«

»

set 26 2012

Patriarcado para principiantes

Não deixem de ouvir a Décima segunda edição do Jornal da Real!

por Paul Elam

Se você acompanha a discussão que acontece durante a guerra dos sexos, você já está familiarizado com alguns termos regurgitados sem parar pelas feministas.

O feminismo não é anti-homem, é anti-patriarcal e é claro, a favor da igualdade.

Ah, é claro.

Devemos considerar, entretanto, que na infindável tentativa deles de remoldarem a realidade aos seus gostos do momento, há um pequeno e sujo segredo que as feministas guardam para si. Bem, um entre tantos. Ela se chama estratégia reprodutiva. E sem entender isto, você não conseguirá entender porque e como nós desenvolvemos um sistema patriarcal.

É muito simples. Homens são programados a fazer qualquer coisa para serem selecionados pelas mulheres para a reprodução. Mulheres são programadas para escolherem os homens mais dominantes e agressivos, ou seja, patriarcais.

Preciso falar isto de novo?

Será que você não tem idéia porque caras como Scott Peterson recebem inúmeras propostas de casamento enquanto esperam a sua vez no corredor da morte? Pois é isto que acontece, e essas mulheres que mandam propostas e mais propostas para ele só sabem uma coisa sobre este cara: que ele matou brutalmente sua mulher, arrancando o seu filho do ventre dela e por fim jogou os dois do barco dentro do mar.

Excelente partido, não?

E não aconteceu diferente com Joran van der Sloot. Depois de ficar famoso pelo caso Holloway, van der Sloot se tornou uma celebridade sexual. Em todo canto que ele ia, jovens mulheres em seu primor sexual se jogavam nele como se ele fosse o Mick Jagger.

Estar envolvido com o desaparecimento de uma jovem e ter diversas provas te incriminando por isto funcionava como afrodisíaco para elas.

É claro, ele matou novamente. E como era de se esperar, um monte de propostas de casamentos começaram a chegar para ele.

Aqui está um vídeo de Joran com sua última vítima, Stephany Flores, se hospedando num hotel em Lima, no Peru, onde ele pode ter a matado. Preste bem atenção.

Notou como ela o seguiu como se fosse um cachorrinho obediente? Note também como ela manteve uma distância de dois passos dele e mantinha a cabeça baixa, numa postura corporal digna de uma gueixa. É a velha e falsa submissão feminina a autoridade masculina, ou melhor, autoridade de um assassino, que ela usa para poder ter acesso e eventualmente poder controlar tal poder. É o mesmo tipo de poder que faz as mulheres ficarem molhadinhas e excitadas desde os tempos pré históricos.

Tais mulheres que vão a loucura por assassinos como Peterson e van der Sloot são excessões à regra?

Negativo.

Elas são é exemplos extremos desta norma. Todo mundo come, e em toda a cultura tem uma certa porcentagem de pessoas que comem além disso e ficam gordas. Isto não faz com que o ato de comer seja algo anormal, mas mostra que há hábitos alimentares mais extremos. Tais mulheres fazem parte do mesmo tipo de fenômeno.

Elas são atraídas por assassinos pelas mesmas razões que uma mulher comum é atraída por vidas lokas, caras marrentos, integrantes de banda e políticos tão feios quanto Henry Kissinger. É tudo questão de poder. Poder de proteger, poder de prover, poder de dominar e controlar.

Poder para encurralar e usar.

E quando todo este poder é canalizado numa caixa e servido numa bandeija para o benefício feminino, você tem o afrodisíaco supremo. Aí está seu patriarcado resumido, e todas as leis, códigos, normas sociais e papéis de gênero que advém dele. Mulheres usam a ilusão de submissão e doçura, unido com seu apelo sexual, para fazer com que os homens trabalhem em seu favor.

No fim, o mestre é que é o escravo. Ele vive sob a ilusão de poder, quando na realidade ele só provê tal poder.

E isto é claro nos explica porque o feminismo não resultou em igualdade, mas apenas em mais e mais privilégios para a mulher. O feminismo apenas pegou o que já existia, a vontade feminina de se beneficiar do poder adquirido pelo homem, poder esse que praticamente todas as mulheres são incapazes de conquistar por si mesmas, e o leva as últimas consequências. Sob esta luz, o feminismo é como o extremo que vemos na vida sexual normal, quando mulheres mandam propostas de casamento para assassinos cruéis.

E como sempre é claro, os chefes que permitem tal coisa são homens que se esforçam para obter a aprovação sexual.

E como já disse uma vez, culpe Deus ou Darwin por isto, mas não nos culpe por lhe dizer a verdade.

Mas a verdade é que, nestes tempos modernos, temos um dilema único para o homem, pelo menos para aqueles que tiraram suas cabeças da lama e começaram a enxergar as coisas.

A aquisição de todo o poder necessário para atrair mulheres trouxe uma consequência infeliz.

Descartabilidade.

Ficar 12 horas enfurnado numa mina de carvão, com túneis instáveis e o cheiro de morte no ar, é um preço alto a pagar para fazer com que a mulher se mantenha em casa para cuidar de seus filhos, especialmente numa era onde tal tipo de vida era desnecessária.

Se você teve sorte o suficiente para nascer “alfa”, você terá a chance de ter a sua própria mina de carvão, ter outros homens a sua disposição para fazer o trabalho sujo e talvez ter até algumas das esposas de seus empregados dando suspiros de prazer por você enquanto seus maridinhos estão nas profundezas da terra fazendo o que um homem tem que fazer.

Mas aí é que batemos com uma parede intransponível na nossa luta pela incrédula causa da “igualdade sexual”.

No momento em que o homem percebe que o que ele está fazendo é ruim e decide que ganhar um pouco menos para ter uma vida menos insalubre é algo melhor, então é onde a hipergamia aparece com tudo e sua esposa provavelmente o abandonará.

No momento em que ele valorizar sua segurança e qualidade de vida mais do que o padrão de vida dela, a contagem regressiva da partida dela dispara.

Sem jogar pelas mesmas regras que o patriarcado nos dá, não há uma conexão real entre homens e mulheres. O homem que se recusa a seguir tais regras e minar o patriarcado da única forma possível, que é se recusar a sustentar uma mulher, é automaticamente reduzido ao status de perdedor e botado de lado no mercado sexual.

A única resposta para isto é dar passagem para elas saírem e talvez até dar um empurrãozinho para ajudá-las. Esta é a igualdade feminista, afinal. Tais homens deveriam ser endeusados por feministas , já que isto liberta as mulheres de toda a “opressão” patriarcal que vem com o casamento e ainda permite que o homem, pelo menos no caso do minerador de carvão, a ganhar uma década ou mais de vida e talvez poder ter alguma diversão.

Se o feminismo fosse realmente anti-patriarcado ou pró igualdade, o único trabalho que as feministas teriam era desafiar as mulheres a pararem de irem atrás do melhor provedor possível para garantir uma vida próxima da realeza.

E também incitaria elas a largarem os livros e pegarem as pás para trabalhar.

Ao contrário, o que vemos é a mulher dominando o mercado de trabalho nos empregos mais confortáveis possíveis, muitos deles pagando pouco, enquanto o homem ainda tem que segurar a barra dos serviços mais insalubres para poder ganhar o suficiente para ser um provedor atraente para elas. Qualquer desvantagem financeira que elas tiverem no processo elas simplesmente acionam O Estado, que nada mais é que a expressão máxima do patriarcado, para resolver seus problemas.

E você acha que essas carreiristas, como qualquer outra mulher, aceitariam se casar com alguém de menor status que elas?

Vamos falar a verdade aqui, tudo o que o feminismo fez foi dar a mulher mais espaço para viver a vida na maciota enquanto o homem tem que dar ainda mais sangue, suor e lágrimas. Enquanto deixa o supostamente execrado patriarcado a salvo e intacto, pronto para fazer o que elas desejarem.

Como sempre foi.

fonte: http://www.avoiceformen.com/mens-rights/activism/patriarchy-for-dummies/

12 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. INTERESSADO

    Caros amigos estamos esquecendo que um psicopata é perigoso a ponto de matar sua própria prole.
    Se esta representar perigo a imagem dele. Muito se é falado aqui desses tipos. A imagem de um homem mau-caráter, o cafajeste, o pilantra, o trapaceiro, e até mesmo o homicida fascina a mulher SIM. É da natureza doentia deles não ter remorso, e não da honra. E como foi bem dito aqui, isso tem a ver com nossos instintos naturais. Culpar a Deus não vai adiantar. Aliás devemos lembrar que só podemos ser um dos três: Cafajeste ou mau-caráter, mangina ou matrciano, E o melhor de todos o nosso querido macho de honra. Cafajestes são em sua maioria vadios bêbados ou drogados. Nunca e jamais terão honra alguma. Assim como um psicopata ou sociopata. Esses são piores ainda. Não valem nada e ponto. Nunca vão valer. Caráter não se muda. A personalidade e o comportamento talvez. Isso se a pessoa, mangina ou matriciano ou seja lá o otário e babaca que for quiser mudar. Estou vendo por aqui alguns comentários sobre a cultura japonesa. E não há nada que um japonês mais deteste do que estes tipos que eu mencionei. Um samurai deceparia a cabeça deles na hora só de olhar para eles. A honra do samurai é exatamente essa. Certo é certo, errado é errado.NÃO EXISTE COISA MAIS OFENSIVA PARA O BUSHIDO DO QUE UM HOMEM SEM HONRA E SEM CARÁTER SE PASSANDO POR UM GRANDE HOMEM HONRADO ÀS CUSTAS DOS OUTROS. A “KATANA” CORTAVA ELES NA HORA SEM PESTANEJAR. E muito embora não existam mais guerreiros samurais as tradições do Bushido são muito vivas no Japão até hoje. É claro que um psicopata ou sociopata é um grande sedutor. Ele tem esse presente da natureza que é a frialdade. A ausência de sentimentos. Mas ele não sofre com isso. Porém, nós quando nos endurecemos e fazemos bem em fazer isso sofremos também por não ter uma mulher de verdade ao nosso lado. Como nossos antepassados tiveram. Eu já,postei isso uma vez. O amor não tem nada de vergonhoso. Aliás falta muito amor em nossos lares e sociedade. Se estamos na merda e na degradação social e moral é por que estas piriguetes destruíram tudo: amor, família e sociedade. E nenhum de nós em sã consciência vai querer dar uma de Jesus Cristo a ponto de achar a mulher perfeita, se casar e ter filhos. Eu por exemplo não mais. Só acho que não é bom ficarmos dando fama a esses crápulas que matariam até mesmo a própria mãe, pai e filhos se fosse para seu próprio prazer e deleite. Eles também são para nós motivo de vergonha.

  2. El Carajo

    Sobre esse belo artigo,eu me lembrei na hora desse video que assisti ontem tirem suas conclusões, http://www.youtube.com/watch?v=-mlSC_V3DMg

  3. sergiovisk

    Governo gosta de mulheres pra validar o poder.
    1) Não são de entrar em conflito armado pra criar uma revolução
    2) podem ser compradas com agradinhos e PRIVILEGIOS (“vamos iniciar no SUS o pedicure para todos, o SUS vai contratar 15.000 pedicures mulheres pra fazer as unhas das pacientes mulheres de todo o sistema SUS, pois saúde dos pés é saúde da mulher. Brasil – União de Todos”)
    3)e são especialmente suscetíveis à propaganda ( pois propaganda apela pro emocional).
    4) Mulher manipula o homem (sempre foi assim, mesmo que sua tia véia solteirona que toma ansiolitico igual bala e cria gatos diga o contrário). Controlar o homem por si só é dificil, pois você tem que convence-lo pelo racional. O homem só não age racionalmente quando envolve MULHER. Então se o governo controla a mulher, vai controlar os homens de tabela.

    1. andre-desbravador

      para politicos convencerem homens informados eles terão q ue ralar, para convecer as mulé é simples tu aumenta a bolsa famiiiiaa e outras formas de assistencialismo como bolsa vadia, vc vadia que tem filhos sem pai não se preoucupe a bolsa vadia ira acabar com esse descontrole social, para cada catarrento 300 contos por cabeça.
      repito é so evitando relacionamentos serios e tendo um comportamento egoista se preocupando somente consigo que o homem ira sobreviver na republica vaginal.

  4. sergiovisk

    Barão, fiz o cadastro no forum do bufalo ontem, mas sei la porque minha senha nao funcionou e fui bloqueado. Não recebi nenhum email. O que devo fazer?

    1. Barãozin

      Devo ter achado q era conta spam (eu devo apagar umas 10 por dia…)

      Faz o seguinte, cria de novo e me diz o teu login por aqui.

  5. sergiovisk

    Lol, lembrei justamente desses herbs.

    Bizarro como a culpa sempre cai no homem. As feminazis querem mais privilegios e manipularam o governo para que tudo relativo a iniciativa, açao e qualquer beneficio masculino seja caçado. Todas as cartas são dadas as mulheres.

    Mas ÓBVIO que quando você deixa o cara com poucos recursos pra agir, e a mulheres ficam com perspectivas irreais de homem, o que acontece? O cara simplesmente não tem estimulo pra tentar.

    Óbvio que essa é a resposta japonesa, pois são culturalmente seguidores das regras (mesmo que estupidas) e tem um comportamento mais introspectivo. Na suécia os homens prefeririam se casar com mulheres tailandesas e fugir das toxicas suecas, até um tempo atras os homens americanos estavam fazendo o mesmo, se casando com mulheres da europa oriental e russia pós comunista. Pois eram belas, femininas, submissas e queriam constituir familia, ao inves de disputar poder na relaçao.

    A relação entre esforço-recompensa está desequillibradissima. O cara tem que fazer um esforço monstro (com os poucos recursos disponiveis que lhe é permitido usar) pra ter uma recompensa ridicula. Quando essa relaçao chega nesse equilibrio, o cara simplesmente desiste do jogo (ou vai explorar as falhas ex; casamento com estrangeiras, permanecer solteiro e so ter encontros casuais, ou simplesmente só se relacionar sexualmente com putas.)

    Todo mundo vê essa relaçao esforço-premio (custo-beneficio) em empresas que trabalham com metas. Mas esquecem que esse tipo de relaçao está em qualquer aspecto de nossas vidas. Se o premio for muito pequeno pro esforço ninguém vai fazer o esforço!

    Governo, mídia, feminazis e panacas em geral simplesmente botam seus hamsters racionalizadores pra correr em ritmo alucinante e conclui que: se o homem nao tem estimulo pra entrar nesse jogo só há uma coisa a fazer: dar mais privilegios pras mulheres, pois elas são as mais afetadas! O.o

    Mulheres são maiorias no brasil, se aposentam mais cedo e vivem mais. Obvio que a matematica vai dizer que um sistema assim vai entrar em colapso. Mas o governo é em capaz de aumentar o tempo de aposentadoria só pro homem para ter que equilibrar as contas. Quando o cara perceber que a idade de “aposentadoria” dele é praticamente a sua espectativa de vida e que ele não vai poder desfrutar nada disso. O que o cara vai fazer? CHUTAR O BALDE dessa merda, baixar seu padrao de vida pra sua poupança sustentar essa sua aposentadoria forçada.

    1. andre-desbravador

      e a tendencia é piorar o mundo esta cada vez mais vaginal, tenho um colega que adiou seu curso superior para poder bancar o curso da esposa, sera que é dar um tiro no escuro é por isso que a mulherada esta ultrapassando o homem em quesitos educacionais quantos iludidos se matam d e trabaia paar bancar o cursinho do seu amozinho, e digo mais o governo não e sta nem ai para a classe masculina se a mulé é a maioria entaum os votos d elas nas eleições pesa mais o resultado é agrada-las mais com politicas vaginantes, o esquema é s er egoista ficar solteiro e tudo que vc for fazer que s eja para trazer beneficios a si mesmo.

  6. Punisher

    Ah, nada como uma dose de real logo pela manhã! Excelente texto! Quando o autor fala da possibilidade dos homens omega pararem de se esforçar tanto para agradar a esposinha, e trocarem um trabalho duro e desgastante por outro que pague menos, mas que seja mais saudável, alguém mais lembrou dos “herbs” japoneses? Vejam como o Japão está em desespero por causa dos medianos que abandonaram a corrida pelo sucesso financeiro e pela busca de aprovação feminina.

    1. Júlio

      Como eu havia dito, os japoneses se fossem 100 milhões deles, seriam a 1ª economia do mundo, mega-ultra-super potência… vocês acham que os eua tocaram bomba atômica para experimentar? Claro que não… o japão venceria a guerra ou resistiriam por muito tempo…

      Repetindo… brasileiro é trouxa, se mata trabalhando, se endivida todo para atender caprichos da amada, japonês se abstém disso.

      1. Barãozin

        Na vdd o japonês começou a se abster disto faz nem 20 anos.

        O japonês padrão a uns 30, 40 anos era um workaholic do caralho. E claro, fazia td isso visando crescer na hierarquia masculina pra pegar alguma japinha magrela rs

  7. andre-desbravador

    “Ficar 12 horas enfurnado numa mina de carvão, com túneis instáveis e o cheiro de morte no ar, é um preço alto a pagar para fazer com que a mulher se mantenha em casa para cuidar de seus filhos, especialmente numa era onde tal tipo de vida era desnecessária.”

    puta que pariu esse post é um tapa na cara do mangina romantico que sonha viver um romance cor d e rosa com sua mulé especial, vamo la bando d e jumento vão s e matar d e trabaia ficar horas e mais horas no trabalha pra ganhar grana e prover o lar da vagininha do zodiaco bancar uma faculdade pra ela enquanto ela azara os cafas da faculdade, vamo la bando d e jumento ter uma pessima qualidade de vida ganhar uma enorme barriga, ter pressão alta, diabetes, e tudo relacionado ao stress e falta d e amor a si proprio.
    pois a sua vida não é importante a sua diversão não é importante vc não foi feito pra ser feliz vc foi feito pra s er o escravinho fofinho que em prol vai receber uma merda d e sexo sabe como é né seu pau não é digno de penetrar numa vagina do zodiaco,o home é o unico macho do reino animal que é e scravo e aceita isso numa boa.
    não casem, não casem vão viver a sua vida livre vai fazer o que tu queres, cuide de vc, deu vontade d e foder uma buceta do zodiaco va num puteiro, buceta é buceta
    e se alguma vadia falar que tu é um perdedor pois vc não é um provedor jumento, arranque umas notas de 100 reais do bolso e diga sou perdedor mais com grana no bolso, saude fisica impecavel, e uma vida repleta de oportunidades.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: