«

»

nov 29 2011

[Livro traduzido] A psicologia da Malícia – Roy Sheppard e Mary T. Cleary

Senhores, mais uma tradução nossa, desta vez um livro. Apresentamos um trecho do livro do Roy Sheppard “Essa vadia: Proteja-se contra mulheres com intenções maliciosas”, mais especificamente o capítulo 4, onde Roy Sheppard discorre sobre prováveis problemas psicológicos e comportamentais que as tais “espertinhas” podem ter, e como elas agirão contra algum homem incauto que caia nas garras dela. Notem que há uma grande semelhança com os escritos de Nessahan Alita, o que confirma que em todo o mundo a mulher tem um comportamento “padrão”.

Este não é o livro completo do Roy Sheppard, e sim um trecho que ele disponibilizou gratuitamente no site dele, mais especificamente o capítulo 4,  como “amostra grátis”.  Caso alguém que esteja nos lendo tenha algum contato com alguma editora, seria bem interessante fazer a sugestão de comprar os direitos do livro e lança-lo oficialmente no país.

Link para download:

http://www.4shared.com/document/2U-NZziv/A_psicologia_da_Malcia_-_Roy_S.html

créditos da tradução:
tradução: barão_kageyama
revisão e arte final: Cenobita
revisão e edição: barão_kageyama

Só relembrando, o vídeo dele que traduzimos, que está bombando no youtube:

Sorry, site not recognized

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Guliver Nogueira

    Link do livro não válido!

  2. daniel

    chorei,berrei,me desmanchei,a exatos 25 dias atras,pois neste exato momento,graÇas a A psicologia da Malícia – Roy Sheppard e Mary T. Cleary,descobri que fui casado durante 6 anos com uma sociopata,cara,o pior,vem sendo exatamente fiel a literatura com a vida real,eu vivi isso ,parece que aquela dor que rasga o peito,com a ausencia de alguem,que vc subjulga que ama, aliviou enormemente,praticamente desapareceu,graças ao texto compreendi,que nao tenho mais um segundo a perder de sentimentos a essas punilhas,nao tem concerto,vem sendo da natureza delas,quando sao desmascaradas,bem,ae, saida pela esquerda,da vontade de costurar a doente e o covarde que te fizeram mal,
    mas prefiro largar para as cobras.
    mas uma hora elas encontram um chico picadinho da vida,ae corre para o abraÇo que a casa caiu!
    obrigado pela literatura pessoal.
    vou formular um texto,mais para frente,com minha experencia,de reabilitar uma crakuda e sociopata.
    por favor,parem de rir,
    eu consegui,nestes 6 anos,parece que consegui dominar a sociopata,mas lendo a psicologia da malicia,vi que fui ludibriado em varias ocasioes
    mas valeu a pena,era a coisa mais querida,linda,chegou um trapo sujo e saiu uma princesa.
    sem palavras pessoal,obrigado!

  3. Ruslan Q.

    Olá!
    Algum progresso na TRADUÇÃO aumentando o PDF atual?
    []´s

  4. Marcio Gonçalves Strzalkowski

    Me lembro que tive um relacionamento realmente abusivo no passado.
    Não chegou a se tornar em agressão fisica. Mas lembro de muitas dessas taticas de humilhar, cobrar, ter ciumes e brigar sem nenhum motivo aparente.
    Me livrei do relacionamento a tempo. Porém, fiquei emocionalmente abalado pra caralho…
    Com o tempo, identifiquei exatamente as caracteristicas e entendi que estava indo em direção a um relacionamento realmente abusivo e prejudicial…

    Se conto aqui a minha história, é porque ninguém tem que ter medo de revelar que já sofreu por causa de uma jararaca…
    E que devemos sim conversar e contar nossas histórias de como superamos essas etapas de nossas vidas…

Deixe uma resposta

Switch to mobile version
%d blogueiros gostam disto: