«

»

maio 25 2012

Porque caras comuns não tem pegada (e o que fazer para melhorar isto)

Não deixem de escutar o Sexto protótipo do Jornal da Real!

Última parte da série sobre a VERDADEIRA sedução, publicado no blog britânico “Anglobitch”. Neste artigo, abusando da ironia e sarcasmo, o autor dá dicas que mesmo parecendo meio malucas, tem um fundo de verdade. O artigo pode pegar meio pesado às vezes, mas acima de tudo não é uma apologia a um comportamento sociopata, mas sim uma análise satírica, dura e realista de como as coisas funcionam. Tenham uma boa leitura!

por Rookh Kshatriya

Em posts anteriores eu peguei um pouco pesado com o blogueiro Roissy e seus fãs. Tirando alguns vídeos que ele posta, suas recomendações geralmente são muito boas, mas não em termos da sedução de forma “bruta”. Entretanto, os fatores mais potentes que afetam a sedução geralmente são determinados geneticamente. Americanos (e homens de classe média em geral) dificilmente aceitariam isto, dada ao anti essencialismo e a sua cultura democrática. Na Inglaterra, nós não temos problemas  em analisar questões sob umo ótica mais essencialista, especialmente quando se envolve diferenças entre classes sociais. A obra prima de Michael Argyle “The Psychology of Social Class (1999)” foi de inestimável valor para mim para eu fazer este artigo, e ele defende que boa parte (senão a maioria) das distinções sociais tem origens genéticas.

E o que isto tem haver com a sedução? Meu palpite é, somente peões ainda valorizam a força e resistência física, coisa que está sendo sistematicamente botada de lado entre as classes mais altas em favor de qualidades intelectuais. Infelizmente, são estas qualidades físicas que as mulheres acham atraente em um nível mais visceral, deixando com que os caras de classe média numa desvantagem quando o assunto é seduzí-las.

Fatores intrísecos geralmente são muito difíceis de superar. Mas mesmo assim, eu contribuo com sugestões que podem ajudar o carinha comum a superar tais adversidades.

Limitações físicas

Ninguém admite nestes dias politicamente corretos, mas a classe média geralmente tem membros com baixa capacidade física. Eles gastam bastante tempo em academias, mas eles parecem que nunca pegaram um peso na vida. Muito disto é genético – homens de classe média são informalmente selecionados por sua inteligência, e não por sua capacidade física. Consequentemente, eles acham difícil adquirir massa muscular, não importa o quão duro eles treinem. Entretanto, quando o assunto é sedução isto é um grande empecilho – afinal nada como um corpo bombado para deixar qualquer mulher excitada.

Solução: trabalhe duro. Faça mais trabalho manual em sua casa ou vá carpir um lote.

“Enraizamento Social” excessivo

O cara de classe média comum tem pouco valor para a mulher porque ele é muito ligado a sua cultura. Eles não tem aquela aura de perigo ou mistério porque eles são os caras que fazem a sociedade andar. É por isto que homens de fora da cidade/estado/país chamam tanto a atenção das mulheres – porque eles são forasteiros. O escritor britânico Colin Wilson escreveu muito sobre o homem estrangeiro e seu apelo visceral nsa mulheres: ete é o potente e eterno método de sedução do forasteiro. Talvez isto em parte se explique pela sociobiologia – nas culturas pré históricas, um forasteiro provavelmente tinha um status maior que indigentes, e talvez seja alguém de destaque daonde ele tenha vindo.

Solução: o cara branco de classe média não pode simplesmente se transformar em um negro ou latino (NT: no caso de americanos e ingleses). Entretanto, ele pode ficar bem menos enraizado naquela sociedade caso ele se misture com tipos contraculturais. Viajando para o exterior pode ajudar. Além do mais, uma boa é se tornar um forasteiro político – se envolva em algum grupo político radical e anti Establishment. Quanto mais ele parecer ilegal, melhor. Geralmente em todos os países temos algum grupo do gênero.

Caras de classe média tem neuroses demais

Como caras de classe média sao definidos pelo seu intelecto e seu status advindo de uma educação formal, eles são mais propensos a terem neuroses complexas e desordens psicológicas do que caras que não usam muito o cérebro. Resumindo: os burros tem menos neuroses – e neuroses assustam mulheres. Quem é muito inteligente e ligado nas coisas são intrinsecamente carregados de neuroses – já que estas são funções naturais da inteligência e da auto alienação.

Solução: fique bêbado, use drogas, mate algumas células cerebrais. e pare de ler livros – livros fodem com a sua sedução.

Caras de classe média não parecem “casuais”

Isto eu vi em um dos meus amigos peões. Não importa o quanto tentem, um cara de classe média não parece ser “casual”. Eles nunca se vêem “relaxados” – eles parecem que andam por aí com uma coisa presa no rabo ou feito velhotes. Talvez isto seja genético, ou socialmente determinado. Não importa que origem tenha, mulheres não gostam disto. A pior forma disto é ver como um cara de classe média anda – ao invés das passadas viris que devoram o chão como algum caçador ancestral fazia, o cara de classe média parece que anda feito uma girafinha.

Solução: comece a andar mais com peões/vida loucas para poder pegar seus comportamentos “casuais”.

Caras de classe média são emocionalmente “rasos”, programados e maçantes

De novo, isto é um perigo intríseco de ser parte de gerações e gerações imersas numa cultura de classe média. Todas as emoções mais fortes foram cortadas no processo da mobilidade social trans geracional, produzindo personalidades “rasas” e sem atrativos.  George Sodini, um franco atirador que fez um massacre em uma academia, é um bom exemplo disto – um homem raso, unidimensional e “cinza”.

Solução: os conselhos que o Roissy dão são muito bons neste caso, mas provavelmente tem efeito limitado dado que estamos lidando com genes pouco aptos a isto.  Essencialmente, incorporar o princípio sócio biológico do  “valor agregado”  (ex: o rabo do pavão) provavelmente aumentará muito o seu poder de sedução. Então óculos chamativos, casacos compridos de couro – já sabem como é, caras!

==

Caras de classe média aparentam ter 50 anos

Eu não sei como isto acontece, mas caras de classe média parecem ter uns 50 anos – mesmo quando são jovens. Tais características as vezes são mais definidas, como narizes grandes e retos, que dão a impressão de uma prematura meia idade. Traduzindo, um rapaz que se aparenta com umhomem sério de meia idade terá problemas na hora da sedução. Eu acho que tal amadurecimento precoce seja em função de que peões só tem filhos se eles aparentarem ser jovens e viris – tal coisa que não é muito presente na dinâmica da classe média.

Solução: cirurgia plástica? Algo mais prático seria deixar o seu cabelo grande – isto iria disfarçar seus traços mais maduros.

O legado cultural anglo-saxão

(NT: Isto vale mais para os nascidos nesta cultura, ou seja americanos e ingleses, mas é algo a se observar também por aqui)

Esta é  principal – já que o homem de classe média padrão da cultura anglo-americana é o principal portador desta cultura – problema. Não apenas ele não terá  status de forasteiro misterioso, mas também a própria cultura na qual ele foi criado o limita. Isto é porque a cultura anglo saxã é derivada de um modelo puritano e repressivo que é intrisecamente esquizofrênico e assexuado. Homens das classes mais baixas são menos afetados por esta cultura, o que em parte contribui para sua imagem de virilidade animalesca.  O mesmo pode ser dito dos forasteiros que não tem essa herança cultural – negros, latinos, celtas e judeus. Ingleses tem a péssima reputação de serem os piores amantes – dificilmente algo que te ajude na hora da sedução. Vamos ser francos – afiliações culturais anglo-saxões são uma pedra no sapato neste quesito e deve ser eliminada de seu jeito de ser o quanto antes. Entretanto, se você já é um forasteiro, ignore esta cultura completamente.

Solução: assuma uma postura pessoal que aparente ser estrangeira (ou pelo menos não anglo saxã). Sejamos francos: mulher nenhuma quer saber de um maricas anglo saxão. Eu conheci um inglês que se fazia de holandês liberal – e passava boa parte do seu tempo comendo mulher por aí.

Este é o meu último post sobre a sedução. Entretanto, minha perspectiva única das coisas provavelmente contribuiu em algo para qualquer um que leve o PUA a sério. Esses caras estão invadindo meu site, mas, sendo direto, minha audiência mais séria britânica está começandoa ficar alienada da natureza dessas coisas.  Há um grande mundo de bucetas por aí a ser conquistado – vamos lá, caras!

Qustionário Rápido – Você é mestre da VERDADEIRA sedução?

Já fez sexo selvagem com uma mulher ou foi grosso com ela?

SIM – 10 PONTOS

NÃO, MAS TENHO VONTADE – 5 PONTOS

NÃO – 0 PONTO

Qual foi a última vez que brigou?

NUNCA – 0 PONTOS

UMA VEZ NOS ÚLTIMOS 5 ANOS – 5 PONTOS

NA NOITE PASSADA – 10 PONTOS

Já foi preso alguma vez?

NÃO – 0 PONTO

SIM, MAS FOI POR UM CRIME BOBO -5 PONTOS

SIM, POR MAIS DE UM ANO – 10 PONTOS

Você é muito ligado a sua sociedade?

CLARO, SOU UM CIDADÃO EXEMPLAR – 0 PONTOS

UM POUCO, NÃO LIGO MUITO MAS NÃO VOTO – 5 PONTOS

ODEIO ESTA SOCIEDADE E QUERO DESTRUÍ-LA – 10 PONTOS

Você foge dos padrões étnicos/culturais do meio onde vive?

SOU UM CARA PADRÃO DA CLASSE MÉDIA – 0 PONTO

SOU UM PEÃO – 5 PONTOS

SOU DE FORA DO PAÍS – 10 PONTOS

Se você marcou…

50 PONTOS – VOCÊ É UM VERDADEIRO DON JUAN!

=

=

=

=

=

=

25 PONTOS – TEM POTENCIAL, CONTINUE ASSIM!

=

=

=

=

=

=

0 PONTOS – PARE DE PERDER TEMPO COM PUA OU PROVAVELMENTE SE TORNARÁ NUM BOBÃO COMO ESSES DOIS:

fonte: http://kshatriya-anglobitch.blogspot.com.br/2009/08/why-middle-class-angloguys-have-no-game.html

12 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Marcello

    Pra que dizer algo ? Imagens falam melhor.

  2. pegada?

    Não que eu queira me passar por o “tradutor fodão” (nada disso, admito que não sou muito de bom de inglês), mas até o que eu sei “game” em inglês é “jogo” ou “jogar” (video game = jogo de vídeo).

    E não sei se existe uma tradução para o inglês para a expressão “pegada”…

    1. Barãozin

      Jogo, pelo menos no sentido do artigo, é o cara saber “pegar” mulher. Isso vem dos PUAs, “the gaming community”.

      Uma frase q eles usam mt é “you got game”, q é mais ou menos “você tem pegada”, “vc tem jeito com as mulheres”, etc, etc, etc. Por isso q eu resolvi traduzir por pegada.

  3. Bruno L. Rocha

    O que esse cara diz é verdade. No meu trabalho, há uma linda moça filha de um dono de alto escola, que ganha mais de R$ 7.000 por mês e ela vive muito bem. Mas ela nunca puxa papo com os caras legais, nem mesmo para uma simples amizade ou uma troca de conversa informal. Ela só fica com suas amigas, com o perfil exato de puta de balada, sem falar nos seus amigos, também burros e igualmente farreiros. Já vi carinha legal sendo jogado de lado para ela ficar hora e hora de papo com um favelado maconheiro, com aquelas gírias, um cara burro feito cachorro. Tipo “sacumé, né, ai nóis foi lá e pá, né, us cara lá chegaru tudo quebranu os trem tudo, né, ai tipo, eu tava la de boa, né, ai chego a mina la ja veio….”. Dai pra baixo.

    Eu só não gosto quando este site fala da mulher de modo geral, pois essa estupidez atual é culpa do feminismo, não delas. Nós homens temos maior capacidade cognitivas em áreas com matemática, lógica e dimensão espacial. Dai em diante, não muda muito. Também há mulheres matemáticas, escritoras, cientistas e essa afloração trabalhista das mulheres ja ia brotar sem o feminismo mesmo. O feminismo só pegou carona num rumo certo e o desviu para a ZONA.
    Somos menos sentimentais mesmo que elas, mas que inventou o romantismo, a forma mais desleal de estupida de retratar a realidade em forma de sonho, foram os homens.
    Quer destruir os homens, destrua as mulheres. Os homens sempre vão apodrecendo logo em seguida. Como dizem, a mulher edifica a casa, mas elas são o termômetro da sociedade. Se elas piram, nós piramos também.

    Um abraço pro pessoal do site.

    1. Barãozin

      Na vdd o q feminismo fez foi só pegar a tendência natural delas de preferir o lixo e incutir na sociedade q tal preferência é linda e mt válida. No passado a sociedade, q não era boba, prendia esses impulsos hipergamigos da mulherada (assim como forçava o homem a andar na linha, é claro). Mas essa tendência delas não é algo de agora, como bem demonstra estudos (alguns publicados aqui, só procurar).

  4. Topper

    Eu até discordo da postura feminista por achá-la excessivamente superficial e na prática, ainda fortemente apegada à dependência da figura masculina.
    Conheci este fórum lendo o caso da filha da ex-cantora mirim e é meu primeiro acesso.
    Infelizmente no geral fiquei um tanto decepcionado com o tom dos debates que não parece construtivo e se apegando ao cerne da discussão no dia a dia e parecer somente um desabafo recalcado de pessoas que tiveram dificuldade em lidar com mulheres em geral.
    Respeito a opinião de todos, mas para o que eu esperava, realmente não encontrei nada de bom.

    1. Barãozin

      Bem, q eu saiba temos q lidar com o q acontece no dia a dia, e não ficar discutindo o sexo dos anjos…

  5. Cruel

    Onde posso encontrar os conselhos do Roissy? E pq os conselhos do Roissy são muito bons mas tem efeito limitado, segundo o autor?

  6. Alfredo

    A tal pegada, não é nada mais nada menos do que abraçar, beijar, falar, olhar com firmeza, e fazer sexo uns 10 a 20 minutos a mais do que a média, e também elas falam isso para deixar os homens na dúvida e fazer tudo para agradá-las. Postura melhora e muito tua relação com as fêmeas, tipo andar de cabeça erguida e coluna reta, deixar a barba com frequência “por fazer”, claro o dinheiro se sobressai muito em relação a tudo isso que falei aqui.

  7. Aron

    Senhores, o texto é excelente e os argumentos extremamente lógicos, porém, o que me deixou preocupado foi a citação da solução sobre “caras de classe média tem neuroses demais” em que fala o seguinte:

    “Solução: fique bêbado, use drogas, mate algumas células cerebrais. e pare de ler livros – livros fodem com a sua sedução.”

    Senhores, o canal do búfalo é um excelente blog e toda manhã sempre o acesso para ver as novas publicações, mas confesso que esta me deixou muito preocupado devido a estas citações, pois podem dar a entender uma certa “apologia” a esse tipo de coisa, fato que eu tenho a absoluta certeza que o blog não quer fazer, pois o importante é o engrandecimento do homem, tanto espiritualmente quanto fisicamente.
    Abraços.

    1. Barãozin

      Sim, como pus no começo ela dá dicas malucas, mas com um fundo de verdade. Se for ver esses macoinhas raramente tão sozinhos. Somente sob esta ótica, ele está correto.

      Obviamente, como bem dito, aqui jamais eu incentivaria esse tipo de coisa. Até falei, comentando o artigo anterior do britânico metelão, q o cara q investe seu desenvolvimento (e qqer coisa q faça) voltado somente em pegar muié, ele é um completo imbecil!

    2. ClaytonM

      Essas neuroses intelectuais nada mais são do que cargas acima da capacidade do próprio individuo. Está escrito até na Bíblia que quanto mais se sabe, mais sofre (no sentido de enxergar coisas que as outras pessoas desprezam).

      A cultura educacional brasileira não ensina que há conhecimentos pesados demais que precisam de um preparo além da mente. Aqui todo o conhecimento é enxergado como mera informação a ser absorvida.

      O cara tem que ser sábio e usar suas próprias certezas para lidar melhor com o mundo e si mesmo. Não adianta viver invejando os pobres por comerem mais mulheres. Até parece. Finja ser pobre e tente seduz mulheres..

      O mediano da classe média pacato, fraco, covarde, anti-social deve encarar sua vida usando todo o corpo (não só a cabeça de cima). E aproveitar suas virtudes já adquiridas para distribuir para todo o corpo. Sim, se você tem um grande desafio na sua mente para ser resolvido, porque não preparar seu corpo para o sucesso futuro?

      O homem deve ser intimo com o poder de cada célula do seu corpo.

      Apertar botões nunca foi viril. Mas ousadia e coragem com a mente, corpo e espírito sim!

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: