«

»

dez 14 2011

Os homens respondem biologicamente a paternidade

por The-Spearhead

Um estudo conduzido nas Filipinas demonstra que os homens respondem ao nascimento de seus filhos com mudanças hormonais, incluíndo até uma queda nos níveis de testosterona. Isto sugere que, assim como as mães, os pais também são “aperfeiçoados” depois do nascimento de seus filhos para poder assumir melhor o papel de pai.

Da BBC:

“O pesquisador chefe da pesquisa filipina, Christopher Kuzawa, diz: “cuidar de recém nascidos é um esforço que é cooperativo por necessidade, e nosso estudo demonstra que os pais humanos são biologicamente programados a ajudar no serviço.

A paternidade e as demandas de se ter um recém nascido requer muitas mudanças emocionais, psicológicas e físicas. Nosso estudo indica que a biologia masculina pode mudar substancialmente para poder se ajustas a essas demandas.”

[…]

Dr Allan Pacey, conferencista sênior em andrologia da Universidade de Sheffield, afirma que o resultado da pesquisa é fascinante:

“Os níveis de testosterona nos humans dificilmente mudam muito. Eles podem cair com a idade e pode ser alteradas por causa de algum tratamento médico. Mas ver mudanças dramáticas em resposta à vida familiar é algo intrigante.”

Os humanos são um dos poucos mamíferos em que os pais mantém uma relação bem próxima com seus filhos. Sem os dois pais, é muito difícil criar uma criança, já que isto requer um investimento dos pais imenso comparado às outras espécies. A qualidade que nos faz especial – nossa grande inteligência e a habilidade de criar e manter uma cultura – possivelmente só foi alcançada pelo investimento paternal na criança, por que mães humanas não poderiam criar seus filhos sozinhas na natureza – os dois são muito vulneráveis.

A maioria dos mamíferos geralmente investem pouco nas crias – isso se investir. Para estes animais, não é algo tão problemático, já que a cria apenas precisa aprender a andar e mais algumas outras habilidades rudimentares. Adicionalmente, eles amadurecem muito rápido comparado aos humanos, então a mãe pode se virar sozinha. Agora para os humanoa, a aprendizagem praticamente substituiu os instintos, então a criação paterna é bastante envolvida.

Ironicamente, ao invés de celebrar e elogiar esta característica humana única, os laços especiais entre pais e filhos são ignorados, e muitas vezes até vistos sob suspeita. A lei muitas vezes separam os pais de seus filhos, como se o pais fossem um mero apêndice doente. Nada poderia ser mais míope.

Talvez as autoridades acreditem que por causa da nossa sociedade baseada em bolsas e outros benefícios sociais, os pais não são mais necessários, mas qualquer um que faça um estudo a fundo comparando famílias intactas contra famílias “quebradas”, sabe muito bem que isto não é verdade. Agora finalmente estamos começando a ver a família humana sob a ótica biológica. Feministas não são conhecidas por respeitar a biologia, então provavelmente elas ignorarão evidências científicas irrefutáveis sobre a importância da paternidade, mas eventualmente a verdade prevalecerá.

fonte: http://www.the-spearhead.com/2011/09/13/men-biologically-respond-to-fatherhood/

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: