«

»

fev 23 2012

[As regras de Tom Leykis] Você está certo e ela está errada

por Tom Leykis   

Muitos caras se esquecem de uma das melhores coisas de não enfrentar um relacionamento: você não precisa ter que aturar as intrigas que ela joga em você!

Vejas as brigas de casal, por exemplo. Quando você tem ela só como foda fixa, não há brigas, só um acordo: os dois tem necessidades e elas devem ser cumpridas, sempre quando for possível.

Quando você cai num desses “relacionamentos” você se encontrará discutindo bastante. Você ronca demais, não ajuda com as tarefas de casa, você só quer saber de sexo, etc. Isto jamais aconteceria se você seguir o meu conselho e jamais aceitasse que ela more contigo. Mas, não sei porque, muitos acham que discutir é melhor do que fazer as coisas do seu jeito. Mas porquê?

Eu, por exemplo, me enchi de ter mulher apontando meus defeitos e meus erros. Elas sugam sua energia e se você não tomar cuidado, elas detonam sua auto estima, sem falar da sua conta bancária. Nada eleva mais sua auto estima do que mandá-la a merda ou mandá-las cair fora.

Uma das minas ex vivia reclamando de mim. Nada funcionava melhor do que falar isto nessas situações: “Se sou tão ruim assim, porque ainda está aqui? A porta tá ali!” Deixava-a caladinha.  Ela ficava calada porque era a mais pura verdade! “Se não gosta das coisas que eu faço, então se mande daqui,” eu falava “e nunca mais me procure!”. Acha mesmo que ela ou qualquer uma das outras que eu falava isso iam embora? Não depois de eu mesmo ter que tirá-las de lá. Nada te dá mais respeito que falar para uma mulher que você não irá mais tolerar as reclamações dela e que ela simplesmente pode cair fora.

E aquelas que querem saber cada passo que você dá, então? Simplesmente fale: “Se não confia em mim, eu não sou o homem certo para você. Não se torture. Vá embora agora!” Isto irá fazer com que ela fique quieta no ato ou… ela irá dar o fora! De qualquer forma, você ganhou!

O conselho final que eu dou é que você nunca, jamais, dê a ela tudo o que ela demande numa discussão. Tenha tolerância zero para discussões. Você está certo e ela está errada. Se ela não gosta disto, ela pode muito bem ir embora.

Será que você é macho o suficiente para bater o pau na mesa?

fonte: http://www.leykis101.com/tip-of-the-day/you-are-right-and-they-are-wrong

2 comentários

  1. Julio Celio de Oliveira

    O grande problema é quando o cara é casado, tem filhos. Alei de família favorece em demasia a mulher. O homem se vê afastado dos filhos, que serão criados por uma mãe sem educação e bons valores e cultura. Temos que lutar pelas mudanças legislativas que só favorecem a mulher. Ainda temos previsão em legislação de pensão alimentícia ser paga entre cônjuges. Em tese o homem também poderia receber. Na prática, o que ocorre é que a mulher que trabalha ou está apta ao trabalho, o judiciário não fixa pensão a ser paga pelo marido. Porém esta é uma mudança que tem ocorrido somente na última década. Mas em direito de família, cada caso é único.

    Devemos saber que todo homem tem direito à guarda compartilhada, podendo conviver mais com os filhos e dar a orientação de pai, necessária para a boa formação do cidadão.

    A partir disso, a pensão alimentícia não deveria seguir o binômio necessidade X possibilidade somente. Acredito que a pensão justa deveria enumerar o ‘custo’ da criança e pagar-se as despesas fixas, como escola, transporte e uniforme escolar, plano de saúde, etc, na proporção do rendimento de cada genitor. As demais despesas, já que o tempo de convivência será igual, deveria ser dividida na proporção de 50% para cada parte. Assim, na hipótese do homem ou mulher que ganham mais, nenhum dos dois ficaria no prejuízo e dando dinheiro a mais.

    Já a aposentadoria com menor idade para mulheres é outra coisa que precisa ser revista. Tem que trabalhar o mesmo tempo que o homem, senão mais, porque a expectativa de vida é maior. Sem falar nas pensões vitalícias bem gordas que as viúvas recebem.

    A lei Maria da Penha deveria proteger o homem também, principalmente da língua criminosa que a mulher tem.

  2. Samuel

    Esse artigo foi excelente.
    A mulher é uma ciranda de emoções. Elas não conseguem ficar quietas, sossegadas, aproveitar a vida. Elas PRECISAM de emoção.
    Vão apontar o dedo na sua cara falando qualquer merda. Tudo é motivo de discussão. Vão querer destruir sua auto estima, te fazer se sentir um lixo.
    Vão por mim: não há coisa melhor do que falar um NÃO com vontade. Quanto mais você negar, mais duro e seco for com elas, mais elas vão te respeitar.
    Honestamente não acredito mais em casamento. Você pode ter a mulher mais incrível do mundo. 1, 2, 5 anos. Mas uma hora ela vai mudar. Uma hora ela vai se tornar uma idiota emotiva e descontrolada igual todas as outras.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: