Desmontando um “pua” matrixiano

Bem, no fórum Mundo Realista estávamos destrinchando um texto de um PUA manginão, então eis que surge Roberto, que já tem um histórico de destroçador de textos idiotas (procurem por demais artigos dele aqui no Canal!) e resolve desmotar frase por frase desta imbecilidade em forma de artigo.

Ouvi por aí que quem namora e é romântico está dentro de uma “matrix” e é um otário 🙁 Pode isso Arnaldo? PODE ISSO?
Quero deixar claro que este É um texto de um filógino, que ama genuinamente as mulheres em sua natureza e beleza.

Em um país onde a totalidade das mulheres jovens são prostitutas diretas ou indiretas, quem paga o preço de um compromisso para ter uma mulher que poderia ter sem assumir nenhuma responsabilidade não passa de um matrixiano. O que acontece é que o autor do texto correlaciona prazer sexual com virtudes espirituais. Ele acha que só porque a mulher é capaz de lhe dar prazer, ela não possui defeitos. Ou seja, para ele a quantidade de defeitos de uma mulher é medida unicamente pela quantidade de prazer que ela fornece, de forma que, se a mulher mantiver o chá de buceta, jamais possuirá qualquer defeito.

Se ela for uma mulher madura, vai respeitar sua vida, seus hobbyes e seus amigos. Vai querer um tempo pra ela e você juntos, mas por ser madura, vai saber que você tem amigos e gosta de passar tempo com eles. Por ser madura, vai querer você feliz (já que tu é um amante sincero e apaixonado) e, por querer você feliz, vai fazer de tudo para que sua vida fique boa com ela e seus amigos.

Não existe mulher madura. Maturidade é uma qualidade exclusiva do homem. Toda mulher é irremediavelmente apegada ao próprio ego, de forma tal que o colocará como prioridade número um de sua vida, passando por cima dos valores das outras pessoas para alimentar sua fome por fortes emoções. Toda mulher tentará afastar o homem de suas amizades e de seus próprios gostos, até que ele fique sem nada a oferecer, ocasião onde ela partirá para outro homem. Um PUA é o típico caso de homem que abandona sua dignidade e suas convicções e faz todo tipo de macaquice mirabolante para pegar mulher. Mulheres adoram PUAs, pois eles são bobos da corte, palhacinhos que brincam de alfa e se descobram para dar fortes emoções para elas. O que é um PUA senão um mangina glorificado?

Ela não permite brigas inúteis, pois gosta de passar um bom tempo com você e a emoção do relacionamento está em vocês se aventurando juntos pelo universo, com muito amor, pegação, paixão, maturidade e respeito.

Acontece no início do relacionamento, onde o objetivo da mulher é fazer com que o homem fique apegado. Na primeira oportunidade, a mulher colocará as asinhas de fora e começarão as brigas. É tudo muito sutil. Tudo começa com um pequeno conflito, um pequeno desentendimento aqui e ali. E com o tempo, o homem vai perdendo cada vez mais tempo com os caprichos da mulher e tem cada vez menos tempo para si. Não existe nenhum PUA que tenha um relacionamento feliz e duradouro. Como qualquer homem, a única coisa que ele aproveita é aquele início onde a mulher é propositalmente boazinha. Fora disso, o PUA é apenas alguém mais tolerante à brigas do que um homem comum, pois ele se convence de que possui total controle sobre a mulher, de forma que, sempre que a mulher errar, o problema está com ele, e não com ela.

Ela sabe que também erra e vai ajudar você a superar todos os problemas com ela. Vai admitir toda a culpa que for DELA, pois ela é uma mulher madura, não uma vadiazinha qualquer que maltrata nerds por aí.

Conforme eu disse no parágrafo anterior, o PUA jamais sente coragem de colocar a culpa na mulher. Os PUAs possuem aquela visão infantil de que existem duas categorias de mulheres: as vadias baladeiras e as mulheres legais. Acontece que essa divisão não existe na prática. Toda mulher possui a mesma sexualidade hipergâmica. A diferença é que umas sabem disfarçar melhor do que as outras. Toda mulher trocará o homem atual por um melhor se tiver a oportunidade, sendo que as mulheres legais serão mais habilidosas em disfarçar suas intenções. A mulher legal jamais terminará um compromisso sem dizer uma palavra. Como dizia Nessahan Alita, a mulher precisa se sentir incompreendida e sufocada antes de partir para um novo relacionamento. Por isso, a mulher legal primeiro transferirá a culpa para o PUA, que é um mangina submisso, e por isso sempre assume a culpa de tudo o que há de errado com a mulher, para depois passar para outro homem. Quando perguntado sobre o fim do relacionamento, o PUA dirá que cada um seguiu seu caminho, e que não estavam destinados a dar certo, que não eram compatíveis. A verdade é que o compromisso faliu porque a mulher não dá valor para o homem em si, e sim para o que ele representa, e no caso quis trocar seu prêmio por um troféu maior.

Ela vai cagar no pau (fazer alguma merda) e vai se desculpar pra você, pois você é um amante sincero de tanto valor que ela não consegue nem imaginar te perder. Ela chora sim, pois se arrependeu de ter vacilado como amante.

É o famoso sexo de reconciliação e as famosas lágrimas de crocodilo. Basicamente, a mulher testa o nível de tolerância do homem às suas vadiagens. Quando ela ver que foi longe demais e corre o risco de perder o homem, usará esses artifícios, fingindo que está arrependida, mas agora sabendo o quanto ela pode vadiar sem perder o relacionamento. O PUA que perdoa não passa de um corno manso.

Ela valoriza as pequenas e grandes coisas, pois tu é um macho que sabe ser romântico e se valorizar ao mesmo tempo. Então tudo que você fizer ela vai ver como boa intenção, pois além de tu ter um GRANDE valor como alfa, tu sabe valorizar os outros.

Romantismo não é coisa de macho. A paixão é um mecanismo natural de castração do homem. Quando o homem se apaixona, ele idealiza a mulher com as qualidades que ele queria ter para si. Por exemplo, na paixão muitos homens idealizam uma mulher carinhosa que os abrace e os conforte nos momentos difíceis. Isso na verdade é um desejo inconsciente de ser forte e suportar sozinho os momentos difíceis, é um reflexo da insegurança, da falta de confiança. Quando mais apaixonado é o homem, menos macho ele é. O homem macho é um mônade. É um homem completo, que sente o mínimo de insegurança possível, que é líder de si mesmo e influencia o mundo à sua volta, é um dominador. O homem macho tem tanto valor que as pessoas à sua volta se sentem valorizadas pelo simples fato de estarem no mesmo ambiente que ele, por simplesmente interagirem com ele. Se o homem precisa se esforçar para agradar, fazendo macaquices ou apelando a romantismo, não passa de um fraco em busca de aprovação, um macho de baixa hierarquia que só sobrevive em razão de uma sociedade assistencialista, pois na natureza não chegaria nem aos dez anos de idade.

ELA NÃO É UMA VADIA, então vai fazer de tudo pra você se sentir bem ao lado dela, e vai querer se divertir ao máximo ao seu lado.

Vai querer usar o homem como diversão temporária enquanto guarda sua submissão e dedicação incondicional aos verdadeiros cafajestes. O PUA não passa de um masoquista, pois se sente bem ao fazer suas macaquices submissas para agradar a mulher. A maior vadia, no fundo, é o próprio PUA.

Esse papo de querer domar o cara não existe para ela, pois ela é madura e sabe que se ela gota de alguem de verdade, vai querer que ele seja O CARA pro resto da vida.

Nem precisa domar. O PUA oferece a própria dignidade gratuitamente.

Ela pode te comparar e te testar, afinal, brincadeiras são divertidas. Mas ela te valoriza tanto como homem que sabe parar as brincadeiras, sabe que tá feliz com o que tem, que é até MUITO pra ela, e vai te testar é a PACIÊNCIA, PACIENCIA DE TANTO receber elogios.

O PUA não se importa de sofrer, desde que tenha uma pequena recompensa depois. Isso que ele acabou de descrever é o famoso joguinho do puxa e empurra. Se a mulher testar o homem, é porque ela não sente medo de perdê-lo, é porque ela sabe que o tem sob controle. A mulher pode adquirir suas fortes emoções sempre que quiser, pois o PUA se deixa ser ridicularizado com joguinhos infantis, apenas reagindo com uma pequena reprovação que não contém nenhum risco para o relacionamento. Ou seja, o PUA é um palhaço que jamais se cansa de ser manipulado.

Seu tempo e dinheiro são SEUS. Ela, por ser uma MULHER MADURA, vai ter um emprego e seu próprio dinheiro

Como advogado, já vi muitos homens como você aprendendo na marra o que significa meação e o que significa pensão. Além disso, a partir do momento em que o homem gasta fortunas em seminários e livros para fazer macaquices para divertir mulher, está indiretamente pagando para a mulher se divertir. PUA: o único empregado que paga pra trabalhar.

Ambos caminham juntos, com condições aceitáveis para os dois lados. Ela quer que fique bom pra ela, mas também quer que fique bom pra você também, afinal, ela é uma mulher madura, não uma vadiazinha que maltrata nerds frustrados.

O aceitável para o PUA é que a mulher dê 5% para cada 95% de esforço por parte dele. Para um PUA, o simples fato de pegar o telefone de uma mulher já é uma grande vitória. Na prática, ele faz um conjunto de macaquices mirabolantes, conversa por horas com uma mulher, faz o possível e o impossível para aturar o mal comportamento dela, e em troca ganha um número de telefone que nem sabe se é o verdadeiro. Para o homem de verdade, só existe uma vitória: sexo, de preferência com anal giratório.

Se vocês terminarem, ambos ficarão ao fundo do poço. Claro que ela vai achar alguém mais rápido que você, afinal, ela é uma gata e por isso está rodeada de caras. Algum deles tem que ser interessante pra ela. Já você, tá na merda e não é por causa dela, mas sim porque não soube encarar a vida como ela é.

Vejam só como o PUA é desonrado. Além de ficar no fundo do poço com o término do relacionamento, ainda acha que a culpa é exclusivamente dele. Estudou centenas de páginas de conteúdo PUA, participou de seminários caríssimos e fez mil macaquices para no final das contas não aprender nem o básico, que é não se apegar a um relacionamento. A razão para a mulher achar alguém mais rápido é que durante o namoro ela já possuía homens na lista de reserva. Enquanto isso o PUA se castrava voluntariamente, na ilusão de viver um relacionamento igualitário.

Triste todos ficam. Covarde é quem evita o risco de se chatear algum dia.

Covarde é quem se conforma com a tristeza. Os fortes não condicionam sua felicidade à aprovação de alguém, e vivem para a própria satisfação, e por isso não ficam chateadinhos quando um relacionamento acaba. Pelo contrário: o homem forte é aquele que encara o relacionamento como o fim do sufoco, como um novo começo. Enquanto o PUA se afoga no fundo do poço, o homem honrado já está aperfeiçoando sua vida, muitas vezes num relacionamento ainda melhor que o anterior.

RESUMINDO:

SEJA ROMÂNTICO, NAMORE MUUUUUITO, APRENDA MUUUITO, MAS SEJA ALFA!
Tu pode ser tudo que quiser, desde que seja homem também, honre suas bolas e se dê o valor que você merece.
Quando tu é confiante, pode até fazer flexão na frente da garota pra conseguir o número dela que ela vai continuar pagando pau pra você (quem é vip e vê Keys to the VIP sabe. SEJAM VIPS!!!).

Então esquece essa merda de que TODAS as mulheres são iguais, interesseiras, vadias e etc. ISSO NÃO EXISTE. ESSA É A MAIOR DAS MATRIX EXISTENTES.
Enquanto isso, tu tá aqui no Puabase aprendendo como seduzir mulheres e seus amigos “não alfas” da sua escola/faculdade tão todos felizes namorando lindas mulheres, e você pensando que é furada.
Há quem não namore porque não gosta. Há que não namore por medo (pois acha que mulher é tudo bixo ruim).
Se você não é nenhum desses tipos, namore e MUITO, pois você aprende mil vezes com um relacionamento decente, do que com 1000 vadiazinhas do baile funk que só querem saber da marca do seu carro e da sua camiseta pólo.

Enquanto você se contorce todo para proporcionar cinco minutos de entretenimento para uma mulher muito abaixo do seu nível, homens normais pegam as mesmas mulheres sem nem precisar trocar uma palavra. PUA é assim: homens perdedores fazendo de tudo para imitar os vencedores, quando na prática, independente das acrobacias que você faça, a mulher já decidiu até onde você é capaz de chegar com ela. Sedução não existe. Sedução é apenas um teatro que os PUAs inventam para tentarem convencer a si mesmos de que são valorizados pelas mulheres. Como diria o The Truth, o homem não suporta a sua desvalorização nos dias atuais. PUAs nada mais são do que homens com uma autoestima abaixo da média. No fundo, são perdedores que não querem aceitar a verdade, não querem ver que as mulheres não gostam dos homens em si. Preferem viver nesse mundinho de faz de conta. Não existe nada mais patético do que um homem apegado à sua irracionalidade.

fonte: http://mundorealista.com/forum/viewtopic.php?f=14&t=5728&start=40#p130442

Comentário: Mais um artigo com o selo de aprovação “Soco na cara da Matrix”!

Este artigo é um soco na cara da matrix!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: