«

»

maio 23 2012

David Koresh – o mestre da verdadeira sedução

Não deixem de escutar o Sexto protótipo do Jornal da Real!

Segunda parte da série sobre a VERDADEIRA sedução, publicado no blog britânico “Anglobitch”, que toca num assunto interessante: como homens, que numa primeira vista parecem total perdedores, conseguem ter filhos aos montes e ter acesso a sexo abundante. O artigo pode pegar meio pesado às vezes, mas acima de tudo não é uma apologia a um comportamento sociopata, mas sim uma análise satírica, dura e realista de como as coisas funcionam. Tenham uma boa leitura, pois esta é reveladora!

David Koresh

por Rookh Kshatriya

Há de ser dito que a maioria destes “PUAS” (NT: pick up artists, pessoas que estudam como melhor seduzir mulheres) e escritores vivem promovendo a sedutologia não conhece porcaria nenhuma quando o assunto é atingir o verdadeiro status de macho alfa – meros quase-homens, na melhor das hipóteses. Isto é porque seu entendimento de sociobiologia/psicologia evolutiva é fraca; eles confundem sexo recreativo com sucesso reprodutivo. Entretanto, o verdadeiro sucesso sexual em termos biológicos é medido apenas pelo número de filhos que alguém pode ter.

Isto pode ser provado pelo estudo da história da evolução. Em sociedades primitivas,  xamãs e caciques é que tinham os filhos com as mulheres da tribo, seu status superior era pago pela moeda sociobiológica do grande número de filhos. Os homens de menor status não tinham muitas chances de se reproduzirem. É por isto que o DNA mitocondrial (exclusivo das fêmeas) mostra muito mais inflexão. Historicamente, apenas 20% dos homens tem a chance de se reproduzir, enquanto 80% das mulheres tem esta chance. É claro, mais recentemente, os conquistadores mongóis usavam suas riquezas e poder para manter imensos haréns de mulheres para gerarem seus filhos – e é este o motivo do porque praticamente um terço da população asiática masculina é descendente de Gengis Khan e seus decendentes. Na Inglaterra, durante a Idade Média, um senhor feudal podia ter a primeira relação sexual com qualquer noiva vivendo em seus domínios em sua noite de núpcias. No Oriente, sultões e imperadores sempre mantinham vastos haréns de mulheres que geravam seus filhos. Quando um líder assim é destronado, tais mulheres viram a propriedade reprodutiva do conquistador – por exemplo, quando o sultão Otomano Bayazid foi derrotado por Tamerlane, este se apropriou de seu harém. Resumindo,  o poder supremo masculino sempre foi usado para garantir o sucesso reprodutivo, e não sexo recreacional.

Entre os Zulus sob o reinado de Shaka, jovens de baixo status social eram permitidos a terem sexo recreacional, mas não ter filhos. Este privilégio era reservado aos guerreiros de elite do rei apenas. Resumindo, é difícil de duvidar que ter sexo recreacional do jeito que é propagado pelos PUAs  é algo realmente digno de homens inferiores. De um macho beta, na melhor das hipóteses. A VERDADEIRA sexualidade do macho alfa é sempre direcionada a maximizar seu potencial reprodutivo – ou seja, produzir a próxima geração de crianças.

É claro, alguns irão dizer:  não há espaço para isto no nosso mundo monogâmico moderno. De forma superficial, eles estão certos, é claro. As mulheres ganharam direitos e idependência em nossa cultura pós industrial, inutilizando as aspirações de todos menos dos mais ousados machos. Entretanto, o verdadeiro macho alfa quebra as correntes destas imposições vez ou outra; ele não tem limites em sua busca de auto-realização.

Com tais fatos em mente, vemos que o verdadeiro exemplo de sedução não é o que Roissy prega ou qualquer um que exalta o papel do sexo recreativo. O verdadeiro mestre da sedução é David Koresh, lider da Seita Ramo Davidiano em Waco, Texas. Porque? Porque Koresh foi pai de 25 filhos de 20 mulheres diferentes. Começando lá de baixo, ele transformou a si mesmo através de um esforço nietzscheano de vontade em um verdadeiro alfa, passando praticamente todos os suas contrapartes masculinas contemporâneas no quesito fecundidade. Leram bem isto? 25 filhos. Isso mesmo – vinte e cinco. Isto é 25 vezes mais bem sucedido do que VOCÊ em termos reprodutivos, caras.

Vamos ver agora como este verdadeiro mestre da sedução conquistou tal feito:

Koresh nasceu em Houston, Texas, filho de uma mãe solteira de 14 anos chamada Bonnie Sue Clark. Seu pai era um rapaz de 20 anos chamado Bobby Howell.  Eles não se casaram. Dois meses depois de nascer, seu pai encontrou outra jovem e abandonou Bonnie Sue.  Koresh nunca conheceu seu pai e sua mãe começou a morar com um alcoólatra violento.  Em 1963, sua mãe se separa de seu namorado e deixa Koresh, com então 4 anos, com sua avó, Earline Clark. Sua mãe voltou quando ele tinha 7 anos, depois de se casar com um carpinteiro chamado Roy Haldeman. O casal teve um filho chamado Roger, nascido em 1968.

Koresh descreve sua infância como solitária, e alega ter sido estuprado por garotos mais velhos quando tinha 8 anos.  Sendo um estudante pobre e iletrado e diagnosticado com dislexia, Koresh abandonou a escola. Devido a sua baixa capacidade intelectual, ele foi colocado em classes especiais e foi apelidado de “Vernie” pelos seus colegas, mas aos 11 anos ele já tinha memorizado todo o Novo Testamento.

Em 1981 ele se muda para Waco, Texas, onde ele se juntou ao Ramo Davidiano, um grupo religioso originado de um cisma ocorrido em 1950 da “Cajado do Pastor”, seita criada por membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia em 1930. Eles fundaram sua sede numa fazenda localizada a 10 milhas de Waco, que foi batizada de Centro Monte Carmelo (vindo do Monte Carmelo bíblico), em 1955.

Em 1983 ele começou a alegar que tinha o dom da profecia. Koresh então se relacionou sexualmente com Lois Roden, a profetisa e líder e líder da seita com 78 anos de idade, eventualmente alegando que Deus tinha escolhido ele para ter um filho com ela, que daria a luz ao Escolhido. Em 1983, Roden permitiu que Koresh começasse a ensinar sua própria mensagem dentro do grupo, o que causou controvérsias. Koresh e mais 25 seguidores fizeram outra base em Palestine, Texas, distante 90 milhas de Waco, onde viveu por uns 2 anos, durante este tempo Koresh começou a recrutar novos seguidores na Califórnia, Reino Unido, Israel e Austrália.

Lois Roden morreu em 1986. Até aí Koresh ensinava que a monogamia era a única forma certa de se viver, mas de repente ele começou a pregar que a poligamia era permitida a ele. Em março de 1986, Koresh dormiu pela primeira vez com Karen Doyle, de 14 anos. Ele a tomou como segunda esposa. Em agosto do mesmo ano, Koresh começou a dormir secretamente com Michele Jones, a irmã mais nova de sua esposa, com então 12 anos. Em setembro de 1986 Koresh começou a pregar que ele tinha o direito de ter 140 esposas, sendo que 60 delas seriam “rainhas” e 80 concubinas., no que ele baseou interpretando o cântico de Salomão. O antigo Davidiano David Bunds afirma que a doutrina poligâmica de Koresh “surgiu da vontade dele de fazer sexo com menores. Quando ele se convenceu que isto seria vontade divina ele se libertou da culpa e procurava ter sexo com o máximo de meninas menores de idade que conseguisse.”

O Relatório de 1993 do Departamento de Justiça Americano aponta alegações de abuso físico e sexual de crianças. O Agente Especial da ATF David Aguillera interrogou uma antiga membro do Ramo Davidiano chamado Jeannine Bunds, que alegou que Koresh era pai de pelo menos 15 crianças com várias mulheres e menores que moravam no acampamento. De acordo com Bunds, algumas das jovens que tiveram filhos com Koresh tinham 12 anos de idade. Ela disse que ela mesma teve sete destas crianças. Bunds também alegou que Koresh anulava o casamento dos membros que se uniam ao seu culto para assim ele ter acesso irrestrito as mulheres.

Em 28 de fevereiro de 1993, o Escritório de Alcool, Tabaco e Armas de Fogo (BATF) atacou Monte Carmelo. O ataque resultou na morte de quatro agentes e seis Davidianos. Pouco após o ataque inicial, o Grupo de Resgate de Reféns do FBI assumiu o comando da operação.

O cerco de 51 dias ao Monte Carmelo terminou quando o Procurador Geral Janet Reno aprovou as recomendações para que oficiais do FBI começassem o ataque final, onde os Davidianos teriam que ser retirados daonde estavam abrigados à força. Durante o ataque, a igreja em que estavam pegou fogo. Entrincheirados dentro da igreja, 76 Davidianos, incluindo Koresh, morreram no incêndio. 17 das vítimas eram crianças com idade abaixo dos 17. O Relatório Danforth alega que aqueles que morreram estavam incapacitados, ou sem vontade, de fugir e que Steve Schneider, braço direito de Koresh, provavelmente atirou em Koresh e depois se matou usando a mesma arma.

Agora vamos fazer uma lista simples e dinâmica, que qualquer cara que estuda PUA pode aplicar a sua vida para ter o máximo de sucesso reprodutivo e sexual:

  • Tenha uma infância brutal marcada por maus tratos e abusos sexuais;
  • comece a fazer sexo e a cometer crimes o quanto antes – a vida é curta e incerta demais para ter que ficar se preocupando com a moral dos machos beta. “Sociopatia” ou “psicopatia” são apenas termos inúteis criados pelos Betas e Alfas medrosos para prevenir que VERDADEIROS Alfas derrubem eles;
  • se junte a um culto e rapidamente assuma o comando dele. O culto deve ser um que tenha crenças malucas e uma estrutura hierárquica em pirâmide, para facilitar o controle social. Faça QUALQUER COISA para subir ao topo desta estrutura – o poder é a chave;
  • certifique-se que este culto é composto principalmente por machos betas inocentes e dóceis de classe média que são acostumados a seguirem ordens ao invés de caras agressivos do gueto que não aceitam desaforo;
  • no comando do grupo, subverta as regras para permitir a poligamia para si mesmo, enquanto restringe os outros caras do grupo ao celibato;
  • alegue ter o status de Messias – Koresh se auto intitulava O Cordeiro de Deus, salvador da humanidade. Em adição, ele sonhava em reestabelecer o “Trono de Davi” através de uma dinastia que seria movida por seus muitos filhos;
  • feche o culto para o mundo exterior para que suas peripécias sexuais não sejam incomodadas;
  • morra ao invés de manter o poder.

Uma consideração mais profunda destes módulos revelam seu poder sedutor e onipresença. Outros líderes de cultos e gurus como Charles Manson ou Rasputin seguiram o mesmo esquema básico. É justo dizer que um líder de culto é o macho Alfa supremo em atividade do Ocidente atual. De princípio humilde, ele acaba virando o rei do pedaço, tendo mais filhos e obtendo acesso ao sexo mais do que políticos poderosos e celebridades (e provavelmente muito mais do que esses PUAs betas). O isolamento dos cultos facilitam isto – não há aquelas leis bobas feitas pelos Betas ativas nesses ambientes, que impõe pensões e outras responsabilidades. O culto é uma família e o seu líder é o pai, com poder supremo sobre a vida e a morte em suas mãos poderosas.

O estudante da Verdadeira Sedução provavelmente achará difícil viver pelos padrões de Koresh, Rasputin, ou Manson, mas ainda pode adotar tais regras em sua vida em escala menor. Adote uma aproximação de culto quando tiver que lidar com os outros, tenha um ar autoritário misterioso e acima de tudo rejeite as convenções criadas pelos machos beta em todas as circunstâncias – você verá que isto faz sentido.

Falando de forma mais dura, as anglo-americanas (NT: e as mulheres de forma geral) não ligam muito para nerds de classe média que se auto intitulam “Alfas”, elas querem mais é marginais de baixo QI, assassinos sadistas e líderes de culto psicopatas como David Koresh e sua laia. Homens comuns de classe média acabaram comprando toda essa bobagem de “Novo Homem” que lhe foi empurrada na década de 1990 e agora se encontram com casas grandes, bons empregos e pouco ou nenhum sexo. Este é a verdadeira cruz do “Problema Sodini” – a revolução sexual dos Machos Gama, onde parasitas de bolsas governamentais aproveitam alto sucesso reprodutivo/sexual, enquanto betas de classe média (e não poucos machos alfa de classe média) ficam chupando dedo. Isto é ainda mais verdadeiro na Inglaterra, onde o estado de bem estar social recompensa a reprodução desenfreada e pune quem produz riquezas com seu trabalho. Isto nos leva ao fenômeno dos cavaleiros solitários – homens solteiros bem sucedidos, mas com vida sexual bem abaixo do ideal.

Se livrem destas correntes, caras!

fonte: http://kshatriya-anglobitch.blogspot.com.br/2009/08/david-koresh-lord-of-true-game.html

Comentário: Isto me faz lembrar das “seguidoras” daquele Inri Cristo. Se for olhar bem, é só mulher nova e bonita. Faz sentido…

Acho que vou abrir minha própria "igreja" também! Free groupies!

15 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Bieno Lakio

    Nego despreza monges que tem a hierarquia de um Dalai Lama da vida, mas pode ter certeza, se ele quiser, ele conseguiria envolvimentos afetivos com um monte de mulheres. Mais do que muito guerreiro da real experiente da vida. Misticismo e espiritualidade são chamariz.

  2. Felipe Barreto

    É simplesmente ridícula a sua classificaçao de um macho alfa atendo-se a quantidade de filhos que ele gera. Um macho alfa é identificado pelas qualidades de sua personalidade, e nao pela quantidade de mulheres que ele engravida. É óbvio que, justamente por essas qualidades, o alfa atrairá muitas fêmeas, mas nao é condiçao sine qua non para o reconhecimento de sua dignidade superior que ele engravide todas elas.

    Existiram muitos soberanos na história que tinham vastos haréns deixados por seu antepassados virtuosos, mas sendo ele um monarca medroso, covarde e tímido. Mesmo tendo muitos filhos, isso nao o transformaria automaticamente em macho superior, pois está apenas tirando proveito de um poder conquistado por seu antepassados, que foi transferido a ele por ser da linhagem, apesar de nao ter nenhuma virtude superior

    Uma lista inumerável de homens distintos nao deixaram muitos filhos mas foram alfas plenos, como Epaminondas, Alexandre Magno, Aníbal, Júlio César e tantos outros

  3. Jhon Snow

    Barão, vários artigos no site são bons. Mas cuidado mano ao citar a questão da violencia e ‘incentivar’ a violencia ou crimes. Ok, mesmo que não tenha sido você que escreveu, pode complicar pra ti.
    Flw man!

    1. Barãozin

      Nenhum dos textos q publico aqui incentivam violência. Como coloco no começo do texto, o texto foi escrito em tom satírico pelo autor original. É pra ironizar msm e mostrar uma verdade bastante inconveniente através do choque.

      1. Rider

        Pessoal tá levando as coisas muito ao pé da letra.

        1º – Leiam o primeiro parágrafo:

        “O artigo pode pegar meio pesado às vezes, mas acima de tudo não é uma apologia a um comportamento sociopata, mas sim uma análise satírica, dura e realista de como as coisas funcionam.”

        Talvez tenha que ser colocado em BOLD E GARRAFAIS pro pessoal entender.

        2º – É um site inglês. O humor deles pode ser corrosivo feito ácido. Imagine o Monty Python.

        1. Barãozin

          Porra, daqui a pouco vou ter q botar um letreiro em neon com isso aí rs

  4. Renato

    Tenho um amigo que traia a noiva dele pra caramba,meteu ALTOS CHIFRES NELA,enrolou ela por 5 anos e nada de casar.
    Enquanto isso ele metia com as aluninhas (ele é professor) do cursinho e etc….

    Num belo dia ela descobre que ele tava comendo uma aluna do colégio aonde ele dava aula,a aluna em questão tinha 18 aninhos,uma delicinha (eu vi as fotos dela..)
    Ela descobriu e fez um inferno na vida dele,desde ir no colégio fazer um escandalo até meter uma união estável nele,aonde ele se fudeu,perdeu tudo e mais um pouco.

    Pois bem,tendo passado por tudo isso e depois de um tempo,ADIVINHEM QUEM ELE ESTÁ PEGANDO DE NOVO??ahahahahahahah
    Ela está dando pra ele de novo e é apaixonadinha por ele ainda…..

    E ele continua METENDO CHIFRE NELA DE NOVO….ahahahahahahah

    Mulher é assim,quanto mais você pisa e maltrata,mais elas gostam de você,quanto mais bonzinho você é mais toma chifre e tem um sexo que mais parece que ela está te fazendo um favor,uma esmola….

    1. Barãozin

      A vida como ela é rs

    2. De volta à Real

      Realmente, de duas semanas pra cá comecei amolecer com a mulher, e ela me tratando mal, depois da primeira foda sem graça( último sábado ) cai na real. Segunda Joguei duro com ela disse que ia terminar, denunciei atitudes dela, fiz a danada chorar de tristeza. resultado: tive uma foda maravilhosa na segunda, e tá toda carinhosa agora. Elas são assim quando querem te ter nas mãos mas não tem são anjinhas, quando vc agrada e elas sabem q vc gosta delas, te desprezam. Por isso um brinde ao desapego total, para o bem da nossa saúde, principalmente emocional.

  5. Fernando

    Mais uma merda de artigo…
    Esse site está desvirtuando….
    Tá parecendo site de pre adolescente ou jovem revoltado…
    Q merda !!!

    1. Barãozin

      Ficou nervosinho com a verdade, é? rs

  6. Júlio

    Méritos para esse cara, porém ele não conseguiria fazer isso numa sociedade dinheirista como a nossa.

  7. andre

    seguir uma filosofia d e vida só pra pegar mulé pra min ainda é continuar no matrix manginiano.
    o guerreiro d a real “dsbravador” é o verdadeiro homem, 1ª regra o que importa é vc, 2ª regra o que importa é vc, 3ª regra o que importa é vc…..

  8. JV

    A real chutando a cara dos manginas sem dó nem piedade.

    Pra você PUAzeiro, vai lá implorar por um pouquinho de atenção de mulher na rua. hahaha

    1. provocador

      é isso aê!

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: