«

»

dez 06 2011

Seremos extintos, iguais aos dinossauros

por Angry Harry 

Quando esquerdinhas politicamente corretos vem falando que todos nascem com uma pré disposição natural para serem bons, agirem decentemente e de uma forma não violenta, e que só viram pessoas anti sociais e mal comportadas por causa das influências ruins de uma educação familiar “severa” ou por causa da pobreza, eu me imagino fazendo uma viagem no tempo e olhando para duas tribos humanas distintas e observando o comportamento deles.

A primeira tribo, a Tribo da Paz, tem igualdade dos sexos e educam suas crianças num sistema “laissez faire”, com todos tendo o direito de fazer mais ou menos o que bem entenderem, mesmo se isso acarretar em inconvenientes para outros membros da tribo.

A segunda tribo, a Tribo Agressiva, é regida por uma hierarquia rígida, onde as crainças são ensinadas a ter em mente o bem estar da tribo em primeiro lugar. Onde homens são treinados para serem caçadores e soldados ferozes, assim preparando-os para liderarem sua tribo na conquista de mais terras e recursos.

Assim o tempo passa, ambos as tribos se expandindo, e um num belo dia as tribos fazem contato uma com a outra, e começam a competir pelos recursos locais.

O que acontecerá?

Bem, se a Tribo da Paz continuar pacífica – com todo mundo preocupado com seu próprio umbigo e educando os jovens de uma maneira em que o bem comum na sociedade não é primordial – como eles se dariam numa guerra contra a Tribo Agressiva?

Perderiam feio, obviamente. A Tribo Agressiva simplesmente marcharia por cima deles, matando os “soldados” mal preparados da Tribo da Paz, levando mulheres e crianças para incorporá-los em sua tribo. Os homens da Tribo da Paz terminariam mortos ou escravizados.

Ou seja, a Tribo da Paz seria extinta.

Simplesmente não havia esperança para a Tribo da Paz. Eles só podemriam sobreviver se TODOS OS SEUS COMPETIDORES fossem compostos por pessoas com os mesmos valores pacíficos. Mas se existir APENAS UMA tribo agressiva, eles estariam fadados à morte.

Então, como a Tribo da Paz poderia se salvar da destruição? Bem, talvez começando a treinar alguns dos seus homens para a guerra. Mas, começando com isso, algumas consequencias viriam.

Toda a sociedade teria que mudar.

Bruscamente, as crainças da tribo seriam educadas numa maneira que eles seriam disciplinados e “treinados”, não apenas para guerrearem, mas treinados a lutarem com APENAS certos “estrangeiros”, ao invés de causar bagunça em sua própria tribo – pois se fizerem isso serão punidos.

Os soldados deverão ser sustentados e apoiados pelo resto da tribo. Eles seriam “pagos” por isso. Eles irão querer ter o acesso as melhores mulheres, provavelmente tendo preferência na hora da escolha da parceira do que aqueles que não se dispuseram a arriscar as suas vidas pela tribo.

E quem os iria impedir de demandar as melhores mulheres? Ninguém, a não ser que os que lideram os agressivos da Tribo da Paz estabeleçam uma “polícia” para poder controla-los.

Depois de tudo isto, é obvio que a Tribo da Paz não é mais uma tribo pacífica. Na verdade, ela se extinguiu. Ela ficou mais parecida com a Tribo Agressiva: com regras, regulações e treinando seus homens para serem guerreiros agressivos.

Em termos evolutivos, não há esperanças para uma Tribo da Paz. A Tribo Agressiva sempre iria ganhar, até de mãos amarradas.

Na Inglaterra de hoje, temos regras e políticas designadas especialmente para minar a capacidade dos homens brancos e heterossexuais. São mecanismos que estão lá para limitar deliberadamente sua própria “raça”. As tradições e valores que trouxeram sucesso para o nosso povo por séculos, tanto no quesito militar e educacional, estão sendo denegridos e se desintegrando. E o poder está sendo repassado para as pessoas que são as menos capazes de exercê-lo.

As crianças de hoje tem muito mais poder que seus pais e professores. Empregados tem mais poderes que seus patrões. Mulheres tem mais poderes que os homens sem nem oferecer nada em troca para ter este poder, e a preferencial está sendo dada para pessoas de determinadas raças, gêneros sexuais e idade, não levando em consideração se eles realmente merecem esses poderes. Em todos os casos, entretanto, o homem branco e heterossexual é deixado por último e é ignorado, sem ser considerado os méritos dele.

Pseudociências, como astrologia e quiromancia, tem bem mais valor na sociedade atual do que a ciência real, ignorando totalmente que estas pseudociências não contribuiram praticamente em nada para o nosso progresso, muito pelo contrário, acabam é atrapalhando em muitos casos.

Esses dias estava lendo o jornal “The News of The World”, um jornal que praticamente promove a pedofilia mostrando imagens de meninas de 16 anos com pouca roupa e que incita rebeliões entre aqueles que o QI não difere muito de um neanderthal.

Vemos um caso de uma gangue de jovens que estupram uma mulher e a jogam num rio, enquanto suas namoradas dão risada da situação, o que demonstra os efeitos de se educar crianças com a sensação delas serem tão “supremas” que elas não precisam de se importar nem um pouco com os outros.

Atualmente temos mulheres e crianças que acham que tem o direito de levantar falsas acusações para cima de homens, sem dar nenhuma prova ou evidência, assim infligindo danos tanto materiais quanto morais com total impunidade e sem medo de retaliação, ou nem mesmo o desmascaramento de seus atos.

Nós financiamos grupos femininos que desejam destruir os relacionamentos entre homem e mulher, e damos suporte para estas mulheres que querem aparecer e que só sobem na vida mais por causa de intimidações políticas e propinas do que pelo mérito.

E por consequência disso tudo, atualmente temos uma taxa de natalidade caindo tão rapidamente que no futuro simplesmente não terá trabalhadores suficientes para financiar os privilégios dos mais velhos. Os gastos sociais e médicos para com os mais velhos já estão bem abaixo do necessário, e o dinheiro que deveria ser gasto em pesquisas científicas, que beneficiam a todos, está sendo gasto em projetos insanos das feministas e dos politicamente corretos.

Já estamos tendo falta de mão de obra em certas áreas, e isso é um argumento muito forte para a importação de estrangeiros para ocupar estes cargos. Há muitas vagas, principalmente na industria, mas para nosso “super poderosos” jovens, mesmo aqueles que não tem NENHUMA qualificação válida, pensam que estes empregos não são “dignos” deles – e assim, o governo alegremente sustentam eles para não fazer nada, o que acaba contribuindo também para o problema da violência.

E também há empregos disponíveis que requerem muito conhecimento para executá-los, mas há poucos na nossa população preparados para fazê-los. De novo, o país precisa trazer gente de fora para preencher as vagas.

Resumindo, a Tribo da Paz está lentamente se boicotando e cometendo suicídio, e está sendo envenenada por muitos de fora dela que, entende-se, querem se dar bem com sua queda.

Uma Tribo da Paz nunca vencerá. Ela ou será derrubada por fora ou se implodirá.

Com a palavra, Charles Darwin…

“Uma tribo com muitos membros que possuem um grande espírito de patriotismo, fidelidade, obediência, coragem e companheirismo, que estão sempre dispostos a ajudar uns aos outros, tem grandes chances de vencer contra qualquer tribo; e isto nada mais é que a seleção natural.”

“Se um país tem suas fronteiras abertas, estrangeiros provavelmente imigrarão para ele, e isto provavelmente atrapalhará a relação entre alguns dos nativos. Sempre deve ser relembrado como pode ser poderosa a influência que uma simples árvore ou animal num meio que não exisitia ela antes.”

“Aquele que crê na luta pela existência e no princípio da seleção natural, saberá que qualquer ser vivo está constantemente se esforçando para se expandir em números; e assim se qualquer um dos espécimes variar um pouco, tanto em hábitos quanto na estrutura, e assim ganhando alguma vantagem sobre os outros habitantes do país, eles acabarão por tomar o lugar do habitante nativo, não importando o quão diferente ele seja dos nativos.”

fonte: http://www.angryharry.com/esWeregoingtobecomeextinct.htm?EA

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: