«

»

jan 11 2013

Nada é mais excitante que um matador

chupandobala

por

“Isto não é uma opinião, é ciência.

E a ciência é uma vadia de coração frio que usa uma cinta pica de 35 cm.”

– do seriado de TV “Dexter”

Tempos atrás eu publiquei o artigo “Patriarcado para principiantes”  no A Voice for Men. Nele, eu disse que há um elemento na psique padrão feminina que gravita em torno de homens violentos e perigosos. Eu usei Scott Peterson e Joran van der Sloot e o grande número de mulheres que lhe mandavam propostas de casamento na prisão como evidência indiscutível que suportava minha opinião. Eu também demonstrei o fato que van der Sloot entrou num frenesi sexual, atraindo uma porrada de jovens atraentes, após ele ficar famoso com o caso Holloway.

Ele acabou se tornando um dos meus artigos mais lidos e comentados. E não apenas no meu site. Um dos lugares que ele foi publicado foi no reddit.com/mensrights, onde há alguns ativistas masculinos, incluindo alguns muito inteligentes, e uma manada de trolls feministas que negativam qualquer coisa pró homem ou que critica, mesmo que de forma mínima, mulheres ou o feminismo. Grande parte de quem negativa tais artigos o fazem sem nem comentar, o que eu suponho que seja mera militância virtual, mas alguns que não gostaram comentam, nos relembrando do porque nos opomos ao feminismo – e porque também nós os vemos como idiotas incuráveis.

No reddit, mesmo os comentários mais reflexivos que discordavam da ideia do artigo sempre terminavam naquela bobagem de que “nem todas elas são assim”.

Ah nããããão, mulheres não podem ser assim! Elas escolhem homens baseados em critérios como sensibilidade e se eles gostam de ficar sentadinhos vendo tv com seus ursinhos de pelúcia vendo novela. Há mulheres que são assim? Elas são apenas doentes, tristes excessões à regra e elas provavelmente agem assim por causa de algum trauma causado por algum homem abusivo e violento.

É claro, isso é a opinião politicamente correta, e todos nós sabemos que só o que o politicamente correto fala da mulher que é a realidade, o que basicamente as pintam como uns amores de pessoa e todas as coisas belas e tal. É idiotice achar que as mulheres no geral ficam molhadinhas por gangsters, bandidos e assassinos.

Pergunte a qualquer feminista no reddit.

Mas no caso de você estar interessado em respostas que não estão embaçadas por ideólogos de gênero, temos algumas pesquisas disponíveis disponíveis sobre este assunto.

De um estudo feito entre os índios Yanomamis, um grande grupo indígena que habita a Amazônia, temos algumas observações bem interessantes no assunto da competição sexual e violência entre homens feito por Chagnon (1988, 1997).

Primeiro, na cultura Yanomami, com em todas as sociedades caçadoras-coletoras (e agricultural e pastoral), a violência ocorre de forma contínua ou frequente. E são homens que são os mais agressivos e violentos. E é justamente os mais violentos que são mais bem sucedidos em serem escolhidos como parceiros sexuais.

E os Yanomamis que são considerados bons guerreiros, e “bom guerreiro” no caso são aqueles que já mataram pelo menos um membro de uma tribo ou vila rival, tem 2.5 vezes mais esposas e 3 vezes mais filhos do que aqueles homens que nunca mataram.

Algo a se notar que o status dado pela riqueza nessas tribos não são conectados com o homem ser considerado um bom guerreiro. Na verdade, não há outra diferença que possa indicar quem é um matador de quem não é exceto que o primeiro está muito acima na escala da seleção sexual.

O mesmo alto status, e a falta de outros corolários, também são verdadeiros entre quem tem poder político. (Algo a se notar que o poder político frequentemente se traduz como o poder sobre a vida e a morte, mesmo que a morte seja feita por decreto, e executados por homens que se especializam na violência.)

Então podemos deduzir de forma legítima que em sociedades coletoras-caçadoras, aqueles com o poder – e a tendência – a matar são o prêmio sexual máximo entre as mulheres em tais culturas.

Agora, devemos perguntar, de qual tipo de sociedade nossa moderna e pós agrária sociedade se originou?

A sim, só pode ser das sociedades coletoras-caçadoras, a base de toda a existência humana moderna – na qual boa parte do desenvolvimento evolucionário humano aconteceu.

Agora eu tenho certeza que o nosso ideólogo politicamente correto padrão irá insistir que desde a invenção do motor a combustão, dos produtos light e dos Programas de Estudo Feminino nós apagamos 3 milhões de anos de programação de seleção sexual e agora a mulher realmente prefere aqueles carinhas sensíveis; que mulheres que vão atrás de bandidos e assassinos são apenas doidas; algumas poucas inculturadas vindas de alguma savana africana.

Mas é claro, como na maioria dos casos, eles estão redondamente enganados.

Mesmo sendo verdade que a seleção feminina mudou um pouco para se manter em conformidade com a realidade moderna, isto apenas demonstra que um grande número delas irá escolher o cara que controla, e que as vezes mata, outros homens na sua juventude e depois de um tempo escolherá um carinha de status inferior para “sossegar”. Quantas pessoas o presidente Obama deve ter mandado matar até hoje? Qual a dificuldade ele teria para conseguir uma transa? Quantas mulheres assumiriam o lugar de Michelle Obama se ela ficasse farta disso tudo?

Muitas. E você tem que negar completamente a natureza humana para ignorar esta realidade.

Os políticos tem as características favoráveis do poder político e do poder de matar, mesmo se ele faz isto apenas com uma mera assinatura. E alguém ainda se supreende porque para eles um boquete está apenas a um estalar de dedos de distância?

E este é o poder em que a maioria, se não todas, as mulheres se atraem. De Al Capone a John Dillinger, Gengis e Kublai Khan, Scott Peterson e Joran van der Sloot, Adolf Hitler e Alexandre o Grande até Ronald Reagan a Barack Obama, homens que matam, e homens que tem o poder de mandar matar deixam a vagina de tantas mulheres molhadas que poderia até causar uma inundação.

E temos mais um pouco de informação sobre a biologia básica que nos ajuda a entender isto.

Por mais de meio século nos temos um monte de estudos furados sobre as tendências violentas do homem e a conclusão que eles chegam é que parece que tal tendência é algo mágico. Nós colocamos na maioria das vezes esses estudos nas mãos de mulheres com tantos problemas neuróticos, unidos com uma agenda política que a sustenta, que qualquer um com mais de 2 neurônios consegue perceber que seus esforços não são direcionados a um fim científico.

Como resultado, suas conclusões sobre a tendência masculina a violência comentem erros crassos depois de constatar o óbvio, que o homem tende a ser mais violento que a mulher.

Eles chegam a conclusões que podem ser resumidas a isso:

“Homens são violento porque, bem, vejamos, ah sim, é por que eles são uns porcos imundos, é por isso! Agora cadê o meu Nobel?”

E essas “jênias” e seu bando de apoiadores sicofantas falharam em ver que no reino animal duas regras são universais.

Não importa qual sexo, macho ou fêmea, que está em posição de competir para ser selecionado no campo sexual é que desenvolve traços mais agressivos e violentos, entre outras coisas.

E

Não importa qual sexo, macho ou fêmea, que está em posição de escolher entre aqueles que competem pela seleção sexual, escolhem aqueles que são os maiores, mais fortes, mais agressivos e violentos.

Não importa se estamos falando de seres humanos, porcos espinhos ou gatos domésticos, isso não tem haver com o sexo do animal, e sim se o tal animal é aquele que está competindo pelo sexo ou aquele que está fazendo a seleção.

Com cavalos marinhos e algumas espécies de pássaros, onde os machos é que cuidam da gestação e seleção sexual, nós temos – adivinha só – fêmeas que são mais agressivas. E ainda mais interessante, também notamos que nestas espécies as fêmeas são maiores, tem um desenvolvimento mais lento e tendem a morrer cedo.

Parece familiar? Deveria ser. É a mesma coisa em todo o reino animal.

E aí  entram as feministas, com sua visão míope e contaminada ideologicamente, fazendo pesquisas que reduzem o entendimento do comportamento humano para algo como “Homem Mau – Mulher Boa.”

Suponho que isto basta para quem fica preso num padrão cíclico de misandria como objetivo principal de vida. Mas para pessoas que querem entender este as vezes maluco e bagunçado assunto que é a condição humana, um pouco mais de perspectiva é necessária.

Homens são violentos em grande parte porque ser violento, ou ter a capacidade de sê-lo, dá a ele um número significativamente maior de degraus acima na escada da seleção sexual – porque é justamente esses homens que a mulher escolhe. Tais homens é que as excitam.

E tal coisa não vai mudar por um bom tempo. Talvez nunca – leva milhões de anos para mudar algo na escala evolutiva, mas mesmo assim isto não impede pessoas que se dizem especialistas da sexualidade humana em ver tal assunto de forma objetiva e entender como as coisas funcionam.

Mas já que nossa cultura ainda reconhece o feminismo como autoridade neste assunto, isto também parece que não vai mudar tão cedo.

fonte: http://www.avoiceformen.com/women/nothing-makes-a-gina-tingle-like-a-killa/

31 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. daniellaudari

    Em relação ao homossexualismo, existe o mesmo tipo de predisposição ou atração sexual?

  2. sergiovisk

    E aquele velho papo, os homens vão se adaptar ao que as mulheres preferem, não ao que elas DIZEM que preferem.

    No tempo em que as mulheres optavam por casar com caras trabalhadores e esforçados, os marginais tinham pouco incentivo. Hoje SER um marginal sexy cafageste é incentivado (recebem sexo e atençao) enquanto ser um cara esforçado, trabalhador e de familia não é incentivado (recebem migalhas de atençao, sexo ruim, resto dos cafas, traiçoes e ingratidão).

  3. Leandro

    Eu não nego que vida lokas tenham haréns, eu só acho que um vida loka desconhecido tem menos harém do que um destacado famoso. O Luan Santana poderia até corno de um vida loka (assim como o Eike Batista foi corno daquele bombeiro), mas isso ocorre relacionamento estável, quando o relacionamento se torna uma “rotina” e ela demanda fortes emoções. Mas em festas, baladas, acho que o Luan Santana teria bem mais sucesso. Como eu disse imagine o Luan Santana e um traficantezinho de uma favela desconhecido na mesma balada: em quem a mulherada se jogaria?

    No mais, só acrescento que tem que se cuidar com os novatos e com as nossas adversárias

  4. andre-desbravador

    isso me lenbrou um amigo que bateu seu carro d e leve na traseira de um outro automovel o cara desceu do carro furioso era um gorila e veio pra cima do meu amigo que tem apenas 1,60 d e altura e pesa miseros 62kg, no momento que o grandalhão foi pra cima dele, ele sacou sua pt 380, e disse pode vir que hoje vai ter festa no inferno, na hora que o bombado viu o cano sai correndo feito uma franga chamando pela poliça… rsrsr

  5. Jose Pereira

    Já vi bandidos cheios de mulheres, mas se a programação genética que faz mulheres serem atraídas por bandidos é pré-histórica, como a mente feminina associaria uma assinatura do Barack Obama à violência? Se está no genoma, as únicas formas de violência reconhecidas pela mente feminina seriam mais diretas e primitivas como luta corporal, não uma assinatura em um pedaço papel. Isso porque o texto diz que são atraídas por violência, não por poder. Também fala que feministas não gostam dessa teoria, mas ela desqualifica o homem já que na espécie humana ele precisa ser mais violento para atrair as fêmeas. Se nesta análise ele é mais violento, é mais perigoso! Porque as principais negadoras disso seriam as feministas? Isto é um tiro no pé! Mas ciência é ciência

  6. Renato

    Mulher separa bem o que é :

    -homem para transar/meter
    e
    -Homem para sossegar/casar

    As que se arriscam casando com os cafas violentos imaginando na sua vã esperança que ele “mude” quase sempre tomam no cú,ou vive com ele tomando chifre e fingindo que nada acontece,porque não abrirá mão de um “partido” desse.
    Obviamente ela não toleraria essa marra toda de você ou eu,certo?

    As que casam com o bonzinho sabem que o cara não tem muita opção,e que o que elas derem para eles em relação a sexo e carinho estará bom,o mínimo do mínimo e já basta.
    Porque afinal o casamento para ela não tem nada a ver com você,você é só um acessório que “vem junto” e basicamente serve de previdência privada antecipada dela.

    E é aí que entra a prostituição,como mais de 80% das mulheres dão só para menos de 20% de nós,a conta não fecha,muitas delas preferem homens casados,problemáticos,cafajestes do que você ou eu.
    E muitas ficam sem sexo mesmo anos a fio mas se recusam a sair com caras como nós.

    E aí?o que fazem os casados frustrados e nós solteiros num deserto sexual??

    Prostitutas.

    E no fim deveríamos ficar só com as prostitutas,e só se preocupar com casamento depois dos 30 anos,ou não……..

    1. Leandro

      Só acho que o cara não tem que se conformar em transar APENAS com GPs. De que adianta todo o conhecimento da Real se o cara continuará sendo um fracassado? Ir de vez em quando em GP não é coisa de fracassado (eu pago GP às vezes), mas transar APENAS com GPs é coisa de fracassado. Por mim o cara pode fazer o que quiser, se quiser ficar indo só em GPs…mas este negócio de ficar só indo em GPs já é conformismo. E é perigoso para o homem que decide só ter sexo com GPs e aos poucos vai perdendo a confiança em si mesmo para conseguir mulheres comuns. Então como diz o o Nessahan: “não polarize”.

      Ademais, se todo o mundo começar a ir só em GP, aí que os betas pobres (e até os classe média) vão viver no deserto sexual. Se assim como está, o mercado ja tá inflacionado, imagine se os 80% dos betas decidem pagar em GP… Aí só rico terá acesso. É a velha lei da oferta e da procura: quando a demanda aumenta, os preços vão lá em cima…

  7. Rickd

    Maniaco do Parque é um caso clássico. A imprensa só divulgou que ele recebia pilhas de cartas de amor e propostas de casamento uns 5 anos depois.

    1. BERNARDO

      Acho interessante o chororô das mulheres quando falamos da real e elas vem com aquela classica furada: “tenho pena de você por pensar assim. Vc nunca vai conhecer o “amor” de uma mulher e se uma mulher te amar você nem sequer vai saber por estar nesse seu mundinho”. Pois bem, o maníaco do parque recebeu CENTENAS de declarações de amor de mulheres que diziam AMÁ-LO, LOUCAMENTE.

      CENTENAS! E você homem comum quantas mulheres fizeram o sacrifício para estar com vc como a noiva do maníaco do parque, a historiadora que largou tudo para ficar com seu “amado” ?

      lógica, razão e racionalidade, essas qualidades moribundas hoje em dia, vê-se, não é o forte das mulheres!

      1. Ana

        Concordo plenamente! Só corrijo o final do seu texto: Lógica, razão e racionalidade, essas qualidades moribundas nunca foram fáceis de se achar na cabeça de alguém que habita este planeta, seja homem ou mulher.

        1. Humberto

          Correção,não,Sua opinião.

  8. Marcus Valerio XR

    Lamentável como um texto até começa bem (apesar da ridícula citação inicial), deliando de forma razoável seu objeto de estudo, mas depois se perde completamente. Tentar reduzir toda a hipergamia feminina diretamente ao poder de matar é de um simplismo surreal.

    A Hipergamia se foca sim no Poder, e primitivamente de fato na violência, mas depois assume novas modalidades, sem as quais ídolos de massa causando histeria nas fãs ou Dom Juans se tornam por completo incompreensíveis. Que poder de matar Justin Bieber ou Luan Santana tem? Só se for de raiva!

    E nem deveria estar dizendo isso aqui, considerando que ninguém na web desenvolveu esse assundo mais do que eu. Sugiro meu texto http://xr.pro.br/Ensaios/Atracao_Fatal.html

    Amigavelmente

    Marcus Valerio XR

    1. Barãozin

      O garoto não é nada pretensioso. Daqui a pouco ele superará Nessahan no quesito lida com mulheres e Sun Tzu no campo estratégico rs

      Agora pergunto: no fim, quem uma mulher escolheria para se reproduzir? O Luan Santana ou o marrento violento?

      Gosto sempre de citar o caso EikexLuma. Pela lógica, o Eike é um partidaço. Um dos homens mais ricos do mundo, “alfa” até dizer chega (pelo menos no sentido social da coisa) e tal. E levou chifre de um mero bombeiro, q sim, tem bem mais capacidade de matar do q ele (falando no sentido físico da coisa).

      Casos semelhantes não são difíceis de achar na mídia. Caras ricos, famosos e destacados socialmente que perdem para um cara simplório, porém “bruto e rústico”. Ou as vezes acham q tão ganhando e no fim tão criando o filho do jardineiro sarado (q obviamente tem mais poder de matar q o ricaço).

      O Elam pegou o sentido mais primal da coisa. Aquilo q realmente mexe com a cabeça, os hormônios da mulher. Sim, a hipergamia envolve diversos fatores além da capacidade de matar. Mas no fim, a capacidade de matar que se sobrepõe aos demais.

      1. Leandro

        Pra mim estes tópicos estimulam a violência. Aqueles novatos que ainda estão afundados na matrix, que só pensam em buceta, vão começar a pensar: “mas se as mulheres gostam de bandidos, por que vou ser honrado? Vale muito mais à pena ser um vida loka”. Tomem cuidado com isso.

        Ademais, o que você acha que as mulheres preferem, Barão: um vida loka que parece um lombriga anêmina ou gordinho de tetinha, ou um bombadão, com 45cm de shape, que leva uma vida normal?

        1. Barãozin

          Se é por isso começarei a publicar coisas falando q mulher preferem homens q dão o cu, quem sabe eles vão lá dar. Tais vermes merecem mais é ir pra vala mais cedo. idiotas assim não durariam mais q algumas semanas no crime (ou iriam pra cadeia rapidinho e se cagariam tds ou levariam bala da pm ou de facção rival).

          Vai depender do comportamento desse bombado. Se ele for “tranquilão demais”, eu seria tentado a botar minhas fichas no vida loka feioso. Afinal, nunca vi bandido “importante” com mulher feia. Agora bombado…

      2. Leandro

        Outra coisa Barão. Falaste uma grande besteira. Imagine o seguinte cenário: um chefe de tráfico de uma favela qualquer desconhecido, e o Luan Santana, na mesma balada… Agora me diga, em qual deles a mulherada vai se jogar…

        1. Barãozin

          Cara, sem saber q o cara é violento, é claro q o traficante ia sair na desvantagem.

          Mas deixem saber q o cara é traficante…

          1. Leandro

            Só tem uma coisa, Barão. Mulheres só malham as calcinhas pra “matadores do mal”? Pois os “matadores do bem” não tem harém. Eu conheço caras que trabalham como policiais, já prendenram e mataram traficantes…são matadores (neste caso, “matadores do bem”). Isso lhes daria status perante as mulheres… Mas não vejo eles com haréns, eles só tem uma esposa mediana. Será que mulher só gosta de “matadores do mal”?

          2. Barãozin

            Geralmente esses “matadores do mal” não tem freios morais ou leis que os impeçam. A única lei q eles entendem é a da bala. Passam por cima de qqer coisa pra ter seus objetivos. Lembrar alguns posts q traduzi tempos atrás q falavam sobre isso (a série da “verdadeira arte da sedução”, q falava de como homens degenerados, pobres e horrorosos tinham seus haréns justamente por cagarem e andarem pras regras da sociedade). Por isso eles são “superiores” a policiais nesse quesito. Tem mais poder neste campo q eles. Mais poder sobre a vida e a morte.

            Policiais, msm tendo um bom destaque perante à mulherada (“mulher não resiste a um homem de uniforme”) ainda assim estão ligados as suas convicções morais, regras da corporação, as leis, etc (pelo menos a maioria deles, é claro. Engraçado notar também q não raro os pms bandidos também tem seus haréns…). Por isso não vão a extremos e geram emoções tão fortes qto o soldado do tráfico q adora mandar algum X9 pro microondas…

          3. Leandro

            É como diz um artigo que outro dia vc publicou, do Roissy: mulheres gostam de homens que apresentam traços de personalidade que caracterizam a chamada tríade sombria. E existe alguém que aprensenta mais traços de triade sombria do que bandidos? Estes caras são maquiavélicos, eles matam sem dó.

            Ah, por falar nisso, Roissy publicou um texto sobre isso:
            http://heartiste.wordpress.com/2012/11/13/cultivate-your-inner-dark-triad/

            O que achou?

          4. Barãozin

            Nem vi, man.

      3. Marcus Valerio XR

        Caro Barão…

        Ocorre que o que você colocou, sobre o Alfa Social e o outros tipos, está claramente previsto no meu texto, ao falar sobre o processo, essencialmente inconsciente, de betalização dos alfas sociais. http://xr.pro.br/ENSAIOS/Atracao_Social.html

        É verdade a propensão a se casar com o Alfa Social mas sentir maior atração pelo Sedutor, ou no caso até o Violento.

        Mas penso que o enfoque na questão do mero “poder de matar” oscila entre a plena inverdade ou a mera irrelevância, pois esse modelo de leitura permite afirmar praticamente qualquer coisa: tanto que o bombeiro por ser fisicamente mais forte tem um potencial maior para o homicídio direto, quanto para que Eike Batista, ou mesmo Luan Santana, sendo mais ricos, tem maior poder de mandar matar!

        Assim sendo:

        – Ou é Falso, pois os homens mais bem sucedidos com a mulheres não são necessariamente os assassinos, exceto, em parte, nas camadas mais pobres da população;

        – Ou é irrelevante, pois qualquer forma de poder, que necessariamente se assenta no uso ou possibilidade do uso da violência física, pode ser vista como “poder de matar”, e nesse caso até o poder de sedução feminino, sendo capaz de manipular os homens, se resumiria fundamentalmente em “poder de matar”.

        Curiosamente é uma hipótese relativamente simples de ser testada. Coloque-se um feiozinho sem graça super beta, subitamente de posse de um poderoso arfetado de destruição em massa, podendo ceifar milhões de vida num simples clicke de mouse. Se de rependente milhares de mulheres se sentirem repentina e “inexplicavelmente” atraídas por ele, aí sim teria-se uma melhor evidência.

        Será que muitas mulheres tem fantasias sexuais inconfessáveis com ditadores genocidas famosos?

        Seria algo digno de investigação.

        Amigavelmente

        Marcus Valerio XR
        xr.pro.br
        evo.bio.br

        OBS: Esse sistema não deveria comunicar por e-mail quando um novo comentário é postado na thread? Não recebi nenhum comunidado sobre esses posts.

        1. Barãozin

          O problema disso é: qual dos dois teriam a maior propensão de matar e fazer isso num estalar de dedos, no exemplo?

          O Eike, nesse caso hipotético, teria q chamar um assassino, comprar um 38, o q seja. O bombeiro não. Nesse caso hipotético, ele simplesmente desceria a porrada no cara até o cérebro da vítima virar patê. Logo, por instinto, é um cara q garantiria a defesa da prole melhor do q o rico q tem q ir lá pegar o 38 ou chamar seu capanga. Mulheres costumam responder mais a instintos.

          Qto a pergunta:

          “Curiosamente é uma hipótese relativamente simples de ser testada. Coloque-se um feiozinho sem graça super beta, subitamente de posse de um poderoso arfetado de destruição em massa, podendo ceifar milhões de vida num simples clicke de mouse. Se de rependente milhares de mulheres se sentirem repentina e “inexplicavelmente” atraídas por ele, aí sim teria-se uma melhor evidência.

          Será que muitas mulheres tem fantasias sexuais inconfessáveis com ditadores genocidas famosos?”

          Vc acabou de descrever o falecido Kim Jong Il, q praticamente ganhou seu poder do dia pra noite qdo o Kim Il Sung faleceu. E não duvido nada q depois disso ele tinha seu harém particular e boa parte das norte coreanas adorariam dar pro cara (não só elas, como algumas estrangeiras ficariam tentadas também…). Podemos falar a mesma coisa também do filho dele. Quem ouviu falar do cara antes do Kim morrer? Olhem a aparência dele também, consegue ser pior q a do pai. Se bem q por enquanto o gordinho é menos relevante q o pai.

          Veja q nem pus o vovô Kim na equação pq o cara pelo menos era boa pinta. Já o Kim Jong Il parecia um filhote de cruz credo…

          Qtos aos emails realmente eu não sei. Por teoria deveria ser assim, vou ver nas confs se tem algo errado aqui.

          1. Marcus Valero XR

            Prezado Barão…
            Mais uma vez não recebi comunicado da resposta. É estranho porque em outros tópicos em recebo.

            Bem, voltando ao tema, do modo como você colocou penso que a tese do textos se aproxima mais do irrelevante mesmo, pois toda e qualquer forma de poder pode ser reduzida ao potencial para violência, incluindo aí o “poder de matar”.

            Mas vejamos então outra questão.

            Porque os ídolos hollywoodianos mais amados pelas mulheres não são os schwarzennergs ou stallones da vida? Mas sim, caras bem menos avantajados como Brad Pitt, Zack Efron, Johnny Deep etc.

            Os grandões tem mais fãs masculinos do que femininos, até pelo seu direcionamento de filmes de ação.

            O que me leva a outra pergunta derivada. Porque as mulheres não se empolgam em ver esses filmes onde o herói sai descendo o pau em caras a rodo, se firmando como o próprio macho alfa tipo 1 imbatível?

            Porque então elas preferem filmes românticos com galãs muito mais refinados?

            Se for possível explicar esses fenômenos por meio de tal redução direta da Hipergamia ao “poder de matar”, aí eu teria que reconsiderar.

            Amigavelmente

            Marcus Valerio XR

          2. Barãozin

            Eu realmente não sei o q acontece com esse sistema maluco. Vai entender…

            “Porque os ídolos hollywoodianos mais amados pelas mulheres não são os schwarzennergs ou stallones da vida? Mas sim, caras bem menos avantajados como Brad Pitt, Zack Efron, Johnny Deep etc.”

            Eles podem não ser tão procurados qto, mas duvido q qqer fãzinha do Deep deixaria um Schwarza ou Sly passar batido se tivesse a chance. Só ver a confusão q o Vin Diesel (outro ator tradicionalmente de filme de ação) causou qdo veio ao Brasil. E outra, teria q ver com os dois juntos na pista, quem ia chamar mais a atenção.

            Só levar em conta o q a mulher fala é furada, nem elas sabem o q querem direito.

            “O que me leva a outra pergunta derivada. Porque as mulheres não se empolgam em ver esses filmes onde o herói sai descendo o pau em caras a rodo, se firmando como o próprio macho alfa tipo 1 imbatível?”

            Porque tais filmes não colocam a mulher como centro das atenções. O Sly ou o Schwarza não sai descendo o braço em td mundo pra salvar a mocinha e ter um conto de fadas com ela. Sai é pra matar um vilão, salvar algum lugar, etc. Mulher não se interessaria por uma coisa dessas nem se o Johnny Deep fosse o ator principal. Veriam até, mas sem nem prestar atenção em nada e decepcionada com aquilo. Já q vc citou Brad Pitt, vê quantas mulheres gostam de Clube da Luta, um filme com um galã no papel principal, porém um filme extremamente masculino. Poucas. Podem até ver por q chamaram a atenção ter o Pitt, mas aposto q detestaram se foram ver. Então nem tem mt como fazer uma correlação do “poder de matar”.

            Agora vê um crepúsculo, q fez o q fez. 100% voltado a dois caras “tops” lutando por uma menininha qqer.

            Aliás o Crepúsculo é um fenômeno interessante. Temos os dois extremos nele. O vampiro sensivelzinho e rico e o lobisomen depilado pobretão, porém violento e grosseirão. Eu não tenho nºs pra sustentar isso infelizmente, mas pelo q eu vejo o lobinho tem bem mais fãs q o vampiro viado. É algo interessante a se notar.

            É como falei, não tem mt com criar uma correlação entre os dois casos pois já é um contexto diferente, mas dá pra fazer algumas observações como no caso do Crepúsculo aí.

    2. sergiovisk

      Marcus Valerio XR doido para contestar o incontestavel.

      Um feminista esquerdista misandrico que está frustrado com o fato da “ginotopia” está sendo desmascarada e rejeitada. Tal utopia promete o mundo de maravilhas, mas só cria privilegios pra uma casta enquanto continua a inchar mais e mais os Estados.

      E como é hipocrita: pra todos os males do feminismo ele simplesmente alega ser ” apontamentos sobre os naturais acidentes de percurso de qualquer progresso social”. Progresso social? Pra onde? Pra idade da pedra lascada?

      Os efeitos colaterais de todo esse feminismo está aí para quem quiser ver: familias sendo destruidas, falta de valores familiares, uso de drogas, depressivos, manipulação midiatica e campanha anti homem, aumento assustador de criminalidade, vandalismo, prostituição, Infantilizaçao das pessoas, dependencia do estado, abortos, maus tratos a criança, homossexualismo, promiscuidade, doenças venereas, egoismo cronico, violencia, desordem, mentiras, viciados em bolsa familia, viciados em “estadismo”… podemos ficar aqui até amanhã…

      “Filosofo” com viseira ideologica desse tamanho eu nunca vi… Impressionante como esquerditas fazem um malabarismo retórico gigantesco pra tentar fazer a realidade caber no discurso do tio marx de “opressor malvado e oprimido bonzinho”.

      1. Marcus Valerio XR

        E este já considera o texto, e certamente a si mesmo, como “incontestável”.

        Se você está acostumado a baixar a cabeça para idéais com roupagens mais ou menos resbuscadas, o problema é seu. Pra mim, nada é incontestável. Você pode contestar minha teoria a vontade, que o pior que eu posso fazer é argumentar em favor dela sem precisar partir pra ofensa pessoal.

        Se tivesse ao menos lido o texto Ginotopia ( http://xr.pro.br/ENSAIOS/Atracao_Transhumana.html ), que é o último de uma série já com 8 textos, ao invés de desistir no segundo parágrafo da introdução, teria percebido que o teor dele é o exato contrário do que você sugere.

        De onde tirou que sou marxista, não faço a menor idéia, a não ser supor completo desconhecimento do assunto.
        http://xr.pro.br/ENSAIOS/Marx_X_Marxismo.html

        E se conseguir achar alguma ideologia pronta qualquer e apontar ao menos 3 proposições dela às quais eu me conforme completamente, eu gostaria muito de conhecê-la.

        Marcus Valerio XR
        xr.pro.br
        evo.bio.br

  9. Don Corleone

    Com o advento do feminismo a biologia das mulheres veio a tona com toda a sua força. Estamos regredindo para a era da pedra lascada, onde aqueles mais fortes tem a sua disposição um verdadeiro harém enquanto os medianos ficam a ver navios. Antes era apenas a força bruta, agora pode ser a fama ou o dinheiro. Mas ainda tem outro fator. O aumento estrondoso de lésbicas fará com que as últimas mulheres héterossexuais vejam seu poder de barganha subir a níveis jamais imaginados. O tempo dirá

  10. Julio

    Homens violentos são alfas naturais… isso é normal, passa ao consciente feminino que ele tem capacidade de defender ela e os filhos de invasores… numa determinada ocasião, 3 caras vieram tentar me bater, bati num deles, os outros neutralizei e pulei um muro grande para fugir dos 2 restantes, 1 mulher que antes nem olhava para minha cara… não era nem 1 semana após do ocorrido, ela venho puxar assunto comigo.

    1. Um cara qualquer

      Um caso bem parecido também aconteceu comigo, mas, na época, eu pensava que era (também) por eu ser mais bonito do que a média. Depois, nunca mais tive o mesmo sucesso.

  11. UM BARBARO

    Que mulheres são atraídas irresistivelmente por homens violentos e degenerados isso todos nós sabemos, mas o nível de violência de tais homens hoje tende a aumentar por 10 vezes mais para atrair as fêmeas desejaveis, dado o nível de exigências absurdas delas.

    Antes quem era pacato até conseguiria se virar no mercado sexual, hoje não dá mais.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: