«

»

out 02 2012

Papai Sabe Tudo

por Carey Roberts

Papai Sabe Tudo é um dos mais famosos e longos seriados de TV da década de 1950. Claro, o seriado mostrava uma versão romanceada da classe média americana. Mas ela supera a alternativa moderna onde temos epidemias de DSTs, lugares próprios para abandonarem crianças e garotinhas de 11 anos que já usam calcinha fio dental.

Papai Sabe Tudo foi retirado do ar em 1960. Em pouco tempo o discurso popular foi preenchido com a ladainha feminista do qual estamos familiarizados atualmente.

As feministas tem um problema sério com a noção da família tradicional. A arqui-feminista Simone de Beauvoir dizia que “nenhuma mulher deveria ser autorizada a ficar em casa e cuidar de seus filhos… precisamente porque se elas tiverem tal escolha, a maioria delas iriam escolhe-la.

Robin Morgan, antiga editora da Ms. Magazine, de forma assustadora previu que “não podemos destruir as desigualdades entre os sexos até destruirmos o casamento.” E Andrea Dworkin comparava o casamento com a prostituição legalizada.

A maioria riu disto. Mas tais bruxas peludas estavam falando sério.

E como  exatamente você iria destruir a família, que afinal de contas, foi o pilar primordial desde o inicio da sociedade? Decidiram que a melhor tática era atacar a imagem do protetor e provedor dela, o bom e velho pai.

Homer Simpson se tornou um emblema do pai bem intencionado, porém inepto. “Patriarcado” foi transformado em sinônimo de maus tratos a mulher. “Paternalista” foi se tornando em algo tão ruim como.

A mídia começou a pintar os homens como espacandores, caloteiros, abusadores de crianças, entre outros xingamentos. Cada um destes esteriótipos são falsos ou muito exagerados, mas não importa. Como Warren Farrel brincou, “o papai sabe tudo virou o papai molestador.

Já que os homens abandonaram suas funções, o governo tinha que assumir a bronca, os esquerdistas argumentaram. A partir daí uma série de pareceres jurídicos, leis e programas governamentais vieram, todos com a missão de “dar poder” as mulheres: Roe v. Wade, Violence Against Women Act, bolsas governamentais, a preferência da guarda materna, leis de pensão alimentícia draconianas e muito mais.

Se tirar os filhos do contato com seus pais era o objetivo deles,  tais programas foram de um sucesso retumbante. De 1960 a 1990, segundo o Censo americano, o número de crianças vivendo com seu pai biológico caiu de 82% para 62% . Como o colunista Dennis Prager notou em um de seus artigos, “a atual falta de homens na vida de um garoto não apenas é algo sem precedentes na história americana, mas também não tem precedentes na história humama.

Tais crianças sem um pai são bem mais propensos a serem pobres, a usarem drogas, a sofrerem uma miríade de problemas comportamentais e educacionais, serem vítimas de abuso infantil e também a entrarem no mundo do crime.

Mas pelo menos eles se livraram da odiosa influencia de seus pais!

Felizmente, os defensores da família começaram a enxergar onde tudo isto iria chegar e começaram a questionar a ideologia feminista. Vários grupos estão surgindo com a missão de resgatar os valores da paternidade.

 – Em 2008 a “National Partnership for Community Leadership” fez uma grande conferência em Washington DC em honra aos negros americanos que são pais: www.npclstrongfamilies.com

– Em 2008 a National Fatherhood Initiative lançou um relatório importante, “O Homem de um bilhão de dólares: Os custos públicos da absência paterna”: www.fatherhood.org

– A “Fathers and Families” esta trabalhando com a mídia para promover uma imagem mais positiva dos pais: www.fathersandfamilies.org

E outros grupos lutam para aumentar a participação paterna depois do divórcio:

– A “Marriage Savers” começou a apoiar a idéia da guarda compartilhada, revelando que “dos seis estados americanos que aprovaram leis mais severas em relação à guarda compartilhada, cinco deles tiveram as maiores quedas na taxa de divórcio.” www.marriagesavers.org

– A “The American Coalition for Fathers and Children” conclamou os cidadãos a assinarem uma petição que relembra a todos, “As crianças só tem a ganhar com o envolvimento ativo de ambos os pais”: www.acfc.org

– E a “Children’s Rights Council” foi bem sucedida em introduzir uma resolução do Congresso americano em favor da guarda compartilhada: www.crckids.org

É claro, pais esgotados nem sempre estão à altura de figuras icônicas como a do Papai Sabe Tudo. Mas em uma coisa tais grupos acertaram em cheio: um programa governamental é um péssimo substituto de um pai.

fonte: http://www.renewamerica.com/columns/roberts/080610

9 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. andre-desbravador

    o que sustenta essa merda chamada feminismo é o manginismo temos ai um monte d e babacas aplaudindo as moderninhas que nem o caso d a vadia que vai ganhar uma grana preta por vender a sua buceta….puta que pariu, e mais idiota é o mangina rico que ira pagar pelo cabaço, com essa grana toda o cara comeria milhares d e bucetas, onde ja s e viu decadas atras s e a mulé não fosse virgem ela não arrumava marido hoje em dia vadias vendem a sua buceta na internet….
    galera o mal todo não é o feminismo e sim o manginismo, deixe a galera d a real chegar a
    50% da ala masculina ai vcs verão o bicho pegar.

    1. Interessado

      É o que eu sempre digo. Não ganharam nem conquistaram liberdade alguma. Se prostituíram a ponto de enganar até mesmo o diabo. Porém poder elas ganharam desses merdas que se fazem passar por homens. Ontem mesmo a Globo.com postou umas fotos de uma dessas “marchas das vadias” E o que tinha de “homem” apoiando as vagabundas não estava no gibi. Tinha um idiota lá, um f.i.l.h.o d.a p.u.t.a ou um v.i.a.d.o ou sei lá como chamar aquilo com um cartaz na mão que dizia “Mamãe, não não quero ser machista”. E as vagabundas com cartazes variados com diferentes dizeres que se bobear vão passar a valer mais que todos os provérbios chineses e orientais juntos. Umas diziam “Tira seu machismo da frente que o meu feminismo quer passar” Outro dizia: “Quer peito e coxa? Então compra uma frango” E as p.i.r.a.n.h.a.s. todas de peito e rabo de fora. Mas o pior não é isso. O pior são esses merdas e v.i.a.d.o.s. que apoiam elas. Agora vai lá e chama alguma dela de vadia… Já te enquadram e te processam em uma porrada de lei que tu vai doido e não vai entender p.o.r.r.a. nenhuma. É a mesma coisa com a “bicharada”. Os bambis tem orgulho de serem gays. Mas se alguém chamar eles disso esta pessoa é preconceituosa, homofóbica e criminosa. Tem mais dois perigos aí para emascular ainda mais a sociedade: Direitos dos animais e liberação das drogas. Não se iludam quem gosta de cachorro simplesmente ou quem é já chegado em “dar um dois” ainda que na inocência. Essas raças bebem todas do mesmo pote. Se apoiam mutuamente. E o objetivo é esse: exterminar os homens e seus valores.

  2. Brasileiro

    Segue um prato cheio para ser destrinchado e rebatido tópico a tópico pela galera. Parece que a contestação ao feminismo está incomodando muita gente, inclusive alguns homens:

    http://papodehomem.com.br/feminismo/

    1. Barãozin

      Homem? Vc viu algum homem aí? rs

      1. Marcelos

        Refutação ao Brasileiro (link Papo de Homem – 1º item )

        1- Mulheres devem receber o mesmo valor que homens para realizar o mesmo trabalho?
        Mulher-patrão também paga menos a funcionárias mulheres; por que será?
        2- Mulheres devem ter direito a votar e ser votadas?
        O voto no passado era típico de pessoas ricas e barões….negros não tinha direitos, deficientes não tinham direitos. Não era exatamente um sistema contra mulheres…
        3- Mulheres devem ser as únicas responsáveis pela escolha de suas profissões, e que essa decisão não pode ser imposta pelo Estado, pela escola nem pela família?
        No passado, ninguém obrigava mulher a seguir profissão que não queria…era costume o homem ir pra guerra e a mulher esperava ele. Até hoje elas não querem ir para guerra.
        4- Mulheres devem receber a mesma educação escolar que os homens?
        No passado a educação era uma característica de pessoas nobres. Escravos, plebe, degredados, etc, não tinham educação. As freiras em conventos tinham acesso a educação relativa ao sistema vigente. O homem em si não é culpado de nada.
        5- Cuidar dos filhos deve ser uma obrigação de ambos o pai e a mãe?
        Cuidar dos filhos é também sustentar materialmente os filhos, coisa que a maioria das mulheres supõe e sempre suporam ser papel masculino(hipergamia).
        Mulheres devem ter autonomia para gerir seus próprios bens?
        No passado a família que era rica tinha os bens em nome do casal. Todos eram donos de terras, bois e posses(estavam no nome da mulher do barão também)
        6- Mulheres devem escolher se, e quando, se tornarão mães?
        Os casamentos arranjados do passado e de sociedades tribais eram apoiados por mulheres parentes e mães dos nubentes( não era só o homem que impunha isso).
        7- Mulheres não devem sofrer violência física ou psicológica por se recusar a fazer sexo ou por desobedecer o pai ou marido?
        Se o homem se recusar sustentar a família com comida e utensílios, será cobrado, incluse judicialmente.
        8- Tarefas domésticas são de responsabilidade dos moradores da casa, sejam eles homens ou mulheres?
        Sim, mulheres são cobradas nesse quesito, porque o homem é cobrado que terá que por comida em casa.
        9 Mulheres não podem ser espancadas ou mortas por não quererem continuar em um relacionamento afetivo?
        Imagine que se eu apanhar na rua ou numa igreja e não sair correndo de lá, é porque eu estou levando algum tipo de vantagem nesse comportamento.

    2. Ricardo Dionisio

      Que lindo. Só direito da mulheres, homem só tem direito a cuidar dos filhos (mas não deve poder ficar com eles em caso de divórcio).
      E mulheres devem escolher se, e quando, se tornarão mães! Homens não podem escolher quando se tornar pais.
      Nesse site de “papo de homem”, como bem reparou o barão, não há homem algum, pelo menos não com colhões.

  3. Renato

    O plano sempre foi esse: Substituir os pais (pai e mãe) pelo Governo,fazer os filhos e filhos dependentes do Governo e tirar a autoridade do Pai e da mãe.
    As mulheres não percebem isso ou se percebem deixam seus filhos a cargo do estado.

    A base de uma sociedade é a família,sem ela a sociedade se corrompe e se desintegra,porque vocês acham que as coisas estão assim nos dias de hoje?

    Um exemplo é a vadia brasileira que está “leiloando” sua virgindade,e a mãe apoia isso,e o pai eu nem ouvi falar,se é que tem pai essa mini-prostituta.
    As pessoas aplaudem essa iniciativa e acham bonito,é feio “recriminar”.

    Sociedade de merda essa.

  4. Don Corleone

    Ao observarmos as atitudes das mulheres comuns percebe-se nitidamente o quanto se tornaram massa de manobra do feminismo. Se perguntarmos a elas a maioria não será uma praticante ativa do feminismo mas graças a propagandas, programas de TV, leis, elas se veem como detentoras de direitos absolutos. A mulher moderna está imbuída de uma presunção tal que chega as raias da insanidade. O senso de importância delas extrapolou todos os limites, elas acham que podem tudo. Eu observo mulheres jovens em suas atitudes e apenas um homem realista observa que elas vivem para o desfile, a vida é um conto de fadas e suas vidas precisam ser felizes custe o que custar; se for preciso se separar 1 milhão de vezes elas irão fazê-lo sem pestanejar, o céu é o limite. Elas não vão por exemplo a academia para ter um corpo com saúde mas sim para demonstrar o quanto são gostosas, o quanto podem atrair olhares masculinos ao mesmo tempo que provocam inveja nas outras; fazem questão de mostrar o piercing no umbigo e decotes ousados que deixam metade dos seios pra fora. A superficialidade delas é algo que assusta os homens que querem um compromisso sério pois casar com uma mulher dessas é inviável dado a sua total incapacidade de levar algo a sério além de sua aparência e bem estar. Mas é claro, esse foi o objetivo principal da doutrina feminista, acabar com relacionamentos sérios, acabar com os homens e seguir em frente na busca do poder absoluto. O que as feministas escondem da massa de mulheres é que depois que passa a fase do poder de barganha, as mulheres não irão arrumar facilmente um homem que não as trate como um carro que foi rodado 500 mil quilômetros. Como as feministas radicais tem uma mentalidade doentia e uma misandria total para elas não é tão difícil ficar sem um companheiro pro resto da vida, pois o rancor as sustenta. Mas para a maioria das mulheres não é fácil envelhecer sem ninguém. As mulheres entraram num barco furado achando que depois de fazer o que der na telha num estalar de dedos elas irão achar o homem de suas vidas. Pois tenho uma péssima notícia: elas irão se frustrar porque não poderão mais escolher o homem ideal, se tornarão amargas e farão seus companheiros infelizes.

  5. andre-desbravador

    qual homem em saudavel conciencia vai querer s e casar com uma mulé moderna qual as vantagens, tu ja vai pegar uma mulé rodada que ja levou piroca d e todos tamanhos e cores,
    uma mulé moderna que na maioria d as vezes sera frustada por não prender o cafa ou o fodão com s eus mega-cha-de-buceta.
    uma mulé moderna que ira descontar e ssas frustações em cima do coitado que ira assumir um compromisso serio com ela, esse infeliz tera doses cavalares de inferninhos emocionais.
    e mesmo assim tera 99.9% de chances d e levar um belo par de chifres, um cara afundado na matrix ainda sera um destemido e domado homem a tentar uma relação seria com as fodonas modernas que acham que a sua buceta é mais importante do que salvar a agua potavel do planeta.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: