«

»

fev 28 2012

Quem faz suas escolhas estúpidas? VOCÊ!

por Tom Leykis   

Eu simplesmente estou farto de ler merdas como esta:

Eu acho que esta letargia minha é devido a minha tentativa de ser homem e a dona de casa ao mesmo tempo; tentando manter minhas finanças como se fosse uma contadora, e me manter bem entre meus amigos como se fosse uma diretora social. Tudo isso enquanto eu tenho que fazer as coisas do dia a dia, comprar comida, limpar a casa, tomar conta da casa e dos reparos do carro, trabalhar, manter meu blog atualizado e arrumar alguns bicos para poder ajudar no orçamento doméstico, já que o meu emprego não paga muito.

HAHAHAHAHAHAHA!

Que dó, minha filha. Você é quem escolheu este tipo de vida. Você era uma daquelas que pensava que “podia tudo”. Sabe do que mais? Todos nós temos que manter nossas finanças, nossas amizades, cuidar dos afazeres domésticos, comprar comida, limpar a casa, cuidar da casa e do carro, trabalhar, etc. E agora você escreve um blog esperando que alguém por aí fique com peninha de você. Deixe me falar uma coisa. Nós não estamos nem aí.

Ninguém tá nem aí se agora você está perdida e sem esperanças, com mais de 40 anos e agora tem que fazer tudo para si. Cresça, mulher. Você colhe o que planta.

De alguma forma me dá um imenso prazer ler essas choradeiras que eu vejo nesses blogs de mulheres desesperadas. Agora você tá descobrindo que tudo aquilo que você leu sobre ser uma “super mãe” e que “podia tudo” era uma montanha de lixo. Pensava que podia viver numa boa sem um homem, e claramente você não pode. Você está, em uma palavra, fodida. Na minha opinião, a vida que você sonhou foi um tremendo erro, e quanto mais cedo você se tocar disto, melhor.

Deixe-me ir além. Agora que você passou do prazo de validade, porque um homem que tenha algum bom senso iria querer algo com alguém como você? Você está cansada, não tem mais tempo para um homem de qualquer forma, tem filhos e aparenta ter mais de 100.000 km rodados. Até posso ver seu profile nessas redes de relacionamento: “Eu me diverti muito e agora quero sossegar, não tenho mais energia ou vida restantes em mim. Preciso de alguém que cuide de mim! Alguém que me faça uma pessoa melhor. Alguém que me leve para viajar para lugares que jamais poderia ir por falta de dinheiro. Quero alguém que entenda que jamais terei disposição para ele, exceto entre uma das minhas inúmeras responsabilidades que estupidamente assumi. Alguém que me tire essas responsabilidades das costas. Falando nisto, não tem como você pegar minha filha depois da escola? Tipo umas 5 vezes por semana? Depois disso, escutar que não posso transar com você por estar ‘cansada demais?’. Se você é este tipo de cara, eu sou sua mulher ideal!”

Sua vida agora provavelmente não passará de reclamações, obrigações e esperar pela morte. Como não percebeu isto quando virou à esquerda na avenida dos Estúpidos? Só a minha opinião. E espere até seus filhos terem filhos e quiserem que a vovózinha aí vire babá deles. Que vidinha! Porque diabos qualquer homem iria se meter numa confusão dessas?

Não há nada que eu mais gosto do que ver mulheres que considero trapo velho reclamando de suas vidinhas que elas mesmas escolheram ter! Pode começar a cavar sua vala agora, querida!

fonte: http://www.leykis101.com/the-professors-blog/who-made-your-stupid-choices-but-you

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Andirá

    Que triste. Mas aqui no país sempre tem um soldado pra pegar canhões sejam eles novos ou antigos.

  2. BetoGunner

    Como é bom ler esses textos e tbm seus comentários,nunca me cansarei. Valeu mesmo.

  3. andre

    aqui no brasil ´´e bem diferente, a maioria dos homems vivem doente “opa digo carente” que assumem qualquer canhão.
    esses dias mesmo vi ma balzaca rodada pra caralho feliz d a vida porque arrumou um otario “opa digo namorado”.

  4. Luis

    HAHAHHAHAHAA! O cara descreveu a minha irmã! Sempre bancou a feminista fodona que estufava o peito pra dizer que não precisava de homem pra nada. Hoje está com 48, dois filhos adolescentes e… sozinha! Foi casada e se divorciou, certamente por influência das amigas tranqueiras. Agora o destino dela será exatamente o que o Leykis descreveu. Quem planta, colhe.

  5. Carlos - RS

    Pois é… essa daí quando era nova só queria saber de “sair com as amigas” e recusar inúmeras propostas de namoro (supondo que de aparência na época ela fosse no mínimo “normalzinha”)… tudo tem suas consequências…

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: