«

»

dez 09 2011

Caras que nem ele são perigosos…

Amigos solteiros de homens casados (e as esposas que os odeiam)

por Ken Knight

Já toquei neste assunto antes, mas gostaria de expandir um pouco mais isto. Sim, todo mundo sabe que os amigos (especialmente os solteiros) de um homem recentemente casado são dispensados por ele assim que a esposinha começa a pressionar seu marido a aceitar logo suas correntes (obrigações com a casa/aceitar as vontades da esposa) e agir de acordo. Amigos solteiros dele são vistos como “sabotadores” por uma esposa insegura porque, falando francamente, o amigo solteiro é como um escravo fujão trazendo as boas novas da liberdade! (parafraseando o comediante Bill Maher). Para botar mais fogo no assunto, digo ainda que a liberdade de seu amigo solteiro pode fazer com que ele repense em tudo o que ele perdeu se casando, com excessão daqueles presunçosos, aqueles que pensam que estão melhores casados do que aqueles que estão solteiros e sem obrigações com ninguém, porque eles fizeram “aquilo que se espera de um homem”, meu amigo Davis que se auto intitula “um imbecil que está ficando farto” porque ele se casou 2 vezes em 10 anos e acabou falindo para poder provar isto. Arrogância pode causar cegueira!

Na minha própria experiência como um solteirão convicto, eu tive amigos e colegas que ficaram anos solteiros, se casaram e depois se divorciaram e aqueles que se casaram e (voluntariamente) se acomodaram com a servidão assim que a lua de mel terminou, nunca mais foram vistos por seus amigos. Aqui vai alguns exemplos do que eu já ouvi/vi de coisas que mulheres casadas inseguras falam sobre os amigos solteiros de seus maridos:

  1. “Ele é esquisito; mulher nenhuma anda com ele!” (mesmo se ela só viu o cara uma vez na vida e outra na morte e assume que o cara só tem como amigo o marido dela);
  2. “Ele nem tem namorada, será que ele é gay?” (ela não viu ele com namoradas porque o cara não ia querer levar sua namorada perante esta monstrenga);
  3. “Tudo que ele faz é farrear!” (mesmo que ela só teve a oportunidade de vê-lo em alguma festa e acha que só isso é suficiente para denegrí-lo como um alcoólatra por apenas ter visto ele bebendo umas duas ou três vezes);
  4. “Ele é um daqueles solteirões frustrados, porque ser amigo dele?” (outro exemplo da esposinha tentando fazer com que o maridão perceba que o cara é um perdedor por RECUSAR a ser acorrentado pelo matrimônio);
  5. “Caras assim são perigosos… me lembram aqueles psicopatas.”(provavelmente a tática de humilhação mais nojenta que já ouvi de uma mulher, e ela se baseou apenas no fato que o cara era solteiro e gostava de armas, assim como era também amante de esportes ao ar livre, mas como ele não tem uma esposa para o “acorrentar”, logo é um cara suspeito);
  6. “Acha que seu amigo é gay e ainda não descobriu?” (outra tática de humilhação que ataca as preferências sexuais do amigo solteiro do marido dela. Ela se aproveita de que o marido obviamente não gostar de ter um homossexual enrustido por perto para poder melhor convencê-lo a se livrar do amigo “inconveniente”).

Claro que com isso não quero listar toda a dinâmica de uma vida de casado, porque eu mesmo nunca me casei. Mas pelo que eu vejo e escuto de mulheres que falam cada barbaridade de amigos solteiros de seus maridos me fez chegar a seguinte conclusão: para casais um homem solteiro é como se fosse “kriptonita” e na maioria dos casos ele deve ser afastado do convívio deles.

A lição aqui para os solteiros surge como um espelho onde se pode visualizar uma imagem cristalina do que a vida de casado seria para eles pela maneira como ele é tratado pela esposa do amigo (e muitas vezes também por seu amigo recém-casado) uma vez que a cerimônia de casamento acabar e os cartões de agradecimento serem enviados a todos os otários que compraram-lhe algo caro para seu “dia especial”.

Outra lição que fica… o que você acha que pode acontecer quando no futuro (cada dia mais próximo) quando o matriarcalismo americano resolver “chutar o cara solteiro” de vez da jogada através de mostrar que estes caras podem representar uma “ameaça pública”?

  • Solteiros desacompanhados de uma criança serão proibidos de permanecer em lugares onde elas ficam;
  • Solteiros serão punidos por “assédio sexual” (flertar outras mulheres solteiras que não foram com a cara dele);
  • “Imposto para solteiros” para lhes arrancarem grana (provavelmente apoiado pelos religiosos);
  • Solteiros sendo cada vez mais humilhados e ridicularizados na mídia (ao estilo do filme “Our Idiot Brother”?)

Por todas as liberdades que um solteiro tem, isso só o fará ser mais e mais odiado por mulheres casadas, feministas solteiras, lésbicas e homens que os enxergam como pessoas que “fogem de suas responsabilidades de homem”. Se essas pessoas pudessem construir um campo de concentração para solteiros, podem apostar que eles fariam!

fonte: http://www.the-spearhead.com/2011/08/16/guys-like-him-are-dangerous%E2%80%A6/

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. clezio

    porra ! tenho dois colegas casados meus que quando eu ia visitar eles os filhos da puta me chamavam para o bar e depois diziam para esposa que foi eu que fiz isso….bando de homi frouxo do karay que não tem coragem de falar para a mulher que vai ali tomar uma no bar … por isso que quando ia na casa deles a mulher já fechava a cara quando me via mesmo eu levando presente para os filhos deles…. teve outro que disse que foi eu que mandei ele terminar o noivado e cancelar o casamento e depois a mulher me adicionou no facebook para saber disso… ai teive de improvisar de toda psicologia para resolver isso…aff..os maluco me admiram por eu poder ser solteiro e eu admiro eles de se sugeitarem em ser casados com cada desgraça problematica que ninguem merece

  2. carla

    mas pera…
    os homens não se incomodam que a esposa tenha amigas solteira?o pensamento não é o mesmo?

  3. Lee Jun-fan

    O texto trata de uma questão muito importante: mais do que uma birra contra os amigos do marido, há uma tentativa de apagar os amigos solteiros deste. Estes que muitas vezes se recusaram a se casarem são uma ameaça por ainda desfrutarem de uma liberdade que a maioria dos homens casados não tem mais. E como a presença deles podem alertar os maridos, mesmo que de forma inconsciente, elas se sentem ameaçadas se forem esse tipo de mulher imprestável pra relacionamento e que prende o homem.

    Já presenciei vários casos assim acontecendo. Mas os que mais me surpreendem são os que começam nos namoros. Oras, eu também namoro, mas vá ser paspalho de ser pau mandado e escravo da mulher no inferno, mangina! Como será no casamento então?!

    Agora, não sei de onde o autor do texto tirou que religiosos apoiariam medidas ditatoriais, como a citada no exemplo, contra os solteiros. Esquizofrenia ou perseguição aos religiosos? Tirando isso, ótimo texto.

    Obs: se alguém que se disser religioso apoiar uma lei contra pessoas de bem obviamente se tratará de um charlatão (tal como as abortistas “católicas pelo direito de decidir”), o que não é motivo para atacar religiosos verdadeiros.

  4. JV

    Esse texto deveria ter sido esculpido em pedra porra! [2]

  5. Marcos

    Esse texto deveria ter sido esculpido em pedra porra!

  6. Luis

    “Ele nem tem namorada, será que ele é gay?”

    “Acha que seu amigo é gay e ainda não descobriu?”

    Uma boa resposta em defesa do amigo seria: “se ele é gay, saindo com pelo menos uma mulher diferente a cada fim de semana, então eu sou uma bicha louca desvairada, porque fico sempre com a mesma o tempo todo”.

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: