«

»

dez 14 2011

O que o termo “vadia” realmente significa?

retirado do livro The Principles of Social Competence
traduzido por Oddy 

O termo “vadia” refere-se a uma mulher repugnante ou difícil.

Características incluídas:

  • Raiva contra os homens;
  • Uso de linguagem insultuosa;
  • Emocionalmente instável;
  • Uma tendência a fazer exigências descabidas;
  • Uma atitude de se achar a “última bolacha do pacote”;
  • Teimosa;
  • Argumentativa.

Examinando a relação desses aspectos revela se um padrão comum de comportamento disfuncional caracterizado por mulheres privadas da autoridade masculina. Em vez de respeitar a liderança masculina, papel das mulheres, nas sociedades feministas estas estão condicionados a ignorar necessárias limitações de gênero. Acrescente isso às escolas que submetem-se as mulheres, a conseqüência é um sistema legal em que agora intimidas os homens enquanto encorajam mulheres a usurpar e contrariar as leis criadas pelos próprios homens.

Os efeitos nocivos podem ser sentidos em diversas áreas da vida, especialmente quando os homens tentam conduzir as interações sociais com as mulheres. Em vez de respeitar este dever do sexo masculino, as mulheres tentam subverter a autoridade masculina, degradando o status social masculino. Como resultado, homens tem medo de demonstrar sua falta de amigos, falta de experiencia social, aparência não adequada aos valores vigentes e desespero. Mulheres ‘’vadias’’ geralmente condenam saudações masculinas recusando-se a fazer contato visual ou retribuindo suas investidas com sarcasmo e insultos.

Suportar a este tipo de interação social é comum para o sexo masculino em sociedades feministas. Não é apenas a atenção masculina é desconsiderada, mas a masculinidade em si é ridicularizada pelas mulheres focadas em dominar seus parceiros.

As ‘’vadias’’ tratam a condição feminina com desprezo, preferindo adotar agressividade e um estilo de comunicação hostil. Muitas destas mulheres abordam uma relação amorosa como uma competição ao invés de um esforço cooperativo. O feminismo defende esta abordagem competitiva do namoro, partem do pressuposto de que homens favorecem as mulheres desafiadoras.

No entanto, esta filosofia competitiva no namoro realmente dificulta o desenvolvimento dos relacionamentos românticos. Ela obriga as mulheres a sacrificar suas essencias femininas de valor a submissão.

Como resultado, as mulheres encontram-se vivendo em um estado geral de medo, sem direção, segurança e conforto emocional. Suas relações são caracterizadas pelo poder de amargas lutas de liderança e negociação ressentido dos papéis do gênero. Não surpreendentemente, essas uniões instáveis ​​costumam falhar, contribuindo para a taxa de divórcio e epidemias de isolamento social masculino.

acesse o site dos autores do livro: http://manhood101.com

2 comentários

  1. Fernando

    É claro que o que mais o feminismo vai produzir no comportamento feminino que despreza a autoridade masculina são vadias,não é atoa que em sociedades onde permitiram que o feminismo tomasse conta de tudo o que mais tem são vadias na população feminina.

  2. semprehaker

    obrigado na minha escola ta lotado de vadia

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: