«

»

fev 13 2012

[As regras de Tom Leykis] Tire as emoções da equação

por Tom Leykis

De tempos em tempos, se prestar bem atenção, as mulheres nos ensinam o que temos que fazer: tratá-las como lixo, pois assim elas sempre voltarão para ter mais!

Você sabe do que estou falando. Eu jamais iria sugerir uso de violência física ou assédio sexual, então não venham querer me interpretar errado. Eu digo é que um homem sendo não confiável e imprevisível sempre irá despertar a libido feminina. É só observar: mulheres sempre traem parceiros confiáveis e previsíveis com homens voláteis e não confiáveis. Sim, elas vivem reclamando de cafajestes, mas sempre estão atrás deles, deixando o bonzinho em casa pegando poeira.

O problema é que muitos homens começam a querer misturar emoção ao sexo, do jeito que suas mamães os ensinaram. Isto tem que parar imediatamente. Ter orgasmos é ótimo, é como dar aquela boa mijada depois de tomar litros de cerveja. Graças a deus aquele mictório estava ali, não é rapazes? Mas por acaso você se apaixona pelo mictório? Depois daquela mijada, você fica pensando em namorar o banheiro? Claro que não!

Então pra quê pensarmos nisso depois de dar aquela gozada numa gatinha?

Deixe suas emoções fora disto. Se você fica com vontade de começar a pagar as contas de alguém que não passa de um depósito de porra, deixe-a na geladeira por um tempo. Vá comer outra. Estas emoções podem lhe custar caro com o tempo, qualquer um que passou por um divórcio pode te confirmar isto. Pense nelas como você pensa num mictório: depois de se aliviar e se sentir ótimo, dê uma limpada no bilau, lave as mãos e se encaminhe para a saída. Você não tem que pagar nenhuma taxa de serviço prestado para ela.

Até as mulheres sabem que este é um bom conselho, não é garotas?

fonte:  http://www.leykis101.com/tip-of-the-day/take-emotion-out-of-the-equation

Comentários do Barão: como meu chapa Pragakham vive dizendo: Apego corporal e desapego emocional.

1 comentário

  1. eguinaldo

    mano ñ quero mentir mas as vezes acho um pco radical,tipo conflitante com a moral e a religião.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: