«

»

set 21 2012

A masculinidade falha dos cavaleiros brancos

Homens de verdade nunca batem em mulheres… eles batem nos imbecis que fazem isso!!!

por Paul Elam

Eu vi uma charge esses dias. Eu a coloquei aí em cima para você analisá-la. Como pode ver, não é muito engraçada e nem é seu objetivo ser. Ainda menos engraçado é o número de curtidas e compartilhamentos que ela conquistou no Facebook. E quando você clica na imagem e lê os comentários dela, a maioria mulheres, aí sim perde toda a graça que havia sobrado.

Leia por sua conta e risco. A promoção da violência é constante, e tem comentários que são alarmantes. A pior coisa é que isto não é um debate feminista. Mas sim o público comum, pessoas normais, ou seja lá como se chamam eles atualmente.

“1,728 pessoas curtiram isto.

955 compartilhamentos”

(NT: isto no dia 23 de maio deste ano. Atualmente deve ter mais. Aqui vai um link com a lista de quem curtiu isso e algumas amostras do que o pessoal acha da imagem: https://www.facebook.com/shares/view?id=420137298006788)

O apelo que tal tipo de violência desperta, do qual esta charge demonstra tendo um valentão querendo dar o “merecido troco” é inacreditável. Para a maioria das mulheres tais homens são apenas máquinas utilitárias preparadas a atacar a seu comando; prontinhos para usar, e receber a violência, de forma entusiasmada, sempre que uma mulher, qualquer uma, mandá-los fazer.

Para tais mulheres, esta é uma das coisas que fazem que o homem seja macho de verdade. Leia os comentários. E note a mistura de aplausos por ações violentas que são oferecidos como restos para os cães de guarda ali. Tais homens bateriam em qualquer um se isto fizer com que uma mulher sorria para eles ou dê algum sinal de aprovação.

Pela charge, descobrimos que homens de verdade tem que estar preparados a atacar outro homem e espancá-lo brutalmente sem pensar duas vezes. Tudo o que tem que ser feito é apontar para a vítima e falar, “Foi ele que bateu na mulher.”

Você pode pegar a pipoca agora amigos, porque vai ser aqui e agora. Você não sabe o que vai acontecer, mas um deles, ou todos eles, irão sangrar.

Lembre-se, homens de verdade atacam completos desconhecidos porque uma mulher o acusou de algo. Homens de verdade atacarão estranhos por causa de outros estranhos se a suposta vítima de violência tiver uma vagina. Considere a história de Renada Williams, que falou para dois homens que seu namorado a estuprou. Eles então o amarraram, o espancaram, torturaram e o estupraram por quase 24 horas. Depois se provou que ela havia mentido.

E isto não é a única vez que isto aconteceu. Mulheres estão cantando “My Boyfriend’s Back” bem antes da música ser escrita. Na verdade, foi um homem que escreveu a música. As mulheres simplesmente a cantam, mas você pegou a idéia.

Reagir a uma agressão, ou pelo menos a alegação de uma gressão com mais agressão pode até fazer algumas vaginas molharem, mas provavelmente não vai resolver o problema. Realmente precisamos de um novo paradigma sobre o sexo e a violência, um que põe para a mulher a responsabilidade de cuidar de si mesma contra ataques de tantos homens malvados (os únicos que realmente precisam de violência).

O que eu teria feito, em prol de toda a humanidade, e de todas as mulheres em particular, é desmontar do meu cavalo branco e dar uma boa analisada na mulher que alegadamente está sendo agredida. Fazer isto me permite não apenas diferenciar os dois tipos de mulheres que são agredidas, mas também me permite tomar a ação necessária para cada um desses dois casos. Isto reduz de forma significativa suas chances de apanhar de novo. Que tal isso de um homem de verdade?

Ok, vamos começar. Apresento-lhes a mulher agredida número um, a verdadeira vítima. Esta mulher estava lá cuidando da sua vida, cuidando de um orfanato ou distribuindo sopão para os desabrigados ou pesquisando uma cura para a sarna, quando do nada vem algum cara e do nada começa a bater nela sem razão aparente.

Não importa se o agressor é um desconhecido ou alguém que ela já conhece, o ataque foi totalmente sem motivo e sem sentido. Tais mulheres são uma minoria distinta, mas temos que falar sobre elas.

A resposta para tal situação são duas. Primeiro, chame a polícia. Provavelmente o cara será preso. Depois dessa confusão, chegamos a segunda parte da solução. Ela pode muito bem comprar diversos tipos de aparelhos que fariam seu próximo agressor perceber que agredí-la foi uma péssima idéia. Temos de spray de pimenta, armas de choque e até mesmo pequenas e lindas Glocks 9mm com carregadores rosa, pelo menos se ela vive em um lugar que permita o porte de armas. Não aonde vendem isto as ensinam a usar tais aparelhos, para ela não precisar que ninguém a ajude na hora do perigo.

E se ela fez alguma merda e atirou no cara errado, não se preocupe. O juiz vai entender que ela se sentia ameaçada e não teve escolha.

Então, como vê, para a mulher agredida número um não há mais motivos para esperar que um cara (ou pelo menos um que não seja da polícia) tenha que sair por aí espancando os outros e se arriscando por ela para salvá-la. Ela pode se virar agora. Lembre-se garotas: vocês não precisam de um homem, não é?

Não é?

Depois, nós temos a vítima de violência doméstica padrão. De acordo com pesquisas já realizadas, tal mulher geralmente não é a única vítima. Geralmente é ela que começa com as agressões, pelo menos de acordo com o Centers for Disease Control, e acaba recebendo uma ajuda da mesma coisa que ela estava fazendo.

Tal mulher tem outras opções que não precisam envolver o sangue e a integridade de um cão de guarda masculino. Uma delas consiste em usar o conselho de defesa pessoal já passado para a mulher agredida número um. Desta forma ela pode melhorar sua forma abusiva de agir e garantir simultaneamente que quem ela abusa não será bobo o suficiente de se defender – ops! –  atacá-la de novo. E sim, caso você esteja pensando, a polícia ficará do lado dela quando ela chamar. Ela só tem a ganhar. Pergunte pro Chris Brown ou outros caras.

Eu recomendo vivamente esta sugestão. A outra opção é menos atraente. Ela deve se acostuar a levar porrada. É uma coisa engraçada que acontece quando batemos nos outros. Se você bate em alguém o suficiente, pelo menos aqueles que não são “homens de verdade”, eles vão acabar se enchendo e te acertando sem dó.

Tais mulheres e seus cães de guarda realmente pensam que o homem que eles estão agredindo é alguém tão depravado e doente para não entender que ela é que a real vítima. As porradas, chutes e cusparadas que ela dá nele só evidencia que ele é um agressor.

É aqui que as coisas começam a ficar complicadas, pois é aqui que os “homens de verdade” querem pular para cima do cara e defender a mulher. Na verdade, ser tão indoutrinado assim é muito bom, afinal permite que o cara que ela estava batendo seja surrado, já que ela não tinha força para isto.

Então o cão de guarda irá ignorar as súplicas do coitado que se defendia e falará a pré programada desculpa que “Não importa se ela te batia. Nunca se bate em mulher!”

Aqui segue um exemplo do que eu falo. Note o coitado no vídeo. Ele bateu numa mulher. Ele está errado e merece uma surra. Fim da história, correto? Isto é o certo para os “homens de verdade” do vídeo, a malta de 30 ou mais caras que lincharam o coitado que estava se defendendo de um ataque totalmente injustificado por parte da mulher. Os “homens de verdade” o ensinaram direitinho, não é?

É isto que precisa mudar. Nós só podemos fazer isso promovendo uma cultura em que a mulher tem poder e auto suficiência, e é claro que ela não pode ter ambos se ela é tratada como uma criança que não pode se defender, ou ter que mandar os outros fazerem o que ela mesma deveria fazer.

Uma opinião pessoal, eu tenho que admitir que eu tenhos reações emocionais meio fortes vendo tal tipo de coisa. Fiquei realmente revoltado com o caso Renada Williams e com o pobre coitado que se defendia de uma mulher e que foi espancado por uma matilha de machões. O vídeo não explica o que aconteceu com ele depois que retiraram-lhe a câmera.

Também fico revoltado, um pouco menos é claro, com a charge e esses comentários cheios de demonstrações de ódio e glorificação da violência dessas mulheres. Mas pelo menos eu entendo esta parte.

Nós não apenas ensinamos que é aceitável a mulher se aproveitar da força física masculina para agredir os outros, nós também insistimos nisso e nos sentimos bem ao fazer tal barbárie;  isto é apenas considerado como proteção e algo que é devido a elas. Obviamente elas devem parar com isto, mas eu não as culpo inteiramente por isto, não com a legião de cavaleiros brancos implorando para fazer tal barbárie, sempre dispostos a serem os próximos a matar o dragão.

Eu não sei se eu poderia resistir a esse tipo de tentação, se tivesse no lugar dela.

E eu não fico revoltado com elas. Minha revolta eu guardo para os cavaleiros brancos imbecis que não sabem diferir entre o que eles vêem no espelho e um super herói. E não é que eles querem fazer o que é certo, eles querem é agradar mulher.

Como camaleões, eles se adaptam ao ambiente que estão e se camuflam. A única diferença é que eles se camuflam ao agir da forma que a mulher quer que eles ajam.

Eles tem pouco ou nenhum conceito de verdade, ou de valor, ou de justiça, ou mesma a decência humana que colide com o que eles pensam que a mulher quer ver nele. Ou seja, todos os valores normais de integridade e honestidade que nós geralmente tentamos incutar nos homens são precisamente onde estes homens mais falham, e falham de forma retumbante.

O cavaleiro branco enrola todo o senso de proteção dele para a mulher coletiva numa espécie de “iluminismo social”, ou tão ruim quanto, “valores tradicionais”. Não importa se é um homem feminista ou um conservador bobalhão, ele tende a não argumentar com mulheres porque seus valores tendem a aceitar qualquer coisa dela como válida. A verdade é que ele não argumenta contra ela por causa que ele tem um medo imenso de sofrer rejeição por causa disto. Ele nem mesmo tem a capacidade ou bolas suficiente para argumentar com uma mulher.

O fato é que ele não tem desculpa de ser uma mulher. Como homem, ele foi exposto toda a sua vida às expectativas de responsabilidade pessoal, razão e justiça. Ele abandona toda essas noções para agir feito um valentão, seja intelectual ou fisicamente, para poder obter a aprovação feminina. Mesmo que ele saiba que o que ele faz é errado, ele não tem culhões para se recusar a fazer isto.

Para ele, a desaprovação de uma mulher, ou pior, a desaprovação delas coletivamente, é algo tão ameaçador que ele não tem condições de lidar. Ele sabe que sob todos os padrãos culturais que se espera de um homem, ele falhou. Mesmo assim, ele ainda usa os patéticos sinais de aprovação de uma mulher que geralmente odeia homens como uma evidência que pelo menos ele tem a aprovação de mulheres que odeiam homens. É tudo o que ele tem.

Você pode ver muitos deles por aí agora, escrevendo blogs que podem ser resumidos a apenas uma figura: um garoto inseguro que fica repetindo sem parar: “Olhe pra mim! Olhe pra mim! Eu sou um bom homem!” (NT: se quer um exemplo de um cara assim…)

“Eu direi qualquer coisa que você queira ouvir!”

“Eu apenas existo quando você olha para mim.”

Isto é o mangina padrão. Igual a tantos outros perdedores por aí. Todos esses aí é que são os bons homens, “homens de verdade”.

Ok, talvez eu nem odeie eles. Talvez eles sejam tão patéticos que nem vale a pena odiá-los. Mas nada mais além do caso de Renada Williams ou do vídeo do espancamento são necessários para saber exatamente o que eles são capazes de fazer.

fonte: http://www.avoiceformen.com/misandry/chivalry/the-failed-manhood-of-white-knights/

11 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Fernando

    O que mais o feminazismo fez foi gerar na população masculina através do vitimismo das mulheres uma multidão de manginas e cavaleiros brancos sempre dispostos a defende-las como cães de gurda mesmo que estejam erradas.

    Veja um exemplo de um mangina paspalho fazendo a proteção de uma mulher vadia.

    http://youtu.be/9LBDaVm85yY

  2. Perseu

    Mangina = cão de guarda

  3. Ric

    http://www.youtube.com/watch?v=UZxr0sFmqow&feature=related

    Nesse caso a culpa foi dele mesmo, que aceitou participar desse programa imbecil.

  4. (capa preta)

    Pois nasci nunca vi amor
    E ouço del sempre falar.
    Pero sei que me quer matar
    Mais rogarei a mia senhor
    Que me mostr’ aquel matador
    O que m’ampare del melhor.

  5. luca55ilva

    Isso é verdade, É bom que esses otários se destruam, so sobrarão os “não homens de verdade”, ou seja, homens da real como nós!!

  6. Everaldo Fernandes

    Senti nojo quando vi esse vídeo…

  7. JV

    O que já tem de cara baixo de 7 palmas da terra porque foi tomar as dores de mulher que tava brigando com macho na rua, dá pra perder as contas.

  8. UM BARBARO

    Reparem no video que o rapaz apenas responde de uma forma honrada e já leva um belo bofetão da
    “princesa da buceta de diamante mais cara da galaxia”.

    Pelo que eu contei foi mais de 20 aí parei de contar. Devia ter pelo menos 30 homens (coff! coff!) para bater no pobre rapaz. A mulher realmente é a maior Judoca do mundo! Ela usa a própria “virtude” do homem, que no caso foi o instinto de proteção de outros homens, contra os homens.
    A sençação de poder que essa vadia deve ter sentido com certeza foi imensa: ah! como sou gostosa! olha só como esses escravos inúteis fazem as minhas mínimas vontades!

    Eu tenho por mim que uma vida de misantropo, é uma das melhores maneiras de viver hoje em dia. Pois a maioria dos homens são ou serão algum dia na vida como alguns daqueles 30 manginas, ou seja, te trairiam por um “prato de lentilhas”, Leia-se: por um “sorriso da princesa da buceta de diamente mais cara da galáxia.”

    The Truth já falava isso de que Homens, normalmente, tem nojo de outros homens! E realmente quem está imerso na Matrix, que é a enorme maioria, tem a mentalidade de um escravo. Basta a deusa com a buceta de diamante mais cara da galáxia falar eu tó oprimida, que vem 15 espécimes de machos para te matar, literalmente!

    Onde está a Honra, O Respeito e A dignidade! entre homens? Se é que isso algum dia isso existiu, no futuro seremos ainda mais desunidos e violêntos! Um simples olhar será suficiente para justificar um assassinato entre dois homens.

    Nunca também brigue para agradar uma mulher! O que você é um Homem com culhões ou um Escravo?
    Você homem quer ser menos babaca e estúpido aos olhos das mulheres e do mundo? Conheça a Real! E Caia na Real! Mulher não gosta de homem! Elas simplesmente usam o seu “amor”, Carinho e instinto de proteção contra você!

    Quando você ver uma briga entre casais, saiba que na maioria das vezes quem provocou essa rixa foi a mulher, portanto, NÃO SE INTROMETA! Não queira bancar o Van Damme por que você no fundo vai ser apenas mais um idiota que fará o serviço sujo da sua “princesinha”.

    1. Humberto

      Que ridiculo,seus machistas do……esse site …meu…..(zueira) Esse blog,o da real,detonando a matrix,me dão orgulho…..estou lendo nessahan alita agora,descobri tudo isso faz pouco tempo,como é bom alem de se libertar,saber q tem caras que pensam como vc,e sem saber,ou sabendo,mudam pra muito melhor a vida de muitos caras,com esses blogs e comentarios. Paz,honra e sorte pra todos nós. Pq num mundo feminazista e manginista,nó s vamos precisar.

      1. Fernando

        Temos que entender que a real está lutando contra um senso comum de merda que é feminista e mangina e vai gerar cada vez mais revolta desses dois seres irritantes,por isso temos que treinar para aprender a lidar cada vez melhor com toda essa corja.

  9. andre-desbravador

    isso é muito perigosos é uma forma d e manginismo cronico cavaleiro branco é o mangina super ultra graduado, eu tenho uma visão d e vida nimguem apanha d e graça e leva um tiro d egraça se tu não deve concerteza nehum malaco vai chegar pelas costas e descarregar uma arma em vc, todos sabemo que a mule moderna com sua vagina astronomica não respeita o homem principalmente se ela o ver como um ser inferior “mediano, comum, trabalhador”
    quantos coitados que afundandos no pricipicio d a matrix , costantemente são humilhados pela sua companheiras e um dia o infeliz perde a cabeça e da uns tapas na sua deusa.
    é por isso que eu digo galera a tendencia do sistema é piorar cada vez mais o manginismo vai aumentar as mule vão ficar mais imprestaveis para relacionamento.
    não casem não namorem, nada d e relacionamento, s e tiverem a oportunidade meta gostoso e suma, a melhor maneira d e escapar dessas armadilhas ai citada é fazer o que eu disse, vc ai que é um guerreiro da real, va cuida da sua vida em todos os aspectos….

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: