«

»

ago 31 2012

Porque as mulheres estão perdendo o jogo dos relacionamentos?

traduzido e comentado por Rider, do Fórum do Búfalo

Já fazia um tempo que eu queria traduzir esse texto. Aproveitei um tempo de folga nessa manhã, e mandei ver.

Algumas expressões não ficaram completamente corretas. Caso algum dos guerreiros saque inglês melhor do que eu e queira dar uma força nas expressões como “speedy date”, “pump & dump” (eu sei que significa transar e chutar, mas não sei se temos alguma expressão equivalente na Real), pode deixar a dica aqui.  (Nota do Barão:  speedy date seria algo como só dar aquela ficada com a mina, visando comer. Pump & dump poderia ser traduzido com aquelas expressões dos Havaianos: fuguetar e meter o pé ou um pente e rala rs. Mas a expressão a ser usada fica a cargo de cada um, só mantendo o sentido de comer e largar logo em seguida)

Esse artigo fala o que está acontecendo com as mulheres carreiristas nos seus 30 ou mais anos, na Austrália. Recomendo lerem também os comments no original, para vocês verem o tsunami de fúria feminazi que o artigo gerou.

Como sempre, as minhas observações e complementos estão entre [ ].

do Sidney Morning Herald

Naomi sentou-se nas fileiras de trás do Instituto Graftan de Melbourne, para assistir seu noivo fazer uma palestra. Três mulheres desconhecidas sentaram ao seu lado – todas atraentes, acima de 30 anos. Pela conversa delas, ela logo percebeu que elas não estavam ali para ouvir sobre economia ou política, mas para procurar um futuro esposo. Naomi explicou: “ele tem 36 anos e é definitivamente um macho alpha: excelente emprego em finanças, PHD, alto salário, mais de 1,80 m, esportivo e muito bonito. E também é um amor de pessoa.”

Naomi é uma universitária de 28 anos. Ela tem namorado com ele por seis anos. Suas novas conhecidas foram muito amigáveis e conversaram com ela durante o intervalo. Mas então seu noivo, que estava conversando com o público na frente da sala, fez contato visual com Naomi e sorriu.

“As outras garotas viram isso e foi como se a sala tivesse gelado repentinamente. Houve um silêncio, e então uma delas perguntou se eu o conhecia. Eu não quis mentir, então eu lhe disse que ele era meu noivo e quanto tempo estávamos juntos. Foi incrível como elas reagiram. Elas pararam de sorrir para mim, se mexeram de forma embaraçada nas suas cadeiras e ficaram me encarando como se estivessem tentando entender como uma garota que ainda usa jeans e sapatos baixos pôde ficar com um cara como ele.” As mulheres foram embora antes que seu noivo fizesse seu discurso.

Naomi está surpresa com o número de mulheres nos seus 30 anos que se atiram sobre o seu noivo; as colegas de trabalho que enviam e-mails com beijos; uma jornalista que perguntou na cara dura, depois de uma entrevista, se ele era casado. Mas dado o desespero das mulheres pós-30 anos procurando maridos, não é nenhuma surpresa que seu namorado esteja na mira delas.

Nós ouvimos queixas sem fim das mulheres sobre a falta de bons homens.

As mulheres estão chocadas por verem que os homens não estão mais a sua volta quando elas decidem que é hora de arranjar um compromisso. Elas ficam dizendo aos homens para “virarem homens” e pararem de fugir do compromisso.

Mas há uma outra conversa acontecendo – uma troca de ideias fascinante sobre o que está acontecendo, do ponto de vista dos homens. Muito disso ocorre na Internet, na assim chamada “manosphere”. Aqui você vai ler sobre homens falando de forma alegre, até mesmo triunfante, sobre suas experiências. E eles têm motivos para celebrar. Eles descobriram que uma profunda mudança ocorreu no mercado sexual, e, para sua surpresa, eles são os vencedores.

Dalrock (dalrock.wordpress.com) é típico: “as mulheres não casadas de vinte e poucos anos de hoje deram aos homens um ultimato: eu irei casar contigo quando eu estiver pronta, quer você queira ou não. Isso, obviamente, é um direito delas. Mas ultimatos são uma coisa arriscada, porque o outro lado sempre pode decidir que não está nem aí. Na próxima década nós veremos o resultado dessa queda-de-braço.”

O resultado dessa queda-de-braço já ocorreu para hordas de mulheres profissionais solteiras [resumindo: carreiristas] – as advogadas, banqueiras e outras mulheres com carreiras de sucesso. Muitas delas acharam que poderiam deixar o casamento e filhos de lado até os seus 30 anos, dedicando os seus 20 e tantos anos para educação, arranjar uma carreira e “ficar brincando” [nota do tradutor: se é que você me entende]. Mas uma década de namoricos e farra não foi um erro estratégico?

Jamie, um advogado de 30 anos de Sidney, acha que sim: “as mulheres agem sobre o princípio de que elas podem tudo. Que elas podem ter suas carreiras, uma vida livre e selvagem e então, com um estalar de seus dedos, exatamente porque elas são tão fabulosas, elas irão encontrar um homem. Mas, se elas esperarem até os seus 30 anos, elas irão competir com mulheres muito mais jovens e, em vários aspectos, bem mais atraentes que elas.”

A crise nesse grupo de mulheres solteiras a procura de um marido é bem real. Quase uma em cada três mulheres de 30 a 34 anos e um quarto das mulheres quase com 40 anos não possuem namorado, de acordo com uma estatística de 2006. E esse é um problema crescente [nota do tradutor: problema? Isso me parece mais é uma consequência crescente]. O número de mulheres sozinhas nos seus 30 anos dobrou desde 1986.

O desafio é ainda maior para mulheres bem-sucedidas nos seus 30 anos, procurando por homens tão ou mais bem-sucedidos [tradução: hipergamia em ação]. Uma análise do censo de 2006 feita por Genevieve Heard, sociologista de Universidade Monash [na Austrália, onde foi escrito o texto], revela que uma em cada quatro mulheres nos seus 30 anos não irão encontrar um homem de mesmo nível educacional. Existem somente 68000 homens graduados nos seus 30 anos para 88000 mulheres graduadas – e solitárias – na mesma faixa etária.

E esse vão do nível superior entre os sexos só tem aumentado. No ultimo ano, a proporção de mulheres entre os 25 e 34 anos com nível superior cresceu de 37,7% para 40,3%, de acordo com o Bureau de Estatísticas [australiano], enquanto para os homens permaneceu abaixo de 30%, aumentando somente 0,5% no ultimo ano.

Apesar de haverem números aproximados de homens e mulheres solteiros nos seus 30 anos – cerca de 370.000 cada, na Austrália – metade desses homens têm somente o nível médio, 57% ganham $42.000,00 ou menos e 95.000 deles estão desempregados.

As altas expectativas das mulheres carreiristas [ou seja, a hipergamia delas] é uma grande parte dessa história. Muitas dessas mulheres simplesmente não estão interessadas no Sr. Mediano, diz Justin Parfitt, o dono de uma organização de speed dating chamada Fast Impressions. Partiff acrescenta: “elas engoliram totalmente o chamado da L’Oreal: Because you’re worth it! (Porque você vale muito). Existe um sentimento real delas se acharem no direito de tudo.

Ele descobriu que muitas das suas afiliadas estão determinadas a se encontrarem somente com homens altos, atraentes, ricos e bem-educados. Elas somente querem os machos alpha. “A maioria das carreiristas raramente darão um “sim” para homens que não são no mínimo, tão sucedidos quanto elas”, diz Partiff, que se esforça para atrair um número suficiente desses homens bem-sucedidos para seus speed datings. Sessenta por cento dos seus membros são mulheres. A maior parte, acima dos 30 anos.

Durante os seus 20 e tantos anos, as mulheres competem pelo homem mais desejado, o “Mr. Big”. Muitas irão se entregar a um cara esportivo, atraente, confiante, enquanto os homens normais são desprezados. Como Whiskeys diz, no site whiskeysplace.wordpress.com: “o cara normal, legal e médio é tão desejável quanto um prato frio de cereais pela manhã”.

Dados das Universidades norte-americanas mostram que 20% dos caras — obviamente os mais atraentes – ficam com 80% das transas, de acordo com as análises de Susan Walsh, uma ex-consultora de gerenciamento que escreve sobre o assunto em seu site, hookinupsmart.com [eu digo que isso é besteira, ela viu esses dados no heartiste, o site do Roissy].

Isso deixa um monte de caras beta passando os seus 20 anos na secura. Greg, um escritor de 38 anos de Melbourne, começou a vida adulta tímido e sozinho. “Nos meus 20 anos, as mulheres tinham todas as cartas na mão. Elas podiam te atrair e te derrubar somente com um olhar nos clubes ou bares. Elas podiam escolher qualquer cara, e pessoas como eu voltavam para casa sozinhos, envergonhados, vencidos e embaraçados. As garotas somente queriam ficar com os caras populares, os bonitões, extrovertidos, cheios de grana, esportivos, o tipo de caras que dominavam o salão, enquanto nós éramos ignorados.

Ele praticamente não teve encontros durante os seus 20 anos, e desistiu das mulheres. Mas então ele passou algum tempo em outros países, ganhou confiança, aprendeu a se vestir bem e voltou com tudo nos seus 30 anos. “De uma hora para outra, comecei a ser convidado pelas mulheres, de 19 até 40 anos. Os portões se abriram para mim. Uma vez eu namorei cinco garotas ao mesmo tempo, e deixei os meus amigos surpreendidos ao transar com três ou quatro garotas por semana. Esse é uma grande época para ser um homem nos seus 30 anos, quando você começa a ter mais atenção das mulheres e sexo do que você jamais poderia imaginar aos seus 20 anos.”

É nessa hora que alguns homens começam a se comportar muito mal – como a manosfera mostra claramente. Esses sites não são para os fracos [traduzindo: não são para aqueles que não querem ler algumas verdades]. Os relatos lá são cruéis e misoginistas [ou seja, reais e impiedosos com as mentiras contadas para os homens até agora]. Mas eles falam o que eles veem. Por exemplo, temos Greenlander, aparentemente um engenheiro bem sucedido de 30 anos. No começo de sua vida adulta, ele era incapaz de conseguir um encontro com qualquer garota. Agora ele somente se interessa por mulheres com menos de 27 anos.

“As mulheres que eu conheço nos seus 30 anos são totalmente cegas”, ele fala. “Algumas vezes eu as seduzo e fico com elas somente porque eu sei quais chaves puxar delas. É fácil demais. Elas se cansaram de ser parquinho de diversão dos alfas e veem um cara como eu como o perfeito beta para provê-las antes dos “ovos” se sequem [ou seja, antes que não consigam mais gerar filhos]… quando eu me canso delas eu simplesmente deleto o número do meu celular e paro de atender os chamados delas. Isso não as machuca tanto, a essa altura elas já devem estar acostumadas com o pump&dump [duvido que estejam, mas elas jamais reconhecerão terem feito o mesmo com os caras legais que elas conheceram nos seus 20 a 30 anos].

É fácil ignorar tanta bílis, mas a análise do Greenlander ecoa a experiência de muitos australianos, tanto homens quanto mulheres.

“É um corredor polonês de cafajestes aí fora”, fala Penny, uma advogada de 31 anos. Ela está chocada sobre como é difícil encontrar homens nos seus 30 anos dispostos a um relacionamento sério [será que era tão difícil quando ela tinha 20 anos? Mas nessa época ela ainda não tinha ‘se descoberto e amadurecido’, certo?] “Eu fico horrorizada com o número de mulheres belas e independentes da minha idade que não conseguem encontrar um cara decente [eles estão todos onde você os deixou – no seu passado].

Penny admite que parte do problema são suas próprias expectativas, que a sua geração de mulheres cresceu querendo demais. “Nós crescemos ouvindo o quanto éramos especiais, que nós poderíamos fazer qualquer coisa e que o mundo era nosso brinquedo.” E havendo passado os seus 20 anos namorando machos alpha [que ela obviamente não conseguiu segurar], ela esperava que eles ainda estivessem por aí quando ela finalmente resolvesse que era hora de um relacionamento sério.

Os homens mais bem-sucedidos e atraentes podem escolher entre mulheres da sua mesma idade ou entre as “Naomis”, as jovens que estão felizes em ter um relacionamento sério mais cedo. Quase um terço dos homens com educação superior e mais de 35 anos vivem com mulheres de 30 ou menos anos, de acordo com uma pesquisa do Bureau de Estatísticas.

“Eu não posso acreditar quantos homens da minha idade estão interessados somente em mulheres mais novas”, reclama Gail, uma publicitária de 34 anos enquanto nos fala sobre a sua pesquisa no site de namoros RSVP. Ela está chocada por ver que muitos homens de 30 e tantos anos configuraram seus perfis para não aceitarem e-mails de mulheres da sua própria idade.

Falando com mulheres como elas, é intrigante quantas olham para os seus relacionamentos anteriores onde elas deixaram caras legais irem embora porque ainda não “estavam prontas”. A jornalista Americana Kate Bolick escreveu recentemente no The Atlantic sobre como ela terminou o relacionamento de três anos com um homem que ela descreveu como “inteligente, bonito, leal e doce”. Ela assumiu que “não havia um bom motivo para terminar o relacionamento”, mas, ao mesmo tempo, ela está convencida de que faltava algo ao relacionamento [tradução: hipergamia falou mais alto, ela queria fortes emoções, mas o namorado só queria ter uma vida decente. Resultado: ela ficou infeliiiiz]. Isso foi a 11 anos atrás. Ela está agora com 39 anos e tem que se preparar para escolhas amargas.

“Nós chegamos ao topo da montanha”, Bolick escreveu, “prontas para começarmos nossas vidas, somente para descobrirmos uma sala vazia no fim da festa, a maioria dos homens tendo já ido embora, alguns nunca aparecendo – e os que ainda estão por aí são, você sabe, o tipo de caras de quem você não quer saber” [ah, hipergamia…].

Portanto, muitas mulheres estão perdendo o seu “final feliz” – a convicção de que, quando chegasse a hora, o homem dos seus sonhos estaria lá, à sua espera. Os 30 anos são anos de preocupação para as carreiristas que sonham com casamento e crianças – claro que nem todas sonham com isso [NAWALT. Sim, claro que a gente acredita… ] – a medida que elas encaram o final do seu ciclo reprodutivo cercadas por homens que não tem a menor pressa em se casarem.

Mas, claro, muitas mulheres eventualmente encontram um marido, muitas vezes um homem já divorciado. Existem complicações no mercado dos homens separados [Estranho como as mulheres sempre falam dos relacionamentos como um “mercado” – por exemplo, “falta homem no mercado”. O que você vai comprar num mercado? Coisas, até mesmo animais… e antigamente, escravos. Só a análise desse comentário fala bíblias sobre como as mulheres veem os homens], no qual os homens já vem “completos” com ex-esposas e filhos. Isso nunca fez parte do plano.

Muitas ainda lutam com o fato de que elas não estão mais numa posição de poderem escolher. A escritora americana Lori Gottlieb faz uma contabilidade dolorosamente honesta desse processo no livro Marry Him: The Case for Settling for Mr Good Enough (Case-se com ele: a hora de ficar com o Cara Bom-o-Suficiente).

“Talvez nós tenhamos que aprender a deixar todas essas expectativas para trás”, ela escreve. A mãe solteira de 40 anos lista um time de conselheiros que a ajudou a perceber que, enquanto ela estava conduzindo sua caça ao Homem Perfeito – Príncipe Encantado ou nada – o seu “valor no mercado” tinha caído no chão.

“Nossa geração de mulheres foi constantemente dita para ter auto-estima, mas parece que as próprias mulheres correm o risco de caírem numa egotrip e perderem toda conexão romântica”, ela escreve. Ela assume ter feito um erro ao não ter procurado por um marido aos seus 20 anos, quando ela estava no seu melhor. Ela aconselha às mulheres nos seus trinta e tantos anos a procurarem o “Cara Bom-o-Suficiente” antes que elas não tenham nem ao menos essa escolha. “Elas estão com um 8 mas querem um 10. Mas, de uma hora pra outra, elas já estão com 40 e nem conseguem um 5!” [karma is a bitch, babe].

As mulheres que resolverem atrasar a sua procura por um relacionamento sério irão encontrar um mercado de casamentos e namoros bem diferente. O advogado de Sydney, Jamie, se encontra paparicado por todos os lados para fazer uma escolha. Como muitos de seus amigos, ele vê as mulheres ativamente perseguindo-o, convidando-o para sair, fazendo almoços requintados para ele, comprando-lhe presentes, “Ah, então você é um advogado”, elas dizem [“ah, então você tem um altíssimo valor no mercado, dinheiro que não acaba mais, uma posição respeitada na sociedade, um emprego vitalício e é uma conquista que posso esfregar na cara de todas as minhas amigas” – tradução da Real].

Enquanto muitos de seus amigos estão somente se divertindo no campo, determinados a se refastelarem com essa atenção inesperada, Jamie está pronto para um relacionamento sério. Ele já está bem escaldado com o tipo de mulher fã de Sex and the City [traduzindo: gold-digger e piriguetes não ou completamente assumidas], mulheres que estão convencidas de serem especiais, mas ele está convencido de que ainda vai encontrar uma mulher com os dois pés no chão.

“Eu tenho sorte”, ele diz, “de estar num mercado em alta”.

fonte: http://www.smh.com.au/opinion/society-and-culture/why-women-lose-the-dating-game-20120421-1xdn0.html#ixzz20JmH9zoU

Comentário do Barão: para quem não sabe, o Sidney Morning Herald é como se fosse um Estadão ou Folha de S. Paulo australiano. Ou seja: se um jornal de grande circulação e influência já está tocando neste assunto (e até citando blogs estrangeiros que abordam esta questão). É, parece que as coisas por lá andam bem feias…

Para quem manja de inglês, leiam a sessão de comentários do artigo original! Um “must” pro cara sadista que nem eu que adora ver balzacas e carreiristas engolidoras de Prozac nervosinhas com as leves porradas que o artigo deu. Parecem lesmas se contorcendo no sal!

38 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Marcelo

    As balzaquianas solteiras sentem raiva tremenda quando um homem da mesma idade seja ele 30,40 50 arruma uma mais nova que elas.Como diz no texto a inveja de ver uma mulher de 28 anos com um cara da mesma idade delas.Se sentem desvalorizadas.Pensassem antes,tudo na vida tem consequência,suas escolhas sempre terão consequências.O que vai acontecer é que a maioria dos caras quando decidirem namorar/casar vão sempre arrumar uma mais nova,quando se está solteiro qualquer uma bonita serve,ate uma balzaca acima da média.Talvez para uma de 30 um cara de 50 anos queira ela,afinal para um coroa de 50 uma de 30 é nova….é a vida.

  2. DrJOKER

    “Eu não posso acreditar quantos homens da minha idade estão interessados somente em mulheres mais novas”, reclama Gail, uma publicitária de 34 anos enquanto nos fala sobre a sua pesquisa no site de namoros RSVP. Ela está chocada por ver que muitos homens de 30 e tantos anos configuraram seus perfis para não aceitarem e-mails de mulheres da sua própria idade.”

    Gostei da dica. Sem mais.

  3. Jorge

    Conheço a real a muito tempo,hoje já estou na casa dos 30 poucos.
    Na época que conheci li textos que a idade de ouro do homem é aos 30 anos,muitos comentaristas
    afirmavam que teríamos um monte de mulheres aos nossos pés,achava que era fantasioso,sempre tive meus pés no chão.Acredito que isso só aconteça quando se tem um grande destaque,jogador de futebol,empresários famosos,no anonimato é diferente.Posso afirmar que hoje sou respeitado ao meu redor,um bom emprego,sempre aparece uma mulher para sexo,nem sempre,mas aparece sim rs.
    O que eu percebo que muitos novatos na real querem chegar aos 30 para ter um harém de novinhas,mais por exibição do que vontade de COMER.A real é para te ajudar como homem mulher é consequência do seu desenvolvimento.

    Quanto ao texto,não é que falta homem para as balzaquianas é que os homens que elas desejam não as querem.Ao meu redor vejo um monte de mulher da minha idade arrumando homem,casando/se juntando, não preciso dizer como são os caras né? um destacado arrumará uma mais jovem,bonita,saudável para ter filhos,aos 30 um homem destacado tem poder escolha.Acredito eu que apesar da arrogância delas, elas gostam de viver de aparências vão preferir casar com um “beta” para não terem o título de solteironas,só aumentará o número de solteiras nessa idade se elas não quiserem abaixar a exigências delas,alfa nenhum vai querer.Se ao menos for uma gostosa aos 30 que não aparenta idade,quem nem as famosas de tv,ai é fica fácil,mas sabemos que a maioria das trintonas são “normais” fisicamente,então melhor abaixarem a bola.

  4. Renato

    A verdade é uma só, enquanto o homem na faixa dos 30 anos está em pleno auge a mulher nessa mesma faixa etária está em decadência! Aliás, vou mais além, no caso de um homem adepto a prática de exercícios físicos, de uma boa alimentação e, que não beba e nem fume, o seu auge pode ser estendido até a faixa dos 40 anos ou mais.
    As mulheres adoram dizer que “falta homem no mercado”, nos igualando a meros objetos, animais ou até mesmo escravos (uma vez que no passado os escravos eram vendidos em mercados). Porém, eu costumo comparar mulheres a automóveis, ou seja, quanto mais velho e rodado for o carro maior é a sua desvalorização. Ao contrário, um carro novo (uma mulher nova na faixa dos 18 a 28 anos) terá maior valor (de mercado). HAHAHAHAHA!!!! 😉

  5. RomuloLeão

    Só lamento o fato de não ter mais comentários de feminazis aqui pra darmos umas boas risadas! shuashuashuashuahs

    Pra vcs feminazis, eis seu destino:

  6. Alice Prior

    Speed dating é um termo que não tem tradução. Ambos autor e comentador estão enganados sobre seu significado, pois trata-se de um método de conhecer solteiros realizado por uma agência. Você contacta a agência e eles marcam lugar/hora e você e comparece junto a um grupo de pessoas. E a partir daí, parece uma terapia em grupo, sentam-se em pares e fazem perguntas rápidas em um tempo de 10 minutos (ou menos, não lembro mais!). Vão revezando os pares e faz-se perguntas entre todos, como se fossem vários encontros rápidos mesmo. Se alguém lhe interessar, passa-se informações de contato, mas não é obrigatório.

  7. Márcio

    Punição merecida!

    Aproveitem suas vidas com estudos, trabalho, experiências construtivas e fujam das vadias. Se acharem alguma mulher realmente honesta que queiram vocês, casem-se.

    Do contrário, continuem fugindo delas e vivam felizes, ricos, realizados e em paz na companhia de amigos de verdade.

  8. Perseu

    “Elas se cansaram de ser parquinho de diversão dos alfas…”

    Melhor dizendo: os alfas é que se cansaram delas por preferirem brinquedos novos.

  9. cheng

    tenchin amigos, saudades da opinião de voces, barão foi otimo isso é o que acontece na realidade, cara tá impossível hoje, e ainda mostro um exemplo uma moça parente minha se casou, ela aprontou de tudo no passado e mais um pouco, o bobão do cara q se casou com ela até chorou, fez juras de amor, e o cara não sabe com quem esta lidando, aí pergunto qual a lição q a vida nos dá ?

  10. Maria C.

    Engracado falarem das mulheres de 20, que nao queriam compromisso serio, e que agora aos 30 procuram os caras que hipoteticamente elas ignoraram no passado e hoje, por terem se tornado os “betas” (como e definido no texto), os mesmos dao o troco sem piedade nas mulheres com a justificativa de que “agora e a minha vez”.

    Engracao esquecerem de citar que a sociedade molda a masculinidade como fator importante. Como um homem que nao pega varias e visto pelos amigos, sendo que a sociedade em algum momento da vida dele cobrara isso dele. Como um cara que nao trata uma mulher como lixo, e visto como besta e o chama de otario e perdedor.

    Engracado nao citarem que na historia da humanidade a mulher sempre foi diminuida e quando felizmente elas comecam a ter a coragem de fazer o que bem entendem, saem vistas como perdedoras num jogo nojento e extramemente imbecil do qual elas optaram jogar do jeito delas.

    Ai algumas mulheres falam que nao entendem porque homens configuram seus perfis para nao aceitarem mulheres da sua idade (beirando os 30) e optam por mulheres mais novas. Eh claro. Nao parece obvio? Nenhum homem que nao pegava ninguem, quando finalmente comeca a pegar, quer se prender a alguem, quando, finalmente, eh o seu momento de mostrar quao “poderosos” ele pode ser. Entao, eles optam pelas mais novas: mais maleaveis, a cabeca ainda em formacao, mais dependentes.

    Desde sempre vejo reclamacoes de mulheres que dizem faltar algo em seu relacionamento. Ai o camarada me escreve que uma mulher terminou com um cara doce e leal sem uma razao para isso porque ela queria emocoes mais fortes, enquanto o cara queria uma vida decente. Certo!

    Acho que a propria esqueceu do comodismo que os homens AMAM quando estao em um relacionamento no qual, certeza, uma mulher sempre se dedica. Querer emocoes mais fortes, meu caro, nao significa querer pegar geral. Mas simplesmente sentir o interesse do cara pela mulher, o que muitos deles esquecem de demosntrar porque se acomodam e se acostumam ate o dia em que descobrem que vagabundas estao ao seu dispor.

    Se uma mulher nao toma atitudes, tenha a certeza que ela sera traida logo depois.

    Certo, as mulheres falam “falta homem no mercado” tratando a pobre imagem masculina como um pobre coitado. E quando eles chamam mulheres de cachorra, vagabunda e prostituta apenas porque elas resolveram agir como eles? Mulher nao pode agir da mesma forma que o homem sempre a submeteu? Ai te pergunto, por que nao?

    1. Barãozin

      Delícia, vou adorar derrubar isso rs

      Engracado falarem das mulheres de 20, que nao queriam compromisso serio, e que agora aos 30 procuram os caras que hipoteticamente elas ignoraram no passado e hoje, por terem se tornado os “betas” (como e definido no texto), os mesmos dao o troco sem piedade nas mulheres com a justificativa de que “agora e a minha vez”.

      Quem ri por ultimo ri melhor, já ouviu falar nisso? rs

      E não entendo pq os caras não deveriam aproveitar os louros da vitória depois de 10 anos passando sufoco e sendo ignorados. Agora q eles tão no auge deveriam estender a mãozinha pra balzacas amargas como vc? não fode rs

      Engracao esquecerem de citar que a sociedade molda a masculinidade como fator importante. Como um homem que nao pega varias e visto pelos amigos, sendo que a sociedade em algum momento da vida dele cobrara isso dele. Como um cara que nao trata uma mulher como lixo, e visto como besta e o chama de otario e perdedor.

      A própria mulher EXIGE q o cara seja assim. Veja se falta mulher para caras q tratam a mulher ruim… Vejam como cafajestes, bandidos, adulteros, etc, sempre estão rodeados de mulher e tem sexo sem exigências. Vcs msmas q fizeram com q as coisas fossem assim. Começassem a escolher apenas caras “legais” q cafajestes em apenas uma geração desapareceriam.
      Enquanto esses betas de 20 anos tentavam ser legais eram marginalizados. 10 anos engolindo sapo faz com q eles aprendam como as coisas funcionam e passem a agir de acordo.

      Engracado nao citarem que na historia da humanidade a mulher sempre foi diminuida e quando felizmente elas comecam a ter a coragem de fazer o que bem entendem, saem vistas como perdedoras num jogo nojento e extramemente imbecil do qual elas optaram jogar do jeito delas.

      Bem, se vc acha q ser “diminuida” é ficar protegida em casa enquanto o homem tinha q trampar em trabalhos degradantes e insalubres e lutar em guerras mortíferas respirando gás mostarda e cheiro de gente morta, oh como eu adoraria ser diminuido naqueles tempos! E aposto q mt cara também adoraria ser “diminuido” assim.

      Ai algumas mulheres falam que nao entendem porque homens configuram seus perfis para nao aceitarem mulheres da sua idade (beirando os 30) e optam por mulheres mais novas. Eh claro. Nao parece obvio? Nenhum homem que nao pegava ninguem, quando finalmente comeca a pegar, quer se prender a alguem, quando, finalmente, eh o seu momento de mostrar quao “poderosos” ele pode ser. Entao, eles optam pelas mais novas: mais maleaveis, a cabeca ainda em formacao, mais dependentes.

      Errado.

      Eles pegam as mais novas pq são mais gostosas e estão bem mais “frescas”, comparada a uma balzaca q nem vc q já rodou na banca de vários e tá td complexada e vivendo a base de ansiolíticos. fazendo uma analogia, só um imbecil optaria por pegar um chevette 88 em detrimento a um cruze 0k se ele puder ter essa cruze 0km. Pq me contentar com pouco se eu posso mais?

      Acho que a propria esqueceu do comodismo que os homens AMAM quando estao em um relacionamento no qual, certeza, uma mulher sempre se dedica. Querer emocoes mais fortes, meu caro, nao significa querer pegar geral. Mas simplesmente sentir o interesse do cara pela mulher, o que muitos deles esquecem de demosntrar porque se acomodam e se acostumam ate o dia em que descobrem que vagabundas estao ao seu dispor.

      Uma mulher geralmente dá td de si aos piores: cafajestes e outras tranqueiras. Qtos caras q eu conheço, boa gente e q quase se jogam em cima de uma poça de lama pra sua namorada passar, vivem me reclamando q a namorada tá toda frescurenta, quase não fazendo sexo, etc, mas q não largam dela pq gostam dela demais? Eu chamo esses caras de trouxa no ato, mas isso demonstra q mulher só dá algo em troca qdo ela é pisada. Como acontece com amigos meus q são bem canalhas. Qdo eles comem e largam em seguida eles até me mostram os sms desesperados delas querendo voltar e prometendo mundos e fundos rs

      Se uma mulher nao toma atitudes, tenha a certeza que ela sera traida logo depois.

      Sim. Mulher q não dá voa. Se não quer dar, outra topa!

      Certo, as mulheres falam “falta homem no mercado” tratando a pobre imagem masculina como um pobre coitado. E quando eles chamam mulheres de cachorra, vagabunda e prostituta apenas porque elas resolveram agir como eles? Mulher nao pode agir da mesma forma que o homem sempre a submeteu? Ai te pergunto, por que nao?

      Não pode. Como bem disse um sábio: “uma chave q abre várias portas é uma chave mestra. uma porta q se abre a qqer porta é uma porta de merda.” O homem pra ser o metelão tem q se esforçar pra caralho ou ter um status mt superior aos q lhe rodeiam. Uma mulher, pra ter vários parceiros só precisa… abrir as pernas!

      Pq se valorizaria uma pessoa assim? Seria o msm q eu ir parabenizar um cara por ganhar uma corrida de 100mts rasos contra um cara q usa muletas.

      1. jose

        po cara vc me representa esta porra mesmo !!

      2. Terminator Alpha

        Fatality!!!!!

      3. LeodaReal

        Na moral sua resposta merece ate um print cara, vc foi destruidor sem chances hehehe.

    2. Branco

      Linda, é assim que a gente quer que vocês continuem pensando.
      Queremos mulheres jovens, porque são mais dependentes, mais inseguras. Não tem nada a ver com o fato de elas não terem sido tratadas como lixo por outros homens; ou por serem mais sensíveis; ou por serem mais saudáveis; ou por não sentirmos nojo de beijá-las pensando em quantos já ejacularam na boca dela. É, realmente, não tem nada a ver com isso. É pura canalhisse nossa.

  11. Rafael Souza

    Caras, parem de dizer que as mulheres são isso ou aquilo, todos seres humanos possuem a tendência de gostarem do melhor, de vantagem, etc, se nós homens gostamos das gostosas que possuem peitos lindos e bunda grande etc, as mulheres claro vão gostar de quem tem mais grana, ou dos mais fortes, e/ou as duas características acopladas. Vejam esse comentário que vi no you tube, só como uma dica. valeu pessoal.

    1. Barãozin

      Bem, diga as feminazis pra pararem de nos chamarem de estupradores, assassinos, espancadores…

      Aqui só falamos algumas verdades q mts idiotas querem esconder ou ficar no “deixa disso”. Algo demais?

      1. Rafael Souza

        Cara, como que eu vou falar com as feminazis? Nem conheço isso, só emiti uma opinião,não tenho nada contra ninguém. Não sou maluco não, sei que as mulheres não são santas, reitero que so dei uma opinião. e deixei o link do vídeo so isso. valeu !!!

        1. Barãozin

          Então não venha triangular, meu filho…

          1. andré weiland

            Barão, esqueça os manginas matrixianos…

          2. jose

            vai pro inferno pega resto rsrs

  12. Doido_varrido

    Esse texto meio que salvou a minha noite…Uma pena que uma parte dessas “santinhas” que no auge dos 20 anos, nao queriam nada comigo, conseguiram um provedor! Por mim morreriam solitárias. Amigos é dificil mesmo um dia acordar e ver que tudo era mentira, que voce foi iludido pela tv, pelo teatro, pelo filme, pela musica, pelo radio, pelo pc… Mas textos como esse me fazem feliz! Me mostra que to no caminho certo… Por isso eu digo: chorem! chorem mais!

  13. Albert

    ##### É fato #####

    Hoje eu sou “aquele” cara de 30 que prefere as novinhas de 20,21 que eu tomava toco quando tinha meus 18, 20 kkkkkkk

    Mexer com mulher de 30 anos pra frente pra que????? A maioria são umas vadias mal amadas, que rodaram e deram a B* pra um monte de “alpha”e hoje querem “pegar” um imbecil pra segurar a onda e amarrar o burro na sombra.As vezes com 25 já estão “gastas” seja fisicamente quanto emocionalmente!!

    Obvio que o Homem em sua maioria leva desvantagem. Mas…

    Mas é bom aproveitar a fase dos 30 de Homem.

    Mulherada pode e vai achar ruim esse texto, mas é cientificamente comprovado que o Homem é mais visual que mulher. Muitas mulheres depois dos 30 ou até mesmo com 24 25 começam a ficar descuidadas.
    Homem gosta de ver uma mulher com tudo em cima mesmo. Homem de verdade gosta de uma bunda redondinha, peitos levementes firmes ( não precisa ser peitão nem bundão).

    Homem vai ser assim com 15 ou 70 anos. Mulherada que começa a preocupar com o “emocional” depois de um tempo.

    Ótimo texto.

  14. Tenchin

    Esses foi um dos melhores textos que já li aqui no Canal do Búfalo. Cada semana com vocês, eu adquiro mais conhecimentos. Que orgulho de ser homem! Depois dos 30 anos as mulheres ficam desesperadas mesmo. Isso já pude compreender em várias situações. Tenho observado uma bem de perto que é com um amigo meu, calma não sou eu, não digo aqui o parentesco que tenho com esse indivíduo por que posso ser processado, rsrsrrs. Ele é um cara super estudioso, tanto ele quanto eu, lutamos pra melhorar nossas vidas. Eu estou me formando agora na minha graduação, e ele que começou antes, acabou de terminar o mestrado. Ele fez agora 28 anos, e está namorando uma mulher de 35 já faz um tempo, e foram morar juntos. Ela se apegou a ele de uma forma, que me dá muito pena…dele. Ao contrário do dele, ela quase não conseguiu ser formar na faculdade, levou nove anos fazendo um curso de conclusão de 4 anos e não construiu nada, absolutamente nada na vida. Ao contrário dele, que tá ganhando bem, tem sua casa e acabou de comprar seu carro. Além de tudo é mandona e vire mexe está emburrada, insatisfeita, e pelo o que fiquei sabendo, a mãe dele não a suporta por que ela é desleixada (já ouvi dizer que até as calcinhas dela, ela já tirou do chão quando foi limpar a casa do filho). Por ser feminista, ela acredita que não tenha que fazer nada em casa (pra ela isso é opressão), eles não moravam juntos até então, mas ela vivia dormindo na casa dele, usando seu computador, telefone, etc… Só ia pra casa quando eles brigavam (ela morava com os pais ainda). Eu tenho a obervado muito. Desde quando conheci os textos de Nessahan Alita e os blogs da Real aprendi a ter filtro para essas coisas e saber discernir quando vejo uma balzaca, e ela é a típica balzaca. Posa de revolucionária, feminista, fala mal dos homens, mas se fincou suas unhas em um trouxa para ter sua aposentadoria. Pelo próprio comentário do cara, eu vejo que ela sente muito o tempo que está passando. Eu vejo que seu corpo não é mais o mesmo ( eu vi fotos dela quando ela tinha 25 anos, era um mulherão) e sua aparência cada vez ser torna mais pesada. Deve ter dispensado muito homens em sua vida, até caras legais, e agora finca suas unhas em um cara bacana como ele. Mas cada um planta o que colhe. Sempre quando eu tentava conversar com ele sobre a Real, ele, feminista e esquerdistas assim como ela, me colocava como se eu fosse um opressor, viajante, misógino e ele é o cara certo que que está acima e imune do que eu falo pra ele. Inclusive, sinceramente, quando ele me falou que ia se mudar da casa dele, por que ia morar com ela, eu (confesso!) devo ter esboçado uma reação desagradável, não devo ter conseguido me controlar. Acho que vacilei aí, mas me incomoda saber pra que caminho ele está indo. Mas quando a cabeça não pensa o corpo padece e cada um colhe aquilo que planta, ou nesse caso, o que ele plantou de ruim fica pra ele, e o que plantou de bom, fica pra ela. Quem sabe assim o babaca bacana, acorda e aprendi de uma vez, ou fica a vida inteira se lascando! Fazer o que! Mas esse texto deixado e o comentário feito pelo Roberto, tem tudo a ver com que andamos discutindo aqui na Real. O casamento traz ao homem o dobro das suas preocupações e metade de seus direitos. E a mulherada que dos vinte aos trinta meteram adoidados com cafas, agora aos trinta estão correndo desesperadas para garantirem sua aposentadoria precoce. Mas também não vou generalizar. Até mesmo por que temos necessidades de passar nossos genes adiantes, e chegar aos 60 anos sozinho, sem filhos, sem estar com uma mulher ao lado, deve ser algo tão triste quanto ser sacaniado por essas balzacas nos nossos vinte e poucos anos. A mulher ideal ela não existe, talvez geneticamente, encontramos ao longo da vida mulheres que nos deixaram malucos, com seu jeito, com seu cheiro, com seu sexo, difícil é encontrar uma mulher bacana com essas características. Há quase dois anos eu estou com uma mulher de vinte e poucos anos. E nesses meus já 30 anos de idade eu sinto falta de pegar no colo um filho meu, de poder olhar nos olhos de daquele ser frágil, dar a proteção instintiva de pai, de brincar com minha filha. Embora minha namorada seja nova, o caminho pra eu sair dos trinta é para os 40. Eu sinto que estou no meu auge, forma física, mental, já comprei minha casa, vou comprar meu veículo nesse fim de ano, e meu treino nas artes marciais está a mil, mas não deixo de babar os filhos de meus amigos. Enfim, acho que hoje em dia o casamento é muito perigoso, no entanto, se o homem pensa em se casar, é bom que ele vá com cautéla e passe uns anos namorando antes.

  15. Bastion

    E isso é porque não existe um movimento MGTOW organizado por lá, aparentemente é só a observação e experiência em primeira mão dos australianos. Excelente texto, tanta alegria de ler isso.

  16. Renato

    Ahaha demais esse texto,por isso eu digo NÃO SE CASEM,essas mulheres são seletivas ao extremo,e viram [b]só que 20% dos homens comem 80% das mulheres ??[/b].
    Como essa conta OBVIAMENTE não bate então elas acabam se “contentando” com caras que antes elas cagavam e andavam (caras bonzinhos,sérios,trabalhadores,o típico beta),daí é que vem a eterna insatisfação feminina,a sua cara de cú que lhe acompanha a vida toda,e por isso que o sexo é tão bosta.

    NÃO SE CASEM PASPALHOS,NÃO SE CASEM!!!

    Estudem,se aprimorem,e estudem mais,ganhem mais dinheiro e mandem elas se foderem,ou melhor fodam elas e depois chute …hehehehe
    Com certeza algum tonto pega “o resto”,se acha no lucro,e casa com o bagaço.

  17. Humberto

    Nossa esse está entre os textos top five q eu li aqui,sensacional e perfeitissimos os comentários do ∫arão,durante o texto. Esse é um texto q dá prazer…..obrigado real,vc me salvou. Aos 32,pensando em mim,explodindo na academia….aumentando 12k….bom emprego,viajando,não dando mole pra balzacas da minha idade,e tratando as mulheres como merecem. E elas nnao andam merecendo lá essas coisas. FUCK YEAAHHHH.

  18. Elmar

    Cuspiram pra cima….

  19. Mats

    Mais um post destruidor. Se o anterior deve ser lido por todos os homens, este deve ser lido pelas mulheres.

    Excelente trabalho, Rider. Valeu a pena o esforço.

  20. Chuck da Real

    ótimo texto
    e como sempre o confrade roberto arrebentando nos comentários
    vou até salvar em pdf aqui

  21. Don Corleone

    São tantas coisas pra falar que seria preciso um livro. Agora mesmo conheço uma mãe solteira de 32 anos com uma filha de 8. Ela está completamente desesperada, dando pra qualquer um e ninguém quer nada de compromisso. Agora ela está gorda e perdendo o viço. Durante seu “auge” como ela mesmo diz, perdeu tempo com um cara problemático que até fez ela abortar um filho com um cano de revólver dentro de sua boca. Abandonou-a e arrumou outra. Ano retrasado ela ficou sabendo que o cara se suicidou. Nesse meio tempo engravidou de outro mas como não era o grande “amor” da vida dela e dispensou o infeliz (sortudo?). Agora eu travo batalhas conversando com ela só pra me divertir e testar meus conhecimentos de contra-argumentação. Ela quer algo “sério” comigo e diz que nós homens só queremos as gostosas. Isso comprova o desespero. Mas atenção: as que ainda se mantêm razoavelmente bonitas ainda possuem uma sensação de poder infinitas apesar de seus 30 anos. Vejo muitos caras entrando na conversa delas. A boa é que mais homens estão devolvendo o troco por terem sido pisoteados no passado. Eu assisto de camarote ao desespero e me divirto.

  22. Roberto

    Observem que as estatísticas que falam sobre 25% dos homens com 30 anos ou mais se relacionarem com mulheres jovens é muito mais agravante para as mulheres do que a notícia dá a entender. No final do século passado, 20% dos homens comiam 80% das mulheres. Mas a realidade mudou e hoje provavelmente 10% dos homens comem 90% das mulheres. Quando a estatística fala dos 25% de homens, significa que os 10% de alfas está completamente englobado no grupo de homens que não aceita balzaquianas. Portanto, as mulheres balzaquianas não têm acesso aos alfas, nem aos melhores betas.

    Com a decadência dos casamentos, esse quadro piorará ainda mais para as mulheres. Em uma década ou duas, é provável que 50% dos homens não se relacione com mulheres balzaquianas. Os melhores 10% (alfas) continuarão fora do alcance. E os 40% de betas serão homens que ascenderam socialmente através do esforço, ou que, mesmo sem tanto esforço (salário alto, mestrado / doutorado, músculos), decidiram caçar mulheres em países menos imprestáveis.

    Dos 50% que restarem, uns 10% serão homossexuais. Sobrarão 40%, que são os betas do mais baixo nível e os piores que betas (gammas, omegas, ou seja lá como se chamem). E desses 40%, é provável que metade seja tão baixo nível que a mulher, mesmo em absoluto desespero, prefira ficar sozinha. Para quem acha que estou exagerando, recomendo que leiam sobre a taxa de casamentos da Nova Zelândia e tirem suas conclusões. O destino dos países esquerdizados é se aproximar da realidade da Nova Zelândia, onde, salvo engano, apenas 12 em cada 1000 pessoas se casam, ou seja, 1.2%.

    Conheço pessoalmente uma balzaca que foi tentar a sorte na Nova Zelândia. Conheceu um homem lá e decidiu tentar uma vida estável. Isso quando tinha uns 22, 23 anos. Resultado: não se casou, virou marmita por anos e acabou voltando pro Brasil. Hoje é balzaca solitária que vive a base de comprimidos.

    No Brasil, as notícias ainda são um pouco tímidas em comparação a esses países com maiores índices de indoutrinação, mas pouco a pouco vão surgindo mais casos sobre o fracasso das mulheres nos relacionamentos. A taxa de divórcios aqui no Brasil já é alta. É só uma questão de tempo para que a taxa de casamentos despenque proporcionalmente à de divórcios.

    Nesse meio tempo, recomendo a todos os confrades que invistam em si mesmos. Não apenas em aprender a Real sobre relacionamentos, como também ganhar inteligência política, financeira e jurídica. Além disso, imagine se você investir a partir de HOJE no próprio corpo. Daqui a 10 anos, quando essa bolha dos relacionamentos explodir de vez no Brasil, você vai ter um shape de uma década de treinamento. Muitos vão estar nos 30s, o auge do homem. Imagine você dos 30 aos 40, com casa própria, carro, músculos, maturidade intelectual e emocional. Eu certamente já me imaginei e hoje estou perseguindo esse sonho. Aos 20s, elas têm vantagem, realmente. Agora, o que é isso em comparação ao período em que o homem esforçado será superior – dos 30 até o dia em que ele morrer? Enquanto a mulher tem um destaque dos 15 aos 30 (dos 18 aos 25 para as vadias boêmias e porcas relaxadas), o homem tem um destaque dos 25 aos 80. 55 anos de felicidade (sim, porque quem for esperto, continuará investindo nas finanças quanto tiver 30 anos, e no decorrer das décadas, essa propriedade só tende a se multiplicar).

    Às mulheres recalcadas, deixo um recado: estão tristinhas com a situação? Estão com raivinha dos homens? rsrs. Pois saibam que mesmo que voltassem a ser jovens, virgens, donas de casa e submissas, ainda sim não seria o bastante. Não sei quanto aos outros homens, mas eu já comecei a provar os resultados do meu esforço. Jamais aceitarei a monogamia num mundo onde posso ter mais de uma mulher. Mulher de 30 anos pra cima então, nem pensar! Pra não dizer que não sou democrático, talvez uma balzaquinha com genética acima da média tenha chances, caso cozinhe pra mim e me dê presentes, quem sabe eu lhes dê migalhas de atenção.
    …rs.

    1. Barãozin

      Sempre escutem o q o Roberto tem a dizer. Esse manja rs

      1. BERNARDO

        “Aos 20s, elas têm vantagem, realmente. Agora, o que é isso em comparação ao período em que o homem esforçado será superior – dos 30 até o dia em que ele morrer? Enquanto a mulher tem um destaque dos 15 aos 30 (dos 18 aos 25 para as vadias boêmias e porcas relaxadas), o homem tem um destaque dos 25 aos 80. 55 anos de felicidade”.

        Perfeito essa análise mas só quero deixar umas considerações

        É fato que o homem só começa a produzir algo de relevante mesmo na vida depois dos 30, já tem uma música que fala que nossa vida começa aos 40 anos não é mesmo?

        Grandes homens no passado começaram a alcançar o seu auge, financeiro, intelectual e profissional justamente a partir dos 28 anos ou até de mais idade que isso.
        Mas por que não aos 20 anos? Por que não antes?
        Tirando a questão genética, o amadurecimento mais lento e completo do homem, quero deixar aqui uma consideração. Justamente perto dos 30 anos, homens como Jefferson, Lincoln, só “começaram” suas impressionantes vidas a partir desse período devido ao fato deles estarem a “sublimar” suas potentes energias sexuais a partir daí!
        Como assim está me sugerindo que abstenho-me de buceta? Claro que não paspalho! Estou falando que da adolescência aos 28 anos o homem demora a aprender, apaixona-se fácil e “apanha” de seios e bunda de mulher muito fácil. É aquilo que comumente chamamos da Matrix amorosa, o que todos os guerreiros da real já sabem. Por estar nesse amaranhamento o homem não produz NADA que preste na vida. Quando esse indivíduo senta para estudar seus pensamentos são só buceta. Ele está 3/4 do seu tempo pensando em mulher e por isso não faz nada. E consequentemente, recebe pouco de atenção e afeto feminino. O contrário disso também é verdadeiro. Quanto menos o homem pensa em mulher, mais elas chegam e “pagam pau pra ti”!

        Estranhamente quando após os 30, o homem sublima essa força, forçosamente ou não, deixa de lado o romantismo cuzão, cai de cara nos estudos ou seu negócio próprio e consequentemente ele prospera. E esse caminho é ascendente se ele tiver cabeça no futuro e não fizer merda ( por causa de buceta tambem, a buceta acaba com todas as grandes fortunas).

    2. Lucão

      “Não sei quanto aos outros homens, mas eu já comecei a provar os resultados do meu esforço. Jamais aceitarei a monogamia num mundo onde posso ter mais de uma mulher. ”
      Vou me casar apenas se eu decidir que vou querer ter filhos, eles precisam de uma mãe.
      Claro que só se a mulher for uma otima candidata, se não for, não vou perder muito, vou continuar só comendo.

  23. UM BARBARO

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAAAAAA

    Por que será que não estou nem um pouquinho com peninha?
    Demorou meu bem antes vc escolhia hoje terá sorte se for esconhida por um macho “ômega” e olhe lá!
    AH Estou deprê! sou desvalorizada e vou tomar prozac! Não tó nem aí!

    Vou me suicidar por que falta homens no mercado bons o suficiente para mim! JÁ FOI TARDE!

    Degustei cada segundo que tive de ler esse texto.

  24. andre-desbravador

    eu quero é que elas s e fodam se esperar algo serio comigo elas vão morrer encalhadas, mulé pra min se resume a buceta e nada mais, e se buceta desse em arvore eu nem olharia pra elas,
    o exemplo do cara citado a cima que é tido como alfa tem bom emprego e bem estudado possui um porte fisico legal, mas ca entre nós em cada 1000 homens 3 tem esse perfil, e o restante? são betas? manginas romanticos?.
    na minha opnião a mulé numca vai s e sentir jogada pelos cantos
    as coroas arrombadas, as piriguetes, as balzacas detonadas sempre terão exercicitos d e manginas prontos para a ssumilas e ser um provedorzinho.
    vc ai pode ser baixinho ser operario ter um fusca, mas se tu é conhecedor d a real tu ja é um fodão pois vc encontrou a liberdade que todos machos do reino animal tem

  25. vanderan

    Pois é, dai a Cézar o que é de Cézar.
    Elas dizem; – Somos iguais ou até melhores que os homens em vários aspectos;
    mas nunca ví um homem querer tomar o lugar da mulher,
    ser igual/???! Onde????
    só serão iguais quando forem melhores que os homens em todos os aspectos, porque se chegarem ao mesmo nível, continuaram não sendo melhores e com um esforço tremendo, traindo a própria natureza poderão mentir pra si, fingindo ser o que não é. Então aguenta a porrada que o homem aguenta, que serão iguais, aguenta a pressão que o homem tem de suportar e sejam melhores nas consequencias, que serão melhores que os homens, mas até lá, nem vem com esse papo de “iguais”.
    Vejo matérias jornalísticas que sempre começas com ” A mulher de hoje tem conquistado seu espaço e vive uma dupla jornada …” ja colocam com um sofrimento absurdo por viver uma dupla jornada sendo esposa mae trabalhadora. PUTZ!!! E o homem sempre foi o que????? Ele sempre dorme acorda vai pro trabalho, volta e não se desdobra com preocupações, zelo, força, dignidade e tudo que pode e deve fazer um homem de honra????
    Vão se lascar!!!

    Um fato que aconteceu
    o irmão de uma aluna minha, macho, rude, honrado, com brio na cara, deparou-se com uma sapata batendo de frente com ele, pois a dita estava acompanhada da “namorada” depois de apurrinhar, esbravejar e peitar, esse irmão não aguentou, o diálogo foi curto.
    – Ah é? Então você macho pra caramba? Disse o irmão já alterado.
    – Sou sim qual o problema?
    -É macho mesmo e vai continuar me peitando??…
    – Bom já que você macho e valente, pra mim você não é homem, mas se você ta dizendo, então deve aguentar uma que homem aguenta…
    Deu-lhe uma no queixo, que ele mesmo ficou com medo de ter matado a desgrama.
    Enfim não é o fato em si, que chama a atenção, mas posição.
    MULHER NUNCA VAI SER IGUAL A HOMEM NEM HOMEM IGUAL A MULHER, estamos vivendo uma invasão nazista-feminino nos nossos paises, logo acontecerá o obvio, as consequências.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: