«

»

set 17 2012

Chavs e “Anglobitches”

NT: “Chavs” são os caras pobres que vivem nos bairros de classe baixa ingleses, ou caras que se metem a ser maloqueiros. Seriam os “manos” ou “favelados” que temos no Brasil.

por Rookh Kshatriya

A violência é o último refúgio do incompetenteIsaac Asimov

Aaron Kipnis mostra como os EUA tem a maior taxa de homens jovens presos em instituições penais, cadeias, campos de treinamento, hospitais psiquiátricos, clínicas de recuperação e prisões comparadas a qualquer outra nação (Kipnis, 2002). Infelizmente Knipis, um psicólogo, gasta uma imensa quantidade de tinta para tentar dar uma explicação “psicológica” a isto. Não que haja algo errado sobre as causas que ele enumera: educação irrelevante e disfuncional, a falta do pai, abuso emocional e sexual, não menos por mulheres, pobreza e exclusão econômica, pobreza espiritual, falta de modelos positivos, um viés anti masculino na mídia, um modelo anti masculino nas escolas, a lista é infinita.

Mas todos esses fatores “psicológicos” só podem ser explicados por forças culturais e sociais. Numa pergunta aberta ao dr. Kipnis, pergutamos: por que você está implorando a pergunta? A causa de todos esses problemas são facilmente identificáveis: a cultura anglo saxã! E porque países de cultura anglo saxã consideram tão difícil integrar os homens de suas sociedades? Deve ser porque a cultura anglo saxã é formada de valores que ostracizam, machucam e exluem os homens: a única diferença entre os países anglo saxões e o resto do mundo é a sua cultura.

Os Chavs britânicos

Os outros países anglo saxões, notavelmente a Inglaterra, tem problemas similares com seus homens: obviamente, a Grã Bretanha prende mais jovens do que os outros países europeus (Riddell, 2006). Na verdade, o mal comportamento público dos chavs ferozes (jovens de classe baixa com pouca instrução) está se tornando uma crise nacional. Agora, se a Inglaterra e a América tem uma dieta de sanduíches de pasta de amendoim com geléia, e rapazes comerem tal sanduíche com frequência provavelmente terão idiotas que irão falar “sanduíches de pasta de amendoim com geléia estão indisciplinando nossos jovens!” Mas, estranhamente, a verdadeira causa disto – a cultura puritana que ostracisa sexualmente os homens  – nunca é mencionada.

Ela não é adorável? A nova geração de Anglobitches:

Não é muito diferente das piriguetes que temos por estas bandas…

De novo, porque as mulheres florescem na cultura anglo americana de uma forma impensável em qualquer outro lugar do mundo? Porque há tantos cursos de estudos sobre as mulheres nas universidades pela Inglaterra e EUA e nenhum curso semelhante de estudos masculinos? Mais uma vez, a resposta é simples: a cultura anglo saxã. Por causa que ela é puritana, ela automaticamente coloca a mulher no pedestal da supremacia existencial, já que elas dominam o sexo num contexto socialmente repressivo. Consequentemente, a mídia anglo americana e sua política e educação reflexivamente eleva a mulher, enquanto faz sem constrangimento uma vilificação do homem como um estuprador, idiota e bucha de canhão. E as autoridades ainda se perguntam porque os homens estão revoltados! Ou porque os jovens anglo saxões estão tão confusos, prejudicados com uma baixa auto-estima; ou porque eles estão se tornando um perigo para si mesmos e para os outros, se suicidando ou explodindo seus professores e colegas nas escolas. A resposta é óbvia, não elusiva: cultura, cultura, cultura!

fonte: http://kshatriya-anglobitch.blogspot.com.br/2009/03/chavs-and-anglobitches-anglo-american.html

3 comentários

  1. Bruno Rocha

    Não é a cultura puritana, mas a cultura feminista. Como ocorre uma resistência maior justamente nesses países, não é de se estranhar que os homens estejam se comportando de maneira estranha.
    Como em outros países o feminismo está em menor grau e/ou não encontra resistência, esse tipo de efeito colateral masculino tente a ser amortecido.
    Os homens estão cientes que as mulheres detêm o poder para elas. Elas podem prestar uma falsa acusação de estupro e receberem todo o aparado judicial ao ser favor. Restando ao acusado, se taxado de estuprador, perder o emprego, amigos, ser visto como ameaça atá para familiares. Resta a esse o suicídio. Os homens sabem intuitivamente que perderam seu valor, e que esse foi transferido às fêmeas, que nunca fizeram porra nenhuma pela humanidade, a não ser parir, algo que até uma égua ou cadela sabe fazer, sem ter consciência disso.
    Eu quero ver mais pesquisas sobre isso na Rússia, pois lá a coisa ta tão feia, que o governo comunista já planeta tornar aquela nação menos socialista e mais “religiosa”. Enquanto eles mesmos financiam essa merda pelo mundo.

  2. Isabella

    Cultura puritana? quem dera!

  3. JV

    Ótimo texto.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: