Feminismo ao estilo chinês

Não deixe de ouvir a Décima terceira edição do Jornal da Real!

por W. F. Price, do The-Spearhead.com

Esses dias eu dei de cara com um artigo hilário no New York Times, onde uma feminista americana típica comentava um material publicado pela Federação Chinesa de Mulheres. Mesmo que a federação seja supostamente feminista, o conselho dado por eles parece que veio diretamente de sites como os nossos. Talvez alguém do ministério da cultura da China está lendo o que acontece por estas bandas…

Em 2007, a Federação Chinesa de Mulheres definiu as mulheres “solteironas” (sheng nu) como mulheres que não se casaram até os 27 anos de idade e o ministério da educação chinês adicionou este termo oficialmente nos dicionários. A partir daí, o site da Federação começou a publicar artigos estigmatizando mulheres com ensino superior que ainda são solteiras.

Veja este trecho de uma coluna que foi publicada em março de 2011 que saiu logo depois do dia internacional das mulheres: (NT: excelente maneira de homenagear as mulheres. O governo federal deveria pensar nisso hahaha!)

Mulheres bonitas não precisam de muito estudo para se casar com um homem rico e poderoso, mas mulheres com aparência mediana ou feia provavelmente terão dificuldades. Tais mulheres acreditam que elevando seu nível educacional poderá melhorar seu poder de barganha. A tragédia é que elas não percebem que a cada vez mais que elas se especializam com doutorados e mestrados, elas vão perdendo cada vez mais o seu valor, e quando elas finalmente terminam os estudos elas já estão velhas, como uma pérola amarelada pelo tempo.

Agora imaginem uma agência do governo dizendo isto. É algo impensável, mas mesmo assim foi publicado na China, bem durante o Dia Internacional da Mulher. É claro, isto é totalmente verdadeiro! Uma das coisas que eu adoro nos chineses é sua habilidade de ignorar todo o besteirol politicamente correto quando vão resolver seus problemas. A transparência é algo que eles pecam em muito, mas em compensação neste campo eles nos vencem com as mãos amarradas nas costas.

Mais dos chineses:

Muitas “solteironas” com alto nível educacional são muito progressistas e gostam de ir em boates para buscar sexo casual, ou virarem amantes de algum oficial de alto nível ou de um homem rico. E apenas quando elas perderam a sua beleza e são ignoradas por estes homens que elas decidem ir atrás de um marido. Assim sendo, a maioria destas “solteironas” não são dignas de nossa simpatia.

[…]

A razão principal para que muitas mulheres se tornem “solteironas” é que seus padrões são muito altos… Para mulheres que não são tão exigentes, encontrar um parceiro é tão fácil quanto soprar um punhado de poeira.

[…]

Quando elas procuram um homem, elas dizem que ele tem que ser rico e inteligente, romântico e trabalhador… mas isto é pedir demais. Será que elas acham que o homem perfeito existe? Talvez ele até exista, mas porque diabos ele se casaria com você? (NT: sério! Esses chinas são demais!)

Eu simplesmente amei esta última parte. Um verdadeiro balde de água fria nessas metidas a fãs do 50 tons de cinza.

O comentário feminista do NY Times é aquela reclamação típica delas, então não há razão para publicá-lo aqui. Resumindo, ela está indignada com isso. Quanta surpresa…

O objetivo do governo chinês para incentivar mulheres com bom nível educacional a terem filhos é para “melhorar a qualidade da população”, e isto será algo bem complicado de se fazer. Entretanto, quando você compara o que eles fazem com o que nós fazemos aqui nos EUA, que encoraja cada vez mais a destruição da família tradicional, eu acredito que eles irão nos superar em algum tempo. A não ser, é claro, que nós mudemos radicalmente o curso das coisas em uma geração ou duas. Eu não conto com isso, mas não custa ter esperanças.

fonte: http://www.the-spearhead.com/2012/10/13/feminism-chinese-style/

Comentário do Barão: uma dúvida… será que o pessoal do governo chinês é bem versado em Nessahan Alita e não sabemos? Bem, pelo menos eles parecem ler os sites que eu traduzo aqui. Para uma cópia de Nessahan ter chegado neles via algum diplomata ou representante comercial brasileiro não é algo que seja tão absurdo assim de pensar…

Quem diria!

16 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. O pessoal aqui tá muito enganado, vamos ler senhores. A China é sim um país comunista. Tirando um pequeno punhado de cidades lá que prosperam num ritmo alucinante, normalmente a capital e cidades dos arredores, o governo comunista chinês faz mais de 80 % da população passar fome. Alguns podem pensar na tecnologia chinesa. Bobagem. Tudo o que a China faz é copiar a tecnologia americana e ocidental na maior cara de pau. O que não pode ser copiado é roubado, como no famoso caso da espionagem chinesa nos EUA, onde o governo clinton, em 1995, “repassou” ao governo comunista chinês altos segredos militares e nucleares dos EUA. Não pensem também que a saúde chinesa é grande coisa : os hospitais de lá são tão desabastecidos que não engessam um braço, não conseguem curar uma dor de dente ou uma simples dor de cabeça sem propinas e subornos de todo tipo comendo solto, além do custo ser enviado à família do adoentado. Não pensem ainda que esta monumental quantidade de sofrimento serve ao menos para preservar a literatura e a cultura chinesas : a literatura chinesa que não foi destruída durante o período do “grande salto para frente” em 1966 do maníaco pedófilo mao tsé tung, foi contaminada por toda sorte de relativismos importados do ocidente; é raro na china hoje encontrar um estudioso ou professor universitário que conheça o I CHING ou que já tenha lido os clássicos da espiritualidade chinesa. Ocorre na CHINA a chamada Guerra contra as Meninas, onde por ordem do governo nixon se não me engano, em 1974 ou 1975, o governo chinês adotou a política de filho único. A tal GUERRA contra as Meninas consiste em manter as taxas de abortos extremamente altas, dando prioridade em se abortar crianças do sexo feminino, jogar os fetos abortados para os porcos comerem e posteriormente comer os porcos.

    • Vasiliy Zaytsev em 07/27/2013 às 16:48
    • Responder

    Rachei de rir lendo isso. Uma agência do Governo, bem no Dia Internacional da Mulher, metendo uma real dessas! Isso é trollagem god mode!

    Acho que os motivos são dois: o menor deles é o de ter um governo unipartidário já estabelecido, então não precisam de manobras para ganhar o poder. Mas o maior motivo em minha opinião é o pragmatismo oriental, que é imune à palhaçada do marxismo cultural ocidental.

    Esse pragmatismo objetivo, faz com que eles encarem a realidade sem rodeios. Fazem o possível pelo bem do país e ai de quem chiar. Algumas atitudes deles são condenáveis, mas é muito engraçado ver os comunistas mostrando sua verdadeira cara às mulheres e dando uma de Capitão Nascimento “Quem manda nessa porra sou eu!”

    Podemos ver algo parecido na proibição que a Rússia faz contra as paradas gays e começão de rabo por parte da polícia para os gays que ousam desafiar. Mas a Rússia é um país eurasiano e tem aquele SANGUE NOS ZÓIO característico. Acho que os comunas ocidentais, mesmo atingindo o poder, jamais terão o pragmatismo russo-chinês e frieza oriental, de tão solapada que a virilidade da sociedade ocidental está.

    • Ricardo realista em 12/20/2012 às 12:08
    • Responder

    A china forçou a população a ter filho único para diminuir a pobreza, assim que a população começar a envelhecer eles irão incentivar a população a ter vários filhos. O governo atual da china é o melhor do planeta.

    1. Tirando o fato de mandar fuzilar qualquer dissidente, matar crianças inocentes com sua nojenta política de aborto e tratar seus cidadãos como gado, sim, realmente eles são ótimos…

      Defesa daqueles genocidas aqui não serão toleradas. Fica o aviso.

    2. Melhor? Mais eficiente me parece ser uma forma melhor de dizer.

    • Ricardo realista em 12/20/2012 às 12:05
    • Responder

    Os chineses não vão superar os americanos, els já superaram. 70% do pib americano é consumo, a sociedade americana esta afundada em dívidas por que está doente devido ao consumo. Acordem, a China já é a Maior Potência Mundial, é a nº 1 na educação, a maioria dos chineses economizam 50% do que ganham e o governo de lá não deixa ninguém passa fome.

    • Ricardo realista em 11/28/2012 às 8:56
    • Responder

    É por isto que a China está se tornando a maior potência do planeta terra. O segredo é analisar a realidade para fazer a escolha e não ficar com esta palhaçada de politicamente correto e não dar atenção às feministas que são a praga do ocidente…..

  2. Olhas os comunas, pelo menos uma vez na vida fizeram algo que presta.

    1. A China não é comunista há décadas.

  3. Que é uma estratégia é fato. A china está forçando uma redução da sua populaçao na marra com essa história de filho único. Se cada casal tem 1 filho, a proxima geração será a metade da populaçao atual.

    A proxima geração vai ser menos numerosa mas vai ter mais recursos, estrutura, ensino, mas em contrapartida vai arcar com um enorme contingente de aposentados e idosos . Pra cada dois chineses inativos vai haver um chines ativo.

    Se as mulheres de hoje abdicarem de ter o unico filho, a relaçao de inativos e ativos no futuro vai ser ainda maior! E a china vai ficar sem pessoas pra ocupar cargos vitais tendo que apelar pra MIGRAÇÂO estrangeira, que como vimos na Europa, cria rusgas e problemas sociais.

    1. Eles já estão planejando uma flexibilização da política de filho único,já deve ter muito chinês vovô.

  4. Parabéns aos chineses, utilizaram um “ministério das mulheres”para publicar verdades em pleno dia internacional da mulher.kkkkkkk

  5. concordo com o mateus, “deve ser alguma estratégia de manutenção da população”

    não só estratégia, como também isolar os piores tipos para não serem vistos como exemplos de boa coisa…

  6. A REAL é ASSUNTO DE ESTADO. kkkkkkkkk

  7. concordo completamente

  8. Eita porra!!! Hhuahuahuahuahuahuahauhauahuahua. Gostei dessa parada aí, pelo menos a china mete a REAL na população, governo comunista é assim, ou dá ou desce, rsrs.

    Mas é claro que esse texto aí em nada quer proteger ou valorizar os homens, deve ser alguma estratégia de manutenção de população.

Deixe uma resposta para Mateus Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: