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. E92

    Barão não sabia como fazer pra te mostrar isso!!!! ASSISTA ESSE VÍDEO!!!
    http://www.youtube.com/watch?v=pIK-BM1hg20

    A mulher tira a calcinha pra os seguranças da boate, depois se arranha e vai pra delegacia acusar de abuso!!!

    1. Barãozin

      Parecido com aquela brasileira na Suiça, q se arranhou toda e alegou que foi ataca por “Neo Nazis”. E a mídia brasileira inteira comprou a lorota…

    2. Hello Kitty

      Mente à polícia, se mutila para fazer mal ao segurança/gerente que nada fez contra ela, tenta destruir a família do gerente, tenta colocar o gerente na prisão com um mentira, onde aliás provavelmente seria estuprado na prisão e teria sua imagem social irremediavelmente destruida.

      Tudo porque queria dar e ele não a comeu ou porque roubaram a bolsinha dela tadinha.

      Será que ela vai para a Penitenciária Feminina por esses crimes?

      Se o Barão Kageyama fosse postar sobre CRIMES FEMININOS E A IMPUNIDADE VAGINANTE teria que abrir outro blog…

      http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/02/784311-universitaria+confessa+que+mentiu+a+policia.html

      http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/02/784414-jovem+mentiu+sobre+agressao.html

  2. Perseu

    Mulher agride idoso e provoca revolta de populares

    http://www.portaljj.com.br/interna.asp?Int_IDSecao=7&int_id=195239

    * * *

  3. L

    Olá, caro e Barão!

    Esta postagem relacionando xadrez e a Real é sensacional.

    Sou um praticante apaixonado por este esporte mental e posso dizer que a metáfora é perfeita.

    Desde Julho do ano passado tenho acompanhado o Canal do Búfalo.

    Neste tempo eu li as obras do NA e acompanhei muitas discussões do fórum.

    Minha visão crítica de mundo foi sensivelmente aperfeçoada pelo material disponibilizado pelos senhores e desde então tenho buscado agir de forma honrada em todos os aspectos da minha vida.

    Tenho sentido um grande pessoal proveniente dessas atitudes tomadas a partir das reflexões deste canal.

    Só tenho uma coisa a dizer a você e outros confrades deste canal:

    Muito obrigado!!

  4. piloto

    eu adoro xadrez, quem corre atras da rainha logo a perde para o oponente. isso eh fato.
    os 2 melhores textos ja publicados.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: